1. Spirit Fanfics >
  2. Hey, We Can Change! >
  3. Piloto.

História Hey, We Can Change! - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Piloto.


•♤  Piloto ♤ •











— Jimin, fala sério. Você precisa levar a faculdade à sério, a vida não é só transar, beber, boate e transar bêbado na boate! —o amigo tentava lhe aconselhar preocupado com o futuro, enquanto conversavam sob a grama verde e bem aparada.



Os dois amigos encontravam-se no extenso e esverdeado campo que havia no centro da grande Universidade, contornado pelos prédios altos, Jimin repousava sua cabeça sobre sua bolsa na qual guardava seus livros e notebook, Jin, o mais velho, encostava-se à uma grande árvore com o notebook em seu colo e dois de seus livros abertos em páginas marcadas ao seu lado. Jin estava precupado sobre o exame que ocorreria em pouco tempo, ansiava por alcançar uma das melhores pontuações, se não a melhor de todas, mas seu amigo, muito pelo contrário, mal se preocupava em estudar, apenas chupava seu pirulito sabor morango e encarava o céu azulado. Há muito Jin esforçava-se para ser um ótimo estudante na Universidade na qual tanto sonhava em ser aceito, também tentava ao máximo fazer com que o amigo mais novo também levasse a sério a tarefa de se formar, mas este último pouco se importava.



— Aish, você fala como se eu estivesse cometendo um crime. Vê se relaxa Jin. —respondeu desinteressado, sentando-se e logo começando a flertar à distância com um garoto do outro lado do campo.


— Park Jimin, será que consegue olhar para mim quando eu falo? —chamou-lhe aborrecido.


— Você precisa dar um acalmada, credo. —olhou para o amigo como este havia pedido.


— Você sabe o quanto eu me esforcei pra entrar nessa bendita faculdade, infelizmente não fui como você que já tinha uma vaga desde pequeno, mas pelo menos faça valer a pena esse privilégio. —suspirou pesado— Eu só queria me formar com o meu melhor amigo, mas você não está nem tentando Jimin!


— Jin, você precisa dar um tempo! Só se vive uma vez, você só sabe estudar e depois que sair daqui só vai saber trabalhar. Eu só estou aproveitando enquanto eu posso. —seu olhar castanho-claro voltou a se perder pelo ambiente.


— Jimin, uma coisa é aproveitar o tempo livre, outra coisa é fugir das responsabilidades. Claro que você pode se divertir, mas tenha noção dos seus deveres. Talvez você não acredite, mas no fim de semana eu me divirto sim, descanso, saio, mas faço minhas tarefas! —Jin rebateu mais irritado, fechando seu notebook e o guardando em sua mochila junto aos seus livros.



Jimin percebeu que havia chateado e aborrecido seu amigo, foi então que se preocupou de verdade. Sim, tinha que admitir que não tinha a mínima responsabilidade para com seus deveres desde antes de iniciarem na Universidade há quase um mês, porém dava total importância aos seus amigos, pois eram as únicas pessoas com quem ainda se importava e que se importavam com sua pessoa, mesmo sendo tão teimoso e inconsequente. Mas Jimin não sabia demonstrar muito bem o quanto se importava com seus amigos. Park queria aproveitar enquanto ainda tinha apenas 24 anos, entretanto seu amigo via que este estava jogando seu tempo e ótimas oportunidades diretamente no lixo.

Seokjin se levantou, sem mais dirigir a palavra nem o olhar ao Park, caminhou nervoso para fora do campo, pisando fundo, levando em seu rosto uma expressão séria de desagrado. Jimin suspirou, levantou-se da grama fofinha, alcançou sua bolsa, começou a andar na direção em que o amigo havia seguido, ao prédio dos dormitórios. No meio de seu caminho, sem prestar atenção por onde andava, acabou esbarrando em um rapaz mais alto, o pirulito em suas mãos acabou por cair no chão fazendo com que o rosado se aborrecesse, sua paciência já escassa caiu para o nível zero imediatamente, sendo assim, não pensou duas vezes antes de começar a reclamar grosseiramente e em alto tom. Jin, quem observou a cena ao longe, não teve outra reação a não ser balançar suavemente e negativamente sua cabeça, deixando sua mão escorregar preguiçosamente por seu rosto, envergonhado pelas atitudes do amigo baixinho, Jimin não era seu filho, muito menos seu parente, porém se sentia responsável por ele e por suas atitudes seriamente questionáveis.



