História Heróis do Amor - (Adrinette) - Capítulo 56


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Jalil Kubdel, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Nooroo, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Amizade, Amnésia, Amor, Confiança, Decepção, Drama, Esperança, Harmonia, Justiça, Luta, Namoro, Paixão, Paz, Personagens Adicionais, Traição, Tristeza, Vingança
Visualizações 24
Palavras 1.227
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Dá-lhe galera. Tudo tranquilo? Mais uma vez, seja bem-vindos e bem-vindas à mais um capítulo da nossa querida fanfic.
Ânimos renovados, destinos novos... O que o futuro nos reserva?

Bom, depois de algumas mensagens e pedidos das leitoras que queriam conhecer melhor o Giorgio, até porque a entrada dele e o decorrer dele na trama foi bem discreto. Um personagem que apareceu pouco, mas que fez a diferença inúmeras vezes.

Vamos à um Top 10?

1. - Na idéia inicial, ele não se chamaria Giorgio, tão pouco seria italiano. A idéia era que ele seria croata e se chamasse Estebán Modrić e fizesse uma discreta participação no contexto.

2. - Ainda como Estebán, ele seria um primo distante da Juleka, e faria de um possível para ajudar a mesma no tempo que ele estivesse ali.

3. - Seu kwami não se chamaria Jayzzy e sim Mahhira ou Maair (que vem de Mihira), depois de um bom tempo pensando, decidi que Mahhira não seria uma boa idéia.

4. - Tayhgrah também é um nome alternativo, ele teria um nome indefinido, realmente foi difícil pensar num nome para ele, e acabou ficando assim mesmo!

5. - Com cerca de quinze anos e meio e do signo escorpiano, ele mostra várias vezes ter uma personalidade atípica. As vezes ele é cordial, o cavalheirismo toma conta dele, o deixando uma pessoa educada e dócil. Mas como Tayhgrah, tudo isso muda. Notável que ele se torna maldoso, frio, não tem pena das pessoas e mantém um orgulho lá em cima.

6. - Tayhgrah raramente aparece, a ideia era de que ele fosse vilão, e aparecesse somente para causar discórdia e tentar tomar o poder máximo de tudo.

7. - Ele é bem estratégico. Procurou fazer amizades logo quando chegou, ele poderia tirar vantagem disso, já que teria prioridade para com os outros.

8. - Giorgio Neri Cipriani, seria um astrônomo, fascinado por astronomia, ele acabaria deixando à todos para isso... Mas essa ideia foi descartada e a profissão de Giorgio se tornou totalmente diferente.

9. - Ele tem uma resistência emocional enorme e com isso, dificilmente seria/será akumatizado, mas também ele não pode sequer descuidar, sua tamanha resistência pode colocar tudo à perder.

10. - Acabar com o Hawk Moth não é o objetivo de Tayhgrah. Ele quer descobrir de onde estão vindo os cavaleiros. Grupo pouco conhecido, que até então teve uma pequena parceria com Hawk Moth, através dos irmãos Crusader e Dynas.

Bônus: Exatamente como a N° 8, ele só chegou à Paris porquê foi contratado das categorias de base da Napoli, jovem napolitano, mostrou ser promissor e com muita competência em seu trabalho!


Então, fiz vocês gastarem um tempinho lendo isso, mas valeu a pena, né?
Bom, agora que estão sabendo um pouco mais deste personagem, fiquem com este capítulo que tá legalzinho!

Capítulo 56 - Invasão de Privacidade


Se tinha alguém que já estava mal-acostumada com a vida atual, era Chloé. Depois que se tornou Queen Bee, e pegou um leve "afeto" com Giorgio/Tayhgrah, ela não desgrudava mais do pé do garoto. Tanto é que ela estava impaciente, enviando mensagens para ele, exatamente dentro do quarto dele.

Trair ele não era o que ela exatamente estava pensando. Como ela queria que o mesmo à desse um pouco mais de atenção e carinho, avisá-lo sobre o risco que corria era essencial.

