1. Spirit Fanfics >
  2. High School Animal >
  3. Um dia complicado

História High School Animal - Capítulo 7



Notas do Autor


Oii fofuras!!💖


Como vocês estão? Estão se cuidando?

Espero que sim. Mas vamos ao que interessa.

Depois de mil anos (sim, esse atraso realmente merece um exagero da minha parte) nós voltamos. E trago ótimas notícias! O próximo capítulo também está pronto, só vou aguardar a data de postagem e vocês terão o próximo capítulo rapidinho.


Kioshi- Ô glória né?! Você sempre se atrasa.


Lyah- Deixa ela Kioshi. O que importa é que estamos de volta.


Yoshida- É isso aí! Voltamos com tudo!


White- Realmente demorou muito né mas...


Crystal- Estamos de volta. Não precisa disso tudo White.


Yara- Estou de acordo com a Lyah e a Crystal. Vamos dar uma chance.


Yato- Diz ela que vai tentar não atrasar novamente.


Yumi- Eu acho que vocês estão interrompendo ela. Deixa ela falar!


Er... Obrigado Yumi. Eu dei um belo atraso. Mas espero que os próximos capítulos recompensem.

Trouxe esse capítulo que está maior que os anteriores. Para vocês matarem a saudade dos nossos amados personagens.


Espero que gostem.🌹 Boa leitura!💗


HarunoEvelyn🌸💗

Capítulo 7 - Um dia complicado


Fanfic / Fanfiction High School Animal - Capítulo 7 - Um dia complicado

Anteriormente em High School Animal:

Hishino - Onde você estava quando as criaturas começaram a aparecer?

 

Mary - Andando pela escola. Foi quando ouvi gritos e fui ver o que era.

 

Yara- Porque você escondeu ser uma Bat?

 

Mary - É que minha mãe prefere que não saibam.

 

White - Por quê?

 

Mary- Porque só sou uma Bat por causa de meu pai, e a família dele não aceita que ele tenha se casado com minha mãe.

 

Yara - O que você estava fazendo quando te achamos?

 

Mary - Procurando Max, o Panda.

 

Iatsu - ela não parece culpada.

 

Crystal - Parecer não é ser.

 

Yato -  Ela está falando a verdade.

 

Mary - Posso ir?

 

Yumi - Pode.

   

Quando a garota sai, Professor Eduardo entra.

 

Professor Eduardo - A diretora pediu para irem para seus quartos. — Sai da sala. 

 

  Eles vão saindo da sala, se direcionando à seus quartos. Porém, no caminho , Yoshida procura Yumi.

 

Yoshida - O que aconteceu na sala quando saímos? - pergunta com as orelhas mexendo de curiosidade.

 

Yumi - nada raposa, nada demais.

[...]

Todos passaram o resto do dia em seus dormitórios, para que a direção organizasse a escola depois do ocorrido. Saíram apenas para jantar.

 

08: 27 P. M.

 Dormitório 22

 

 Crystal estava deitada em sua cama (nota= que no caso seria a cama de cima do beliche), lendo um livro que Yumi havia lhe emprestado. Enquanto Yumi na cama de baixo escutava música de olhos fechados e Kioshi do outro lado do quarto, rabiscava algo numa folha com muita concentração.

 

 Yumi - Crystal. — chama atenção da amiga e tira o fone.

 

 Crystal - Oi.

 

 Yumi - Pronta para voar?

 

 Crystal - Que? Do que você está falando?

 

 Yumi - Pergunte a Kioshi. — Fala alto suficiente para ele escutar.

 

 Crystal - Kioshi, porque eu voaria?

 

 Kioshi- Yumi! Você está testando minha paciência?

 

 Yumi - Achei que você não tivesse.

 

 Crystal - Ainda não entendi.

 

Yumi - Esquece não é importante.

 

 Yumi P. O. V.

 Flashback on

 

 Yumi - Sério isso? Ciúmes?

 

 Kioshi - Nem vem com sermão. Por acaso eu disse que estava com ciúmes?

 

 Yumi - Primeiramente, ela é sua irmã. Te conhece. E segundamente, uma pessoa que sente ciúmes não diria.

