História Hey dad, I want a mother! - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias VIXX
Personagens Hongbin, Hyuk, Ken, Leo, N, Personagens Originais, Ravi
Tags Hyuk Cúpido, Hyuken, Neo, Rabin, Romance, Tretas
Visualizações 235
Palavras 1.186
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Helô tudo bem?
Como anda essa força aí?
Então... Eu meio que perdi a inspiração pra tudo mesmo e por um milagre consegui fazer essa parte aqui.
O capítulo era pra ser maior, pra ficar de acordo com o título, mas achei injusto deixar voces esperando tanto tempo, por isso resolvi postar. Vou fazer meu maior esforço para completar a segunda parte kkkkkkk
Espero que gostem
Perdoem os erros!

Ahhh antes que eu esqueça.
Hoje estou completando 3 meses de gravidez ❤❤❤❤

Capítulo 13 - Ken é um bebê


Fanfic / Fanfiction Hey dad, I want a mother! - Capítulo 13 - Ken é um bebê

Tocou o sinal e todos correram para fora da escola e eu, bem, eu tô arrastando a mochila no chão, com a maior cara de sono que pode existir na face da terra. Entenda, quando se tem um bebê de 6 meses em casa, chorando de saudades do Omma a noite inteira, só caindo no sono em plena 5h30 da manhã, não há como estar disposto as 6h pra passar a manhã assistindo aula.

- Nossa, que bad, o que você tem?

- Hongbin me diz o que acalma Yumi, por que ela não deixou ninguém dormir ontem a noite, exceto Jaewon - expliquei o ocorrido quando chegamos na parada de ônibus.

- Jaehwan - o olhei incrédulo e ele sorriu - É sério, ele é um calmamente pra aquela gorducha. As vezes parecem ser da mesma idade.

- Você está sugerindo que eu leve o Ken-hyung pra minha casa?

- Por que não? Se ele for eficiente, seu pai pode olha-lo com outros olhos - sugeriu malicioso.

- Ou ficar com ciúmes - revirei os olhos - Ei, não pense que eu esqueci o que houve ontem, temos muito o que conversar - ele fez que sim com a cabeça, mesmo não parecendo interessado.

Dei sinal para meu ônibus e me despedi de Hongbin. Realmente meu amigo é uma naja, tenho que lembrar de ligar para algum centro de proteção aos animais, ou o zoológico, até mesmo o circo, só preciso deixar pessoas cientes da existência de um animal perigoso a solta por aí.

Ainda dentro do ônibus, peguei meu celular, respirei fundo e liguei pro Jaehwan. Precisava estar pronto pro meu teatrinho.

- Hyuk?

- Hyung, que bom que você atendeu. Está muito ocupado?

- Não, na verdade estou preparando meu almoço.

- Não precisa mais, vem almoçar na minha casa!

- Meu amor, já fomos advertidos sobr...

- Deixa eu terminar! Sabe ontem Yumi chorou a noite toda, ninguém conseguiu dormir e o N-hyung disse que se tivéssemos problemas deveríamos chamar você.

- Minha goducha tava cholando? - perguntou com voz de bebê - Que malvadeza, deveriam ter me chamado ontem! - brigou ainda com a vozinha melosa - Me convenceu, eu tô indo e nada de gracinhas.

- Sim senhor! - respondi contente, desligando o aparelho - Eu não prometo nada - falei para a tela bloqueada do celular.

Era só o primeiro passo para tudo voltar ao normal. Ao menos é o que eu espero.

(XxxxxxxX)

Quando cheguei em casa, a calmaria me deixou intrigado, mas nada que ao olhar pra sala, a resposta não fosse imediata. Meu pai deitado no chão, com duas crianças em cima do corpo dele. Parecia exausto, além da bagunça de brinquedos, papéis e canetinhas espalhados pelo chão. A tv ligado num desenho animado qualquer, demonstrava que senhor Jung tentou distrair as crianças a qualquer custo. Fora isto tudo normal.

Deixei a mochila no quarto e coloquei uma roupa mais confortável. Voltei direito para a cozinha a fim de começar a preparar algo.