Apesar de ter ficado com certos "ciúmes" ao vê-lo na mesma moto com Juleka, ela soube superar aquilo, tanto é que já havia esquecido. Ela observou a proposta de Lila, entretanto, ela se aprofundou mais em informações sobre aquilo... E o que ela descobriu era exatamente o que Tayhgrah queria...

Queen Bee: Onde está aquele Tigre maldito?! - apesar de tudo aquilo, ela teria que suportar as diversas vezes em que o mesmo à deixava na mão. Mas, ainda assim, ela se irritava muito...

— Calma. Uma hora ele vai responder... - suspirou, tentou se manter calma.

Após suspirar um pouco e pensar, ela se acalmou. Notou que a casa estava vazia, e a porta do quarto do mesmo, que dava acesso ao corredor e as escadarias estava aberta. Ela, primeiramente, pensou...

Queen Bee: Ainda não conheço bem essa casa, mas ela sempre vive vazia... - abriu a porta e pôs sua cabeça para fora, vendo um pequeno corredor escuro...

— Talvez eu possa descobrir mais sobre ele... Ele deve demorar para chegar. Eu vou ter tempo suficiente.

Apesar de tanta calma, era uma noite agitada para alguns lados... Quando desceu para o andar de baixo, Adrien ficou incrédulo com o que via. Desde o dia anterior, ainda não havia caído a ficha dele, por isso mantinha tanta calma, mas ver aquilo, para ele, foi demais...

Adrien: É o covil do Hawk Moth... - pensou incrédulo, perdido naquele meio de borboletas, parou para observar o local, enquanto o seu pai caminhava sem se preocupar...

— N-não é possível... Não dá pra acreditar nisso! - ele se mantinha paralisado, olhava somente para os lados. Então, seu pai olhou para trás...

Gabriel: Adrien?! Venha! - parou e o olhou, impaciente como de costume, mas sabia que no início seria assim...

Giorgio não queria deixar aquele noite passar sem mais nem menos. Percebeu que após o filme, uma parada para um lanche não faria mal... Afinal, ele estava considerando o cinema como um completo fracasso, embora ele também estivesse curtindo o tempo ao lado dela... Ele estava concentrado, o tanto que ainda não havia percebido que estava sendo observado por Alya e Nino...

Apesar de tudo, ele não escondia que tinha uma outra preocupação, sentiu um mal pressentimento e acabara deixando escapar um leve suspiro...

Giorgio: Aah... - olhou para baixo, declinou seu corpo, fechou os olhos e levou as mãos ao rosto. Aquilo despertou um pouco da preocupação de Juleka, que deu a devida atenção para ele...

Juleka: O que está acontecendo com ele? Ficou tão estranho de repente... - pensou, antes de tocar o ombro dele e perguntar o que estava acontecendo.

— Tem certeza que está bem? - mantinha um semblante preocupado, não sabia o por quê da mudança de humor do garoto.

Giorgio: Sim, eu tô bem. Não precisa se preocupar... - abriu seus olhos e levantou a cabeça.

— Foi só um mal pressentimento, nada demais... Mas, eu agradeço por se preocupar. - abriu um sorriso para tentar disfarçar e mudar de assunto.

Juleka: Aah... É que você me trata tão bem... E, não precisa agradecer se eu me preocupar... - mantinha uma conversa firme, e aquilo serviu para mantê-lo com o seu ânimo normal.

Giorgio: Eu acho que alguém não tá prestando atenção no filme. - brincou sobre a situação atual.

Juleka: Você não deixa eu me concentrar... E não me pergunte o porquê! - apoiou sua cabeça no ombro do mesmo, com um sorriso no rosto, o deixou um pouco corado, mas o que ela havia dito fez todo sentido, para ele, depois da ação dela.

— Não é atoa que a presença dele me faz sentir tão bem... - pensou, enquanto havia voltado sua atenção para o filme.

Um pouco acima deles...

