1. Spirit Fanfics >
  2. Help Me, Cupid! >
  3. 003; The Cupids's Bet

História Help Me, Cupid! - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


voltei rápido não? KKSKKK

enfim, eu tô com esse cap pronto faz umas 3 semanas, agr q eu postei o 2°, vou postar esse

queria falar q o cap eh tipo um flashback da Jiwoo, do q aconteceu antes dela chegar na Terra

Capítulo 3 - 003; The Cupids's Bet



Lá estava Jiwoo, novamente, tentando acertar as flechas nas pessoas corretas sem errar, como sempre.


— Aposto que a Jiwoo não vai conseguir acertar de novo. — disse um cupido que observava Jiwoo mirando a flecha.

Ele ria e zombava dela com seus amigos.


— De novo você está me perturbando? Vamos apostar então. — a ruiva falou em um tom desafiador, arqueando a sua sobrancelha esquerda, perdendo as almas gêmeas que deveria atirar a flecha de vista.


— Vamos então. Se eu ganhar, vou te desafiar a ir para a Terra, e juntar as almas gêmeas sem um arco-e-flecha. Ah, e você terá que se vestir e agir como uma humana. 


— Mas você não pode me mandar para Terra sem a autorização da-


— Não precisamos de autorização! Vamos te mandar escondido para lá. Sabemos que você vai desistir rápido, então ninguém vai sentir sua falta por muito tempo. — o cupido cortou a fala de Jiwoo com grosseria.


— E se eu ganhar, você vai… Ter que parar de me zombar ou de me chamar de "mal treinada"! E… Comprar minha comida por um mês!


— Apostado então! — os cupidos apertaram as mãos, ambos com feições desafiadoras e confiantes, mas o medo crescia em Jiwoo, ela raramente conseguia acertar as flechas de primeira, e realmente não queria perder aquela aposta.


A Kim pegou seu arco, seus olhos atentos vagavam pela Terra procurando os futuros parceiros. Não demorou muito para que ela os achasse conversando.

Pegou uma flecha e mirou na pessoa mais próxima dela. E com sucesso, a acertou com a flecha do amor!

Porém, o azar veio. Acertou a segunda flecha em uma pessoa que estava dirigindo com a janela do carro aberta.


— Ha! Ganhei a aposta! Hora de te mandar 'pra Terra! — Jiwoo engoliu seco. Estava com medo de não conseguir juntar as almas gêmeas e de levar uma grande advertência por ir para à Terra sem a permissão de ninguém.


— Espera aí! Eu preciso arrumar minhas coisas, estudar sobre humanos e as almas gêmeas que terei que juntar!


— Hum, faça logo então, isso vai ser divertido… — Jiwoo não ouviu direito o final da frase, saiu andando cabisbaixa para sua casa.


O lugar onde morava era igual a uma casa de boneca. Cercas e móveis com corações, janelas vermelhas, telhado e casa rosa e um jardim repleto de flores.

Não havia ninguém lá, isso era bom, Jiwoo poderia sair sem ser questionada. Arrumou sua mochila branca apenas com roupas, cupidos não necessitam de banho ou escovar os dentes, e até onde ela saiba, isso não muda mesmo que os cupidos fossem para a Terra. Agora sua comida… Ela iria passar fome.


Saiu de casa cabisbaixa, chutando as pedras que haviam no chão, olhando através da transparência de uma nuvem, o mundo humano. Jiwoo não sabia muito sobre a Terra, apenas que era um lugar perigoso, cheio de pessoas perversas e malvadas, um mundo amargurado de acordo com vários cupidos mais velhos.


— Hey, Jiwoo! — Chaewon, sua melhor amiga, chamou sua atenção, chegando gentilmente.


— Ah, oi Chaewon…


— Então, eu já resolvi o seu probleminha com as almas gêmeas de hoje mais cedo na aposta. — disse a Chae sutilmente.


— Sério? Ah, muito obrigada mesmo! Mas, você desapaixonou aquele cara que eu acertei a flecha sem querer?


— Não! Vou deixar isso 'pra depois, estou com preguiça agora…


— Ah… tudo bem, obrigada novamente!


— E aqui estão os arquivos das almas gêmeas que você precisa juntar. — a loira entrega duas pastas muito pesadas para a Kim. — Você ainda precisa estudar sobre os humanos?


— É, acho que sim.


— Tudo bem então, vai na biblioteca, lá tem livros sobre os humanos, adolescentes e etc…


— Ok, eu já ia para lá mesmo, 'pra poder ler esses arquivos em paz! 


— Entendo, entendo. — a Park falou rindo fraco. — Você não vai trocar de roupa? — ela perguntou apontando para as roupas da ruiva.

Ela trajava uma saia branca rodada com corações nas pontas, blusa também branca de manga longa com rendas no final. Usava um salto rosa com sua plataforma com formato de coração e um colar com um pingente de arco-e-flecha de cupidos.


— Não, por quê?


— Nada não, esquece! Deve… Hã, normal na Terra eles usarem isso né? 


— Você acha? — Jiwoo olhou para sua própria roupa.


— Claro, claro! 


— Certo… Vou indo agora Chae, até mais!


— Tchau Jiwoo! — a cupida então, seguiu seu caminho. 

Ao chegar na biblioteca, sentou-se na primeira cadeira que viu, e leu os longos arquivos por horas, e quando os terminou, ainda precisou procurar por um livro que falava sobre humanos.

Jiwoo nem leu o livro direito, pulou logo para o capítulo que falava sobre adolescentes, já estava cansada de ler.


Quando saiu da local, deu de cara com o cupido que havia apostado, ele parecia estar procurando por ela, com muita raiva, inclusive.


— Ah, aí está você! Por que demorou tanto? 'Tá querendo me enrolar?


— Não! Eu só estava me preparando. E agora estou pronta! — falou Jiwoo com convicção.


— Certo, vamos logo fazer isso. — os dois seguiram à sala principal da associação de cupidos da Coréia do Sul. Lá, tinha uma máquina de teletransporte do céu à Terra, e vice-versa.

Jiwoo entrou na máquina, em uma pequena cabine para ser mais específica, e através do vidro transparente, viu o cupido digitando algo muito rapidamente, preferiu nem questionar, senão, se arrependeria depois.


— Isso! Agora é só ir em "confirmar" e pronto, você já vai 'tá na Terra. Adeus Jiwoo! — a ruiva fechou os olhos, e puff! Já estava no mundo humano, e estranhamente, suas roupas mudaram.

A Terra era mais quente do que o céu. Era mais barulhento, sujo, abafado e a paleta de cores era mais variada. Ela pensava que poderia ser pior.


— Próximo destino: casa da Seulgi!












 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...