1. Spirit Fanfics >
  2. Her Lee Félix >
  3. Cap 13

História Her Lee Félix - Capítulo 15


Escrita por: DhyYoon

Notas do Autor


Hey feliz páscoa mores

Capítulo 15 - Cap 13


 Felix deu um pulo da cadeira quando viu sua mãe entrando no quarto com uma bandeja em mãos. Tinha esquecido de trancar a porta, iria se lembrar da próxima vez, com certeza.

__ está ocupado?–perguntou a mulher deixando a bandeja sobre a escrivaninha do filho.

__ estou estudando, o final do ano está aí e as provas finais também–disse seco afim de não render assunto.__ você já pode ir–soltou ao ver que a mulher ainda estava sentada em sua cama o encarando

__ok mas coma o seu lanche, você precisa se alimentar direito–disse indo em direção a porta__ ah eu falei com o seu pai, ele vai passar aqui depois do trabalho.

Felix não caiu pois estava sentado.

Ele ouviu bem mesmo, seu pai estava vindo lhe ver, faziam 10 anos que não o via. Nem se lembrava mais como era o seu rosto, céus estava com tanta saudades.

__o-oque?? C-como assim o papai está vindo, ele mora em outro estado–disse nervoso.

__Felix o seu pai é milionário, ele pode vir de jatinho lembra, ele tem um.

O garoto não respondeu, estava desnorteado demais para isso, ouviu a porta fechar e tratou logo de ligar para Marian, estava eufórico. Após falar com a garota e literalmente implorar para que ela fosse até sua casa, ligou para o melhor amigo contando a novidade.

Estava tão nervoso que antes de Marian chegar vomitou 3 vezes não o julguem, não via seu pai a anos.

__ com licença–disse Marian adentrando o quarto__ Lix você está bem?–perguntou ao ver o rosto abatido e o cabelo bagunçado do garoto.

__ah e-eu estou nervoso Mari, não sei como vou reagir ao vê-lo, e se eu desmaiar.

Maria não pode evitar sorrir, claro fazia anos que o garoto não via o pai então entedia seu nervosismo.

__ei, eu estou aqui, e se você desmaiar eu vou cuidar para que você não bata a cabeça– falou brincalhona

__ nem brinca com isso

Marian estava pensativa, quando Felix disse que sua mãe avia chamado seu pai para visitá-lo, ela pensou muitas coisas e nenhuma delas eram boas para o "amigo". Ela tinha certeza que Sarah não estava preocupada com o filho, talvez com sua conta bancária isso sim, mas preferiu ficar calada, afinal Felix estava explodindo de felicidades pois iria matar a saudades do homem que sempre admirou e sua mãe o afastou dele.

•••

Já passava das 9 da noite e o senhor Lee não avia chegado ainda, Felix já estava pensando que o pai não viria, ele nunca veio porque perderia seu tempo agora?

__acho que ele não vem–nao terminou pois ouviu a campainha.__sera que é ele?

Félix tremia e suas mãos suavam, estava tão ancioso. Não demorou muito para ouvir batidas na porta e a mesma ser aberta.

__com licença

Felix não disse nada apenas pulou nós braços do homem alto e grisalho a sua frente.

__pai–falou enquanto soluçava ainda agarrado ao homem–e-e você mesmo?

__a quanto tempo meu filho.

Ali Felix teve certeza, reconheceria aquela voz mesmo que passasse cem anos.

__como você está uh?–disse se separando do abraço e encarando o garoto a sua frente__bem, você cresceu–riu sem humor__ e eu não estava aqui para ver isso.

Felix engoliu seco

Marian resolveu sair dali deixando pai e filho matando a saudade. Ao passar pela sala viu aquela figura detestável sentada no sofá lendo um livro que não fez questão de saber qual era, passou direto indo em direção a porta mas foi interrompida ao ouvir aquela voz insuportável.

__ja vai?–perguntou sem tirar os olhos do livro que lia.

__bem, acho que já percebeu, então porque a pergunta? –respondeu seca.

__pensei que fosse fazer companhia ao meu filho.

Marian sorriu sarcástica, é realmente muita cara de pau mesmo, ela nunca avia mencionado Felix como filho.

__ ele está em boas mãos, diferente de todos esses anos em que ele esteve com você.–disse saindo não esperando uma resposta.

Vamos combinar Marian detesta Sarah e com razão.

No quarto pai e filho colocavam o papo em dia, e era muita coisas, já aviam falado sobre namoro, escola e futuro, agora falavam de um assunto um pouco estranho para Felix.

__ mas e então, eu sei que o seu aniversário já passou, mas me diz, gostou dos presentes que mandei pra você?

Félix não entendeu, como assim presentes?

__ah... Que presentes pai?–realmente o garoto não avia recebido presente algum em nome do seu pai.

__como assim, eu mando presentes pra você em todos os seus aniversários, você nunca recebeu? –o homem tentava entender o que estava acontecendo.__mas eu vi o seu carro na garagem quando cheguei filho, foi um dos presentes que te dei esse ano.

Um dos? Então quer dizer que...

__m-mas foi a mamãe quem me deu ele–disse confuso.

__com licença, já volto–disse saindo do quarto, estava furioso e queria saber o que ouve com todos os presentes que avia mandado para o filho.