 

Nesse momento ele não sabia, mas estava lendo a mente dele. / Pensamento de Kioshi on

 Agora ela quer demais! Eu não sinto ciúmes de ninguém... Posso até admitir que ela não seja de se jogar fora, e não tão insuportável. Não é uma pessoa tão ruim. Mas ela é chata demais e não presta.

 Pensamento de Kioshi off

 

 Yumi - O que é isso? Um tipo arrogante de "paquera mental"? — dá um riso debochado.

 

Kioshi - Faça - me um favor! No dia em que Kioshi Bat estiver tentando paquerar você, Crystal Wolf vai voar.

 

 Yumi - Então trate de colocar asas nela porque esse dia chegou.

 

 Kioshi - Ela não resistiu ao meu charme, e diz que eu estou paquerando ela! Vai procurar o que fazer garota. E vê se para de ler a mente dos outros.

 

 Yumi - Charme!? Você? A única coisa que gostei em você foi o sorriso e olhe lá!

 

Começo a rir descontrolada, e debochadamente.

 

 Kioshi - Não permito que as pessoas riam de mim dessa forma.

 

 Yumi - Eu?! Rindo de você? Nunquinha.

 

 Continuo rindo e ele começa a ficar com raiva. Então Mary, Yoshida e Yara entram na sala.

 

 Flashback off

 

Não esperava isso de Kioshi Bat.

Olho para ele que voltou a rabiscar, depois vou dormir.

 

 Narradora P. O. V.

 

 No outro dia, todos os alunos receberam mensagem da direção, que avisava que as aulas continuariam normalmente. Porém, pediu que eles tomassem café em seus dormitórios.

 

 06: 47 A. M.

 Dormitório 1

 

 Yoshida - Acordem! — Grita para acordar seus colegas de quarto.

 

 Hishino - Aff, a primeira aula é só sete e meia!

 

 Yoshida- Mas temos que fazer café! HIRO!!

 

 Hiro - Vai dormir Yoshida.

 

Yoshida - Quer saber?! Vou tomar meu café e procurar as meninas. Preguiçosos! — Vai para a cozinha.

 

 06: 50. A. M.

 Dormitório 8

 

 Os três se encontravam na cozinha já arrumados, e tomando café.

 

 Lyah - O que vocês vão fazer antes de começar o horário de aula?

 

 White - Vou mandar mensagem no grupo das meninas. Crystal criou um grupo ontem. Elas devem marcar para fazer algo. 

 

 Lyah - Sim, eu vi.

 

 Rayosh - Vou jogar basquete com os garotos. Vamos tentar entrar no time da H. S. A. (High School Animal) esse ano. Daqui a algumas semanas nós vamos passar pela avaliação do Capitão e do treinador do time.

 

Lyah - Legal! Acabei! Vou escovar os dentes e esperar a resposta das meninas.

 

 White - Também.

 

 07: 03 A. M.

 Dormitório 17

 

 Yara - Para onde você vai?

 

 Yato - Não te interessa.

 

 Yara - “Não te interessa”.

 

Yato - Vou correr por aí para procurar a paciência que me falta para aturar as pessoas.

 

 O garoto abre a porta, se transforma em lobo e sai de lá em alta velocidade. Sua gêmea fecha a porta.

 

 Yara - Ótimo! Agora o que vou fazer aqui? Sentada na cama olhando para a cara de um garoto leopardo que eu nem conheço?! - Fala se referindo ao colega de quarto.

 

 Garoto - Me conheceriam se realmente tivessem interesse nisso. — Aparece atrás dela de repente. – Matteo.

 

 Yara - Você me assustou! — Diz e fica de frente para ele. – Yara Bat Wolf. E o que acabou de sair é meu gêmeo, Yato.

 

 Matteo - Como disse Matteo Leopard... E desculpe pelo susto. É que achei estranho, tipo, você estava só, em frente à porta, e estava falando... Vim perguntar se você estava bem.

 

 Yara - Era para ter pensado. Não dito... Mas como viu estou bem.

 

 Matteo - O que vai fazer antes das aulas?

 

 Yara - Ainda não sei. Ia falar com minhas amigas para ver se iríamos fazer algo. Mas ainda não falei com elas.

 

 Matteo - Gosta de correr?

