1. Spirit Fanfics >
  2. High - Sasusaku >
  3. Sorvetinho

História High - Sasusaku - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Oi pessoas!
Um capítulo para animar a segunda-feira de vocês!
Espero que gostem, boa leitura!

Capítulo 7 - Sorvetinho


O restante da semana foi tranquilo, por incrível que pareça Sasuke foi gentil comigo, claro que do jeito dele, mas foi ok.

    Estava no meio da minha última aula de sexta-feira quando meu celular vibrou, era uma mensagem de um número não salvo, abri a foto para me certificar de quem era e para minha surpresa uma imagem do Uchiha apareceu, ele vestia um terno e estava sério, era uma foto linda, e extremamente sexy tenho que admitir. Apertei os olhos afastando qualquer pensamento pervertido e me concentrei em ler o que a mensagem dizia.

 

“Parece que a Karin está aqui na universidade então você volta pra casa comigo hoje e vamos parar para avisar o Naruto propositalmente na frente dela.”

 

Não resisti a tentação e salvei o contato dele como “Uchiha Idiota”, ri antes de escrever uma resposta. 

 

“Você ao menos podia perguntar se eu quero né?”, enviei. 

 

Uchiha Idiota: “Acho que é o mínimo que você pode fazer depois de eu ter afastado o sobrancelhudo tão bem de você essa semana.”

 

    Revirei os olhos e respondi apenas um “ok”, era verdade que ele estava mandando bem no quesito afastar o Lee, mas eu não iria admitir. Ao final da minha aula ele já estava parado na frente do prédio, estava escorado do lado de fora do carro preto na perfeita pose de bad boy.

-Oi cor-de-rosa - ele cumprimentou com um sorriso lateral e eu revirei os olhos e bufei, ele me chamava assim só para me irritar e sempre dava certo.

 Passei reto e entrei no carro, em seguida ele tomou o assento do motorista e começou a dirigir para o local onde Naruto sempre estacionava. 

-Como você soube que ela estaria aqui? - estava curiosa.

-Naruto falou comigo - ele respondeu com simplicidade. 

-O que nós vamos dizer pra eles? - questionei a ele. 

-Não pensei em nada ainda. 

-Bom nesse caso deixa comigo - falei com um pequeno sorriso, Sasuke me olhou meio desconfiado mas assentiu.

Ele encostou o carro próximo a onde Naruto e Karin esperavam os outros e desceu seu vidro. 

    -Oi Sasuke! - o loiro o cumprimentou animado mas depois pareceu um pouco chocado quando eu abanei do banco do carona, então me debrucei sobre seu corpo do Uchiha para ficar mais perto da janela.

    -Narutinho - falei com um sorriso - Só pra avisar que hoje eu não vou precisar de carona. Eu e o Sasuke vamos sair agora... - dei uma risadinha tímida e olhei para o moreno sobre o qual eu estava apoiada que deu um sorriso lateral para mim - Até mais pessoal - dei um tchauzinho e voltei para o meu lugar.

    Percebi que Naruto estava um pouco chocado mas não tanto quanto a garota ruiva parada ao seu lado que ficou extremamente vermelha e não conseguiu disfarçar a careta, tive que me conter para não rir. 

Em seguida Sasuke saiu dali e pude ver o sorriso vitorioso em seus lábios. 

    -Você viu a cara dela?! - não me contive e gargalhei alto - Coitada achei que ela ia ter um treco!

-Valeu irritante, você mandou bem - ele admitiu. 

-Espera aí, eu não acredito que Sasuke Uchiha me elogiou! Preciso registrar esse momento - brinquei erguendo o celular. 

-Para Sakura! - ele empurrou o aparelho me fazendo rir ainda mais da sua carranca emburrada. 

-Então - me ajeitei no banco mais calma - Pra onde você vai me levar? 

-Tá achando que isso é um encontro de verdade é? - ele tinha uma sobrancelha arqueada. 

-É o mínimo que você pode fazer depois disso! - protestei me referindo ao que tinha acabado de fazer - Acho que o Sasuke gentil podia  me pagar algo de comer sei lá... - dei de ombros. 

-Ok, precisamos conversar mesmo - ele disse - Que tal um sorvete? 

Fiquei surpresa mas não reclamei, um sorvetinho cairia bem mesmo, então logo concordei animada. 

Quando chegamos na sorveteria eu escolhi meu sorvete e me surpreendi quando Sasuke falou que não gostava de doces. Como um ser humano pode não gostar de doces senhor? Esse cara tem problema, só pode. 

-Então - comecei assim que sentamos em uma mesa da sorveteria - O que você tem pra falar comigo? 

-Eu tava pensando - ele começou - Acho que só ficarmos de vez enquando não vai funcionar com a Karin, já fiquei com várias garotas e ela nunca desistiu de mim… - ele parecia um pouco receoso em falar. 

