1. Spirit Fanfics >
  2. Herdeiro da Lua >
  3. Capítulo 4

História Herdeiro da Lua - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem qualquer erro😊

Boa leitura 😘😘😘

Capítulo 4 - Capítulo 4


    O dia já está clareando quando todos sentem a forte aura de um alfa adentrando a vila. Os ômegas não se alarmam pois e aura forte é gentil e passa a sensação de segurança. Logo um jovem alto de cabelos curtos negros, olhos espertos e rubros, um sorriso amigável nos lábios surge. O alfa é recebido pelos braços de Itachi em torno de seu pescoço em um abraço saudoso.

- Oi meu pequeno, como você está ? - fala enlaçando a cintura delicada do menor e depositando um beijo na testa do outro que ri baixinho.

- Oi Sui, eu estou bem, senti sua falta! - fala soltando o maior que lhe afaga os cabelos macios gentilmente.

- Eu também Ita, senti muita saudade você. - fala e deposita um ósculo gentil na boquinha rosada e cheia do menor que cora lindamente.

- Oh meu santo Indra, deixem a melação para depois. - Resmunga Izuna revirando os olhos, o que faz todos ao redor rirem.

- Você está é com inveja, hum. - Retruca Itachi rindo da cara indignada do primo.

- Ok, já chega povo. - Madara se pronúncia e todos se calam e o olham atentos. - Sui o que te traz aqui tão cedo? - pergunta curioso.

- A tia deu a falta de vocês e mandou eu buscar os quatro fujões. - responde Shisui rindo da cara assustada dos ômegas.

- Oh meu Indra, livra a minha pele mais uma vez, por favor. - choraminga Izuna.

Os quatro se despedem dos outros rapidamente e seguem o alfa. O ritmo intenso do alfa mostra que os quatro provavelmente estavam muito encrencados.

- Sui, em que tipo de encrenca estamos dessa vez ? - indaga Harada ofegante.

- Cada um se lascou de um jeito diferente, Harada tinha que designar os novos líderes para os regimentos médicos, Itachi e Izuna tinham uma reunião do conselho hoje e Madara tinha reunião com os capitães, nossa eu não acredito que vocês esqueceram disso. - Fala indignado. - A rainha e o marechal estão possuídos de raiva, eu fiz o meu melhor para aliviará a barra de vocês mas não adiantou muita coisa, acho até que eles já encomendaram as covas de vocês. - Um sorriso sádico surge nos lábios do alfa ao notar o desespero nos olhos dos ômegas.

- Por Indra, nós vamos morrer. - suspirar Izuna com os olhos marejados, ele e Harada fungam apavorados.

Em pouco tempo o quinteto chega ao palácio e rumam direto para a sala do trono. Antes mesmo de abrirem as portas é possível sentir a aura ameaçadora dos dois alfas lá dentro. Shisui abre a porta e caminha na frente do grupo, os ômegas o seguem cabisbaixos.

- Madara você tem cinco minutos para explicar o por que de vocês quatro terem passado a noite fora sem avisar e ainda por cima ignorando seus deveres. - Rosna a rainha. O Uchiha se encolhe um pouco, respira fundo e se ergue novamente fitando os olhos de sua genitora com firmeza.

- Nós saímos para treinar na floresta e perdemos a noção do tempo, acabou que optamos por passar a noite lá, se alguém deve ser punido esse alguém sou eu, pois eu que os levei para lá, então peço humildemente que os liberem e punam somente a mim. - Fala o Uchiha com firmeza e vê os olhos de sua mãe faiscar de raiva mal contida, o marechal, seu tio, parece mais calmo.

- Pois bem, vocês três estão livres, saiam daqui agora. - rosna Assamy entredentes, os pequenos correm apavorados para fora da sala.

Os quatro que permaneceram estão tensos.

- Ah Madara, você é tão nobre, tão gentil e amoroso que me dói ter que puni-lo. - dita a rainha se aproximando e tocando levemente o rosto do filho, que se encolhe com o toque, fazendo a mais velha rir.

- Oh minha criança, eu jamais lhe machucaria, nunca pense isso de mim, eu apenas os assusto um pouquinho. - fala abraçando o filho e enterrando o rosto no pescoço do mais alto, que retribui o abraço com carinho. - Vocês ainda são tão jovens, eu entendo que precisam sair para divertirem, mas estamos com a guerra batendo em nossa porta e vocês meus pequenos, são os únicos em que posso confiar, eu sei que os sobrecarrego, principalmente você, eu queria que fosse diferente, me perdoe por não ser capaz de lhes dar uma vida tranquila, mas pretendo mudar isso em breve. - fala entre soluços, apertando novamente o filho em seus braços.

- Eu sei mãe, eu compreendo a situação, mas as vezes é difícil controlar, me perdoe! - fala baixinho.

- Como eu me orgulho de você meu ômega, você, Izuna, Itachi e Harada são importantes demais para mim, eu os amo muito, mas as vezes dá vontade de grudar pelo pescoço, a sorte de vocês é que o Shisui é um alfa muito equilibrado e sempre livra a barra de vocês, agora vai tomar um banho e descansar, pois amanhã eu vou esfolar vocês de tanto trabalho. - fala rindo e o menor acente saindo da sala. - Eu sou muito mole com eles e a culpa é toda de vocês dois, Shisui por defender aqueles quatro e você Fugaku nii-san por ser sensato e concordar com ele. - brinca fazendo os dois alfas rirem baixo.

- Você é molenga por natureza, não tenho nada a ver com isso. - Fala Fugaku com um ínfimo sorriso nos lábios.

- Eu sei, eu sei, mas agora que sei que eles estão bem, vamos ao que interessa. - Fala a rainha agora séria e sentando em seu trono, os dois alfas ficam em pé a sua frente.

- Os Senju's realmente diminuíram um terço da guarda que eles tinham na fronteira leste, e quando permiti que notassem minha presença eles não demonstraram hostilidade. - Fala Shisui seriamente. - Acredito que eles realmente querem essa aliança ou estão mentindo muito bem. - Conclui pensativo.

- Eu analisei todos os documentos, as condições do tratado são justas e favoráveis para os dois lados, a única coisa que me preocupa é o pedido do rei Butsuma com relação ao cortejo a Madara. - Explica Fugaku e a rainha ergue uma sobrancelha de maneira inquisitiva. - Butsuma disse que seu herdeiro, Hashirama Senju se encantou por Madara após a batalha deles e que o rapaz quer permissão para o cortejo.

- Isso pode vir a ser um problema, já que o Madara simplesmente detesta a idéia do cortejo, mas eu falarei com ele, fora isso tudo parece correto então vamos marcar uma reunião com o conselho e oficializar o assunto. - Dita a rainha se levantando e saindo da sala. Os dois alfas se encaram confusos.

- Ela vai fazer merda, eu sei que vai. - resmunga o marechal desanimado.

- O acha que ela fará ? - Indaga Shisui.

- Você conhece a história entre as famílias reais, estou certo? - pergunta o mais velho e o menor acente positivamente. - Pois então, ela ainda tem muitos sentimentos dessa época e tenho medo de que isso atrapalhe seu julgamento, ela reclama do gênio forte dos filhos mas eles são iguais a ela, principalmente Madara, tá aí outro que pode nos trazer problemas. - responde o marechal em um suspiro cansado.

Os dois alfas conversam por longas horas a respeito da possível aliança.


Notas Finais


Comentem oq vcs estão achando de história 😘😘

Obgda pelos favoritos ❤️❤️❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...