História Hero - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens All For One, Chiyo Shuzenji (Recovery Girl), Denki Kaminari, Enji Todoroki (Endeavor), Hizashi Yamada (Present Mic), Izuku Midoriya (Deku), Katsuki Bakugou, Mirio Togata (Lemillion), Ochako Uraraka (Uravity), Personagens Originais, Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Toga Himiko, Tomura Shigaraki, Tsuyu Asui
Tags Anime, Boku No Hero, Mistério, Morte, My Hero Academia, Otaku
Visualizações 26
Palavras 2.489
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, obrigada pelos comentários no último capítulo! Eu estou muito feliz! Muito muito muito obrigada ❤️

Capítulo 13 - Dissipate


Fanfic / Fanfiction Hero - Capítulo 13 - Dissipate

Entro para dentro da sala de pegando um outro uniforme de treino, tenho que me manter apresentável, além do mais odeio sujeira, troco de roupa e ouço a platéia vaiando, quem era a luta agora? Bakugou? Provavelmente deve está envergonhando nossa classe, estralo meus braços quando eu vejo alguém passando nos corredores.

– Shoto - ele para e olha para mim, eu pego ele pelo colarinho encostando ele na parede - se você quer tramar pela minhas coisas eu não me importo, mas faça pelo menos uma estratégia digna, você me ofendeu ao insinuar que eu só preciso de minha individualidade! - eu pressiono ele na parede olhando ele nos olhos, muito irritada, ele segura no meu punho, tirando a minha mão do colarinho dele, me devolvendo seu olhar irritado, mas a única coisa que eu vejo é tristeza.

– eu não fiz nada, ela queria entender como funcionava sua individualidade, mas se eu fosse dizer a ela alguma estratégia, diria para ela amarrar você completamente, eu conheço você e sei que sua agilidade é incomparável a qualquer um que eu já tenha visto lutar, agora se me der licença tenho que me preparar - ele sai em silêncio.

Começo a caminhar de volta para as arquibancadas, bebendo um pouco de café enquanto eu ouço uma vozes mais alteradas, vindas do corredor ao lado.

– Eu… não sou o All Might - ouço a voz do Midoriya.

– eu sei bem disso - Endeavor a voz do desprezível pai do Shoto.

– Então você deveria saber… que o seu filho Não é você! - Midoriya… como ele pode ser tão corajoso? Eu amo sua coragem.

– aqui é uma ala de preparação dos alunos Endeavor - eu apareço arrumando meus cabelos sorrindo - que eu sabia pessoas que não são professores e alunos não podem entrar nessa área.

– Você de novo garota irritante? - ele se vira para mim e eu me aproximo sentindo o calor de suas chamas mais perto, olho para o Midoriya que parece agora um pouco mais amedrontado. - seus pais não estão aqui para que impeça que eu lhe ensine boas maneiras.

– Acha mesmo que eu me importo com sua educação? Pare de perturbar os alunos e volte para as arquibancadas, ou vou ter que chamar pessoas para te tirar daqui? 

– quem iria conseguir me tirar daqui? - ele diz sorrindo de braços cruzados. - você não é seu pai Izumi…

– você tem razão, eu não sou meu pai… eu sou Melhor - meus olhos brilham - mas não posso chamá-lo para vir aqui ele está ocupado apoiando meu irmão, mas talvez quem sabe eu deva chamar o All Might, afinal ele é um professor que pode entrar aqui além de está acima de você - eu aponto para ele e agora para saída. - esteja convidado a se retirar.

– você é muito corajosa garota, Shoto terá o prazer de destruir vocês dois - ele dá meia volta saindo.

– eu repito tudo que eu disse no nosso primeiro encontro, tic tac - olhando para o relógio imaginário.

Após ele sair eu puxo o Midoriya de volta para sala de espera, fechando a porta o olhando nos olhos.

– Vo-você encarou o Endeavor! Você é doida só po-pode! - ele diz e eu rio.

– Endeavor não é tudo que você pensa, ele é um… como posso dizer isso em uma forma delicada? Cuzão? Não deve haver uma outra forma… mas enfim meu pai e Endeavor se conhecem desde crianças, estudaram juntos no fundamental e aqui na UA - dou de ombros - são rivais e até um pouco amigos, é normal termos embates de vez enquanto.