- E o que você sugere? - o incentivei antes de lamber meu sorvete. 

-Acho que a gente podia fingir ter algo mais sabe, pelo menos na frente dela. - ele concluiu.

-Você quer que eu finja ser sua namorada? - enfatizei bem a última palavra.

-Não to pedindo isso. Mas a Karin vai ser um pouco mais difícil que o Lee, e é justo você me ajudar com ela já que eu estou te ajudando com ele. 

O que ele falava era verdade, naquela semana Lee não tinha me importunado nem uma vez e tinha inclusive se afastado de mim por vontade própria, era justo eu ajudar. 

-O que você quer exatamente? - perguntei mesmo com medo da resposta.

-Quero que você aceite demonstrações de carinho minhas, como se eu gostasse mesmo de você, nunca fiz isso com nenhuma garota e acho que se Karin achar que eu estou interessado em você de verdade ela me esquece de vez. 

-Mas espera ai - falei - Pra que tudo isso? Ela não vai embora daqui a uns dias? Isso não era só até ela sumir?

-Esse é o ponto, ela não vai mais embora, ela vai voltar pra cá definitivamente… - Sasuke suspirou ao dizer aquelas palavras. 

-Calma, calma, calma - eu já estava muito confusa com aquela história - Explica direito, por que você quer tanta distância assim dela?

-Ah é complicado, ela estudava aqui ok? Cursava enfermagem, ficamos no primeiro semestre de faculdade e ela se apaixonou, é obcecada por mim, louca, mesmo eu dizendo para ela que não queria nada ela me perseguia e arruinava todos os meus encontros bancando a ex namorada louca. Semestre passado ela teve que voltar para cidade dela por algum motivo, e eu agradeci infinitamente, mas agora ela está voltado e eu quero ela bem longe de mim dessa vez. 

-Nossa, essa menina deve ter algum problema - falei séria. 

-Também acho - ele suspirou se encostando na cadeira.

-Com certeza, só sendo louca pra gostar tanto assim de você Uchiha! - debochei e ele me fuzilou com os olhos ao perceber que caiu na minha piada, gargalhei da sua cara. 

-Vai me ajudar ou não? - mudou de assunto. 

Eu podia responder que não, dizer pra ele achar outra pessoa pro seu teatrinho, mas a verdade é que e não me importava. Ao passar dos dias eu percebi que ele não era um idiota por completo, era apenas a personalidade dele que era um pouco difícil, mas ele era legal as vezes, e realmente tinha me ajudado muito com a situação do Lee então era justo eu retribuir. Afinal gostando eu ou não, estávamos nos tornando amigos.

Além disso, uma parte de mim queria beijar ele mais vezes, inegavelmente ele me atraía, se eu pudesse aproveitar um pouco mais, eu iria fazer isso.

-Eu te ajudo, ninguém merece um encosto desses - disse sorrindo. 

-Obrigada Sakura - ele deu um pequeno e rápido sorriso.

Um parte de mim se auto criticava por ter aceitado entrar naquilo, mas eu ignorei veementemente, já tinha aceitado, não iria voltar atras com minha palavra. Me concentrei em terminar meu sorvete e Sasuke pareceu dar a conversa por encerrada também. 

Terminei de comer e ele me convidou para ir embora. Questionei se não era muito cedo para voltarmos e ele disse que tinha que passar em um lugar antes, então fomos. 

Para minha surpresa Sasuke voltou para o próprio apartamento.

-Uau você e o Naruto moram aqui? - olhei pela janela o grande prédio bem no centro da cidade.

-Uhum - ele estacionou carro - Eu só quero pegar mais algumas roupas, espera aqui, eu já volto. 

-Sabe os bons modos dizem que você deveria me convidar pra subir. - ironizei. 

-Não ligo - ele disse antes de sair do carro e eu apenas ri de sua atitude e dei a língua, que o fez sorrir também. 

Enquanto Sasuke não voltava refleti sobre a situação em que eu me encontrava, ia fingir ser o interesse romântico do Uchiha para ambos nos livrarmos de pretendentes inconvenientes, parecia até coisa de filme, isso fora o fato de nosso histórico não muito bom de quando nos conhecemos. Parando para pensar o que ele estava fazendo em uma festa em Konoha, minha cidade, a um ano atrás? Decidi perguntar assim que ele voltasse, o que por sorte não demorou muito. Logo ele voltou com uma mochila que colocou no banco de trás. 

-Sasuke - não dei chance para ele falar, assim que ele entrou no carro perguntei - O que você estava fazendo em Konoha naquele dia? - torci para ele entender o que eu queria dizer. 

-Eu nasci lá, morava lá até antes de começar a faculdade… - ele pareceu intrigado com minha pergunta.

