1. Spirit Fanfics >
  2. Hey, i love you, and nothing can change this! Rosa Díaz >
  3. I wanna her

História Hey, i love you, and nothing can change this! Rosa Díaz - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Então gente desculpa pelo enorme atraso é que sempre me dava um bloqueio criativo e isso é um saco, mas como pedido de desculpas, aqui está um capítulo bem longo e fresquinho pra vcs, divirtam-se :)

Capítulo 2 - I wanna her


Fanfic / Fanfiction Hey, i love you, and nothing can change this! Rosa Díaz - Capítulo 2 - I wanna her

Tudo bem meu dia se resumiu em : Apresentações bla bla bla, olha o banheiro feminino quebrado por favor use o geral bla bla bla, boyle me falando sobre a tal competição entre o Jake e a Amy, e um tal de abutre

-E com um recorde de 5 crime resolvidos na semana, Peralta assume a liderança, ouviram que eu resolvi 5 crimes em uma semana?- Jake diz tão alegremente que de uma creta forma me encomoda

-A gente soube- Detetive Santiago fala de uma forma entediada

-Serio? Como?- Jake diz irônico

Flashback on:

-Cinco crimes em uma semana manda a ver Boyle- Jake fala rapidamente

E derrepente Boyle coloca alguns mentos em um refrigerante genérico e do nada ele explode, fazendo ele ir até o teto.

Flashback off:

-Este é o doce sabor do triunfo- Jake fala de uma forma estranhamente debochada

-Você deveria tomar mais banhos- Diaz fala do mesmo jeito intrigante de sempre, me fazendo dar uma leve risadinha

-Atualizações de casos em aberto?- Sargento Jeffords pergunda a todos

-Acabei de pegar uma vitima na rua Bestwood- Charles diz normalmente

-Você é o primario está no comando, leve Diaz, Peralta, e S/n com você

-Yeah, esse é o quarteto das minhas fantasias- Boyle diz de uma forma assustadoramente empolgante e olhamos para ele de uma forma estranha- De policiais em um caso

-Detetives preciso de todas estátistias de crime dessa semana, principalmente as suas Scully, já que você nunca me entregou um- Holt fala de um jeito... bem... o jeito do Holt

- só de Capitão Eu já entreguei toda minha papelada dessa semana bom então esse aviso não serve para você certo eu acho que ele te odeia mais do que eu

- Olha você deveria ficar quieto por quê-

-Detetive- Holt fala a interrompendo

-eu não tava falando era o Peralta que tava falando- Fala se defendendo

-Mulher você deveria ser um porre no 4º ano

- Haa pra sua sorte eu pulei o 4º ano

-Dispensados

Apt. Da vitima 10:23

-Nossa esse cara pesava uns 200 kg, não faço ideia do que o matou, mas com certeza não morreu de fome- Jake diz começando com as piadas de gordo

- O que temos?- Jake e Boyle falam ao mesmo tempo

- Desculpa, desculpa você é o primário nesse caso eu tinha que ter ficado quieto- Peralta fala se desculpando

- Frankie Patterson, 58 anos, sem filhos, casado, a esposa achou hoje de manhã morto no chão e ligou pra gente

-Algum sinal de arrombamento ou luta?- Charles pergunta para o policial

-Nenhum- Fala esse tal policial, qual é o nome dele mesmo?

-Jura por que parece que cinto dele teve uma luta épica com a barriga- Peralta fala em um tom divertido fazendo ele e o outro policial rirem, mas dou um tapinha na nuca dele fazendo ele se queixar

-Para de agir feito um adolecente de 14 anos Peralta- Digo o dando uma bronca, ele me olha chateado mas logo Rosa nos interrompe

-ENFIM, o que você acha Boyle- Ela fala afirmando que ele deveria ter a nota final

-Eu acho que foi causa natural, temos remédios pro coração, e mais outros indícios, caso aberto e fechado, como a boca dele fazia mastigando tudo, essa foi minha ultima piada de gordo, Diaz e S/n vão procurar se tem mais remédios no banheiro, Boyle vê o que encontra no quarto e eu procuro na cozinha

-Tá era isso que eu ia dizer, ele é esquisito e bom em saber o que eu ia manda-lo fazer, e ele faz, esquisito né?- Boyle diz de uma forma desesperada

Mais que tolice, ele é praticamente um cachorrinho do Peralta. Paro com meus pensamentos e sigo Diaz até o banheiro

-É então continua aqui averiguando a área enquanto eu vou trocar uma palavrinha com o Peralta- Rosa diz afirmando

-Tudo be...- Ela nem espera eu confirmar e já bate a porta do banheiro na minha cara

Enquanto isso continuei investigando o banheiro. Logo após a investigação voltamos a delegacia.