Felix não se conteve e foi atrás do pai, queria saber o que estava acontecendo. Seu pai mandou presentes para ele durante todos esses anos e ele nunca os recebeu, mas ele tinha uma noção do porque.

Lee JaeHyuk desceu as escadas com ódio saindo pelas ventas, a vontade que sentia era de esganar a mulher que um dia amou mas não batia em mulheres.

__precisamos conversar–disse ficando frente a frente com a mulher que lia um livro e se quer se moveu.__olhe para mim Sarah–disse arrancando o livro das mãos da mulher a assustando.

__ o que você quer?–perguntou indiferente

__eu gostaria que você fosse verdadeira ao menos uma vez na sua vida Sarah e diga para mim, o que você fez com todos os presentes que mandei para o meu filho–perguntou com ódio estampado na face.__alem dee não me permitia vê-lo, ainda não entregava as coisas que o faziam lembrar de mim.

__ue, eu entreguei a ele idiota.__falou seria porém por dentro tremia.

__ não entregou não–dessa vez foi o garoto ruivo quem disse ao terminar de descer as escadas, deixando a mulher sem palavras.

__b-bem eu doei para caridade, você é rico Felix, tem pessoas que precisam mais do que você–disse voltando a sua pose arrogante novamente.

__ eu não ligo mãe, você devia ao menos ter me consultado antes, além de não me permitir ver meu pai, você tirou tudo que tenha a ver com ele de mim.–o garoto chorava enquanto dizia as palavras.

__alias Sarah, eu disse a ele quem realmente o deu o carro de presente uh– disse fazendo o olho da mulher quase saltar para fora.__ agora eu quero que você entregue as chaves do apartamento que mandei junto com o carro por favor.

Felix quase caiu mortinho, seu pai avia o dado um apartamento é isso mesmo?

__e-eu–começou falar mas foi interrompida

__e não venha me dizer que doou o apartamento pois eu a conheço o suficiente para saber que você ficou com a chave. Agora vá buscá-la por favor.

Disse vendo a mulher sair em direção as escadas pisando forte.

__me desculpe por isso filho mas eu não suporto mentiras, ainda mais quando envolvem você.

__tudo bem pai, eu espero tudo vindo dela–disse arrancando um sorriso do mais velho__ e cheguei a pensar que ela está preocupada comigo porque estou doente–riu sem humor.

__como assim doente, o que você tem meu filho?–perguntou surpreso.

__ela não te disse?

__ela só me disse que você queria me ver, diferente das outras vezes que vim aqui e ela dizia ou que você não estava ou não queria me ver.

Felix tremeu, tremeu de ódio. Como aquela mulher consegue ser tão cruel a ponto de mentir para seu próprio filho.

__ eu tenho leucemia pai– disse sem emoção na voz arrancando um suspiro trêmulo do pai.

__eu não acredito que-

__nao acredita em que –disse a mulher terminando de descer as escadas entregando as chave nas mãos do filho

__Sarah–JaeHyuk chamou com a voz dura__ a partir de hoje você não terá acesso a absolutamente nada que pertence ao Felix.

__ o quê mas você não pode fazer isso– disse desesperada

__não só posso como estou fazendo, ele tem 18 anos, pode muito bem cuidar do próprio dinheiro. Dinheiro esse que você vem gastando com viagens e tratamentos caros de pele ou sabe- se lá o que.–disse se aproximando fazendo com que Sarah se afastasse e caísse sentada no sofá.__ sabe Sarah, a única coisa que sou grato a você foi por ter me dado um filho maravilhoso, no mais você só me deu desgosto. Por isso você vai voltar para a sargeta de onde eu nunca deveria tê-la tirado.

A mulher ficou pálida e sem voz enquanto JaeHyuk subia as escadas em direção ao quarto junto do filho.

Poisé, absolutamente tudo que Sarah dizia ter, tudo que ela ostentava pertence ao filho. Amas porque ele não sabia? Simples se ele soubesse isso iria acontecer. Ela manteve Felix distante do pai pois sabia que perderia tudo. Só não imaginou que isso aconteceria pois estavam com saudades e provavelmente não se lembrariam. Ledo engano

Félix estava desnorteado com tanta coisa acontecendo, sua cabeça estava a mil, sabia que sua mãe não gostava de si, mas não imaginou que ela mentisse tanto para ele. Estava com raiva e triste ao mesmo tempo. Sarah não pensou que tudo isso fosse acontecer, pensou que com a saudade que estava não iriam conversar sobre nada ao não ser sobre si mesmo, mas parece que ela se enganou.

__me desculpe meu filho–disse triste ao vê-lo chorar

__não se preocupe eu vou ficar bem, só preciso dormir um pouco.

Não demorou muito para Felix pegar no sono , estava cansado e fraco foram muitas emoções para um só dia.

JaeHyuk velou o sono do filho por um tempo até decidir dormir também.

Estava decidido, iria ficar na cidade, iria cuidar do seu filho, protegê-lo da mulher que dizia ser sua mãe pois sabia que Sarah será capaz de tudo daqui para frente, a conhece bem.

__ pai, você não vai mais embora não é? Por favor não me deixa sozinho.

JaeHyuk sorriu ao perceber que o filho sonhava alto, mas mesmo assim respondeu.

__ eu não vou a lugar algum meu filho, nunca mais.


Notas Finais


Eaiii


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...