História Herdeira da Luz e da Escuridão - Capítulo 33


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Kakashi Hatake, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Personagens Originais, Sakumo Hatake, Shisui Uchiha
Tags Amaya, Hatake, Kakashi, Uzumaki
Visualizações 67
Palavras 2.271
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, olá amores!
Vim mais cedo porque já estava começando a surtar pra postar logo esse capítulo kkkkkk
Então sem enrolação, vamos lá!

Capítulo 33 - Trabalho em equipe


Fanfic / Fanfiction Herdeira da Luz e da Escuridão - Capítulo 33 - Trabalho em equipe

“A vida nem sempre é o que você acha que seria

Vire a cabeça por um segundo e a mesa vira

Então você tem que se animar, você tem que se deixar levar

Você tem que enfrentar, você tem que conquistar o seu”

– I’m so sorry – Imagine Dragons

 

POV Shikaku Nara

Andava calmamente pelo bosque de pinheiros naquele momento. Não posso dizer que aqueles três trabalharam juntos ainda, pensei. Mesmo que tenham unido forças, foi apenas o Shisui e a Amaya. Ambos se uniram para resgatar o Takafumi.

Não foi trabalho em equipe, pensei e suspirei pesadamente. Mendokuse... Por que fui ouvir o Minato e fazer um teste cansativo desses? Poderia simplesmente ter feito algo menos chato...

“Trabalho em equipe é fundamental. E isso também vai lhe mostrar que você poderá manter a Amaya-chan em seu time”. Essas foram as palavras daquele idiota loiro de cabelo espetado, pensei. Mas não sei se isso vai dar certo.

Já havia visto um pouco do que aquela garota era capaz, tanto no teste de graduação genin, quanto em suas aulas na Academia. Seu teste em grupo de taijutsu mostrou que ela não é apenas boa com ninjutsu, pensei, mas também técnicas corporais.

Apenas a questão de genjutsu dela é que não pude observar nada, penseiMas se levar em consideração as habilidades do irmão dela, assim como do Kagami, há uma grande chance dela vir a se desenvolver bem nesse quesito também.

Definitivamente a Amaya não é um tipo de aluna recém-saída da Academia, nem mesmo de um genin, pensei. Ela tem um comportamento interessante... Assim como uma mentalidade que desperta um pouco do meu interesse.

Se ela conseguir passar no teste de hoje, vou fazer questão de acompanhar seu desenvolvimento ninja, pensei.

Senti um chakra forte mais a minha frente e parei por um breve momento. Não estou familiarizado com esse chakra, pensei. Então só pode ser da AmayaEla o manteve assim para que eu a encontrasse. Sorri fraco. Vamos descobrir o que vem a seguir.

Segui até uma parte com menos árvores no campo de treinamento. A garota estava parada com seus braços cruzados e de costas para mim. Me aproximei calmamente, olhando ao meu redor.

Não sinto o chakra do Shisui ou mesmo do Takafumi por perto, pensei. Ela está mesmo sozinha? Ou o fato do chakra dela ser tão forte é que esteja ajudando-os a ocultar suas posições?

Notei que diferente de antes, a garota tinha seus cabelos semipresos. Duas mechas seguiam para trás de sua cabeça, sendo presas por uma fita de cor clara. Quando ela se virou e me encarou, vi que ela também tinha uma mecha de cabelo de cor escura presa.

Uma mecha de cabelo da mesma cor dos membros do clã Uchiha, pensei. Interessante. Quais características mais do clã ela herdou? Será que assim como o irmão ela tem acesso ao sharingan?

Difícil de se dizer... É uma aposta alta, dado ao fato que até mesmo os membros do clã de sangue puro podem nunca despertá-lo, pensei.

- Estava esperando por você, Shikaku-sensei – A Amaya falou calmamente.

- Imaginei que tentaria se aliar aos seus possíveis colegas – Falei despreocupado.

- Ao que parece, o Shisui e o Takafumi-san preferem trabalhar juntos, já que eles têm mais “chances de sucesso” – Ela enfatizou com as mãos as aspas.

- Essas foram palavras do Shisui ou do Takafumi? – Perguntei.

- Claro que do mais idiota – Ri fraco.

Realmente isso é algo que o Takafumi diria, pensei. Ele já tinha mostrado um comportamento aversivo a Amaya quando se conheceram mais cedo.

- Então resolveu tentar a sorte sozinha? – Perguntei a garota – O Shisui e o Takafumi não conseguiram. Acha que consegue?

- Eles podem ter passado dificuldade com você, mas eu não sou igual a eles – Ela falou com uma expressão completamente impassível e tive que conter um sorriso fraco.

Ela sabe manter suas expressões impossíveis de serem lidas, pensei. Não consigo saber se ela está blefando ou falando sério. Mas pelo que já vi dela lutando, sei que ela tem habilidade. Não posso baixar minha guarda perto dela.

