História Helô e Stênio Para Sempre 8 - Capítulo 43


Escrita por:

Postado
Categorias Salve Jorge
Personagens Heloísa "Helô" Sampaio Alencar
Tags Helo, Novela, Para Sempre, Salve Jorge, Stênio
Visualizações 233
Palavras 711
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 43 - Capítulo 43


Fanfic / Fanfiction Helô e Stênio Para Sempre 8 - Capítulo 43 - Capítulo 43

Ao acordar, Helô senta com a fiel escudeira a mesa da cozinha e as duas acertam detalhes sobre a logística e funcionamento da casa. A delegada ajusta e combina alguns pontos com a avó de seu filho. Ao final da conversa, entrega o comprovante de uma transferência para ela e corta qualquer argumentação.

– Não tô entendo porque a senhora transferiu esse valor, Donelô.

– Ué, teu salário Creusita.

– Quem paga meu salário não é a senhora.

– Presente de natal antecipado, pronto.

– Oxê, DotoStênio também depositou o triplo do valor do salário mais o décimo.

– Tu merece muito mais, meu amor.

– Não preciso desse dinheiro todo não, Donelô.

– Precisa sim.

– Sei nem com que gastar. Eu tenho tudo que preciso aqui nessa casa. Não pago aluguel, vocês dois não me deixam comprar nada de comida.

– Pega esse dinheiro e vai no shopping comprar roupa nova, sapato. Renova o guarda-roupa, boba.

– Até parece que eu gosto de fazer compras, ainda mais em shopping de rico.

– Deveria gostar, Creusa. Poxa!

– Prefiro comprar minhas coisinhas na loja da amiga da Morena, lá no Alemão.

– Cadê aquelas suas amigas que estavam querendo viajar? – A delegada questiona.

– Elas estão se organizando pra ir em janeiro, mas eu já disse que não posso.

– Não pode por quê?

– O Miguelzinho entra de férias e não posso deixar meu menino sozinho. Ainda mais agora que a senhora vive enfiada naquela policia. Vai bem cedo e volta de madrugada.

– É só até fechar essa caso.

– E já sabe quando acaba com isso?

– Não!

– Por isso mesmo prefiro não organizar viagem nenhum. Quero é cuidar do meu menino durante as férias dele.

– Quem disse que o Miguel terá férias, Creusa?

– Toda criança que estuda tem, Donelô.

– Stênio já fez a matrícula dele na colônia de férias da creche mesmo. Vai para tua viagem. Qual o destino?

– É uma praia famosa lá do Ceará.

– Quer ajuda para montar os looks? Eu e Drica podemos ajudar.

– Oxê!

– Creusa, estou falando sério. Tu precisa aproveitar mais a vida. Não pode viver trancada nessa casa se dedicando a gente e em especial ao Miguel.

– A senhora tá querendo me dispensar? Por que eu conheço um bocado de gente que os patrões trocaram por empregada mais novinha.

– Claro que não quero te dispensar, sua boba. Até porque já falei que aqui tu é muito mais que uma funcionária. Usa esse uniforme porque quer, eu nunca pedi ou exigi. Só que não acho justo tu não curtir o verão com as amigas, pensando na gente.

– E quem ficará com o menino se eu invento de ir em uma viagem dessas?

– Stênio! Ele tem recesso no escritório, janeiro inteiro o Stênio estará de férias e fica em casa cuidando do Miguel.

– DotoStênio não dá conta de ficar com Miguelzinho não, a senhora sabe disso.

– Claro que dá conta sim. Tu vai nessa viagem com as amigas, nem que eu tenha que te embarcar a força. Mais tarde te transfiro um valor extra para as despesas.

– Donelô, não precisa não.

– Claro que precisa. No nordeste tudo é muito caro e tu merece aproveitar todos os passeios que eles têm por lá. Em breve, também quero viajar com o Stênio. Da outra vez que fomos... ah... foi maravilhoso. Tu vai amar!

– Apesar de ser da Paraíba, nunca conheci as praias do Ceará.

– Então Creusa, chegou a oportunidade. Confirma e organiza tudo com tuas amigas.

– A senhora tem certeza, Donelô?

– Claro que tenho. Pode viajar tranquila e trata de aprender a usar o celular que o Stênio te deu. Tem uma ótima resolução e você consegue capturar as belezas das praias e nos mandar muitas fotos.

– Eu ainda não sei se irei nessa viagem não.

– Creusa, claro que vai.

Stênio entra na cozinha com voz sonolenta e interrompe a conversa das duas:

– Que viagem vocês duas estão falando?

– Creusita pretende passar as férias dela em uma praia do Ceará com as amigas.

– Posso ir com você, Creusa? Minha esposa só pensa em trabalho e acho que não quero ficar largado, abandonado durante o verão todo.

– Palhaço! – a delegada sorrir e corresponde ao selinho que ele lhe oferece.

– Amor bom dia. – o advogado cochicha contra a boca dela.

– Bom dia meu amor. – ela responde e os olhinhos da fiel escudeira brilham assistindo aquela cena.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...