História Help (jungkook) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), HyunA
Personagens HyunA, Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jungkook
Visualizações 2
Palavras 755
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Poesias

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura

Capítulo 4 - Help (4)


Fanfic / Fanfiction Help (jungkook) - Capítulo 4 - Help (4)

 

 

{pensamento on}

 

De alguma forma aquele abraço me deixou tão calmo... por alguns momentos eu me senti no abraço quente e confortavel da minha mãe, quando eu estava triste ela simplesmente me abraçava, ela queria que eu cuidasse da minha irmã como se fosse tudo, ela de noite vinha no meu quarto e contava historias, eu ficava facinado naquelas historias, meu pai assim como minha mãe tambem eram carinhoso, meu pai me ensinou a caçar, fazer comida e minha mãe  ela me ensinou a escrever e a falar inglês ela era professora de inglês e ficou tão feliz, mas meu pai... quando descobriu a gravides que a futura geração da nossa familia seria uma menina, começou a se envolver com coisas que não deviam, por causa da minha inocencia eu não entendi que meu pai não estava bem... ele se envolveu com os "caveiras do sul" uma gangue de motoqueiros que andam apenas na parte Sul da cidade, ele começou a usar drogas e foi ficando cada vez mas loko... depois que a minha mãe morreu e começou as minhas crises, todo dia que eu chegava em casa minha irmã estava machucada e todas as vezes desacordada... eu culpava ela, mas talvez aquele lixo de pai que abusava dela, depois de ter largado a gente fez bem, talvez a culpa não seja minha, talvez ficar com meu pai seja pior... ele era machista e não aceitava uma menina na familia... o porque nem eu nem ninguem sabe, a unica que sabia era minha mãe que se hoje estivesse aqui não iria permitir que ninguem falasse coisas como ele falou para ela quando estavamos em casa, coisas que machucaram o psicologico da minha irmã que era tão pura mas aquela estrela foi se apagando pela maldito pai drogado que eu tinha, todos os dias eu pedia para ele ter uma overdose e simplesmente morrer, mas no dia que ele abondonou a gente o escroto foi eu, eu não deveria ter deixado a ansiedade me dominar e ter deixado ela chegar ao nivel de bater na minha irmã...

 

{pensamento off}

 

-anjinho... é complicado... talvez você não entenda... eu sou alguem cheio de problemas...

-eu não sei o que você passou jungkook, mas agora tenta viver a vida... talvez o que te fez chorar ou fazer esses cortes no seu braço já tenha ficado no passado, vamos vive!

viver... talvez essa seja a palavra que eu não sei o significado... desdos meus 13 anos eu não sei o que é viver, eu não sei o que é sorrir realmente estando feliz... nesse momento eu realmente perdi tudo, como vai ser chegar na casa do meu tio hoseok e contar que eu matei o meu padrasto, perdi a minha irmã, fiz alguma coisa com a minha "mãe" e agora fiz o Park simplesmente está vindo pra cá sem saber como eu estou, ele já tem tantos problemas, eu estou confuso, eu preciso chegar em casa logo, eu preciso deitar e pensar tudo, eu preciso dela... eu sai daquela casa sem nada apenas com uma roupa no corpo, algumas moedas no bolso e o material da faculdade... eu estou tentando desistir de tudo, eu já não sei o que fazer, eu estou entrando em desespero, eu estou perdendo tudo, eu estou sofrendo, estou arrependido por ser o que sou, por ser apenas mas uma barreira na vida da minha mãe, por não saber ajudar a minha irmã... ta tudo tão dificil, eu só queria poder abraçar  minha irmã de novo e falar

- vai ficar tudo bem... a gente vai se encontrar.

como eu falei antes de me adotarem e deixarem ela naquele lugar horrivel, eu sei que eu sou horrivel, por não ter aproveitado cada momento com quem realmente estava do meu lado... eu não aproveitei a minha mãe e no mesmo dia eu briguei com ela e ela passou raiva e entrou em trabalho de parto e quase matou a minha irma, eu não soube aproveitar o meu pai que mesmo tendo todos aqueles problemas de drogas me abraçava e falava..

- nunca me decepcione

Eu sei que se ele me ver hoje como eu realmente estou ele ia ver que eu não sou mas o filho dele, o filho que ele tanto queria que fosse sucedido e mesmo que eu lembre só de algumas coisas eu sei que ele ia ver que eu sou a total decepção em pessoa e que toda a minha vida eu só fiz merda... eu só preciso dela agora... DA MALDITA LAMINA! 


Notas Finais


Obrigada por ler


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...