- Diga algo desse tipo depois de pegar os sinos, Amaya – Falei e coloquei minhas mãos nos bolsos.

Ela descruzou seus braços, arremessando algumas shurikens na minha direção. Pulei para o lado, desviando sem muito esforço.

- Ataques tão óbvios são inúteis! – Falei enquanto parava de desviar de seu ataque anterior.

Num movimento rápido, a garota arremessou duas kunais a minha direita e a minha esquerda, cortando duas cordas que haviam ali. Uma armadilha!, pensei.

Tentei parar meu corpo para fugir da armadilha e me impulsionei para longe do alcance da nuvem de kunais que vinham na minha direção. Quando estava parando de desviar do ataque das armadilhas, procurei pela Amaya.

Ela não estava a minha frente mais, e não havia sinal dela pelos lados. Por trás, pensei. Me virei a tempo de me defender da perna que vinha na altura da minha cabeça. Pesado para uma garota, pensei.

Antes que ela caísse, segurei seu tornozelo, mantendo-a presa. Sem perder um segundo, ela tentou investir um soco contra meu rosto, mas segurei seu punho a minha frente com minha mão livre.

Ela recuou sua mão para tentar escapar de mim e tentou me acertar com sua perna livre. Me defendi de seu golpe e segurei sua segunda perna, fazendo-a ficar de cabeça para baixo. Vi um sorrisinho fraco nos lábios da garota. Isso é..., pensei preocupado.

A Amaya estendeu sua mão direita para perto dos sinos na minha cintura e tocou de leve em um deles. Soltei suas pernas no mesmo momento e recuei de perto dela rapidamente.

A Amaya caiu no chão novamente. Essa garota..., pensei ao parar longe dela. Eu fiz exatamente o que ela queria. Ela se colocou de pé e fiz o mesmo.

Vi que havia parado próximo de algumas árvores e graças ao fraco sol no céu, formavam sombras suficientes entre nós dois. Está na hora de começar a colocar meus planos em prática também, pensei.

Dei alguns passos até a sombra da primeira árvore que havia perto de mim. Se eu usar meu jutsu a partir daqui, ela não o verá, pensei. Para minha sorte ela não sabe como o controle de sombras funciona. E mesmo se perceber, será tarde.

- Bem, eu devo confessar que você é diferente daqueles dois – Falei calmamente e fazendo minhas sombras avançarem na sua direção – Mas apenas isso não é o suficiente para me derrotar.

- Tenho ciência disso, sensei – A Amaya falou também de maneira calma – Assim como sei que você já está colocando algum plano em prática.

No mesmo momento, uma kunai acertou o lugar exato em que minha sombra estava avançando na direção da Amaya. De onde o ataque veio?, pensei. A Amaya se afastou da minha sombra rapidamente.

- Estilo Fogo: Jutsu Bola de Fogo – Ouvi a voz do Shisui próxima a mim.

Um ataque direto dele é perigoso, pensei. Desfiz meu jutsu com as sombras e uni minhas mãos, formando os selos para o jutsu do Estilo Água.

- Estilo Água: Projétil de Água – Falei.

Meu jutsu se chocou contra o do Shisui, criando uma densa nuvem de vapor. Ele ainda é novo, pensei, mas sua habilidade com o Estilo Fogo é digna de um membro adulto do clã Uchiha.

Olhei ao meu redor, tentando pensar de onde viria o próximo ataque. Eles acabaram com minha visão para longe, pensei. Isso pode se tornar problemático já que estamos falando da Amaya e do Shisui lutando juntos.

Corri para longe do centro do nevoeiro formado pelo choque do meu jutsu e do Shisui, mas ao chegar à beira do mesmo, algumas bombas de fumaça foram jogadas aos meus pés.

Recuei e minha visão foi obstruída mais uma vez. Eles estão me encurralando na cortina de névoa dos jutsus, pensei e sorri fraco. Boa estratégia.

Ouvi em seguida passos apressados na minha direção, vindo em meio à cortina de fumaça nas bombas recém-jogadas. Parece que vou ter que levar isso ainda mais a sério, pensei.

Uni minhas mãos para usar meu jutsu de Manipulação das Sombras, mas notei que o mesmo não funcionara. O quê..., comecei a pensar e logo entendi o que estava acontecendo.

Como a luz não chegava em quantidade suficiente para formar a minha sombra em meio a fumaça e a névoa, estava incapacitado de usar a Manipulação das Sombras.

Empunhei uma kunai a tempo de me defender do golpe da tantō do Shisui. Sua expressão era séria e seus olhos já tinham o sharingan ativado. Então ele usou-o para se localizar em meio à cortina de fumaça, pensei.

Essas pestes..., pensei. As cortinas de fumaça e de névoa dos jutsus não são apenas para me manter com a visão limitada, é também para me impedir de usar minhas sombras e dar a eles a vantagem.

