História Hiding my heart - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Dylan O'Brien, Histórias Originais, Holland Roden, Teen Wolf
Personagens Lydia Martin, Stiles Stilinski
Tags Adolescente, Dylan O'brien, Holland Roden, Lydia Martin, Romance, Stiles Stilinski, Stydia, Teen Wolf
Visualizações 8
Palavras 1.358
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente, eu quero escrever essa fic Stydia porque sou apaixonada pelo meu otp 🤭
Espero que gostem, boa leitura ❤

Capítulo 1 - Welcome


Fanfic / Fanfiction Hiding my heart - Capítulo 1 - Welcome


- Nosso último ano. O ensino médio passou tão rápido - Lydia disse enquanto olhava o céu estrelado, sentada sob o capô do carro de Jackson se perdia em seus pensamentos com facilidade, a curiosidade sobre a nova etapa fazia as borboletas do estômago ficarem agitadas.
- É, mas eu conheço uma coisa que não passou nem um pouquinho rápido - Jackson inclinou seu corpo sobre o corpo da garota levando um de seus dedos até os lábios dela. A encarou por alguns segundos e a beijou, de forma tão intensa, que fazia com que Lydia soltasse suspiros entre as pausas de seus beijos. As mãos da garota percorriam pelo seu corpo. O calor, a sensação, estavam tão próximos, tudo estava perfeito. Até que Lydia segurou sua mão que ia diretamente ao encontro de suas partes intimas.

- Para ! - disse Lydia -
- O que você está fazendo? Qual o problema dessa vez?
- Eu não estou pronta Jackson, agora não.
- Lydia, eu venho me preparando para isso a 1 ano, e você nunca está pronta. Não aguento mais ter que segurar essa vontade.
- Me dá só mais um tempo, eu tô... tô com medo.
- a garota pressionou os lábios e fechou os olhos abaixando sua cabeça, foi quando sentiu uma das mãos de Jack erguer seu rosto novamente -
- Tudo bem - encostou sua testa com a de lydia, e alguns segundos após deixou um selinho na mesma - Eu espero. Só mais um pouco!

Lydia sorriu e o abraçou, mas aquela pressão toda, tinha exatamente o efeito contrário. Mesmo sabendo o quanto amava Jackson, a dúvida sobre entregar algo que para ela era tão importante a fez duvidar desse sentimento. Por que estava tão hesitante? Ainda não tinha essa resposta.
Os dois entraram no carro e enquanto Jackson cantava as músicas que tocavam na rádio, Lydia se perdia na paisagem que corria do outro lado daquele vidro da janela, aquela vista a deixava tão relaxada para entrar em outros pensamentos.

- Você tá sempre viajando assim. Tá acontecendo alguma coisa?
- Oi?
- Lydia despertou mas não havia ouvido uma palavra se quer do garoto.
- Tá tudo bem?
- É, tá.
- Então tá!


Enquanto Jackson voltou a cantaro-lar suas canções, Lydia preferiu prestar mais atenção em seus pensamentos.

~Lydia~

Jackson me deixou em casa como costumava fazer sempre que saíamos. Eu entrei após acenar para ele que me encarava pelo vidro do carro. Algo me fazia sentir que não era a mesma coisa, um vazio me preenchia, mas não queria me concentrar mais nisso, precisava descansar para o primeiro dia de aula do ultimo ano.
Após tomar meu banho, vesti meu baby doll e prendi meu cabelo em um coque, não demorou muito para que o sono chegasse.

- Dia seguinte -


~ Stiles ~

- Ultimo ano Scott, não vai se atrasar.
- Eu vou tentar, mas preciso passar na clinica, só para checar algumas coisas.
- Tá certo, então nos encontramos lá. Tô com pressentimento bom, até acho que a Lydia pode falar comigo.
- Ainda tá nessa? Stiles, você precisa superar.
- Você não deveria estar me julgando. Te encontro na escola.



Encerrei a ligação e peguei minha mochila, colocando nas costas. Desci até a cozinha, meu pai tomava café na mesa enquanto lia o jornal local, era seu hábito matinal antes do trabalho, porém, as coisas na delegacia estavam tão agitadas que eu mal pude vê-lo nessas férias, lendo um jornal, descansando. Levei minha mão as suas costas dando leves tapas como cumprimento, esticando meu outro braço até a mesa para pegar uma fruta, meu pai balbuciou algumas palavras referente a notícia que estava lendo. Sorri e enquanto caminhava até a porta ouvi ele chamar meu nome, o olhei e ele estava sorrindo para mim.