 

 Yara - Sim... Por quê? Quer apostar corrida? — pergunta com certo tom de sarcasmo.

 

Matteo - Não faria isso. A não ser que queira perder.

 

 Yara - Se eu ganhar me deve um pote gigante de açaí.

 

Matteo - Se EU ganhar, você sai comigo.

 

 Yara - Nossa... Fechado!

 

 Matteo- Certeza? Não vai poder usar poderes, nem se transformar.

 

 Yara - Certeza. E certeza de que foi estranho aceitar uma proposta de alguém que acabei de conhecer. Mas tudo ok.

 

 Matteo - Sim. E ainda por cima apostou para perder a aposta.

 

 Yara - Fiz besteira não? Mas não pense que vou desistir tão fácil.

 

Matteo - Até mais Yara. Vou me arrumar e tomar café. Me espere na quadra.

 

 Yara - Eu vou te esperar aqui mesmo. Não quero ficar plantada na quadra te esperando. E seja rápido, por favor.

 

Matteo - Pontual e realista... Gostei... Se fosse você iria se preparando para perder.

 

 Yara - Vai fazer o que você tem para fazer garoto.

 

 Minutos depois

 

 Yara estava sentada em sua cama esperando Matteo, Yara suspira para cima fazendo o vento de seu sopro levantar sua franja. Ela apenas vê Matteo ajeitando a manga de seu casaco indo na direção da mesma.

 

 Matteo- Preparada? — falou o garoto sorrindo. Yara o olhou seria.

 

Yara- Não acredito que estava se arrumando para poder CORRER e sabendo 
que vai perder!! — Falou a garota com os braços cruzados e levantando da cama.

 

Matteo- Tenho que estar preparado para nosso encontro, pois quem vai perder é você! — Ele aperta a bochecha esquerda da menor.

 

 Yara- Há, vai sonhando, senhor Matteo. Então, vamos?

 

 Matteo- Vamos — ele sorri com sua presa à mostra.

 

 Na quadra
 

Os dois estavam alongando suas pernas.

 

 Matteo- Certo, quem chegar até o final da quadra ganha, a quadra é grande 
então dá muito bem pra completar 5 voltas ao redor dela, certo? — Falou o ruivo 
se posicionando.

 

 Yara- C-cinco voltas?! — ela tosse levemente — C-claro, fácil, fácil — ela faz o mesmo que Matteo.

 

 Matteo- Se você ficar cansada, relaxa eu te carrego — ele olha para frente.

 

 Yara- Vai sonhando...

 

 Matteo- Um... Dois... Três!!

 

 Após a disparada os dois começaram a correr rapidamente, ambos estavam lado a lado, mas segundos depois Matteo estava à frente da menor. Logo Yara olhou para o garoto a frente dela.

 

 Yara- O que...?

 

 Matteo- Te vejo lá na frente!! Iiihaaa!!! — o garoto corre como se aquilo fosse nada pra ele, o leopardo já tinha completado a sua primeira volta. 

 

Yara- Ah, mas eu não vou deixar!! — Yara logo deu impulso com seus pés e 
continuou a correr e logo viu Matteo atrás dela quase ultrapassando-a – (ele vai completar sua segunda volta... Preciso vencer ele! Aliás, eu quem fiz a aposta) — a mesma nunca tinha corrido tanto quanto estava correndo naquele exato momento. Suas pernas estavam cansando e logo viu o Matteo do seu lado a ultrapassando e piscando para ela — (Que...?).

 

Matteo já tinha feito sua segunda volta enquanto Yara ainda estava na 
primeira. Logo Matteo começou a correr na mesma velocidade que Yara de 
propósito para conversar com a garota.

 

 Matteo- Yara desiste você nunca vai conseguir no que adianta insistir? — falou o garoto rindo de Yara.

 

 Yara- Sabe de uma coisa? Eu não vou parar, vou continuar a correr nem que meus pés caiam!! — a garota ultrapassa Matteo.

 

 Matteo- Garota tem moral. — ele sorri e corre rapidamente ultrapassando 
novamente Yara completando sua terceira volta.

 

 Depois de alguns minutos Matteo já tinha completado suas voltas e estava 
esperando Yara chegar onde ele estava. O garoto estava em pé vendo Yara, até 
que a mesma chega e cai no chão.