Alya: Nino, você tá com medo, é?

Nino: Não... - mentiu.

— Só não tô acostumado com esse tipo de filme, sabe como é?

Alya: Aham, que feio. Ei, olha só! - o chamou.

— Bonitinhos, né? - comentou sobre Giorgio e Juleka.

Nino: Ainda "shippa" ele com a Chloé?... - comentou sobre um possível improvável relacionamento.

Alya: Depois dessa, certeza de que não! - foi firme no que disse.

— Até que eles fazem um casalzinho fofo, olha!

{...}

Queen Bee: Hummm, quem seria essa aqui? - notou uma fotografia em que Giorgio estava abraçado com uma garota, mas a legenda abaixo escrita tirou completamente a dúvida da heroína abelha.

— "Vou sentir saudades de você maninho, boa sorte no seu caminho!" por Nalanda Cipriani.

Certamente, ela ainda não conhecia direito o garoto, apesar de estar sempre na cola dele.

Queen Bee: Quem deve ser? Irmã dele?!... Hum, ele não comentou sobre isso... É até bonitinha, mas não tanto quanto eu, é claro! - se mantinha orgulhosa como sempre, nenhuma novidade da parte dela, que dizia querer "mudar".

— Até agora nada! Aah, quem esse garoto pensa que é? - reclamava da demora da parte dele para responder suas mensagens.

Se ela queria mudar, certamente iria demorar um tempo para isso, afinal, se tratava da Chloé Bourgeois. Então, ainda era normal se a mesma não apresentasse uma mudança de comportamento imediato.

Depois de ficar um bom tempo observando aquela casa, ela ainda queria saber de mais coisas, foi então que ela acessou um bloco de notas no computador do mesmo, que estava ligado, para passar por um processo de atualização de sistema...

Queen Bee: Então, a única missão dele como Tayhgrah, por enquanto, é descobrir de onde estão vindo os cavaleiros... Se ele descobrir que a Lila está ligada à isso, vai querer pegá-la de qualquer jeito... Ótimo! - havia pensado em um plano.

— Mas aquele idiota nunca me dá ouvidos... - se lamentou, desligou a tela e levantou.

{ ... }

Adrien: Acredito que você tenha tido motivos para não me contar a verdade. Estou certo? - mantinha uma tristeza no olhar.

Gabriel: A forma do seu olhar responde essa pergunta! - ele ainda pensava numa forma de não magoar, ou pelos menos tentar deixar o Adrien menos magoado.

— Magoá-lo nunca foi a minha intenção, por isso, não havia comentado nada.

Adrien: Já chegamos até aqui, né? Já pode dizer como tudo aconteceu?

Gabriel: Exatamente para isso que eu o trouxe aqui. - seguiu seu caminho por um pequeno corredor.

— Ontem à noite, receio que não tenha acreditado no que eu havia falado... Então, é certo que veja com seus próprios olhos...

{ ... }

Passado um certo tempo, era notável uma expressão de cansaço no rosto de Nino, Alya notou que suas observações não estavam levando à nada, então, decidiu parar um pouco.

Nino: Ainda vai ficar o observando? - apresentava uma indisposição até mesmo na voz.

Alya: Não, não... Eu não vou chegar à lugar nenhum com isso. Se ele tem ou não um miraculous, ele sabe se precaver. - o olhou, comentou sobre a cautela do garoto.

Nino: É o que eu iria dizer... Também, se perguntarem para ele sobre o tal bracelete, certeza de que ele vai inventar uma boa desculpa.

Alya: Verdade. Bom, amanhã nós temos que continuar!

Nino: Pura obrigação, né?

Alya: Não necessariamente, mas eu tô chegando perto, não vou desistir... Vambora!

Continua...


Notas Finais


Temos muito mais coisas para os próximos capítulos... Certeza que estarão muito bons.
Agradeço por lerem, fiquem com Deus e um abraço! Como sempre, tchau e bença, eu fui!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...