História Here Without You - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Ana Brenda Contreras, Christina Aguilera, Ian Somerhalder, Jared Padalecki, Lady Gaga, Lana Del Rey, Megan Fox, Misha Collins
Personagens Ana Brenda Contreras, Christina Aguilera, Ian Somerhalder, Jared Padalecki, Lady Gaga, Megan Fox
Tags Ana Brenda, Billie Eilish, Ian Somerhalder, Jared Padalecki, Lady Gaga, Megan Fox
Visualizações 27
Palavras 1.384
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Pilot


Fanfic / Fanfiction Here Without You - Capítulo 1 - Pilot

    

Minha visão ainda estava meio embaçada, por motivos óbvios; eu havia acabado de acordar, depois de terem me drogado com mil e um remédios. aquele maldito cavalo..eu realmente fui uma tola em não acreditar na sua fama de derrubador de domadores, e aqui estava eu, em uma cama de hospital, faltando apenas uma semana para meu casamento com Katy.

- Finalmente você acordou...pensei que iria morrer.. -Cynthia minha mãe, se aproximou de mim, passando a mão em meus braços.

- sua sinceridade me afeta mamãe -falei sussurrando, fechando os olhos novamente, a claridade me incomodava.

- O que você tem na sua cabeça pra montar naquele cavalo? Você é louca? Tem demência?  Stefani você pode..-Christina minha irmã falou alto, me fazendo fazer uma careta.

- Gente...

Dei uma risada fraca e abri meus olhos novamente com a visão muito mais nítida.

- sim, eu poderia ter morrido, mas estou aqui..viva..parem de coisa.. -tentei mover a minha perna e não consegui.

Levantei o meu corpo com dificuldade e tentei mexer minhas duas pernas e não consegui.

- CYNTHIA EU NÃO ESTOU CONSEGUINDO MOVER AS MINHAS PERNAS! -Berrei, tirando o fio do aparelho de batimentos.

Cynthia olhou para Christina assustada, e se afastou de mim.

- O QUE TÁ ACONTECENDO COMIGO CYNTHIA? POR QUE EU NÃO CONSIGO MOVER AS MINHAS PERNAS?  -tirei o cobertor de cima da minhas pernas e puxei a perna direta com a mão, não sentindo absolutamente nada.

- Calma Stefani! -Christina puxou minha mão, me fazendo soltar a perna. - deve ser o efeito dos remédios..calma

Olhei para ela com um pânico evidente, e bati na perna.

- NÃO TEM COMO TER CALMA!! -bati outra vez. - EU TENHO UM CASAMENTO MARCADO PRA SEMANA QUE VEM!

- Stefani! Calma! Ela disse que deve ser o efeito dos remédios! E deve ser mesmo! Anestesia..lembra? Sem sentir nada.. -mamãe ajeitou minhas pernas e colocou o cobertor por cima de novo.

Encostei minhas costas na cama e suspirei.

- Tudo bem.. -falei tentando me acalmar- Tudo bem..

- Você tem que parar de assistir novelas e essas coisas, já está ficando paranóica -Christina balançou a cabeça negativamente em reprovação

- Christina pare, sua irmã deve estar com a cabeça doendo...aliás, você bateu a cabeça no chão tá Stefani? Não sei como você não...morreu

A enfermeira entrou dentro do quarto, e foi direto até o fio de batimentos cardíacos, os colocando novamente em meu dedo, olhei para ela com um olhar de; o que custa dizer um simples "bom dia?" Ela não falou nada, somente puxou o soro que estava apoiado em um tripé e aplicou um remédio.

- Você precisa dormir! médico mandou! -ela falou com um sotaque...japonês? Bom..Ela tinha olhos puxados.

- Eu não quero.. -balancei a cabeça negativamente e olhei para mamãe - eu quero a minha noiva..

- ela já dorme! Não der bola.. -a enfermeira falou isso e saiu do quarto.

E acabei dormindo novamente, eu odiava remédios, eu odiava hospital....Eu fui totalmente idiota em pensar que não cairia daquela cavalo.. A partir daquele dia, eu nunca mais iria subir encima de um, não por morte.

Acordei depois de umas 2 horas dormindo, então pude ver a figura do médico me analisando. Ele me olhava sério, Christina estava sentada e mamãe ao lado do médico, apreensiva.

- O que foi? -tentei abrir mais os meus olhos e bocejei..ainda estava com muito sono.

O médico olhou para cynthia, e depois me olhou, como se...sentisse pena de mim.. Até  Então..Eu desconhecia aquele olhar.

Sempre fui aquela mulher que todo mundo considerava bonita, claro que nem todo mundo sabia do "problema" que eu tinha entre as pernas. Rica e bem humorada, sempre fui rodiada de amigos (sendo eles falsos ou não) se ninguém sabia que minha mãe teve problemas na gravidez e me deve com o órgão trocado, ninguém deveria ter pena de mim.

- Stefani, você sabe que a queda foi muito grave não sabe? -o doutor perguntou, como se não esperasse resposta, pois sabia que eu sabia.