 

 Matteo- Pois é eu disse que você iria perder. Pronta pra sair? — ele ajuda a 
garota a levantar.
 

 

Yara- Isso não é justo!! Você é leopardo claro que vai ser mais veloz que eu, já é de natureza. — ela fica em pé com a ajuda de Matteo.

 

 Matteo- Devia ter pensado nisso antes de ter feito a aposta. — ele ajeita a 
franja da garota – Que tal hoje à noite?

 

 Yara - Hoje? Às vezes tenho que aprender a me calar... — murmura

 

Matteo - Sim. Hoje. Ou prefere marcar para outro dia. Eu ainda estou sendo 
bonzinho, deixando você escolher.

 

 Yara-... Pode ser à noite, e não demore! — falou a garota se retirando do local.

 

 Logo após o fim de sua frase o sinal toca.

 

Matteo- Ai ai, tá bom estressadinha! — ele sorri e vai em direção a sua sala.

 

 Todos os alunos foram para suas salas, no 2° A Yara estava sentada em sua carteira olhando a janela pensativa até que Yumi se aproxima.

 

 Yumi- Yara? — a mais nova cruza os braços ao ver sua amiga distraída.
 

Yara- A-ah! Oi... Desculpa estava pensativa — ela sorri olhando para Yumi.

 

Yumi- E o que aconteceu? — falou a garota curiosa.

 

 Yara- Bom... Perdi em uma aposta. — a mais velha se sentiu decepcionada consigo mesma.

 

Yumi- E com quem você fez aposta?

 

 Yara- Matteo do 3°. — Yara percebe Yumi rir — Ei!!

 

 Yumi-‘ Tá, mas o que você apostou com ele?

 

 Yara- Corrida, se eu perdesse eu teria que sair com ele... Então... Hoje à noite tenho um encontro...
 

 Yumi- Hahaha não sei o que dizer então, Boa sorte. — a garota volta para seu lugar.

 

Yara - Aff... O que faço hein?

 

 Yumi P. O. V.

 

 O tempo de voltar para meu lugar, foi o necessário para que um professor entrasse na sala... Era aula de história, então nunca iria passar pela minha cabeça que a professora ou professor seria... Uma Giraffe (Girafa)... Ela se chama Olivia, e seu pescoço... Hum... Na verdade o pescoço dela não é só grande, como também estica... Eu nunca tinha visto alguém dessa raça, só havia escutado falarem sobre isso. E agora eu tenho uma professora com um pescoço grande, que ainda por cima estica...

 

 Olivia - Bom dia... Meu nome está escrito estupidamente gigante na lousa 
então não preciso dizê-lo... Vou direto ao ponto... Pretendo tratar todos aqui respeitosamente, pois é assim que quero ser tratada... O que eu permito na sala de aula... Bem, o uso de fones quando estiverem fazendo as atividades, afinal cada pessoa tem seu jeito de se concentrar. Permito chiclete, desde que a pessoas saiba mascar chiclete educadamente. Permito também que façam atividades em dupla, ou que conversem, sem incomodar os outros, claro... O que não permito... Desrespeito, xingamentos, preguiça, brigas, enfim, tudo que não é permitido na escola. Ah, já ia esquecendo, não dá para colar nas minhas provas... EU ESTOU EM TODOS OS LUGARES!!! — Diz e olha com certo desprezo para a turma, em seguida volta para sua mesa.

 

O fato de ela estar em todos os lugares é assustador... Não por medo dela... É mais por medo de ter que encarar a cara dela frequentemente... Ela não é feia, mas sei lá, seu rosto é... Enjoativo?

 Ao se sentar ela coloca os óculos e pega alguns papéis que estavam em cima da mesa.

 

 Olivia - Você aí! — Aponta para um garoto de raça Dog (que como sabemos é cão, cachorro)– Poderia vir até aqui? Quero que me faça um favor.

 

 XxX - E-Eu?! Mas...

 

 Olivia - Sim você, eu estou educadamente pedindo. Há algo que lhe impeça...  Er... Garoto?

 

 Shin- Meu nome é Shin, Shin Dog professora...

 

Sim... Ele havia se apresentado no primeiro dia. Agora me recordo...