– e-eu preciso ir, pa-para o ringue - ele aponta para a porta - poderia… me dá licença?

– eu tenho um pedido para fazer a você - me aproximo segurando sua mão - o que você disse sobre não ser o All Might e Shoto não ser o Endeavor - aperto um pouco - meu irmão disse isso para mim quando entrei na escola. Shoto está sofrendo muito com essa prisão de sangue que ele está - olho nos seus olhos sentindo meus olhos marejarem um pouco - salve ele, Midoriya, salve o Shoto, me prometa! 

– Vou dar o meu melhor para libertá-lo - ele aperta minha mão e sinto algumas lágrimas saírem dos meus olhos eu sorrio abrindo a porta.

– estarei assistindo - saio correndo subindo as escadas ficando em pé perto da barra de segurança, não posso perder um segundo dessa luta.

– AMBOS OS COMPETIDORES TIVERAM MOMENTOS MEMORÁVEIS NESTA COMPETIÇÃO! E AGORA, OS DOIS FINALMENTE ESTÃO CARA A CARA!! - Present Mic, diz ao microfone -  MIDORIYA VERSUS TODOROKI! STAAAAART. - junto minha mão fazendo uma prece rápida para que o Midoriya consiga fazer o Shoto cair em si.

Shoto, já começa a usar sua muralha de gelo, enorme em direção do Midoriya, essa será uma luta muito interessante de se assistir. Midoriya usa sua individualidade em um dedo empurrando o gelo de volta ao Shoto.

– OOOH ELE CONSEGUIU BLOQUEAR A CAMADA DE GELO! - ah! Não me diga Present Mic, obrigada por constatar o óbvio. Shoto começa fazer uma nova barreira de gelo - FOI DESTRUÍDO DE NOVO!!!

– quem venceu o último embate? Eu estava lá embaixo me livrando de um estorvo, nem tive tempo de subir para ver - pergunto a Uraraka que faz uma cara tristonha.

– o que foi? Foi você que lutou? - sorrindo fazendo carinho nas suas costas - tenho certeza que você deu o seu melhor Uraraka, quem você enfrentou afinal? - é talvez eu só tenha visto o meu nome mesmo, qual o problema de ser um pouco egoísta? 

– Você vai enfrentar o Bakugou na sua próxima luta - ela diz baixinho e eu levanto o olhar, sorrindo olhando para ele.

– Tá olhando o que sua garota desprezível! - ele faz aquela cara assustadora, que não intimida ninguém além do pobre e traumatizado Midoriya.

– estou me lembrando de cada parte do seu rosto, quem sabe o que se pode acontecer - levantando uma sobrancelha - se você pretende me assustar com essa sua cara feia, você deveria tentar treinar mais, você não passa de um ridículo Katsuki.

– AHN?! REPETE! SUA FILHA DA… 

– NÃO XINGA MINHA MÃE NÃO - faço os meus olhos brilharem me levanto chegando próximo dele - DIGA O QUE VOCÊ IRIA DIZER. 

– CHEGA VOCÊS DOIS! - IIda puxa meu braço me forçando a sentar - você fazendo essa cena, as pessoas estão olhando - eu olho para os lados e vejo que algumas salas estavam bisbilhotando nossos ânimos exaltados, eu respiro fundo e volto a olhar para frente. 

– SEM MEDO DA FORÇA DO MIDORIYA, TODOROKI SE APROXIMA! - ao ouvir, eu me levanto segurando na barra de proteção, minhas mãos estão suando, eu estou nervosa, Todoroki não pode se aproximar do Midoriya se não ele já era. - TODOROKI QUE ESTAVA MANDANDO ONDAS ATRÁS DE ONDAS DE IMPIEDOSAS BARREIRAS, ESTÁ PRONTO PARA LANÇAR SEU ATAQUE SUPREMO!

– ele está congelando… se ele não usar o fogo ele vai perder, e se ele perder… - seguro na barra de segurança - por favor Midoriya!

– PARA ONDE ESTÁ OLHANDO?! - ouço o Midoriya gritar - SMAAAASH! - Que bom que ele não desistiu, mas ele está muito machucado, provavelmente Midnight e Cimentus vão querer parar a luta, ao usar esse smash, Shoto quase foi empurrado para fora da arena. - CAI DENTRO… COM TUDO QUE VOCÊ TÊM!