- Oi pai
- Segura
- Jogou-me a chave do meu lindo jeep, que havia sido confiscada como castigo por ter me envolvido em um caso do trabalho dele. - ótimo dia de aula - se virou novamente para ler o jornal, e eu não conseguia controlar o riso que escapava em meus lábios.

Caminhava lentamente até o veículo, quando percebi que a garota da casa ao lado também estava a caminho da escola. Congelei por alguns segundo, admirando sua incrível beleza, até ser tomado por uma onda de coragem que me fez gritar seu nome.

- LYDIA, LYDIA, HEY, AQUI - com um certo espanto, devido aos meus gritos, a garota olhou pra mim que acenava para ela - É-é... você quer uma-a carona? Pra escola, é que eu também, estudo lá - disse me escorando no carro que estava ao meu lado, com uma das mãos na cintura.
- Não! - ela disse e seguiu o caminho até seu carro revirando os olhos, foi a revirada de olho mais linda que já vi.
- Ah, não, é então tá bom-m, então. - sorri fazendo um sinal de positivo com a mão que ignorado completamente enquanto ela saia com o carro.


Chegando na escola, rostos novos passeavam pelos corredores, e entre eles estava o Scott, fui em sua direção. Scott olhava pra mim sorrindo, provavelmente sem entender porque eu também sorria tanto.

- Cara, você tá bem? Tá falizinho assim por quê?
- Ah, eu tô ótimo, é o nosso último ano, meu pai está em casa descansando, Lydia falou comigo...
- Perai, com você? Mas ela falou com você, tipo uma conversa? Ou foi mais um fora?
- Foi um progresso, ela nem olhava na minha cara, hoje ela falou comigo, foi um não, mas foi um progresso.



- som do alarme -


Hora de ir para a sala, algo em mim dizia que esse ano traria muitas aventuras. Nós seguimos cada qual para a sua sala, e eu mal podia esperar pelo intervalo, onde conhecemos as novatas. Quer dizer, eu não, os mais populares.



~Lydia~

Todo mundo só pensa em uma coisa quando voltam das férias para a escola, baile de boas vindas. É a oportunidade perfeita para usar vestidos e laços bonitos, convidar aquele ou aquela crush, batizar as bebidas... e como em todo ano, eu sou uma das responsáveis pela organização. O tema desse ano, sera livre, para que todos vistam o que acharem melhor, obviamente isso não foi minha ideia, até tenho medo quando penso, mas quando a organização da festa nunca deixei a desejar.
      Quando o sinal bateu para o intervalo, saí da sala e começei com os preparativos, em primeiro lugar, os convites. Nos dividimos em 8 para que a entrega pela escola fosse mais rápida e ninguém ficasse de fora.
Enquanto eu passava pessava pelos corredores colocando convites em cada armário, vi que Jackson conversava a sós com uma garota nova. Me aproximei interrompendo qualquer coisa que poderia ter rolado ali.

- Jackson? - os dois me olharam e a garota se retirou deixando apenas nós dois.
- Lydia, eu só estava conversando e dando as boas vindas para a Alice.
- Isso é sério? Você acha que eu sou idiota? Ou você é um idiota?
- Não era nada demais...

- Talvez tivesse sido se eu não tivesse chegado.
- Talvez, quem sabe, ela me ofereça algo que você nunca está pronta para me oferecer.



Enquanto eu o vi sair, completamente paralisada pelas palavras que saíram de sua boca, lágrimas rolaram pelo meu rosto. Por que é necessário dar algo de valor, para ter outra coisa em troca? Fidelidade, respeito, amor. Sequei as lágrimas, tirei uns minutos para me recompor e voltei para as ultimas aulas. Não conseguia me consentrar em nenhuma, mas jamais deixaria isso tão aparente, até dar o horário de ir embora, quando eu estivesse segura na fortaleza do meu quarto, nada havia me afetado. E talvez isso tenha feito doer mais um pouco. Mas quando já não haviam mais lágrimas e o meu travesseiro já estava encharcado, me dei conta de que talvez essa fosse a resposta que me faltava, eu só precisava saber como encerrar aquilo tudo.
        Lavei o rosto e escovei os dentes, já com meu camisola deitei na cama e lentamente adormeci.


Notas Finais


Beijos, até o próximo! 🤭❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...