- Fale logo, eu não suporto rodeios -falei baixo, logo eu dormiria de novo..

- Stefani..Você sofreu sérios danos na espinha dorsal.. Então...

- Então eu estou aleijada é isso? -perguntei, tentando elevar a voz, mas não conseguia os remédios me deixavam ainda mais sonolenta.

- Então quer dizer que você.. -ele suspirou- isso quer dizer que você perdeu o movimentos das suas pernas! Mas tem fisioterapia! Tratamentos no exterior! E só uma questão de tempo

Arranquei forças de onde não tinha e finalmente consegui elevar minha voz.

- QUESTÃO DE TEMPO? QUEM VOCÊ QUER ENGANAR? -minha voz perdeu força, voltando ao tom mínimo- Eu não posso ficar assim...Eu tenho..A droga..de um casamento pra ir...

E voltei a dormir, mas só Deus sabe o que eu estava sentindo por dentro...Estava com medo...Será que um dia eu poderia voltar a andar? Katy..Katy não podia ficar comigo daquele jeito.. Eu sabia que o que o médico falava era de boca pra fora, mas não..aquilo só podia ser um pesadelo...

Eu não queria depender de ninguém, eu amava correr...

No dia seguinte acordei com a dor de cabeça ainda presente, tirei tudo o que me ligava a remédios, eu não iria tomar mais aquelas porcarias. Cynthia não estava mais ali, talvez tivesse ido tomar um banho, Christina estava lá, sentada com outra roupa.

- Bom dia -ela falou baixo, com os olhos fechados- não tira essa droga, você ainda precisa se recuperar.

- Ah, claro, como se isso fosse trazer o movimento das minhas pernas de volta -Arranquei o negocio estava grudado em meu peito e joguei para o lado.

- Eu já falei com a Katy, ela está vindo pra cá -ela folheou a revista, abrindo os olhos com impaciência.

- o que você falou pra ela? -puxei o cobertor das pernas, eu podia sentir calor da cintura pra cima, talvez lá também sentisse.

Christina não respondeu.

- O QUE VOCÊ FALOU PRA ELA?

- que você tinha caído do cavalo! E que..

- VOCÊ NÃO TINHA ESSE DIREITO CHRISTINA! QUEM DEVERIA FALAR PRA ELA SOU EU! QUEM VAI CASAR COM ELA SOU EU!

- não grita! Já ela chega aí! Para de coisa! Não é o fim do mundo! -ela se levantou do sofá, irritada.

Tenha fé Stefani, tenha fé. Eu só conseguia pedir isso para mim mesma mentalmente, mas eu não conseguia..Só de pensar que eu iria viver dependendo dos outros..que eu nunca mais poderia correr com Ásia, Koji e Gustavo...que não poderia andar pelo Starbucks diariamente como todos os dias, que eu não poderia fazer simples tarefas..

Se eu não tivesse usado minha teimosia pela milésima vez..Se eu não tivesse tirado as férias na cidade e ter ficado na fazenda, talvez eu não teria sentido tanta saudade de montar..Mas a culpa não era de Katy..Era minha, eu que tinha montado naquele cavalo..Aquele maldito cavalo.

- eu vou deixar vocês a sós -Christina falou, me fazendo dar conta que Katy estava na sala, me olhando...Com aquele mesmo olhar de pena que o médico havia dado.

Chris saiu, me fazendo desviar o olhar de Katy.

- isso vai interferir alguma coisa? -passei a mão na minha perna direita, suspirando.

- Por que você montou naquele cavalo!? Você poderia ter morrido! -ela falou brava, me fazendo dar um meio sorriso.

- É eu sei, mas eu não morri.. -suspirei de novo- que pena né.. -brinquei mas no fundo..Eu queria que fosse verdade.

- para de ser idiota! -ela se aproximou de mim - Stefani

- Hum?

- Me Desculpa.. Mas eu não posso ficar com você desse jeito..

Olhei para ela com as pupilas mais dilatadas.

- Como assim você não pode ficar comigo Katy!? -puxei o braço dela, com não força.

- e complicado pra mim..e..que eu não vou querer me prender a você...Desse jeito! Stefani eu tenho um futuro inteiro pela frente! Eu quero ter filhos! Eu quero viajar pelo mundo! Você sabe todos os nossos planos!

- E QUEM DISSE QUE EU NÃO POSSO TE DAR ISSO?

- Desse jeito Stefani? Desculpa..Desse jeito não rola..olha, quando você sair daqui..Não me procura mais... -ela balançou a cabeça negativamente - eu não quero mais você

Ela saiu, me deixando olhando para o nada...comecei a chorar, desesperadamente..por que ela me abandonou daquele jeito? Eu a amava tanto..


Notas Finais


Eu estou tão animada com a história que fiz o piloto em apenas uma hora, eu pensei que ia começar a postar quando eu terminasse a minha outra fanfic, mas acabou que eu fiquei tão animada..que resolvi escrever logo, gente..sério vocês não sabem o quão eu estou feliz em fazer essa história, e de novo..Obrigada..Obrigada por estarem aqui.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...