Taekwoon POVs

Acordei sentindo minha cabeça latejar. Não me lembrava que crianças davam tanto trabalho. Com todo cuidado do mundo os retirei de cima de mim os deixando deitados nas almofadas que estavam jogadas no chão e já estava pronto pra começar a arrumar a sala, quando uma conversa na cozinha me chamou  atenção. Me levantei com cuidado e me encaminhei para o cômodo e lá estavam Hyuk e o Jaehwan conversando enquanto preparavam o almoço. Por alguma razão senti que ali tinha muita intimidade, principalmente por parte do meu filho, e isso não era em nada agradável. Por que cargas d'água Hyuk parece interessado em um homem 9 anos mais velho que ele?

Será que...? Não! Não seria possível que aquele dia em que ele foi ajudá-lo nas fotos eles...? Não! Eu me nego a acreditar nisso. Mas se for...

Olhei mais atentamente para os dois. Não pareciam estar fazendo algo errado, no entanto ficarei alerta.

Agora que me lembrei, no dia que fui ao parque com Hakyeon e seu sobrinho, esse homem ficou aqui em casa com meu filho.... Não Taekwoon, não pense besteiras!

- Será que posso ajudar? - perguntei e eles se assustaram - Por acaso estavam aprontando?

- Não, mas não chegue mais assim, vai acabar me fazendo ter um ataque - Hyuk esbravejou irritado - Não precisa ajudar pai, já estamos terminando.

- Boa tarde senhor Jung, perdão pelo incomodo, apenas vim ajudar - Jaehwan se curvou e eu sorri. Afinal como posso pensar tão mal desse Menino crescido.

- Tudo bem, só não destruam minha cozinha - revirei os olhos e sai do local indo para meu quarto.

Abri meu guarda roupa e de dentro da segunda gaveta retirei uma caixinha vermelha com dourado e fiquei a admirando. Era o único objeto da minha esposa que eu havia guardado. Daon amava aquela caixinha, passava horas admirando seus detalhes, me dizia que os artesãos que a produziram tiveram que se dedicar muito a ela e que tal arte deveria ser apreciada, por isso nunca a deixou muito exposta. Sem que eu perceba uma lágrima escorreu pela minha bochecha. Daon admirava a beleza da caixinha e eu admirava a bela mulher que ela era.

- Sinto sua falta - admiti em voz baixa, guardando o objeto no mesmo lugar.

Sei que só me machuco guardando isso, mas simplesmente me vejo incapaz de joga-la fora e sinto raiva só de imaginar outra pessoa tocando-a como se não fosse nada.

- Han Daon - pronunciei seu nome como um segredo. Era pra nosso filho ter seu seu sobrenome, mas ela insistiu que fosse meu - Meu amor, nosso filho está tão crescido, eu acho que estou vendo coisas, mas espero estar errado, só lhe peço sabedoria pra lidar com isso - recitei como uma oração.

Não que a opção sexual dele seja um problema, a muito tempo já tinha visto seus interesses pelo mesmo sexo, só não admito que sua escolha seja alguém tão distante da sua idade, vai saber o que essa pessoa seja capaz de lhe fazer.

Hakyeon, ele pode me ajudar nisso certo? Então apenas vou esperar ele voltar e... Meu Deus, não, eu não posso estar tão dependente desse homem, Impossível.

- Pai? - Hyuk entrou - O almoço está pronto e as crianças acordaram.

- Hyuk, fale a verdade e por favor não me trate como idiota, eu vi o jeito que você olhava o Jaehwan - pedi ficando de frente a ele - Vocês tem algo?

- C-como?

- Não brinque comigo. Você e esse Jaehwan ficam muito tempo juntos e apesar de você ser grudado com Sungjae e até mesmo o Hongbin, nunca vi tanta intimidade no seu olhar com esses dois. O que esse fotógrafo é pra você?

Hyuk POVs

Eu estava estático. Minha boca se abria e fechava o tempo todo, mas nenhum um som era proferido.

Me diga, como ele foi capaz de perceber em tão pouco tempo. Chegar a conclusões tão grandes se nem nos tocamos desde que Jaehwan chegou.

- Pai, eu..

- Hyuk, Taekwoon-hyung, a comida vai esfriar! - o grito de Ken nos fez segurar a respiração.

- Você vai me explicar tin-tin por tin-tin - falou entre dentes e saiu do quarto.

E agora? Meu plano foi por água abaixo. O que eu faço?


Notas Finais


E entao??
Gostaram?
Comentem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...