1. Spirit Fanfics >
  2. Helpless - Imagine Giyuu Tomioka >
  3. 2 - Tsuki

História Helpless - Imagine Giyuu Tomioka - Capítulo 3


Escrita por: cuph3ad

Notas do Autor


BOMBDIA DESCULPE A DEMORA PRA POSTAR

Capítulo 3 - 2 - Tsuki


Fanfic / Fanfiction Helpless - Imagine Giyuu Tomioka - Capítulo 3 - 2 - Tsuki

 — 韻ゑ竹

(lua)

Eu não esperava acabar dessa forma; noiva de um Lorde qualquer que teve um coração de ouro ao me enxergar como uma donzela indefesa.

Minha mãe definitivamente não aceitaria isso.

Lembro-me perfeitamente dela me contando histórias, lendo livros e poemas sobre amor. Ela sempre me dizia que, diferente das moças das histórias, eu já era completa e não precisava necessariamente de alguém para ser minha outra metade da laranja.

Mas ela dizia que — algum dia — eu iria encontrar um rapaz que me faria companhia e estaria lá para me apoiar nas minhas decisões como futura Imperatriz.

Talvez seja esse suposto Lorde. Ela não disse que seríamos dois apaixonados, afinal de contas.

Levo muito a sério as coisas que ela me contava.

Ela era considerada a Imperatriz perfeita.

Mas tem algo debaixo dos tapetes:

Minha mãe não tinha sangue nobre apesar de ser da realeza. No entanto, isso ainda é muito questionável em um casamento real.

A lei diz que a linhagem real deve continuar, porém, meu pai teve a audácia de quebrá-la apenas para se casar com a minha mãe.

Afinal ele é o imperador, pode alterar a lei quando quiser.

Mas dificilmente ele faria algo assim de novo, afinal, iria desestabilizar novamente toda a maldita economia do reino.

A era Taisho será lembrada e marcada pelos seus problemas na economia, e se eu não fizer nada a respeito, a era do reinado do meu pai pode ser considerada a pior da História do Japão.

Ele moveu montanhas pela mulher que ele amava.

A parte engraçada é que me lembro da minha mãe como uma pessoa teimosa, de bastante espírito livre. Talvez eu tenha puxado isso dela... Pelo menos algo ficou comigo.

Ela com certeza não deixaria que eu fosse parar na casa de um estranho qualquer só porque ele tem boas intenções.

"O inferno é cheio de boas intenções."

Sim, eu tenho certeza que se ela estivesse aqui arranjaria uma forma de impedir que isso acontecesse. Minha mãe costumava ser muito inteligente, não é à toa que ela era uma grande Imperatriz e todos a amavam.

Não conseguia pregar no sono, faltavam poucas horas para o meu despertar e eu sequer havia feito o passo primordial. As roupas que uso para dormir são leves e frouxas, mal consigo senti-las em meu corpo, saber que futuramente terei que dividir meu templo sagrado e um macio futon, faz meu estômago correr em círculos.

A luz da lua me iluminava sorrateiramente, sentia sua frieza no toque, mas era confortável o suficiente para me deixar feliz e tranquila.

Daqui quatro dias, nesse mesmo horário, estarei com a cabeça nas nuvens, completamente avoada de todos. Sinto que meus sentimentos vão estar todos mortos, serei apenas um objeto de troca, literalmente.

"Tome isto e tudo ficará bem, cuide dela como uma linda e delicada boneca de porcelana."

Repugnante.

Me revirei entre os lençóis procurando por uma posição confortável para descansar, mas eu sentia um enorme peso nas costas que dificilmente seria aliviado com algumas poucas horas de sono.

Talvez eu precise fazer algo a respeito.

[朝]

mais cedo naquele dia.

Mais um dia calmo e tranquilo no quartel dos caçadores de demônios; o sol ardente refletia no pequeno lago com carpas alegres que agora eram bem aparentes. O pequeno Muichiro estava de joelhos, encarando aqueles peixes agitados com tranquilidade e atenção no olhar, ele parecia muito concentrado no que fazia, diferente dos outros Hashiras que estavam curiosos em relação aos sumiços repentinos do Pilar da Água nos últimos dias.

— Tomioka é tão atraente quando ele se faz de misterioso... — Mitsuri comenta com um ar apaixonado e bochechas coradas. — O que será que ele anda fazendo, hein? — A rosada tombou sua cabeça lentamente para Shinobu, que mantinha um olhar vazio, porém, um sorriso cínico costumeiro.

A de cabelos roxos estava ao lado de Mitsuri apenas por convivência, já que constantemente era puxada para esses comentários amorosos que Kanroji tinha para dar e vender. Shinobu não era muito familiarizada com aquilo, no entanto.

— Não sei, contanto que ele continue sem aparecer na minha frente, qualquer coisa que ele faça está ótimo ao meu ver. — Kanroji inflou as bochechas, segurando uma risada ao ingerir completamente as palavras da colega de trabalho.

— Não seja bobinha, Shinobu, todos sabemos que você e o Tomioka são como unha e carne. — Falou docemente, dando leves tapinhas nas costas da outra. Mantendo-se calma, Kocho piscou uma única vez e deu as costas para Mitsuri, constantemente respirando fundo para se concentrar em esquecer o que havia ouvido. — Ei, espera! Era brincadeira!

Giyuu observava tudo aquilo de longe, ele raramente se sentia ofendido com as alfinetadas que recebia de alguns companheiros; era focado demais em seu trabalho e o que as pessoas falavam dele era o de menos. Não que ele seja cem por cento seguro de si, longe disso, um receio vem cresce em seu peito desde que fora encarregado de cuidar de ninguém mais, ninguém menos que a Princesa do Japão.

