1. Spirit Fanfics >
  2. Herança de sangue >
  3. Capítulo 2

História Herança de sangue - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente mais um capítulo pra vcs espero que gostem ❤

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Herança de sangue - Capítulo 2 - Capítulo 2

Harry

Posso dizer que nesses primeiros dias nos dursley foram um pouco confusos pra mim , me pegava tentando entender essas mudanças no meu primo era como se ele fosse um enigma que eu queria decifrar algo novo pra ser descoberto , todos esses anos ele sempre me tratava feito lixo juntos com meus tios , eu era sempre um alvo de suas pegadinhas com seus amigos afinal era o jogo preferido dele me perseguir , depois daquele dia meu primo passou a me tratar diferente por exemplo , ele me acordava cedo antes que minha tia já que ela sempre arrumava uma desculpa pra me castigar por não ter começado a fazer as tarefas do dia , já tio valter adorava me beliscar ou puxar a minha orelha quando o café não estava pronto , quando tinha que ir fazer as compras ele me perguntava se podia ir comigo pra me ajudar a trazer as sacolas , outra vez acabei sem querer quebrando uma das xícaras preferidas da minha tia quando estava lavando as louças no que resultou em passar uma noite com fome ,  com a orelha vermelha e o estomago roncando não esperava ser recebido com meu primo parado na porta do meu quarto com lanches e sucos , esses pequenos gestos como esse entre outros me deixava intrigado e um pouco feliz porque comecei a pensar que poderia ter alguém que se importava comigo naquela casa e também me deixava confuso e um pouco suspeito em relação a ele , fui tirado dos meu pensamentos quando ouço e batidas na porta que pelo visto era minha adorada tia que quase quebrava a porta com suas batidas .

- garoto aquela sua miga esquisita está ligando pra vc _ rapidamente atravesso a porta esbarrando em minha tia que me repreendeu por estar correndo pela casa , indo em direção ao telefone com muita felicidades por falar com um dos meus amigos , saudades me bateu quando escuto a voz de mione do outro lado e linha , não pude segurar o sorriso que crescia em meu rosto - mione tudo bem , como vc está , andou se divertindo no Estados Unidos? _ não tinha como evitar minha curiosidade afinal não pude escrever pros meu amigos já que tio valter confiscou todas as minhas coisas só deixava eu alimentar e limpar ediwings , não deixou a pobre coitada nem sair da gaiola me deixando sem forma alguma de ter contato com eles

- calma , calma eu respondo todas as suas perguntas _ me falava com entusiasmo como foram suas férias no outro lado do mundo e como seus pais desejavam viajar pro Egito no próximo ano e me tirando as dúvidas de como estava os weasleys na toca já que ela tinha mantido contato com ron através de cartas _ como anda as coisas aí com seus tios e primo harry _ me perguntou curiosa sabia que mione não gostava quando escondia coisas dela pq que sempre quando acaba descobrindo ficava brava comigo , fiz um resumo pra ela de como estava aqui nos dursley ressaltando os eventos com o duda e claro que deixava ela mais curiosa ainda - vc acha que ele mudou _ pergunta cautelosa , não poderia dizer 100 % mudado mais pelos gestos dava pra ver as mudanças do novo e antigo duda

- confesso que não sei mione mas consigo perceber que ele está tentando mudar , posso estar errado em criar expectativas sobre ele mais to gostando muito desse novo duda _ respondo ela 

Tive que terminar minha conversa com ela por causa de minha tia me chamando pra fazer o jantar que hoje tinha umas das visitas de negócios do meu tio , após fazer que minha tia mandou tive que ficar no meu quarto até eles acabrem pra que eu possa ir comer depois , estava lendo um livro sobre transfiguração quando ouço batidas na minha porta , vou até ela dado de cara com meu primo parado com um semblante pensativo , em confusão fico me perguntando o do pq ele estava ali antes que pudesse perguntar ele me responde