Shoto está totalmente fora de si, ele parte para cima do Midoriya e é recepcionado por um belo de um soco na barriga, cara deve ter doído muito, que forma é essa que Midoriya arranjou para salvar o Shoto? 

– LENTO DE MAIS! TODOROKI LEVOU UM SOCO EM CHEIO! -  a plateia grita em polvorosa, uns falam se perguntando como o Shoto conseguiu se levantar depois desse soco… outros falam de como o Midoriya está machucado, e eu não consigo pensar em quem vou torcer.

– ISSO É PORQUE TODOS ESTÃO DANDO O SEU MELHOR - sinto as palavras do Midoriya tocar o meu coração, e algumas lágrimas saem do meu rosto, eu não consigo ouvir muito, a plateia grita muito! Malditos calem a boca! - POR ISSO EU VOU TE DERROTAR! E EU VOU TE SUPERAR! - Midoriya desfere outro soco no Shoto. - ESSE PODER É SEU E SOMENTE SEU! - aquelas palavras, droga Midoriya! Você está me fazendo chorar!

Eu não uso meus poderes, mas eu sinto as coisas ficarem em câmera lenta sinto cada fio de cabelo sendo soprado em meu rosto, sinto minhas lágrimas rolando sobre meu rosto, mal ouço a plateia, eu ignoro completamente tudo, para mim parece que só há Shoto, Midoriya e eu, essas palavras servem para mim também tudo que eu tenho, pertence a mim e só a mim, quando de repente sinto um calor e então tudo volta ao normal, fogo… Midoriya fez o Shoto usar seu lado esquerdo! 

– SHOTOOOOOOOO - sou obrigada a olhar para o outro lado onde eu não tinha percebido que o Endeavor estava- FINALMENTE ACEITOU SEU DESTINO?! SIM! É ISSO MESMO! ESSE É SEU PRIMEIRO PASSO RUMO À GLÓRIA! SUPERE-ME COM O MEU SANGUE QUE CORRE EM SUAS VEIAS! E REALIZE MINHA AMBIÇÃO!

– olha só… o próprio Endeavor apareceu para torcer pelo seu filho, mas que paizão - o Present Mic diz meio confuso.

Midoriya começa a se aproximar, a cena é linda de se ver, Shoto usando o gelo e o fogo é simplesmente INCRÍVEL! Professora Midnight e Cimentus tentam parar a luta, porém, pelo que eu estudei em alguns livros no ensino fundamental… isso vai dá ruim eu me abaixo perto da parede cobrindo minha cabeça. 

– O QUE ESTÁ ACONTECENDO? VOCÊS ESTUDANTES SÃO TODOS MONSTROS POR ACASO?! - eu olho para a cabide de locutores e o Present Mic está caído.

– o ar gelado da arena rapidamente se expandiu com o calor - professor Aizawa sempre tão inteligente. 

– E CRIOU AQUELA EXPLOSÃO? O QUÃO QUENTE ELE ESTAVA? NÃO É POSSÍVEL ENXERGAR NADA! O QUE ACONTECEU?

A fumaça finalmente abaixa mostrando Midoriya fora da arena e o Shoto em pé, com uma parte da camisa rasgada, mas isso não vem ao caso.

– Midoriya está fora do ringue! TODOROKI AVANÇA PARA A TERCEIRA RODADA! - todos comemoram, mas alguns discute por que o Midoriya provocou o Todoroki sendo que ele não tinha nenhuma carta na manga, provavelmente o Shoto deve ter notado o porquê. 

Desço as escadas correndo para enfermaria cruzo com o Shoto no meio do caminho, ele me parece perdido nos pensamentos novamente. 

– parabéns Shoto - ele para e me olha como se só agora ele teria notado minha presença - você foi incrível! Eu não tenho nem palavras… - estendo minha mão para ele e ele pega a minha e nos cumprimentamos.

– obrigado, desculpe sobre o que aconteceu com a Yaoyorozu é que…

– está tudo bem meio a meio - eu sorrio - seria entediante se ela tivesse vindo sem uma estratégia bolada - dou de ombros - preciso me preparar, gostei do estilo da camisa rasgada, valoriza seu corpo - ele sorri olhando as roupas em farrapos e eu começo a caminhar, vou até a enfermaria, quando todos são expulsos.

