História HetERROR - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 18
Palavras 1.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


>> então pessoal,é a minha primeira vez aqui no spirit como escritora, depois de muito tempo escrevendo somente no wattpad decidir experimentar aqui.

não vou dizer para vocês que vou trazer um conteúdo perfeito, porque não é o caso, mas eu vou tentar dar o meu melhor para que vocês se divirtam, espero que me dêem esse voto de confiança!

obrigada e boa leitura!

Capítulo 1 - 1-Volta às Aulas


Fanfic / Fanfiction HetERROR - Capítulo 1 - 1-Volta às Aulas

Haviam chegado, as aulas, tão rápido, parecia que fora ontem que o loiro ouviu o rabugento do Sr Lee lhes desejarem boas férias enquanto apagava a lousa, sendo acertado por bolinhas de papel. Pois é, nem mesmo no último dia de aula, os alunos agem decentemente, aliás, era bem provável que eles nem sabiam o que era isso.

Mas o fato era que, Park Jimin não conseguiu descansar como deveria nesses trinta dias, pois a única coisa que fez de segunda à segunda durante as férias todas, fora encher a cara, seja em boates, em festas dadas por alunos do colégio, na casa dos amigos, e até mesmo em casa, sim, ele comprava umas duas ou três garrafas de bebidas diferentes e se trancava em seu quarto, e por ali ficava o fim de semana todo, sem falar com ninguém só...se embebedando.

Mas não o julguem mal, ele nem sempre foi assim, sempre fora um bom garoto, que tirava boas notas, o exemplo da família, o que tinha pavor de álcool e drogas, mas isso, até sua mãe falecer há alguns meses. Ele ficou arrasado, era muito próximo da mesma para que não ficasse.

Câncer.

Ele já havia levado tantas pessoas não é mesmo? Quando ele iria parar de ser tão egoísta? 

O Sr Park preocupado com o estado do filho, até tentou ajudar, procurando ajuda profissional, de um psicólogo, um tempo depois, de um grupo de apoio, mas Jimin se recusava a qualquer tipo de auxílio, dizia estar bem, em perfeito juízo, ele só...sentia dor, só era difícil preencher aquele vazio que a mãe havia deixado, não era como se um grupo de apoio ou um psicólogo fossem trazer sua mãe de volta, ou preencher aquele vazio. 

Ele sabia que teria que superar um dia, mas naquele momento estava difícil e doloroso, ele sequer podia pensar no  assunto sem chorar.

Mas, voltando ao assunto inicial, o loiro mal conseguia manter os olhos abertos enquanto caminhava até o banheiro, mas estava feliz que seu despertador é tão alto, ao contrário, ele não acordaria nem se estivessem invadindo a casa, o que não seria difícil, já que seu pai é um homem de negócios.

Fez toda sua higiene matinal e voltou para o quarto, não tomaria banho para ir ao colégio, estava muito indisposto para tal, apenas, pegou seu uniforme na primeira gaveta e o jogou sobre a cama, enquanto tratava de se vestir sem pressa alguma. 

—Não acredito que você ainda não se trocou!—disse adentrando o quarto enquanto fechava a porta.

O loiro nem se incomodava mais com tal atitude, estava acostumado com o moreno a invadir sua privacidade. Todos os dias era a mesma coisa, mesmo quando não tinha aula, Jungkook entrava no quarto sem bater, muitas das vezes ou na maioria delas,  encontrando Jimin trocando de roupa. Foram inúmeras as vezes que pediu ao moreno um pouco mais de privacidade, mas o mesmo sempre dizia a mesma coisa "não há nada demais nisso, somos amigos". 

—Estou fazendo isso agora, não está vendo?—rolou os olhos.—Além que, pra que eu teria pressa para ir ao colégio?

—Você tinha antes...

—Jungkook...—disse incomodado, não gostava de tocar no assunto , o seu " eu" de antes, porque o fazia lembrar de sua mãe.