-Não sabia - suspirei, fazia sentido - Você tem família lá? - percebi tocar num assunto delicado pois ele ficou visivelmente tenso. 

-Morava lá com meu irmão, atualmente ele viaja bastante tomando conta dos negócios da família - ele deu a partida no carro e começou a dirigir sério, achei melhor deixar o assunto por isso, mesmo ficando tentada a perguntar sobre os pais dele, talvez ainda não fosse a hora. 

Quando chegamos no apartamento Sasuke me segurou antes que eu pudesse abrir a porta. 

-Espera, olha aqui - ele me virou de frente para ele, levou suas mãos para meus cabelos e começou a bagunçá-los, fugi de seu toque rapidamente. 

-Pera aí o que você ta fazendo? 

-Shii, fala baixo - ele rebateu e começou a desalinhar minhas roupas - Você não tá ouvindo a Karin? - prestei atenção e realmente uma voz que parecia a dela vinha de dentro do apartamento - Assim vai parecer que a gente tava se pegando - ele finalizou bagunçando ainda mais os próprios cabelos que já eram naturalmente rebeldes. 

Ri de seu plano, era uma boa ideia. Levei as mãos até sua camisa e abri os primeiros botões, o deixando com um ar extremamente sexy. Ele me encarou por alguns instantes, os olhos negros pareceram brilhar por um instante, ficamos assim por alguns segundos antes dele se mover em minha direção, primeiro achei que ele ia me beijar, mas o que senti em seguida não foi isso. Seus lábios colaram no meu pescoço, ele me segurava contra a parede, pude sentir seus dentes contra minha pele além de uma sucção. Arfei com aquele contato, foi inevitável, foi gostoso, mas quando me dei conta do que ele estava fazendo o empurrei depressa levando as mão para o local que eu tinha certeza que havia uma marca. 

-Você tá louco?! - questionei mantendo a voz baixa mas deixando minha raiva bem clara.

-Relaxa logo vai sair, agora vamos lá que você vai desfilar com isso aí na frente da Karin - ele afastou meus cabelos e em seguida passou o braço pela minha cintura me puxando para dentro do apartamento sem me dar a oportunidade de responder. 

Porém na sala tinha muito mais gente além da Karin, e eu senti meu rosto ficar extremamente quente, além dela estava todo mundo ali, involuntariamente levei a mão para meu pescoço onde a marca roxa estava. Assim que entramos a conversa morreu e eu pude perceber todos os olhares na gente. Senti como se estivesse sendo julgada e fosse completamente culpada.

Graças a Deus a mão de Sasuke estava na minha cintura e me puxou me fazendo caminhar, por que se não eu teria ficado ali parada em choque. Ele me guiou para dentro, me fazendo ir em direção ao meu quarto, assim que entramos eu fechei a porta e me escorei na mesma. 

Onde eu estava com a cabeça?

Levei minha mão até os cabelos afastando-os.

O que eu estava fazendo? 

-Ei, não fica assim - ele se aproximou parando a minha frente. - É normal pra mim esse tipo de situação… - ele tentou amenizar mas só piorou tudo. 

 Eu ia impor algumas regras, gostasse ele ou não.

-Mas não é pra mim Uchiha! - apontei um dedo na cara dele falando baixo mas firme, de forma ameaçadora - Então me escuta bem, se você tá achando que você vai fazer o que bem entender comigo você tá muito enganado, não sou um objeto que você pode usar como quiser, as coisas tem limites e você vai respeitar todos eles - o encarei bem nos olhos me segurando para não gritar, dei uma passo a sua direção e ele deu um para trás, bom saber que ele tem noção do perigo - Ou você começa a me tratar com mais respeito ou eu não vou ser mais a sua namoradinha de mentira - bati com o dedo no peito dele - Aceitei te ajudar mas se as coisas passarem dos limites mais uma vez eu acabo com tudo isso tudo assim ó! - estalei os dedos para dar ênfase - Então vê se fica esperto - disse finalizando minha ameaça e me afastei deixando ele com a cara no chão, sem chance de resposta. 

Eu até podia fingir ter alguma coisa com ele, mas isso não o dava o direito de fazer aquilo comigo, ou ele me respeitava ou as coisas não iam acabar nada bem pro lado dele! Ele foi avisado.

 


Notas Finais


Bota esse homem no lugar dele Sakura! Onde já se viu agarrar a menina assim desse jeito? A Sakura não vai ser submissa não minha gente, ela se impõe e acho que se o Sasuke não perceber depois dessa ele é um tapado não é? kkkkkkkk
Obrigado aos que comentaram no capítulo anterior, fico feliz que estejam gostando, a opinião de vocês é super importante para o andamento da fic.
Até o próximo! Beijos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...