- posso entrar _ de uns tempos pra ca poderia estar fechando a porta na casa dele mas não sei se conseguiria ainda mais com aquela olhar de cachorinho abatido , não sabendo o que responder dou espaço para que ele possa entrar , sentando em minha cama dou batidas nela pra que ele possa se sentar também , podia se notar que ele não conseguia olhar pra mim por causa do nervosismo que ele estava sentindo , olhando em questionamento pra ele ficamos em um silêncio desconfortável ja que nenhum e nos se quer abria à boca so podia ouvir o som das nossas respirações no quarto , tentado achar uma maneira de acabr com aquele clima falo a primeira coisa que se passava na minha cabeça

- o que te traz aqui primo _ pelo jeito consegui chamar suas atenção afinal nunca o camei de primo sempre foi duda , pude perceber um  rapido deslumbre de felicidade passando pelos seus olhos e votar ao estado nervoso , abrindo a boca e fechar varias vezes ele tentava formular uma frase mas voltava a ficar em silêncio - então qual é o motivo de vc vir até aqui _ pergunto tentando encorajar ele a falar

- droga harry não sei como fazer isso _ responde me olhando finalmente , com certeza estava sendo muito difícil pra ele também afinal nunca sequer fomos de conversar um com o outro

- bem começo pelo fato de pq vc está me trantando bem essas semanas pra cá e o pq agora? _ pergunto afinal é muito estranho todos esses anos seu primo te odiar com todas as forças e do nada começar a te tratar como um ser humano

- bem nesses tempos eu percebi que não era o certo como meus pais e eu te tratavamos e decidi que precisava mudar isso _ ao dizer isso ele me olha esperando eu falar alguma coisa mais pelo silêncio que dei foi pra confirmar que era pra ele continuar a falar - sempre me perguntava porque meus pais te obrigavam a fazer tudo sozinho enquanto eu podia sair ter amigos ter tudo que quisesse quando pedia pra eles, e vc só podia ter mais trabalho castigos e ficar trancado nessa casa eu não podia suportar olhar pra vc todos os dias e ver seu olhar triste de como esse lugar só fazia vc sentir horrível mas sempre quando eu via vc sorrindo era quando vc estava com seus amigos ou quando tinha que ir pra aquela escola que minha mãe e pai odiavam , e percebi que quero te ver todos os dia sorrindo e pra isso eu tinha que mudar começando pelas minhas atitudes _ acabei me surpreendendo afinal não sabia que ele sentia isso em relação a mim , em meios a turbilhão de pensamentos acabo me assustando com meu primo que chegou perto de mim ,  segurando as minhas mãos olhando nos meu olhos me perdi naquele sorriso e olhar determinado no seu rosto - harry eu quero ser seu porto seuguro nessa casa quero ser alguem que vc possa contar seus problemas alguem que possa te ouvir desabafar , eu quero muito te dar orgulho quero ser alguém melhor, um primo melhor pra vc eu quero te proteger dos meu país quando um deles tentar te machucar eu quero ser alguem que vc possa chamar de família _ finaliza me deixando chocado com sua palavras - eu so preciso que vc me de uma chance pra mostrar que eu posso mudar _ me olhando esperançoso a única coisa que fiz foi abraçar ele causando um choque total pra mim pelo ato de impulso que tomei , demorando um tempo pra ele raciocinar direito pude sentir seu abraço completando o meu , não sei quanto tempo passou que ficamos assim mais sabia que era o certo estar assim com ele , saindo do seu abraço pode vê-lo sorrindo pra mim e retribuo com outro sorriso

Depois daquela noite eu tinha certeza que podia ter mais alguem importante na minha vida esse alguem era o meu primo . 


Notas Finais


Obrigado povo por ler esse capítulo , comentem o que vcs estão achando pra poder saber nos comentários até o próximo capítulo 😚 a e de tiver algum erro me avisa pq sou péssimo no português


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...