1. Spirit Fanfics >
  2. Help! I fell in love with my kidnapper- jikook >
  3. Cativeiro

História Help! I fell in love with my kidnapper- jikook - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


e vamos de ficar com peninha do jimin neah??

Capítulo 2 - Cativeiro


Fanfic / Fanfiction Help! I fell in love with my kidnapper- jikook - Capítulo 2 - Cativeiro

foram mais de 2 horas na estrada, até chegar na casa em que ficaria preso, por jeon jungkook. O park ficou olhando pela janela da van, era uma casa amarela com um grande muro em volta, com muitos arbustos espinhosos o cercando, deixando tudo pior, muito mais assustador. As luzes de dentro da casa estavam apagadas, e como eram 5 horas da manhã, não havia ninguém na rua, ninguém para ver aquilo, ninguém para ajudar! O homem colocou algemas nos pulsos do garoto loirinho, que estava muito assustado com aquilo, ainda mais com uma arma apontada para si o tempo todo. o sequestrador pediu para park caminhar lentamente para onde queria, e caso ele gritasse ou tentasse algo, ele morreria. então, ele ficou com muito medo e resolveu apenas obedecer ás ordens que lhe eram dadas pelo homem encapuzado que o dava medo.

depois de alguns minutos, chegaram em uma espécie de segundo porão, que tinha acesso pelo porão da casa, com uma entrada completamente escondida naquele lugar, que ninguém suspeitaria de exatamente nada. aquela entrada escondida revelava uma escada, que dava acesso a uma outra porta, bem pesada, de tranca, que secretamente havia um cativeiro. aonde park estava agora, porém, preso em uma cadeira, muito assustado e sozinho. olhava em volta, analisando todo o local em que provavelmente ficaria por muito tempo. Era um quarto pequeno, com uma mini cozinha, um vaso sanitário, uma cama e alguns outros objetos aleatórios que para o park não tinham diferença alguma. porém, para sua surpresa, o local era muito limpo e arrumado apesar de pequeno. ele começou a se debater e gritar pedindo ajuda, chorava e gritava a todo momento.

-Socorro!!! Alguém está me ouvindo??!!- sua voz já estava rouca e fraca, então, nenhum esforço adiantava, por mais que ele tentasse. por isso, resolveu desistir daquilo, vendo que era totalmente inútil tentar.

-cheguei, querido. você está bem?- ele ainda tem a audácia..., pensou o Park, fuzilando aquele homem com seus olhos, em silêncio. -Não precisa me responder... eu apenas vim te assegurar que eu não te prenderei por muito tempo, eu só quero dinheiro.- disse o Homem um tanto alto, com cabelos morenos, se sentando em uma cadeira de frente para o mais novo enquanto tinha um cigarro aceso entre seus dedos da mão direita. -eu vou te soltar, para que durma bem, mas amanhã vou te explicar algumas coisinhas...- acabou por sorrir ladino, convencido pela "conquista" de sequestrar alguém, como sempre planejou.

-eu não quero saber! me solte já, seu monstro!- disse claramente muito irritado, se debatendo naquela cadeira de ferro gelada, fazendo com que aquele sorrisinho convencido do homem sumir de seu rosto, e ficou tão irritado com o mais novo, mas tão irritado, que por impulso, apagou o cigarro no braço do menor, que gritou tão alto, que perto de qualquer outra pessoa, daria pena. 

-você não vai sair daqui tão cedo! trate de dormir que amanhã será um dia bem longo.- disse o moreno, soltando o garoto daquela cadeira, que chorava intensamente, sem emitir sons, mas percebia como o garoto sofria. Sem nenhum dó, o mais velho nem mesmo o ajudou a chegar na cama, por toda a raiva que estava a sentir da afronta que recebeu do pequeno Park. - Nos veremos em breve, querido...

Saindo daquele cativeiro e após o trancar, o maior andava tranquilamente até seu quarto, sem nenhum remorso de ter sequestrado uma pessoa, principalmente um menor de idade que obviamente teria muitos traumas daquele mal que ele estava fazendo. ele não estava nem ai de ter simplesmente machucado aquele garoto daquela forma dolorosa, aquela dor que o park nunca sentiu antes tanto na pele quanto em seu coração. enquanto o mais velho ia se deitar para dormir tranquilo, o park chorava , completamente arrependido e pedindo inúmeras vezes para que voltasse no tempo e não saísse de sua casa. porque em tão pouco tempo, tudo estava sendo horrível, ele não queria que nada disso tivesse acontecido, só queria tomar um ar e esparecer. mas tudo de ruim que poderia ter acontecido naquele momento, aconteceu, e ele só queria sua casa e sua vida de volta. praticamente se arrastou pelo chão enquanto chorava, em direção á cama, sem nenhuma força psicológica para poder caminhar até a cama, até que conseguiu se deitar sobre o colchão duro porém quente, chorando cada vez mais e mais, até sentir sua cabeça doer de tanto que chorou e então adormeceu. park estava muito assustado, estava com medo, e só queria poder voltar pra casa...


Notas Finais


talvez vcs fiquem com raiva do kook klsksksks mas relaxem que essa tortura é só de início


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...