História HEY, honey! (J-HOPE FANFICTION) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan, Bangtan Boys, Bts, Hobi, Hoseok, Is It Love, J-hope
Visualizações 52
Palavras 1.703
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Problemas


Fanfic / Fanfiction HEY, honey! (J-HOPE FANFICTION) - Capítulo 5 - Problemas

20:30 

Arrumei toda a sala de um jeito bonitinho. Claro que não vou levar ele pro meu quarto, não de primeira. 

Estou deitada no sofá-cama. Mexendo no celular enquanto o espero, já com a Netflix ligada. 

Ouço a porta. Levanto-me e vou abrir, com a certeza de que é Yunseok. 

Mas quando abro a porta sou surpreendida.

ㅡHoseok? ㅡ pergunto. ㅡ Por que não avisou que viria? 

ㅡNão quer me ver? ㅡ pergunta ofendido. 

ㅡNão é isso... É só que... ㅡ Não sei explicar.

ㅡSerá que posso entrar? ㅡ ele pergunta. 

(Porra, Hoseok...) 

ㅡPode. ㅡ rendo. 

Permito a passagem dele. Ele analisa minha sala. 

ㅡLisa vai vir aqui? ㅡ ele pergunta. ㅡ Parece que você vai ter companhia. Por isso não me quer aqui? Vou estragar a noite das garotas? 

(Mm... isso pode ser uma boa desculpa) 

ㅡExatamente! ㅡ digo ㅡ Não queria te contar para não te chatear, mas é um programa de mulheres, sabe... 

ㅡE o que vocês vão fazer? Não me importo de assistir filmes românticos, inclusive adoro! ㅡ ele sorri empolgado. Senta no sofá cama. ㅡ Que horas ela vai vir? 

(Você não percebe o quanto está sendo inconveniente?! Mas vendo sua empolgação não consigo o expulsar... Por que tem que ser tão fofo?!) 

ㅡEu... Eu não sei. ㅡ digo. 

ㅡAh, tem pipoca! De caramelo ainda! Eu adoro! ㅡ diz ao ver na mesa de centro. 

ㅡSim... Eu odeio a salgada. ㅡ comento. Me aproximo dele. Sento próxima dele. 

(Logo Yunseok chega, preciso fazer algo... quem sabe, cancelar com ele e ficar com Hoseok? Não me parece mal...) 

ㅡHoseok... ㅡ começo a falar mas sou interrompida pelas batidas da porta, outra vez. 

(Puta que pariu!) 

ㅡDeve ser a Lisa. ㅡ ele diz ㅡ Que estranho, ela normalmente iria à uma balada ou sairia com algum cara. ㅡ comenta estranhando a situação. 

ㅡÉ que não é a Lisa... ㅡ confesso me levantando, caminho até a porta.

ㅡEntão quem é? ㅡ pergunta suspeito.

Abro a porta.

ㅡE aí, princesa? ㅡ Yunseok sorri, até olhar atrás de mim e ver Hoseok. Sua expressão desanima. ㅡ Pensei que tivesse dito pra não chamar ele. ㅡ diz num tom mais baixo para mim.

ㅡBem... ㅡ Não sei como explicar.  

ㅡEspera aí... Yunseok?! ㅡ Hoseok levanta e vem até nos. ㅡ O que está fazendo aqui?! 

ㅡ Te pergunto o mesmo. ㅡ O outro gêmeo diz.

ㅡEstou na casa da minha amiga, e você? Já deu a carona ontem, basta, acabou. ㅡ diz firme.

Yunseok revira os olhos. 

ㅡÉ melhor eu ir embora. ㅡ Yunseok diz. 

ㅡNão, deixa eu vou embora. ㅡ diz Hoseok.

ㅡMEU DEUS! Deixa que eu vou embora e vocês dois ficam aí discutindo, o que acham?! ㅡ sugiro. 

Eles continuam incomodados, mas se calam. 

ㅡHoseok, a verdade é que eu e Yunseok combinamos de assistir um filme juntos hoje. Mas então você chegou e eu não soube como te pedir para ir embora... ㅡ digo.

ㅡE por que eu deveria? Só vão assistir um filme, não é? ㅡ ele provoca ㅡ Ou você quer se envolver com esse lixo? 

ㅡHoseok, irmãozinho, deixa de birra, vai. Já somos adultos. ㅡ Yunseok diz sem se ofender. 

ㅡHana, você quer eu vá embora, é isto? ㅡ Hoseok me pergunta ㅡ Afirme e eu vou agora.

