História Helpless Rabbit - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Ambre, Armin, Castiel, Dakota, Debrah, Dimitry, Kentin, Leigh, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya
Tags Amor, Beijos, Castiel, Comedia, Drama, Professora, Romance
Visualizações 52
Palavras 804
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá queridos leitores, espero que gostem do capítulo.
Tive que dar um pause pra me organizar com as coisas da faculdade.
Boa leitura.

Capítulo 15 - Problem Habbit


Estacionei o carro em frente da casa do meu antigo melhor amigo, e Rosa desceu igual uma gazela saltitante, e não tive como não esconder um sorriso.

Deveria ser bom ser amada, meu histórico de ex namorado, nunca foi bom. Sempre tive um dedo torto para caras.

- Finalmente vocês chegaram, pensei que tivessem batido o carro.

Leigh disse, dando um beijo em sua namorada e em seguida vindo me dar um grande abraço apertado.

- Eu dirijo bem!

Argumentei, dando um tapinha em se braço.

- Ela dirige bem melhor que você.

Rosa assumiu, fazendo o mesmo corar por sua provocação.

Sentamos na sala, e ficamos jogando conversa fora.

- Odeio ter que assumir, mas parece que você mudou muito Alí.

Leigh soltou aquela frase, fazendo eu engasgar com o refrigerante.

- Como assim? Sou a mesma garota de antes, eu só sei me defender agora.

Brinquei, e ele mostrou a língua.

Não sei até que horas fiquei naquela casa, brincando e jogando conversa fora sobre a vida e meus objetivos.

Lys chegou na hora que eu estava indo embora e o mesmo insistiu, em me levar até o carro

- Obrigado pelo cavalerismo.

Soltei, e ele apenas assentiu.

Quando coloquei a chave no carro, ele me puxou fazendo eu ficar de frente, e então me puxou para um abraco.

Eu não soube como reagir, e fiz igual faço com Castiel, empurrei ele.

-Me desculpe, isso foi muito derrepente, e me assustou.

Falei,mais o mesmo manteve seu olhar distante.

Com aquele clima totalmente sem graça, nos despedimos e entrei no carro.

------//------

A semana passou ligeiramente rápido, eu e Castiel evitavam os manter contato, e parecia que Lysandre desconfiava.

Já era sexta-feira e rosa, insistiu para eu ir em uma balada com ela, então tive que aceitar, fazia anos que eu não saia para me divertir.

O relógio já marcava onze e meia da noite, e eu terminava de colocar minha sandália de salto.

Rosa me convenceu a usar um vestido justo, é curto na altura das coxas na cor preta e alguns acessórios. Meu cabelo estava totalmente solto com alguns cachos nas pontas e a maquiagem totalmente chamativa, mas própria para uma festa a noite.

- Você está linda demais.

Rosa disse entrando no táxi, e eu também.

Eu queria ir com meu carro, mas eu também queria beber então rosa teve mais cabeça que eu para mandar nessa situação.

Chegamos depois de uns 25 minutos, e pagamos o motorista, que não parava de olhar para minhas pernas.

Entramos no local e estava totalmente lotado, havia alguns alunos da escola que me olharam torto assim que entrei, mais evitei encarar. Eu estava ali para me divertir.

Pegamos uma das mesas no canto esquerdo, e ficamos bebendo e dançando a noite inteira.

Pela primeira vez eu estava solta, e totalmente independente naquele local.

Castiel Pov's

Meus olhos queriam evitar de encontrar naquela mulher com a silhueta totalmente marcada, mas meu subconsciente não deixavam.

Eu já havia dispensado quatro garotas, mas só de ver aquela ruivinha dançar, já me bastava.

Todos do local queriam tocar ela,e eu sabia que era o único que já tinha tocado aquela flor e tocaria novamente.

Alícia sempre mexeu comigo, e eu sempre tentei evitar esse tipo de sentimento repulsivo que ela tem sobre mim.

O motivo de eu e Debrah terminarmos no passado, foi nada menos que aquela coelha extremamente sexy em minha frente.

Flashback on.

- Eu finalmente acabei com ela.

Debrah, disse vindo em minha direção e sentando no meu colo.

Eu estava com um acúmulo de raiva fora do normal, como ela teve coragem de fazer aquilo com aquela garota.

Eu podia ser um babaca com as mulheres mas isso eu não a aceitava.

- Você nunca mais ouse machucar aquela menina.

Rangi os dentes, e a mesma me olhou assustada.

Eu sempre defendia Alicia por de trás de tudo, não queria aquela nerd grudada em mim por eu ter ajudado ela, mas ao mesmo tempo eu queria ela grudada em mim.

Depois que Debrah espalhou as fotos daquela pequena coelhinha indefesa, foi o cúmulo para mim.

Tratei de resolver pessoalmente com ela, do jeito Castiel de ser.

Quando ela chegou em meu apartamento, tratei de pegar sua melhor amiga é transar com ela ali no sofá mesmo, para ela ter uma bela visão do prazer que eu estava dando para aquela vagabunda.

Flashback off

Alícia continuava à mecher seu quadril de um lado para o outro, insinuando aquele corpo extremamente sexy.

Droga, até quando vou ficar nessa situação.

Entrei no meio daquela multidão e me aproximei da ruiva, puxei ela pela cintura colando nossos corpos.

A mesma pareceu reconhecer meu toque e virou de frente.

- Pensei que iria ficar babando a noite inteira.

Ela disse, afundando seu rosto em meu pescoço.

Seu perfume doce era extremamente tentador.

- Você não acha que está sendo convencida demais ?

Brinquei com ela, o cheiro de álcool nos envolvia de uma maneira extremamente provocante.

- Acho quer sou o que você sempre quis.

Ela então desmaiou em meus braços, isso foi o suficiente pra eu jogar ela em meus ombros e a levá-la para casa.

Coelha problemática.


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo.
Favor me informe o que acharam e não esqueçam de comentar
Bjinhos de luz.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...