História Hidding a baby - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Baby, Bts, Taehyung
Visualizações 48
Palavras 712
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Literatura Feminina, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Come and see u


Fanfic / Fanfiction Hidding a baby - Capítulo 3 - Come and see u

- Taehyung-ah! Me espera! - corri atrás dele.

- Você é muito lenta! Vou te comprar sapatos de corrida! - sorriu e parou para que me deixasse alcançá-lo.

- Você é mal comigo. - riu e segurou meu rosto.

- Longe disso. - me beijou.

- Babo.

- Fofa. - apertou minhas bochechas e me abraçou forte. - Saranghaeyo. - sussurrou e fechei os olhos sorrindo.

- Saran.

*

Acordei com dor de cabeça e percebi que não passava de uma lembrança.

- Que merda. - ah que saudade...

Levantei e troquei de roupas, me maquiando. Ainda bem que Chung-Hee não tinha acordado ainda.

Fui até seu quarto e o acordei devagar. Estava morrendo de sono e não poderia levá-lo à creche, que estava fechada por férias.

A campainha tocou e fui até lá correndo. Taehyung estava todo arrumado e estranhei até lembrar que tinha feito um acordo com Jimin.

- Vim cuidar dele.

- É...- o trouxe pra dentro. - Vou te falar umas dicas. Ele dorme muito, mas pode acordá-lo pra dar o leite, que tem que ser quente e-

Colocou o dedo em minha boca e franzi o cenho.

- Está atrasada, não é?

- Um pouco, mas isso é importante.

- Eu já sei. Tenho tudo em mente.

- Okay. Se se garante tanto, se vira bonzão. - me despedi.

- Bom dia pra você também! - gritou e ouvi já no meio do caminho.

Taehyung ON~

- É cara, somos só eu e você. - fui até o quarto dele e o vi revirar a cama. - Por que ela te comprou uma cama sendo que você nem fala direito. - toquei no cercadinho.

Acordou confuso e me olhou emburrado. Engraçado, até parece comigo.

- Tá tudo bem, sua Omma me deixou responsável por ti. - sentei na beirada.

- Omma! - começa a chorar pedindo pela mãe.

- Yah, vem cá. - o peguei no colo e aos poucos se acalmou.

- Omma...- fungou e limpei seu rostinho.

- Ela vai voltar daqui a oito horas. Temos muito tempo para nos conhecer, huh. - sorriu fofo e o sorriso também me lembra a mim mesmo.

- Fome. - disse um tempo depois e assenti.

Fui preparar seu leite e fiquei pensando em como ela já tinha mexido tanto com sua vida sendo que eu não saí da mesma. Quem deve ter sido esse homem filho da mãe que a engravidou e sumiu? Como pôde deixar uma criança dessas e uma mulher dessas passar assim?

- Fome! - começa a chorar e percebo que demorei demais. - Ahahhh! - corri até sua cadeirinha e coloquei a mamadeira em sua boca. Sorriu enquanto engolia o conteúdo.

- Mimado...- não duvido nada que Jimin não tenha mimado esse garoto, ainda mais que ele não tem pai.

Pra mim, procurei na geladeira por alguma coisa boa e achei comida feita por ela em potinho.

- Aigoo, faz tanto tempo que não como um desses. - coloquei pra esquentar.

Comi lembrando dos nossos tempos juntos. Eu amava sua comida, ela era muito dedicada também. Sempre ríamos muito e eu a amava demais...

- O que estou fazendo com a minha vida? - Chung-Hee me olha sem entender e rio. - Você é um fofo. - mexi com suas bochechas.

- Appa! - arregalei os olhos e neguei.

- Aniyo Appa! Aniyo! - franziu o cenho e começou a chorar. O peguei no colo rapidamente e o ninei. - Não quis te magoar, mas eu não sou seu pai. Nem pensar.

- Ahahhh! - procurei a chupeta por algum lugar e não achei.

- Merda. - Eu? Pai? Não agora. - Seu Appa está em uma viagem. Uma das longas.

- Hm...hum...- foi se acalmando e logo dormiu.

- Maluco. - sorrio.

O coloquei na cama e recebo uma ligação da Sunin.

- Yobuseyo?

"- TaeTae, aonde está? Pensei que estivesse de folga."

- Estou. Mas tô de babá hoje.

"- Sério? Onde?"

- Na casa da minha ex namorada. Não me mata.

"- Não vou te matar. É completamente normal isso."

- Ela não está aqui se quiser saber e tem um filho agora. Só vim ver ele.

"- Oh...então posso ir até aí e te ver, huh?"

- Pode, claro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...