ㅡNão é bem assim, Hobi... ㅡ digo.

ㅡSim, a gente quer que você vá embora. ㅡ Yunseok diz sorrindo confiante. 

Hoseok revira os olhos.

ㅡNão sei nem porque vim aqui. ㅡ Hoseok empurra o irmão e sai do apartamento. 

ㅡHobi, não! ㅡ Vou atrás dele. Seguro sua mão. ㅡ Pode ficar, não quero te magoar.

Ele respira fundo. 

ㅡQuer mesmo que eu fique? ㅡ pergunta.

ㅡQuero.

ㅡTem certeza? 

ㅡSim.

ㅡEntão manda ele embora. ㅡ dá a condição. 

Suspiro.

ㅡTambém não quero magoar ele. ㅡ digo. 

Ficamos calados. Então Yunseok vem até mim.

ㅡ Deixa quieto, eu vou embora. Mas ainda não desisti de você, da próxima vez combinamos um lugar onde teremos certeza que ninguém irá nos atrapalhar. Pode ser? ㅡ sorri. Rapidamente segura meu queixo e sela nossos lábios. ㅡ Boa noite, nenê. ㅡ Agora encara Hoseok, sem expressão ㅡ Boa noite pra você também. 

Ele caminha pelo corredor, até o elevador. 

ㅡYun! ㅡ digo.

ㅡEu te ligo ainda hoje! ㅡ diz, entra no elevador. 

O elevador fecha; Encaro Hoseok que já estava me encarando há alguns segundos, indignado. 

ㅡPor que ele te beijou? Então vocês já estão se envolvendo? ㅡ pergunta perplexo.

ㅡO que você tem a ver com isso? ㅡ pergunto. Ele se ofende. ㅡ Vem, entra. 

ㅡ Você preferia que ele ficasse, não é? ㅡpergunta atrás de mim, enquanto caminho até meu apartamento de volta.  

ㅡPrefiro você. ㅡ digo para o deixar feliz, e também porque teoricamente é verdade. 

ㅡAcho bom. ㅡ Brinca,  rimos. 

Entramos no apartamento. Deitamos no sofá cama.  

Dou o controle pra ele. 

ㅡEu gosto de qualquer coisa. ㅡ digo. 

ㅡComédia? ㅡ ele pergunta. 

ㅡPode ser. Mas acho que já assisti a maioria. ㅡ  digo ㅡ Ah, tem aquele ‘A morte te dá parabéns’, já assistiu? 

ㅡNão. É terror? 

ㅡNão sei explicar, parece ser de horror sabe. Tem o assassino mascarado e a protagonista quer descobrir quem é para evitar sua morte. ㅡ digo ㅡ É mais ou menos isso. 

ㅡAh, se você quer, pode ser. ㅡ diz indiferente ㅡ Deve ser legal.  

ㅡSe você preferir tem Annabelle 2. ㅡ Também sugiro.

ㅡAh nã-não, prefiro esse primeiro mesmo. Não gosto de terror. ㅡ diz.

ㅡNão? Por que?

ㅡEu... ah... só não gosto. ㅡ sorri sem jeito.

Prefiro não prolongar o assunto para não causar constrangimento; Coloco o filme para iniciar. 

Durante o filme ele tem alguns sustos, assim como eu. Estamos tão entretidos no filme, fazendo vários comentários durante ele e rindo bastante pelas cenas de comédia no meio. Damos alguns palpites sobre quem deve ser o assassino, mas no final do filme é alguém que nem passou na nossa cabeça. 

ㅡEsse filme é mais comédia do que qualquer coisa. ㅡ ele diz.

ㅡSim. Foi divertido. ㅡ digo. Pego meu celular, desbloqueio. ㅡ 22h23. Quer assistir mais alguma coisa ou já vai embora? 

ㅡVamos pedir uma pizza, Hana. ㅡ ele diz já discando o número ㅡ Acho que vou dormir aqui, se não te incomodar.  

ㅡAh... você já chegou sem avisar, tudo bem se auto convidar para dormir aqui.  ㅡ brinco.

ㅡEi, não fala assim! ㅡ ele ri. Algum atendente começa a falar com ele no celular, então paro de interagir com ele. 

Loco que estava dormindo no quarto vem até a sala e sobe no sofá, indo lamber Hoseok que sorri e o acaricia; Decido ir até a cozinha, onde pego suco de limonada Suíça para Hoseok e para mim; Volto a sala.

Dou o copo para ele e sento ao seu lado. Ele já encerrou a chamada.

