História Hey garota - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Tags Agusbernasconi, Carokopelioff, Kope, Sou Luna, Soy Luna
Visualizações 119
Palavras 933
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Sentimento sem explicação



Já faz uma semana que começamos a gravar a terceira temporada de Soy Luna, e hoje começa mais uma segunda. Odeio acordar cedo, mas tenho que trabalhar pra me manter viva, ser adulta começa a se tornar difícil cada vez mais. Tô indo andando para o trabalho, como quase todos os dias da semana, não é muito longe e eu já me acostumei com isso.

- Ei Caro - Me gritaram ou poderia ser outra Carolina, olhei pra trás e vi o Ruggero vindo.

- Oiie - O abracei e seguimos andando.

- Parece cansada, está bem? - Ele olhava pro meu rosto, provavelmente para minhas olheiras.

- Não consegue dormir muito ontem a noite - Ele passou seu braço sobre meu ombro e me abraçou, um abraço apertado. O Rugge acabou se tornando um grande amigo, ele me ajudou várias vezes.

Ao longo do dia gravamos algumas cenas, eu dormi nos intervalos possíveis, até conversei com minha irmã por mensagem, ela perguntou se eu estava bem, essas coisas de irmã mais velha, óbvio que eu falei sim, não demonstrei nenhum tipo de mal humor, tristeza ou sei lá o que eu esteja sentindo. A verdade é que eu nem sei o que está acontecendo comigo. Talvez eu só esteja em um mal dia.

- É tão estranho sem ele aqui, néh kope - Alguém falou, mas eu mal escutei o resto, com certeza minha cara não era das melhores agora.

- Vocês estão falando de? - Perguntei devagar.

- Aii Caro, nem estava prestando atenção no que falamos era? - A Ana disse rindo da minha cara de perdida.

- A gente estava falando do Agus, que ele não vai mais gravar - Valentina disse.

- Aaaah é... Acho que a Nina vai ter que encontrar um novo crush - Tentei brincar, mas o que eu só queria era ir para meu camarim ir dormir - Eu vou pegar meu celular lá no camarim - Ele estava lá mesmo, mas eu não ia voltar.

- Vai lá - A ruiva disse, eu me levantei e segui para o camarim. Entrei no meu camarim e não tinha ninguém, deitei no colchão que já estava no chão, peguei meu celular que estava jogado por ali mesmo e comecei a ouvir música. Acho que perdi a noção do tempo, ouvi vozes, deve ser a Valu.

- Ei kope - Eu conseguia ouvir mesmo assim era bem baixinho - Kopeee - A pessoa me chacoalhou.

- Só mas um pouco Valu - Eu disse com uma voz falha.

- Ei não é a Valu não - A pessoa falava sorrindo e a voz agora estava clara.

- Agus? - Abri meus olhos com dificuldade, e o vi, era o Agus, me levantei rápido e o abracei.

- Me disseram que você estava aqui dormindo - Ele falou e saímos do abraço - Ei por que você está chorando?

- Eu não sei - Falei com um sorriso no rosto, e limpei minhas lágrimas - Você não mandou mais mensagens pra mim - Dei um soco fraco em seu braço.

- Foi mal... Esses dias tão acontecendo bastante coisas.

- Aaah é agora você é um popstar - Falei zoando com ele, o mesmo riu e se levantou.

- Vem vamos - Ele disse e ficou esperando eu levantar.

- Tenho que ir gravar? - Perguntei com a maior preguiça.

- Ainda não, levanta vai - Me levantei.

- Mas e o que você tá fazendo aqui?

- Ei achou que eu ia sumir, bom eu vim visitar vocês e conversa com o pessoal - Ele falou.

- Que bom que você veio - O abraçei novamente, e senti sua mão acarasciando meus cabelos.

- Tá tudo bem? - Ele fez a verídica pergunta, com certeza ele se espantou com esse abraço, eu não sou de ficar abraçando as pessoas toda hora, e ele sabe disso.

- Tá sim - Eu tinha que arrumar uma desculpa, porque nem eu sabia o que era - Só saudades de você gravando com a gente. Saímos do meu camarim, o Agus ficou conversando com o pessoal por um tempo, eu fui gravar e depois não o encontrei, agora já é o fim do dia e vou voltar pra casa. Acabei pegando uma carona com o Mike.

- Senhorita Carolina - A moça da recepção disse enquanto eu passava, me fazendo parar e ir até ela - Aqui está suas contas - Nossa que felicidade, a mesma me deu as contas.

- Obrigada - Falei e peguei o elevador. Fiquei mexendo no celular até que vi que tinha mensagem do Agus.

" Tive que ir embora, e você estava gravando, a gente se vê depois pra conversar mais "

O Agus é um fofo quando quer, mas a maior parte é zoação. Fiquei procurando minha chave na bolsa, alguém tinha saído do seu apê, mas nem me virei pra ver quem era, já tinha destravado a porta, olhei para trás pois não ouvi passos, quando me virei vi o vizinho novo olhando pra mim.

- Desculpa eu ia pedir uma informação - Ele falou num tô estranho, a verdade é que ele é estranho, me dá medo.

- Aah tudo bem - Foi a única coisa que consegue dizer - Abri a porta no meu apê e entrei rápido, depois tranquei de novo. Aquele homem me dá medo, ele se mudou pra cá semana passada, o jeito que ele olha pra mim e para as outras mulheres do condômino é assustador. Fiquei conversando com o pessoal do trabalho até pegar no sono.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...