-O Jack alguma notícia da Legista ela não enviou o caso da autópsia- Boyle diz preocupado

-Ué que estranho, deve ter morrido uma galera e ela ficou super ocupada- Jake diz tentando se safar

-Tá bom, me avisa quando ela ligar- Boyle fala fazendo pouco caso

-Olha, eu sei que sou nova aqui não quero forçar intimidade, mas com certeza esse cara tá saindo com legista, qual o nome dele mesmo? Ah é Peralta, com certeza ele tá saindo com legista tá na cara- Falo chegando perto da mesa de Amy, onde as meninas estavam- E outra, pelo gênio dele ele vai admitir rapidinho para vocês, porque eu percebi que o povo aqui na é 99 bem amigo então é só questão de minutos para ele admitir.

-Me fala como você tem tanta certeza disso- Rosa diz duvidando de mim

-Podemos dizer que o reparo bem nos sinais- A olho de cima a baixo

-Aí posso fazer uma pergunta? Vocês podem guardar segredo?- Jake diz duvidoso

- Você sabe da minha vida?

-Não- Fala se reprimindo levemente

-Então manda cara!-Falo me extressando já

- Aí tá bom,sabe a nova lesgista? Então eu fiz sexo com ela ontem a noite- Ai meu pai amado

As meninas me olham incredúlas e eu apenas olho pro nada balançando a cabeça com um sorrisinho no rosto

-O que?- Santiago fala sem acreditar

-Me desculpa esqueci com quem tava falando, sexo é uma coisa que adultos fazem quando sentem atração um pelo outro-Peralta diz com se tivesse falando com uma criança

-Ele tá certo Santiago não sabia disso?- Rosa fala bem... com o jeito da Rosa

-Eu disse, o que você tá fazendo, ela tá fazendo a autópsia para o seu primário, Charles- Santiago fala como se isso fosse a pior coisa do mundo

-É, eu sei, e o que tem- Jake diz de boa

-Todos sabem que normalmente eu topo qualquer coisa na cama, mas eu não sei dizer se o que aconteceu foi bizarro ou sexy- E ele começou a descrever a cena pra gente

-Não é tão bizarro- Rosa fala

-É, vai que ela gosta de labios frios- Falo concordando com a Rosa

-Frio como morto?- Peralta diz incrédulo

-Tá exagerando- Amy diz numa boa

-Tô é?- E descreveu mais um pouco, qual é? isso é uma sessão de tortura ou o que?

-Eca, por favor me fala que saiu correndo de lá- Amy fala levemente alterada

-Não... Por algum motivo eu começei a ficar amarradão- E... tá descrevendo mais um pouco, olha eu tô ficando traumatizada

-Para, para, para, bizarro, bizarro, bizarro- Amy colocou as mãos no ouvido

-Rosa você acha bizarro ou sexy?- Peralta fala com esperança

-Bizarro- Rosa diz

-E você S/n?- Peralta fala com um pingo de esperança

-Olha eu admito que eu já vi coisa mais bizarra mas isso ainda é muito bizarro- Falo medindo minhas palavras

-Era isso que você fazia enquanto o Charlie estava cuidando da papelada-Rosa diz desacreditada

-Eu te falei pior secundário 99- Santiago diz em um tom levemente debochado

- E aí o que vocês querem de mim as uma cena do crime sou pior secundário faço sexo com alergista sou pior secundário aí eu faço como

-Tão fazendo o quê?- Boyle diz curioso

-Um lance de sexo esquisito nada a ver com o trabalho- Jake diz tentando tirar Boyle do assunto

-Uma vez eu fiz sexo num sofá-cama, no modo sofá- Boyle diz se gabando

-Aí eu não precisava ter ouvido os detalhes disso- Falo em um tom que parecia que eu fui traumatizada

-Acredite ninguém precisava- Rosa fala concordando comigo, acho que já ganhei um ponto com ela

99° Distrito policial
14:10

-Rosa posso te mostrar uma coisa-

-O que aconteceu- Rosa diz intrigada

-A mulher do Peterson disse que iriam ao cruzeiro juntos, mas na fatura do cartão de crédito só mostra uma passagem. Ou ela tá mentindo ou ela sabia que ele ia morrer- Esse tal de Boyle até que é esperto

