1. Spirit Fanfics >
  2. Herdeiros da Luz - Fogo e Gelo >
  3. Capítulo 5

História Herdeiros da Luz - Fogo e Gelo - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Herdeiros da Luz - Fogo e Gelo - Capítulo 7 - Capítulo 5

R۫۰۪o۰۫o۪۰۫n۰۫e۪۰۫y۫ ۪۰ 
━━━━ • ◈ • ✹ • ◈ • ━━━━


"Eu amo essa sensação" penso assim que senti os raios do sol da manhã tocarem minha pele quando  alguém abriu a janela do meu quarto.

— Bom dia mamãe! — falo coçando meus olhos e bocejando de sono, me sentando na cama, mal conseguindo olhar para ela por conta do meu cabelo solto e bagunçado.

— Bom dia meu sol! — mamãe me responde se aproximando de mim na cama, acariciando minha bochecha e tirando a franja do meu cabelo que estava em frente a meus olhos — Se apronte e desça para tomar café da manhã, daqui a pouco nós vamos para Arendelle! — comenta me dando um beijo na testa e deixando um par de roupas em cima da minha cama. — Bem... agora eu tenho que ir chamar o Briar e o Magnus! — ela fala com um sorriso de lado e logo sai na direção do quarto do meu irmão. 

"Arendelle, faz tanto tempo que não visitamos a tia Anna, será que a Gyda,  a Eira e o Rick também vão?" Me questiono levantando da cama e caminhando até a janela, olhando para a vista do céu de Berk que estava tão limpo e azul quanto os olhos da minha mãe.

— Bom dia querida! Já está pronta? — a voz de meu pai me   chama a atenção e o vejo aterrissando com o Banguela em frente a nossa casa, provavelmente ele vem do grande salão, deve ter ido avisar o povo que íamos nos ausentar.

— Eu já vou descer! — falo curvando meus lábios em um sorriso e acenando para ele, dou as costas para a janela e vou me  arrumar, visto minha roupa que minha mãe deixou em cima da minha cama, um conjunto viking de cores suaves, uma blusa de manga comprida rosa salmão, junto com uma meia calça viking também salmão só que de um tom mais escuro, com um vestidinho curto verde água de saia de duas camadas, e ponho um espartilho de couro com o símbolo de Arendelle por cima do vestido, calço minhas botas, pego minha capa com capuz marrom  pequena jogo por cima dos ombros, e logo saio do meu quarto quase correndo enquanto arrumo meu cabelo em uma trança. 

— Ei cuidado aí maninha! — Briar diz quando acabo esbarrando nele que ainda estava calibrando a sua armadura enquanto descer as escadas.

— O que houve? Você tá péssimo!  — pergunto assim que reparo na cara de cansado dele, termino de trançar meu cabelo, e o encaro curiosa, Briar sempre acorda mais animado e disposto do que eu, principalmente quando é pra irmos a Arendelle. 

— Nossos pais deviam ter posto o nosso visitante para dormir com os dragões! — ele diz esfregando os olhos e bocejando de sono — Não no meu quarto! Foi impossível  ao menos conseguir pregas os olhos, ele passou a noite quase toda conversando sobre o quanto esperou por férias, e o resto da noite roncando igual ao papai!!! — reclamar enquanto acabo dando uma risada discreta, enquanto descíamos a escada e chegamos no último degrau, caminhamos até a sala de café da manhã e   encontramos o Magnus conversando com nossa mãe, e os observamos sem que se dêem conta da nossa presença ali. 

— Mas tia Elsa se meus pais  também forem eles vão me encontrar lá, e meu plano de férias de pelo menos duas semanas vai ser arruinado! Eles vão querer que eu volte com eles, será que eu não posso ficar aqui em Berk enquanto vocês viajam? — ele diz quase implorando andando de um lado para o outro enquanto mamãe  arruma a mesa para o café da manhã.

— Magnus você vai com a gente sim,  seus pais devem muito preocupados! Mas não se preocupe Hiccup e eu vamos conversar com seus pais e pedir para deixarem você ficar um tempinho com a gente! Afinal você é nosso afilhado tenho certeza que eles vão deixar! — a mamãe fala com uma voz tão doce e confiante.

— É Briar pelo visto vai passar mais noites sem dormir! — comento rindo baixinho para meu irmão que torce o nariz. 

— Não mesmo! Eu vou é dormir lá pra vovó! — ele replica cruzando os braços e me olhando sério, enquanto caminhamos até a mesa.

— Que bom que já desceram meus amores! — mamãe nos dar um beijo assim que nos ver  — Tomem café e logo depois nós vamos partir! Enquanto isso eu vou ajudar o pai de vocês a preparar nossos dragões!  — se retira animada nos deixando na mesa.

— Então como é esse reino Arendelle? — Magnus pergunta enquanto nos servirmos da mesa farta, cheia de frutas, sucos, pães bolos, e leite.

— É o reino onde nossa mãe nasceu, ele é cheio de diversão principalmente na floresta dos trolls, e na montanha congelada! — Briar conta enquanto morde uma maçã, e eu começo a me lembrar da floresta dos trolls de rocha, eu amava brincar com eles quando era criança.