—Desculpa só...saiu sem querer.—disse realmente arrependido.

—Tudo bem.—disse suspirando enquanto pegava sua mochila dentro do guarda roupa.—Nem acredito que o pesadelo voltou.

—Não é tão ruim assim Jimin...

—Ah claro para o capitão do time que vive cercado de putas e privilégios, é claro que não é, não mesmo.—disse meio irritado.

—Qual o problema disso? E por que insiste em chamar as animadoras de putas?—disse também no mesmo tom se levantando.

—E não são? A Valery por exemplo, que só falta te engolir no intervalo, aposto que já dormiu com a maioria dos caras do time.—disse com convicção vendo o outro ficar calado.—Viu só? Você sabe que é verdade.

—Jimin, não é só porque você não gosta do sexo feminino que você tem que chamar todas as garotas de putas!

—Voce tá ouvindo a besteira que tá falando? Por acaso eu chamo a Rosé ou a Lisa de puta? Não, porque elas prestam.

—Ah claro...—sorriu irônico. —Lalisa lésbica, e Rosé sexualidade ainda não definida.

—E elas deixam de ser mulheres por isso?—disse com raiva.

—Não mas...

—Cala a boca antes que você fale mais merda Jungkook, e vamos logo, não era você que estava preocupado em não se atrasar ?! 

—Aish...

[...] 

—Jimiiiinnniee!!!

O loiro mal pisou no gramado do colégio e sentiu um corpo colidir com o seu, já sabia quem era, o único que o recebia com tombos e gritaria.

—Taehyung quantas vezes tenho que dizer para não fazer isso?!—disse assim que o outro soltou seu corpo.

—Desculpa hyung!—disse com seu típico sorriso retangular.—Oi Jungkook.—disse sorrindo simples para o moreno.

—Não entendo essa sua animação em ver o Jimin e quando me vê parece até que não queria ter visto.—diz meio emburrado.

—É porque Jimin é meu Bebezinho e você... é só o Jungkook, e hetero ainda por cima.—disse fazendo uma expressão enojada.

—Qual a porra do problema com a minha sexualidade?

—Nenhum ué.—deu de ombros.—Vamos me contem o que fizeraapronaérias!!

Começaram a andar em direção ao hall de entrada que dava para o primeiro corredor.

—JUNGKOOK OPPA!!!

Automaticamente tanto Taehyung quanto Jimin rolaram os olhos ao que o moreno parou e se virou , vendo uma das amigas de Valery se aproximar.

—Sim?—disse com simpatia.

—Valery está te procurando , está naquele lugar que você sabe... —sorriu enquanto enrolava uma mecha do cabelo com o dedo.

Nojo.

Os outros dois ali presentes só queriam vomitar.

—Ah é?? —sorriu convencido.—Diga à ela que estou indo ao seu encontro.

—Pode deixar oppa... —sorriu saindo dali enquanto rebolava.

—Cuidado querida,senão pode quebrar a cintura hein?—Taehyung provocou ganhando um dedo do meio como resposta.—Muito educada.

—Bom eu vou...hm... encontrar ela antes de tocar o sinal...—disse meio sem jeito.

—Sério cara? Sério que tu não consegue ficar sem sexo logo pela manhã? —disse o loiro incrédulo.

—Quem disse que eu vou fazer sexo? 

—O que você acha que eka quer ?—Taehyung disse sarcástico.

—Bom, que seja, nos falamos depois.—ele se aproximou do loiro e selou sua bochecha.—Tchau Mochi...

Jimin apenas fez uma careta de nojo e o viu caminhando em direção ao ginásio, enquanto Taehyung dava batidinhas em suas costas enquanto dizia: 

É não só as aulas mas, o inferno todo se reinicia novamente.








Notas Finais


<<< então pessoal , o que acharam do primeiro capitulo? desculpa se tiver algum erro.
prometo que vou tentar não demorar para postar o próximo!!
Bjos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...