— Não tá me vendo não? Cego do cacete! —lançou um rápido olhar ao outro, quem havia deixado cair alguns livros que levava nos braços.



O rapaz alto e de cabelos morenos um pouco longos nada lhe respondeu, apenas abaixou-se, começou a recolher sua apostilas e cadernos sem dizer uma única palavra, o mesmo levava em seu rosto uma expressão de indiferença. Park não sabia dizer se estava admirado com tamanha calma ou se aquilo era simplesmente algum tipo de deboche, somente sabia que aquilo fez sua indignação aumentar.



— Idiota! —resmungou entredentes.



O de cabelos rosados sequer cogitou a ideia de ajudá-lo com o material, apenas se retirou do local batendo seus pés e resmungando frases incompreensíveis, finalmente voltando a seguir o amigo de cabelos negros, quem ainda estava agastado com sua pessoa.

Quando o menor enfim alcançou o mais velho, começou a caminhar ao lado deste, que deixou um resmungo aborrecido escapar pelos lábios grossos antes de pronunciar-se com tom sério em sua voz.



— Você foi muito mal educado, Jimin, nem ajudou o menino. —repreendeu-o mantendo seu olhar à frente, evitando o mais novo.


— Ah Jin, agora vai inventar motivos pra estar bravo comigo? —revirou os olhos guardando as mãos nos bolsos de sua calça de couro.


— Não estou inventando motivos. Você foi mal educado, sorte sua por ter sido ele e não outro cara, porque você teria apanhado e eu não iria te ajudar dessa vez. —Jin detestava a maneira como Park tentava bater de frente com qualquer um, até mesmo com si, e, principalmente, sua falta de educação.


— Eu? Apanhar? Jura? —riu leve e debochado— Queria ver quem seria o corajoso que se atreveria a encostar em mim. —poucos segundos após, deu-se conta de que o outro falara com certa autoridade sobre o rapaz— Espera você conhece ele? —tornou-se curioso.


— Como é possível que você já tenha dormido com metade dos caras daqui e ainda sim não conhece quase ninguém?


— Eu quero transar e não o RG de todos eles. —respondeu debochado vendo o outro revirar os olhos em meio a um suspiro impaciente.


— Ele é Jeon Jungkook.


— Jeon?… Jeon… Ah, sei! O nerd de quem o pessoal comenta. —se fez indiferente.


— Ele é um dos universitários mais inteligentes que eu já vi, assim como nós é um calouro e ainda por cima é calmo daquele jeito. Quem me dera ter com você a paciência que ele teve. —comentou se aproximando da porta do dormitório.


— Quer a cegueira dele também? —provocou enquanto se aproximavam do dormitório de Jin, que ficava logo ao lado do seu próprio dormitório.


— Quem esbarrou foi você, o cego não é ele. —disse parando em frente a porta e virando-se ao amigo mais baixo— Se não vai tentar se formar, pelo menos evite confusão.


— Mas a culpa foi... —o mais baixo fora interrompido pelo outro, já sem paciência alguma.


— Jimin, como seu melhor amigo eu me preocupo com você e com seu futuro, por isso vou te dizer que você está agindo como uma criança. —Jimin olhou-o incrédulo e entreabriu sua boca pronto para rebatê-lo, mas antes que este pudesse dizer algo, Jin percebeu que iria começar uma discussão e tentou ser direto e objetivo— Eu não quero te deixar bravo falando assim, mas você precisa abrir os olhos, enxergar que a vida não é só vadiar e ir tomar um rumo logo. As suas atitudes infantis não condizem com o comportamento que um aluno da faculdade deveria ter, não acha? Pense nisso com cuidado. Eu preciso entrar agora. —encarou brevemente o rosto levemente chocado do menor, sabia que havia sido ríspido, porém fora necessário.



O mais alto entrou em seu quarto finalmente, deixando o outro do lado de fora, encarando a madeira clara envernizada, sem qualquer reação. Jimin poderia rebater o que o outro dissera com seus vários palavrões decorados e inclusive alguns inventados, todavia isso só faria comprovar que Jin estava repleto de razão. Estudavam em SeungHyul uma das faculdades nas quais quase toda a América sonha em ser aceito. Diferente de Jin, não demonstrava a mínima diligência para ser digno de estar naquela Universidade, trabalhos, aulas, atividades, não possuía relevância, portanto não os realizava.

O que faria? Abandonar a vida divertida e cheia de luxúria? Tornar-se tão responsável quanto Jin? Apenas dúvidas e mais dúvidas.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...