— Floresta de trolls? Ok...   — Magnus fala arqueando a sobrancelha olhando para nós parecendo não acreditar muito — E o que tem na montanha congelada goblins de gelo? — pergunta dando risada e relaxando as costas na cadeira comendo uma fatia de bolo, e Briar revira os olhos.

— É quase isso, lá fica o palácio de gelo da mamãe, o lar do Marshmallow e os bonequinhos de neve! Sabe como é né? Arendelle tem coisas que apenas quem está acostumado a ver magia entende! —  eu respondo e meu irmão esboça um sorriso olhando para mim, o castelo de gelo sempre foi a sua parte favorita de Arendelle.

— Vocês estão falando sério?  — ele questiona se ajeitando na cadeira.

— Você verá quando chegarmos! — eu falo soprando meu leite para deixa-lo mais quente usando meus poderes.

— E seus pais Magnus também vão não é? Mamãe disse que todos os reinos foram convidados! — meu irmão comenta.

— É e já imagino a bronca que vou levar deles! E possivelmente da tia Hearther também por meter o Stefano em encrenca! — indaga rindo de si mesmo, se levantando quando terminamos de tomar café, e saímos de casa.

 — Estão prontos? — nossos pais perguntam já nos esperando na varanda enquanto conversavam com a vovó.

— Sim! — respondemos ao mesmo tempo

— Axel! Tá preparado garoto? — pergunto animado olhando para meu dragão que se anima ao me ver assim como o Aleifr e Dalibor também se animam ao ver o meu irmão e o Magnus.

— Mãe se Dagur e Mala passarem por aqui atrás do filho deles diga que ele foi conosco para Arendelle! E que nos encontrem lá! — Meu pai pediu  e Briar e eu nos aproximamos da vovó Valka dando-lhe um beijo na bochecha.

— Podem ir tranquilos! E juízo em crianças!  — a vovó responde enquanto subimos em nossos dragões — Dêem os meus parabéns a  Anna por mim! — pediu assim que levantamos vôo acenando para nós.

 — Ei mamãe! O filho da tia Anna é menino ou menina?  — pergunto curiosa voando com Axel mais próximo dela e Cristal.

— É um menino, querida! —ela responde abrindo um sorriso e começo a imaginar "Será que ele é parecido com a tia Anna ou o tio Kristoff" me questiono fechando os olhos sentindo a brisa suave das nuvens e o sol tocarem minha pele. "Será que o pequeno príncipe é loiro ou ruivo?" minha curiosidade estava prestes a chegar ao fim, no caminho já avistavamos  vários navios a vela, vindos de todas as direções do oceano.

— Ei maninha! Tenta nos acompanhar!  — Briar diz passando como raio com o Aleifr por nós e voando baixo sobre a água desviando dos navios, com seus tripulantes nos olhando e acenando para nós.

— Vamos lá Axel! — digo mergulhando no ar com meu dragão que acompanha o Briar, a armadura do meu irmão começa a brilhar com a luz do sol, destacando o tom azul, e o bronze dourado de sua ombreiras  com símbolo de floco de neve. Olho para o nosso reflexo sobre a água "somos tão parecidos e ao mesmo tempo tão opostos" acabo rindo sozinha de meu pensamento.

— Você viu o navio de Dunbroch?  — meu irmão pergunta olhando atento para as bandeiras dos navios, procurando pelo Brasão do reino escocês.

— O navio da sua namorada? — digo em um tom malicioso, abrindo um sorriso o fazendo ficar com as bochechas rosadas.

— Ela não é minha namorada! Somos só amigos!  — ele responde fazendo bico e acabo rindo, eu sabia que ele gostava da Eira e era engraçado a forma como negava, e também a melhor forma de me vingar pelas vezes em que ele me irritava.

— Ei Haddock's, vocês chamam isso de velocidade? — a voz de Magnus nos chama atenção e quando percebemos o mesmo já havia passado de nós, meu irmão e eu nos entreolhamos ferozes e sorrindo acompanhando ele. 

Competiamos a velocidade de nossos dragões uma disputa muito acirrada, mas esqueciamos que entre nós estavam  os verdadeiros campeões que decidem entrar na corrida nos ultrapassando como relâmpagos, mas por outro motivo que faz meus olhos começam a brilhar, assim que se deparam com os fiordes de Arendelle iluminados com o sol.

— Chegamos! — Briar e eu falamos ao mesmo tempo nos olhando com um sorriso. 

— Acho que nunca vi tanto navio em um porto! — Magnus comenta, e noto que  o porto estava tomado por navios atracados.

— Ei Briar! A Eira já chegou! Olha! — eu digo apontando para o navio de Dunbroch, onde a família Frost já estava descendo e acenando para nós.

— E o Richard também olha! — Briar fala apontando para o navio com o Brasão de Corona mas não vemos nosso primo. Sobrevoamos  por cima do povoado que estava todo animado e colorido as carroças de flores enfeitavam e espalhavam seus perfumes pela vila inteira.

— Venham crianças por aqui! — nossos pais nos chamam indo em direção ao pátio do palácio onde pousamos, e onde encontramos o  Asher, o corcel de Rick muito agitado e ele estava parecendo nos chamar para algum lugar. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...