1. Spirit Fanfics >
  2. Hey Lover! (short fic - Byun Baekhyun) >
  3. Aluna nova? Interessante.

História Hey Lover! (short fic - Byun Baekhyun) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


avisos rápidos:

a fanfic será curta, em média de seis a dez capítulos (pretendo atualizar com frequência se vocês gostarem);
se passa nos anos 80;
usei given como inspiração.


boa leitura <3

Capítulo 1 - Aluna nova? Interessante.


Fanfic / Fanfiction Hey Lover! (short fic - Byun Baekhyun) - Capítulo 1 - Aluna nova? Interessante.




Baekhyun fechava o zíper da calça enquanto a ruiva calçava os saltos novamente. O cigarro queimava na boca do garoto e ele se apressou a o tirar dali e quando fez, a sua companheira da noite o beijou nos lábios, ato que Byun odiou no momento mas tentou ignorar.

— Pra você não se esquecer de mim. – Foi a última coisa que ela disse pro loiro antes de sair de seu pequeno apartamento.

Baekhyun não deu bola, sabia que ela seria somente mais uma dentre várias que ele já usou para suprir suas vontades carnais, então realmente não se importava se ela pensasse que aquilo ocorreria mais alguma vez.

Byun foi até o banheiro se analisando no espelho, vendo que já passava da hora de retocar o loiro do cabelo e que faria isso o quanto antes.
A música na vitrola se misturava com o som da água caindo sobre a pele clara de Baekhyun, e aquela sensação era boa para o garoto. Relaxar. Ele só precisava daquilo.

O loiro não lembrava ao certo a hora qual havia ido dormir, mas acordar naquela manhã para comparecer a aula parecia um saco.

Mas, contra sua vontade, o garoto se pos a se arrumar. Vestiu a mesma jeans rasgada que costumava usar para ir à escola, colocou a camisa branca que encontrou jogada no seu guarda roupa, calçou os tênis surrados e claro, sem esquecer dos colares e anéis que sempre usava. A última coisa a fazer foi pegar a guitarra e a colocar nas costas, pronto para sair de casa.

As ruas eram pouco movimentadas, Byun realmente morava num fim de mundo, como o mesmo tinha o costume de chamar aquela pequena cidade. 

Enquanto caminhava pelos corredores do colégio, Baekhyun observava os demais alunos notando que eles fofocavam sobre algo, e sua curiosidade parecia falar mais alto no momento. Era interessante sempre que algum assunto rodava pelos corredores daquela escola, Baekhyun só não achava bom quando era seu nome na roda. Isso sim era péssimo! Sempre foi um moleque que curtia não aparecer, se pudesse ficaria sempre no seu canto. Mas infelizmente, ou felizmente, ele carregava um título de popular naquele lugar.

— Qual a boa? – Baekhyun questionou para Sehun.

— Aluna nova, aparentemente. – O de mullet respondeu para o loiro se escorando na parede.

— Isso sim é novidade. – Baekhyun respondeu irônico.

— Ela é uma gostosa, então sim, é uma puta novidade.

— Claro que pra você é, Kai. Já fudeu com todas que deve estar atrás de carne nova.

— O jeito que vocês falam me da nojo. – O mais baixo entre os dois falou impedindo que aquele assunto continuasse.

Tudo bem que Baekhyun adorava uma foda, mas até mesmo isso existia limites quando se tratava dele.

— Deixa de ser chato. – Disse Jongin.

— Onde tá o Park? – Baekhyun questionou visto que até agora o de cabelos vermelhos não tinha dado nenhum sinal.

— Na sala de vocês. – Respondeu Sehun.

— Vejo vocês mais tarde então. – Baekhyun disse se despedindo dos mais novos e indo até sua respectiva sala.

Enquanto caminhava despreocupado, aquele assunto voltou a sua mente. Então havia mesmo uma aluna nova? Interessante, de fato.

Os fios loiros insistiam em cair sobre os olhos de Baekhyun enquanto andava e aquilo já começava a o irritar, deveria ter passado um gel ou o que fosse antes de sair de casa. 



                            Baekhyun point of view 


Entrei na sala de aula ainda tentando organizar os fios revoltos, mas minha mão, e eu, permaneceram na mesma posição. Meus olhos focados nos dela, como se ela estivesse me prendendo somente por aquele profundo e intenso olhar. Céus! O que era aquilo?

Uma mecha de seus cabelos foi levada para atrás da orelha por ela mesma, o sorriso de lado veio logo depois e só então, após aqueles segundos que pareciam uma eternidade, que eu notei que estava a olhando. Merda Byun Baekhyun!

Ainda atordoado pelo o que acabara de acontecer, andei até minha carteira no fundo da sala, posicionando minha guitarra atrás da cadeira qual me sentei e esperei que Chanyeol dissesse aquilo que eu já esperava.

— Uma secada dessas em plena sete e meia da manhã, tá se superando Baekhyun.

— Vai a merda Park – Disse sem paciência para o menino sentado ao meu lado.

— Qual é, ela é gata. Que mal tem? Obviamente você não é o único que ficou encatado pela menina nova.

— A gente só se olhou, não viaja.


                                 • • • •


Só se olhou, patético. Aquele olhar me deixou intrigado, estava longe de ser só mais um. Me questionava se ela fosse igual as outras que se atacavam pra cima de mim na primeira oportunidade, mas ela me parecia fazer bem diferente desse tipinho. Alguns dias se passaram desde a chegada daquela garota, e desde então trocamos pouquíssimas palavras. Mas sua feição tranquila enquanto prestava atenção nas aulas costumava percorrer minha cabeça.

Ela era uma garota centrada quando se tratava de estudos, mas ao intervalos era comum a ver com outros alunos conversando animadamente. Nossas personalidades me aparentavam ser completamente opostas, diferente do nosso estilo, ele sim era comparável.

Sabia pouco sobre ela, e não que eu quisesse saber sobre sua vida, mas pela primeira vez, um interesse que não fosse sexo surgiu em mim por outra pessoa. Talvez fosse o ar de mistério que ela emanava, é, talvez fosse isso.

Diferente dos demais dias, a morena não estava com as pessoas que costumava estar, pra falar a verdade, não fazia a mínima ideia de onde ela estava. Confesso que hoje também não estava muito afim de ficar com os garotos, aproveitar o cigarro nos fundos da escola estava sendo a melhor opção.

Dei uma longa tragada no cigarro e o afastei de meus lábios. O piercing gélido nos mesmos sempre foi algo que eu gostei, combinava comigo.

Minhas sobrancelhas arquearam assim que uma melodia, confusa e estranha, entrou por meus ouvidos. Era claramente uma guitarra, e eu me perguntava de onde vinha e o principal, quem estava tocando tão mal daquela forma. E foi como da primeira vez, sem nem perceber, meus olhos se focaram na figura feminina a não muitos metros de distância de mim. Ela estava lá, com a guitarra preta no colo, toda atrapalhada. Ri fraco olhando a cena antes de me retirar dali.

— Tá tocando o acorde da forma errada. – Ela suspirou profundamente.

— Então me ensina a tocar guitarra, Baekhyun.













Notas Finais


o que acharam? querem que eu continue? @bbhaek


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...