 Shin foi na direção da professora, e ela lhe entregou os papéis que a pouco estavam em suas mãos.

 

 Olivia - Essas folhas contém um breve texto sobre uma das matérias que estudaremos nesse trimestre. Quero que o leiam e respondam. Terão até o fim da aula para me entregar esse exercício feito. Não aceito questões em branco.

 

 Ao pegar minha folha, olhei para o lado e Crystal já estava concentrada no exercício. Passando olhar pela sala, percebi que Yara mesmo um pouco distraída também fazia o que foi pedido. Mas não é à toa que ela está assim. Afinal, ela perdeu numa aposta! Ainda mais perdeu para Matteo... Ainda não o conheci pessoalmente, mas numa das minhas conversas por mensagem com Iatsu, ele falou sobre o Matteo. Eles são colegas de classe, e segundo o Falcão, ele é super gente boa. Mas o problema não é esse. Se é que há um problema... Todos que o conhecem sabem que é besteira competir com ele. Quando ele realmente quer algo, seja lá o que for ele sempre consegue. Além de ser muito esforçado, ele não é de desistir facilmente... Yara, Yara... Só posso te desejar boa sorte...

 Um pequeno sorriso brota no meu rosto, mas ao perceber que a professora estava olhando para mim — por ser a única que não estava fazendo a atividade –eu rapidamente desvio meu olhar, que estava olhando para o nada, para a atividade e comecei a fazê-la.

 

Narradora P. O. V.

No 1° A... 07:25 A. M.

Yoshida P. O. V.

 
  Eu estava rabiscando meu caderno até que eu vejo a professora entrar na sala, todos ficaram em silêncio e dava para se ouvir o barulho do impacto que o salto fazia ao tocar o chão. Ela entrou seriamente com livros e pastas em seus braços, ela parou no meio da sala e olhou para cada um, levantou sua cabeça e continuou sua caminhada até a mesa até que ela se senta e arruma as coisas.

 

Yoshida- Osh... Professorinha top em... Vai ser a próxima modelo...? (Mas ela realmente é bonita) — eu sussurrei, mas foi alto o bastante para quem estava ao meu redor ouvir.

 

Hiro- Você fique quieta hein... Ele não é de se brincar não... — ele olha para Yoshida e sussurra, mas logo vira seu rosto seriamente.

 

 Lyah- Sim, ela é bem séria... Mas suas aulas até que são legais — ela sorri.

 

 Hishino- Só pra você ‘né? — ele olha para a garota com tédio.

 

 Eu ia abrir minha boca pra falar, mas a professora logo se levanta e abre suas asas, suas lindas asas vermelhas chamando a atenção dos alunos, todos ficaram quietos inclusive eu, a professora começou a falar:

 

 Bethany- Olá alunos... Enfim vocês ficaram quietos... Sou Bethany Macaw [Macaw = Arara] — ela falou e todos os alunos ficaram quietos, sua voz era calma e suave, mas logo ela viu um aluno com os pés em cima da mesa e direcionou seu olhar para ele.

 Uma pena de suas asas vermelhas flutuou rapidamente e passou e raspão pelo rosto do garoto e logo a pena voltou às asas. O garoto logo se sentou direito e tocou seu rosto vendo um pequeno arranhão. Eu olhei para ela e engoli seco, ela direcionou seu olhar para mim e sorriu, eu apenas fiquei paralisada.

 

Bethany- Então, vamos começar a aula normalmente... Vou entregar a vocês papéis e aqui vocês vão apenas ler um texto e responder as perguntas regentes ao texto, na outra folha vai ter um caça palavras... — ela começa a passar em carteira em carteira até que ela passa em minha mesa e entrega duas folhas.

 

 Yoshida- (E isso lá é atividade de geografia?! Estou indignada com isso...) —
eu olhei a folha e vi o tamanho do texto — (... Ai meu Deus...) — comecei a ler e percebi que o texto era sobre como as paisagens são transformadas e sobre paisagens naturais.

 

 A professora tinha acabado de entregar aos alunos e se direcionando a sua mesa, ela se sentou e começou a falar.

 

 Bethany- Então... Não quero nenhuma pergunta em branco e quero respostas confidenciais não quero qualquer resposta, ok?? — ela começou a ver os papéis em sua mesa.