-Bem notado Boyle- Diaz fala orgulhosa

-Isso pode ser um assasinato. Cade a autópsia? Jake foi na legista á uma hora e nada dele, ele ainda não voltou

-Jake foi buscar o laudo da autópsia?- Falo preocupada olhando para a Detetive Diaz

-Eu sei. Ele não é demais? Na verdade ele entrou no papeu de secundário. Quero dar um bom presente á ele, acha que ele gosta de Pinot ou Syrah?- O Boyle só fala bosta eu ein

-Quer sabe melhor a gente descer lá pra ver o porquê dele estar atrasado, vamos S/n- Rosa fala em um tom autoritário

-Ah, blz- Eu não tenho voz aqui, entendido

Como estavamos sem paciência descemos elevador mesmo

-Olá detetives- A Legísta com que o Peralta se envolvia faloi

-Sua camisa tá abotoada do lado errado- Rosa já chega com dois pés no pulmão da moça

-Parece que sim, bem que posso ajudá-los

-Nós viemos para ver o laudo da autópsia o detetive peralta está aqui?- Boyle a questiona

-Não desculpe, eu o não vi por aqui, obrigada por vir- Aquela moça fala empurrando Boyle para fora da sala

-Perá ai-E derrepente Rosa abre a portinha de um dos leitos (eu não sei qual é o nome, desculpa)- Achei

-Ah, que bom que chegaram eu já tava morto aqui, sabe onde ficam as máquinas de refrigerante?- Peralta fala de uma forma descontraida e desesperada ao mesmo tempo, pera aí, Peralta? O que?

Boyle faz o Peralta sair de lá e contar tudo

-Anda desembucha- Falo apressadamente

-Olha não é o que parece- Jake se defende

-Sim é sim- Diaz o contrária

-Sim é sim- Jake admite

-O que aconteceu é, eu desci aqui para pegar o laudo da autópsia, e concluindo, estamos aqui, agora me dá licença- Peralta fala tentando sair por cima

-Corta essa Peralta- Diaz fala cortando a onda dele

-Desculpa pela demora do laudo da autópsia, mas todos sabem que foi por causas naturais- Peralta se equivoca

-Não é mais, achamos que pode ser para assassinado- Boyle o refuta

-Espera um assassinato de verdade, ou a boca dele matou fazendo ele comer tanta comida que o coração dele explodiu?- Aaaa mais piada de gordo, eu não aguento mais

-Assassinato mesmo, precisamos autópsia para confirmar- Rosa fala

-Eu ainda não tive tempo para fazer- A legista mente

-Vocês estão aqui embaixo às 2 horas! Que foi fizeram sexo 40 vezes?- Boyle pergunta abismado

-40 vezes, não Charles, olha desculpa, não sabia que era um homicídio- Peralta diz em um tom de arrependimento

-Isso não vem ao caso, sou seu superior e eu te pedi algo e você não compriu, então é apropriado eu ficar chateado com você?- Vamos admitir o Boyle é muito coração de manteiga

-Me parece muito apropriado, duplamente apropriado, agora Doutora Rossi poderia por favor fazer autópsia pra gente agora?- Jake pergunta

-Na verdade para um corpo desse tamanho eu precisaria do meu assistente, mas de tarde deixei de folga quando o Jake que apareceu- A legista fala

- Show agora sou o culpado- Jake se desepera

-Tá bem eu vou ser seu assistente, por que eu sou maravilhoso secundário- Peralta se gaba

-Boa sorte sem querer ser inconveniente, mas mexer em corpo é nojento- Eu digo

A legista me olha feio, junto com Boyle

-Tá foi mal, mas é verdade

99° Distrito Policial
18:36

-Sargento esse quadro tá otimo- Rosa diz para o Sargento Jeffords

-É ele tá muito bom- De verdade está ótimo

-Tá horriviel pinceladas mal feitas, mal uso do espaço negativo, eu sou uma fraude- Sargento se lamenta

-Até que não, eu gostaria de levar para o meu marido, ele gostaria de me ver tão alegre- Raymond nos interrompe

-Tentei fazer o parecer sério

- Ele nunca esteve tão feliz- Falo com um mero soriso olhando meu pai

-Méh, não sei, não consigo decifra-lo- Terry diz

-Eu consigo-Santigo se garante tanto assim?

-Duvido um pouco- A provoco

O Sargento Jeffords e a Detetive Diaz se entre olham preocupados

-Você o que?- Amy se surpreende com minha ousadia

-É que assim, eu demorei anos pra entender meu proprio pai, e você só demoraria alguns dias, acho improvável- Logo após falar isso tomo um gole da minha água.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...