POV Narradora

Diferente do que o jounin imaginava, ele não estava enfrentando a armadilha de dois genins, mas dos três alunos que se uniram para enfrentá-lo.

Depois de se defender do jutsu do Estilo Fogo do Shisui e tentar escapar da área com o vapor do choque causado pelos jutsus, as bombas de fumaça foram o primeiro movimento feito pelo Takafumi.

Como o jounin pensou, o chakra da Amaya era muito forte e manteve o chakra dos demais colegas mais oculto do que antes. Mas isso também serviu para fazer com que o Shikaku pensasse que apenas a Amaya e o Shisui haviam se unido para pegar os sinos.

Dado ao comportamento anterior do Takafumi para com a Amaya, a ideia de cogitar que os três tivessem concordado em se unirem era quase impensável.

O Shisui e o Shikaku trocaram outros golpes enquanto envoltos pelas nuvens de fumaça e névoa. Ao mesmo tempo, a Amaya e o Takafumi se colocavam cada um em uma das extremidade das cortinas onde o Shikaku e o Shisui lutavam.

Ambos de abaixaram e bateram suas mãos contra o chão, usando o Estilo Terra: Onda de Terra na direção de onde o Shikaku e o Shisui estavam. Todo o chão começou a perder sua superfície regular e virar movediço.

Ambos, jounin e genin, foram pegos no jutsu da Amaya e do Takafumi, começando a afundar na terra. Shikaku tentou pular para se livrar daquela técnica, mas como a mesma era envolta pelo chakra dos usuários, Takafumi manteve-se segurando o jounin ali.

A Amaya empunhou uma kunai e concentrou chakra em seus pés para não ser pega pelo jutsu de terra. Ela também ocultou seu chakra para poder se aproximar do Shikaku sem chamar sua atenção.

Takafumi que se mantinha fora do campo de batalha empunhou também algumas kunais e shurikens, ativou seu sharingan e as arremessou na direção do seu sensei. Por poder ver o fluxo de chakra do Shikaku, ele não corria o risco de acertar o Shisui.

Aquelas armas serviriam de distração para o Shikaku, para que a Amaya pudesse ter uma maior garantia de conseguir tomar os sinos para si.

Shikaku começou a perceber que a situação estava saindo de seu controle. Ele perdeu brevemente o equilíbrio para se esquivar das armas ninjas jogadas na sua direção. Com isso, o Shisui tentou golpeá-lo com sua tantō novamente.

O jounin curvou seu tronco para trás, a fim de evitar o golpe do Uchiha a sua frente. Mas sem que percebesse antes, a Amaya avançou para perto dele enquanto o mesmo desviava do golpe do Shisui.

Shikaku levou seus olhos para a cabeleira ruiva que se aproximava a sua esquerda com uma kunai em mãos. Então os três estavam mesmo trabalhando juntos, ele pensou ao entender a distração que haviam criado antes com as kunais e shurikens.

No mesmo momento, fracos raios de luz começaram a atravessar a já quase escassa nuvem de névoa. O jounin usou sua técnica de Manipulação das Sombras, prendendo o Uchiha a sua frente.

Sua sombra seguiu também na direção do Takafumi que ainda mantinha o Estilo Terra. Sem chance de escapar do jutsu, o garoto acabou sendo preso e perdendo o controle sobre o seu jutsu de terra.

Quando foi tentar prender a Amaya, a garota percebeu que o chão sob seus pés havia voltado a ser regular. Com isso, ela pulou na direção do Shikaku quando a técnica dele estava para alcançá-la.

Ela passou a centímetros pelo mesmo, ainda com a kunai em mãos, e cortando levemente seu colete na altura da cintura. A garota despencou no chão e o jounin a capturou com sua Manipulação de Sombras.

Naquele momento, o relógio que o jounin havia preparado no início do teste tocou, indicando o meio-dia. A nuvem de névoa se dissipou, tornando a visão de todos mais clara uns sobre os outros.

- O teste acabou – O Shikaku avisou.

Ele soltou os três genins do seu controle pela Manipulação das Sombras. Todos estavam ofegantes e cansados. Havia sido uma batalha intensa e que exigiu muita perseverança e chakra por todos.

- Parece que vocês conseguiram trabalhar em equipe, mesmo não completando todo o teste de sobrevivência – O jounin falou.

- Nós terminamos sim – O Takafumi falou e o jounin o encarou sem entender.

- Amaya...? – O Shisui chamou ofegante pela irmã.

O jounin levou seus olhos até a ruiva que estava sentada no chão. Ela sorriu e levantou os dois pequenos sinos. O Shikaku olhou para sua cintura, vendo que a corda dos sinos havia sido cortada.

Naquela hora..., ele pensou ao se lembrar de quando a garota se jogou e passou próxima dele. O Shikaku sorriu e começou a rir.

- Vocês são mesmo umas pestes – Os três genins sorriram vitoriosos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...