 

Eu desesperadamente vi que todos estavam escrevendo, Lyah e White que eram as que estavam perto de mim, estavam respondendo as perguntas rapidamente, eu comecei a ler e não estava entendendo muito bem sobre o assunto, mas conseguia achar as respostas, vários minutos se passaram e eu já havia terminado, mas ouvi a professora falar que só faltavam 10 minutos para terminar o teste, eu olhei minhas folhas vendo se estava tudo certo, 10 minutos se passaram e ela pediu para entregar os papéis, eu e os restantes dos alunos fomos entregar, após voltar ao meu lugar olhei para White.

 

 Yoshida- Então, como foi?

 

 White- Ah... Até que foi bem fácil, ela sempre começa suas aulas assim, ela diz ser um exercício para deixar a mente alerta...? — ela fala confusa ao lembrar da professora sobre essa regra.

 

Yoshida- Vish, exercício para alertar a mente? ‘Pra mim isso parecia uma prova, eita negócio difícil, principalmente o caça-palavras. — ela colocou a mão na nuca.

 

 Hishino- Osh... Menina se apenas um exercício de caça palavras você achou complicado imagine a prova oral dela...

 

 Yoshida-Oi??

 

 Lyah- Siim, é complicado porque se você não lembrar do texto que você seu, perde ponto.

 

 Yoshida- Como??

 

 Hiro- Sinto pena de você Yoshida... — ele olha rindo da raposa.

 

 Yoshida- Eu não lembro de nada do que eu li...

 

 Alguns minutos se passaram e a professora se levantou e pegou o diário onde tinha o nome de cada aluno e começou a passar os nomes.

 

Lyah- Vai começar...

 

Yoshida-... Ai não...

 

Bethany- Yoshida Fox? — ela olhou para os alunos.

 

Yoshida- Pre-presente... — eu levanto minha mão tremendo.

 

Bethany- Hm... Eu não vou perguntar sobre o texto hoje...

 

Yoshida- Ufa... 

 

Bethany- Vou fazer as perguntas mais fáceis sobre geografia, Yoshida, qual país tem a maior fronteira com o Brasil?


        Yoshida- (Que??????) — minhas orelhas abaixaram.

 

 Hiro- (Yoshida tem que saber essa...). 

 

Yoshida- Zé Maria... — sussurrei. 

 

Bethany- Desculpe eu não entendi.

 

 Escuto Hiro bater em sua testa. Logo alguém bate na porta da sala e entra pedindo licença era uma garota, ela estava sorridente e tímida. 

 

Garota- Licença professora... Vim aqui para perguntar uma coisa... — ela estava com papéis e caneta na mão.

 

Bethany- Ah, claro — ela olhou deu relógio — a aula está quase acabando, pode entrar.

 

Yo​shida- (BINGO!!)

 

Patrycia- Bom dia sou Patrycia Peacock [Peacock = pavão] sou aluna do 3ºB e sou líder de torcida e... Estou aqui para perguntar se alguém aqui na sala quer entrar para líder de torcida junto de outras garotas também.

 

Rapidamente eu e Lyah levantamos as mãos

 

 Patrycia- Seus nomes, por favor...

 

 Yoshida- Yoshida Fox — começo a abanar minha cauda alegre de ter me liberado da pergunta e feliz que poderei ser líder de torcida.

 

 Lyah- Sou Lyah Cat Jaguar — ela falou sorridente.

 

 

 A patrycia sorriu e anotou nossos nomes, percebi que não havia ninguém além de nós duas para participar.

 

 Patrycia- Era só isso, obrigada e todos e desculpa atrapalhar professora — ela se curva em modo de desculpas.

 

 Bethany- Não se preocupe a nossa já está acabando mesmo.

 

 Patrycia- Entendo, tchau, tchau. — ela sai da sala.

 

 O sinal toca e a professora começa a guardar as coisas e todos começam a conversar, alguns saírem de seus lugares para ir a outros. A professora se direcionou a mim e falou:

 

 Bethany- Quero a resposta para amanhã, Yoshida- Fox... — ela sai da sala com a cabeça erguida.

 

Yoshida- Ai não... — coloco minha cabeça na mesa triste vejo Hiro ficar na minha frente.