– Olá Recovery Girl! Eu poderia falar com o Midoriya? - olho para ela - será rápido eu prometo! - olho para ela passando minha confiança.

– ora garotinha se eu deixar você entrar, todos vão querer - ela aponta para os outros alunos.

– pode deixar Recovery Girl, ela não veio com a gente, então ela não teve a oportunidade de ver o Midoriya - IIda sempre tão justo 

– Tudo bem, mas você só tem alguns minutos, afinal você também tem que se aquecer - ela abre a porta, para que eu entre. - com licença.

Eu entro, e percebo que não há outras pessoas só eu, Midoriya, recovery girl e um homem loiro, e magro ao lado da maca.

– Midoriya? - o homem dá um sobressalto quando ouve a minha voz e eu o olho, mas ignoro, eu sorrio olhando para ele - você… foi tão incrível! Eu… eu - me curvo - peço desculpas por ter colocado pressão sob seus ombros! Mas você conseguiu! Você o salvou - ele me olha com lágrimas nos olhos - não chore se não eu vou chorar também! - rio enquanto algumas lágrimas formam nos meus olhos. - você vai ser um herói incrível - beijo sua testa - tenho que ir - saindo do local. 

Precisava me concentrar, meu próximo embate não será fácil, Bakugou é forte, mas esse não é o problema para mim, o problema é seu poder de reação, não é como os outros que pensam e seu corpo demora para agir, seu corpo age independente do seu pensamento, eu preciso mantê-lo a distância para que eu possa usar meu poder.

– VOCÊS JÁ CONHECEM DO LADO ESQUERDO, ELA! AMADA POR MUITOS E ODIADA POR ALGUNS, FILHA DE UMA ACLAMADA FAMÍLIA DE SUPER HERÓIS! IZUMI TOKEEEEI - eu entro ao anunciarem meu nome estralando meu pescoço e os meus braços - DO LADO DIREITO ELE QUE FICOU EM PRIMEIRO LUGAR ENTRE OS CALOUROS E FEZ UM VOTO DE VENCER TODOS NESSA COMPETIÇÃO! O DESTEMIDO KATSUKI BAKUGOU! 

– Eu vou matar você! - ele chega estalando os braços sorrindo, eu coloco a mão na minha boca e bocejo. 

– você pode tentar - rindo estendo a mão para ele - mas não vai conseguir biribinha.

– DO QUE VOCÊ ME CHAMOU?! 

– READYYYYYYY! STAAAAART! 

Ele se aproxima de mim usando sua individualidade para ser mais rápido, eu me viro desviando rolando pelo chão, ele se vira novamente para mim.

– VOCÊ QUER MANTER A DISTÂNCIA? ENTÃO TUDO BEM! - ele estende a mão para mim e eu vejo algo se formando em sua mão - MORRA! 

– BAKUGOU! LANÇA UMA EXPLOSÃO PARA CIMA DA IZUMI! 

– nove… dez - eu estendo minha mão e meus olhos brilham - PASS! - com o impacto da explosão próximo das minhas mãos ela para e retorna ao Bakugou. - a distância é perfeito para mim - eu sorrio tirando meu cabelo do rosto.

– IZUMI! É O NOME QUE A PLATEIA GRITA! ELA PAROU O ATAQUE DO BAKUGOU COM UM MOVIMENTO! 

– SUA MERDINHA! ACHA QUE ACABOU?! - ele começa a lançar uma sequência de explosões, algumas eu consigo desviar, mas algumas me atingem e eu caio próximo a borda a arena. - MORRAAAA! - ele lança de novo a sua explosão máxima. Como eu disse Bakugou era um oponente complicado para mim, ele não permite eu me concentrar para invocar meu poder, ele lança seu poder em minha direção, eu me levanto estendendo a minha mão e os meus olhos brilham.

 

Outer space - um tipo de portal abre minha frente e aquela explosão simplesmente some, eu olho para minha mão, a plateia para de comemorar, todos ficam confusos, eu fecho minha mão e olho para o bakugou sorrindo- É só isso que você tem? Que decepção.
 


Notas Finais


Para quem não entendeu, o poder da Izumi é a abrir portais para outra dimensão e banir algo para essa dimensão alternativa, podendo também abrir outro portal para servir como caminho, mas qual serão as consequências disso? 
Bjos amores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...