Era uma responsabilidade muito grande, perdão, era gigantesca, ele confessava para si mesmo em seu interior. O imperador poderia ter escolhido Kyojuro Rengoku, Gyomei Himejima e até mesmo o grasnador¹ do Sanemi Shinazugawa.

Mas confiou a vida de sua única filha no pilar mais fraco.

Tomioka aproveitava um pouco do sol daquele fim de tarde, logo teria que dar um passeio para caçar onis e no dia seguinte, bem cedo, estaria no palácio à espera da princesa. O rapaz não tinha muitos preceitos sobre ela, apenas percebeu que a donzela pode ser um pouco diferente do comum. Não que ele já tenha conhecido muitas princesas na vida, não viveria o suficiente para presenciar cada linhagem real, mas ele sabia que ela tinha um leve diferencial das que ele imaginava.

Taisho de fato era a primeira.

Seus olhos azuis estavam fixos em algum canto específico daquele vaidoso jardim, pensamentos indo e vindo à medida que notava as folhas se mexendo com o vento. Seria uma viagem rápida, sem muitos diálogos desnecessários e ele seria recompensado por isso, ter a confiança do Imperador depositada nos demais Hashiras —  por um pagam todos — seria um grande passo para a confiança da sociedade Japonesa para com os demon slayers.

A lua estava alta no céu.

A princesa andava sem medo algum pelos arredores do palácio. Uma pequena curiosidade sobre a arquitetura real japonesa: havia fragmentos de glicínias por toda a sua extensão; janelas, cortinas, flores nascendo nas paredes de concreto... Era completamente seguro e livre de Onis.

Mas nem sempre foi assim.

De qualquer forma, o colar da Imperatriz também era protegido com glicínias, isso dava coragem o suficiente para a princesa andar sozinha à noite.

Usava apenas uma túnica com uma katana embainhada na sua cintura. Ela foi um presente e sempre andaria com ela, mas acreditava firmemente que não usaria aquele objeto naquela noite, a mesma estava pacífica e calma naquela região.

Era apenas a princesa e a lua.

A primeira se sentia muito mais forte sob influência lunar, era como se o banho de lua renovasse as suas forças e lhe dava energia o suficiente para acreditar que poderia derrotar um batalhão com apenas um golpe de espada.

Ser melhor amiga da lua é um privilégio, nós conversamos muito. Eu conto coisas à ela e vice-versa...

O peito da Princesa subia e descia à medida que o ar entrava pelo nariz e saia pela boca, era uma respiração involuntária. A mesma estava focada em seguir em frente com a sua última caminhada noturna sozinha.

Um feixe de luz claro rasgou o céu rapidamente indo em direção à uma pequena mata afastada do palácio, mas apenas a Princesa a enxergava. Com o susto, acabou piscando os olhos constantemente para ter a certeza de que não estava vendo coisas.

O que é isso?

''A lua e o mar têm uma conexão mais forte do que sol e lua.''

Desconfiada das palavras que surgiam em sua mente, optou por seguir o caminho brilhoso que o grande satélite natural havia projetado. Com as roupas mais leves que o comum, conseguiu ganhar velocidade para chegar até a área de mato sem muitas dificuldades. Seu coração estava acelerado, mas não tanto quanto os barulhos de lâminas cortando freneticamente algo seguido de um calmo som de água se esvaindo aos poucos.

Conforme sua cabeça mexia na direção oposta dos borrões verdes, conseguiu enxergar uma figura de estatura média, embainhando sua espada na cintura enquanto observava serenamente o demônio sumir em poeira.

Seu rosto focou na criatura se desfazendo no chão, mas ainda foi o suficiente para estar dentro do campo de visão da princesa. O caminho de luz lunar parece ter a levado propositalmente naquela direção, pois o rosto do samurai havia ganhado um brilho repentino. Seus olhos azuis se destacaram em meio aos cabelos negros que caiam feito cascatas em seu rosto enigmático.

Se antes ela havia se interessado, nem que seja um pouco, agora tinha a confirmação de que nem tudo estava perdido em sua vida.

Queria poder falar com ele, mas era arriscado. Sua mente desenhou vários finais onde em um deles, a princesa convencia o espadachim a fugir com ela para algum canto bem escondido do Japão, mesmo que pouco se conheçam.

Mas era impossível seguir com aquele plano, o samurai provavelmente estaria destinado ao Seppuku caso traísse a confiança do Imperador e ela não o queria morto, de jeito nenhum.

Era estranho se sentir daquele jeito perto de alguém que ela sequer conhece, mas no seu contexto, ela está sendo praticamente forçada a se casar com um Lorde apenas por um motivo esdrúxulo que poderia facilmente ser resolvido se todos a escutassem, contudo, o que é desenvolver sentimentos de proteção pelo samurai?

Apesar de saber se defender muito bem, ela se sentia extremamente protegida.

A lua nunca erra, no entanto, agora ela sabe que a princesa tem medo de que todos os seus pensamentos sejam sobre o misterioso samurai.


Notas Finais


Esse capítulo foi corrigido mas talvez ainda tenham erros!!

EU N ACREDITO Q TEM MT GENTS GOSTANDO DESSA HISTORIA EU TO EM CHOQYE AKJAKAJSKAJ

SÉRIO ❤❤❤ OBG PELOS 140 FAVS ASSIM ❤❤

Semana q vem tem mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...