 

 Hiro- Primeiro você é tão burrinha que não sabe a resposta?

 

 Yoshida- Eu não sei... Cê sabe?

 

 Lyah- É Bolívia Yoshida.

 

 Yoshida- Obrigada pela resposta espero não esquecer — levanto minha cabeça.

 

 Hiro- Se- segundo... — ele começa a gargalhar — Você vai ser líder de torcida??? Conta outra, Yoshida você não tem condenação motora o suficiente.

 

 Yoshida- Quem disse que não?? Eu tenho tudo pra ser líder de torcida! — eu sorrio.

 

Hiro- A Lyah eu até entendo, ela é bonita e pode chamar atenção, mas você... — ele me olha de cima pra baixo e para o olhar em meu tórax.

 

 Yoshida-... Idiota — coloco meus braços na frente dos meus seios.

 

 Hiro- Só quero ver a presepada que você vai fazer.

 

 Yoshida- Você vai ver, vou arrasar — escuto gargalhadas de Hiro.

 

 Lyah- Deixa ela Hiro, ela pode sim ser uma boa líder de torcida. Todos podem tudo com esforço e força de vontade!!

 

 Hishino- Er... Por um momento eu tinha esquecido das frases motivacionais da minha irmã.

 

White- Achei que gostasse.

 

 Hishino- Nunca disse o contrário. É que às vezes ela exagera.

 

 Lyah- Parem de falar de mim como se eu não estivesse aqui! — faz bico.

 

 Yoshida- Aprenda com a Lyah, Hiro. Todos podem com... Com... Força de vontade.

 

 Hiro- Se você diz... — continuar a rir da menor.

 

Narradora P. O. V.

Tempos depois...

 

 As aulas da manhã já haviam acabado. Neste momento a alguns dos alunos se encontravam no pátio da escola, ou no refeitório almoçando, que era o caso de Crystal.

 

 Crystal- Foi só eu ou vocês também acharam estranha a primeira aula de hoje? — Fala e em seguida volta a comer.

 

 Yumi - "Eu estou em todos os lugares"... — Diz imitando a Professora Olivia Giraffe – Isso... Meio que me assustou...

 

 Yoshida - A Professora Bethany parece uma modelo...

 

 Lyah - Ei! Gente!

 

 White - Er... Lyah não precisa gritar...

 

 Lyah - Adivinha quem vai ser líder de torcida?!

 

 Yumi - Você...? — fala o óbvio.

 

Yoshida - Eu também.

 

 Hiro que estava calado assim como os outros garotos começa a gargalhar como pela manhã.

 

 Yoshida- Você não aprende não é mesmo? Hunf, chato. — a mesma dá língua ao garoto, e depois vira o rosto cruzando os braços.

 

 Kioshi - Não sei quem é mais chato dos dois. — Fala ignorante como sempre.

 

 Hiro- Você talvez? — debocha do maior.

 

 Kioshi - Se eu fosse você calava a boca.

 

 Hiro- Porque eu deveria calar?

 

 Yumi- Já vai arrumar confusão de novo?!

 

 Yara- Esse aí, não tem paciência. — Resmunga.

 

 Kioshi- Nem pense em se intrometer. Além de irritar minha irmã vem dar uma de “bonzão" para cima de mim?!

 

 White, Hishino- Mas foi você que se intrometeu na conversa! — Os dois se olham de canto e coram levemente.

 

 Kioshi- Respondendo sua pergunta, se você quiser realmente ver porque deveria calar, faz um teste. Pelo menos depois você pode tirar suas conclusões e dizer a mim porque calaria a porra da tua boca... Isso se você estivesse em condições para falar. –Diz olhando com frieza para Hiro.

 

 Lyah- Boca porca!! Não permito esse tipo de palavra na minha presença.

 

Yoshida- Obrigado irmãozinho querido do meu coração. — Abraça o irmão que estava ao seu lado.

 

 Kioshi- Me larga. Solta. Yoshida! – se solta do abraço da irmã. – Está me devendo uma. — Sussura para a mesma.

 

 Hiro olha para a raposa abraçar carinhosamente seu irmão, mas logo o abraço foi desfeito.