ㅡQue isso? Tem álcool? ㅡ pergunta.

Rio. 

ㅡNão, mas se quiser colocar tem na geladeira. É só limonada Suíça, é meu suco favorito. 

ㅡEntendi. ㅡ diz. Começa a beber. 

Ficamos em silêncio.

ㅡHobi, por que você me quer tão longe do seu irmão? ㅡ pergunto.

ㅡEle não serve pra você. Você merece alguém melhor. 

ㅡEu já sou uma adulta, ok? ㅡ digo ㅡ E por que ele não presta pra mim? Ele usa drogas ou algo do tipo?

ㅡNão, não é isso. É só que... ㅡ coloca a bebida na mesa de centro ㅡ  É uma história longa e complicada. 

ㅡEstou com tempo. 

ㅡÉ coisa entre irmãos, coisa particular. Mesmo que você seja minha amiga, não acho que agora seja a hora de te contar sobre meu passado. ㅡ diz.

(Como assim?)

ㅡVocê tem um passado obscuro? 

Ele parece não saber como responder. 

ㅡSó fique longe do Yunseok. ㅡ diz.

ㅡHoseok, me explica! ㅡ peço ㅡ Estávamos falando de Yun, então de você e agora sobre Yun de novo, estou confusa! 

ㅡHana, eu sei que você sempre teve tudo o que quis a qualquer momento, mas nesse caso é algo particular. Teimar não vai fazer diferença. ㅡ ele diz.

Minha expressão agora é séria.

ㅡComo assim ‘sempre tive tudo que quis’? ㅡ pergunto ㅡ Está me chamando de mimada? Eu só quero entender um assunto.

ㅡE fica teimando por isso, mesmo quando já recusei. Como você sempre faz, em todas ocasiões. ㅡ diz sincero. ㅡ Você sempre conseguiu as coisas fáceis, então encontrou Yun, outro que consegue as coisas fáceis no lugar de ser alguém honesto como eu. Mas não Hana, você prefere ele.

Começo a pensar no que dizer. Ele misturou os assuntos e bagunçou tudo ainda mais.

ㅡPrimeiro de tudo: não, eu nunca tive o que quero na hora que quero. Meu pai me abandonou quando eu era criança, mesmo quando ele depositava dinheiro, era tudo contado e minha mãe e eu sofremos muito. Não fale sobre algo que não sabe, Hoseok. Segundo: eu não sei direito sobre a fonte de dinheiro de Yun mas também não me importo e não fiquei com ele por esse motivo. Terceiro:  você disse ‘alguém honesto como eu’, então você é o ideal para mim? 

Ele não sabe o que dizer. Suspira. 

ㅡMe desculpe por te chamar de mimada. ㅡ levanta ㅡ Sobre Yun, apenas estou te aconselhando como um bom amigo faz.

ㅡE sobre o terceiro item? ㅡ continuo o encarando. 

Ele faz o mesmo.

ㅡSomos amigos, Hana. ㅡ caminha até a porta ㅡ Pode ficar com a pizza, vou embora. 

ㅡHoseok, agora o birrento aqui é você. Você vai ficar aqui sim, você vai dormir nesse sofá. ㅡ digo.

Ele revira os olhos e volta. 

ㅡO que você quer de mim? ㅡ pergunta.

(Um beijo, uma transa, quem sabe um filho também...) 

ㅡQuero que fique. ㅡ digo. ㅡ Vamos esquecer esse assunto. 

ㅡTudo bem. ㅡ diz. Deita ao meu lado.  

ㅡVocê conhece alguém aqui que ensine taekwondo? ㅡ pergunto.

ㅡSim, eu. ㅡ diz simples.

ㅡSério? ㅡ me empolgo ㅡ Eu luto desde os 11 anos! Quero continuar praticando. 

ㅡTe passo por mensagem o endereço da academia onde ensino. Vai ser divertido. ㅡ ele sorri. 

A pizza chega. Ele levanta para buscar e continuo deitada. 

Assistimos mais filmes até acabar caindo no sono. Durmo no sofá mesmo e ao lado de Hoseok. Eu até desejaria que nossa situação fosse outra... Ok, sou uma safada.


Notas Finais


Pessoal, perdão por não ter atualizado ontem. Eu fiquei o dia todo fora, não tive tempo de escrever e de madrugada estava com sono e dor ㅠㅠ mas espero que estejam gostando!

O próximo sai no feriado dia 15

Deixem seus comentários!! ♡♡

Fighting ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...