 

 Hiro- Tá — ele suspirou e permaneceu calado provavelmente não se importou com o que o mais velho falou.

 

 Hishino- Então é verdade Lyah, você vai virar líder de torcida? — ele tenta mudar de assunto parar quebrar o silêncio que causou após a discussão.

 

 Lyah- Sim sim eu estou muito ansiosa para isso e você Yoshida? — ela pergunta para a raposa que estava abanando sua calda com felicidade.

 

 Yoshida- Eu também! — ela sorri alegremente.

 

 Hishino- Não sei se vai ser tão fácil, deve ser complicado ainda mais pra vocês que nunca entraram.

 

 Yoshida- Bom, vamos entrar agora e não deve ser tão difícil, sabe deve haver um treinamento— ela vê Lyah concordar com a cabeça e olha para Hiro que já tinha parado com as piadinhas.

 

Em outra mesa

 

 Matteo parecia ansioso para seu encontro, mas acabou recebendo uma ligação.

 

 Matteo- Com licença vou atender aqui... — ele sai da mesa indo para um canto — Alô..?

 

Ligação on

 

 XxX- Filho?

 

 Matteo- Oi pai, o que aconteceu que ligou derrepente? — perguntou o garoto um pouco preocupado.

 

 Pai de Matteo- Sua mãe está adoentada... Sabe já liguei pra diretora e ela liberou você para vir aqui cuidar da sua mãe... Eu estou muito ocupado com meu trabalho. Estava com planos pra hoje?

 

 Matteo-... Não... Depois do curso estarei em casa — ele fica desapontado por que teria que cancelar seu encontro.

 

 Pai de Matteo- Certo, se precisar de algo me liga... Tchau filho.

 

 Matteo- Tchau pai... — ele desliga o celular e o guarda no bolso. Em seguida olha para a mesa não tão distante onde via Yara sorridente com seus amigos, ele respirou fundo e foi na direção dela.

 

 Yara- Boa sorte pra vocês duas- — ela sente uma presença atrás dela e rapidamente olha para trás — Matteo? — ela vê a expressão do garoto, ele estava sério com o olhar desapontado — O que aconteceu...?

 

 Matteo- Podemos conversar? — ele estava com as mãos em seu bolso.

 

Yara olhou para Yumi, Yumi apenas assentiu com a cabeça, Yoshida começou a olhar o garoto de cima a baixo segurando sua calda, Yato olhou seriamente para seu colega de quarto e para sua irmã.

 

 Yara- Claro... Licença

 

 Matteo- Desculpa se atrapalhei vocês.

 

Yoshida- Atrapalhou nada não. — Yoshida olha para ele com um sorriso sensato e com as mãos em seu rosto, sua calda não parava quieta depois que Matteo chegou.

 

 Matteo sorri para a mais nova e sai dali com Yara seguindo o mesmo.

 Hiro- Yoshida essa cauda não para quieta não?

 Yoshida- Q-que? Não é nada e... Bonitinho ele não? — ela segura sua calda e 

fica corada, mas logo abre um sorriso.

 Kioshi revira os olhos, a garota solta sua calda e vê Hiro olhar para ela.

 

 Yoshida- Que foi?

 

 Hiro- Nada não... — sua voz saiu incrédula.

 

 Crystal- Matteo, ele não é do terceiro? Como ele conhece a Yara?

 

 Yato- Ele é nosso companheiro de quarto, não imaginei que ela faria amizade tão rápido com ele.

 

 Em um canto no refeitório Matteo suspirou e passou a mão em sua nuca.

 

 Yara- Conta logo estou ficando ansiosa.

 

 Matteo- Ok olha Yara me desculpa, mas, nosso encontro vai ter que ser adiado.

 

 Yara- (Yees!!) Espera... Por quê? Você desistiu de sair comigo?

 

 Matteo- Não, não é isso eu adoraria sair com você já que foi uma ideia minha, sabe minha mãe está adoentada e eu tenho que cuidar dela.

 

Yara- Caramba, eu sinto muito (Eu não acredito que eu estava comemorando)e seu pai?

 

 Matteo- Ele precisa trabalhar, ele trabalha pesado todos os dias e fica muito ocupado, não tem tempo para cuidar dela e apenas sobrou a mim, se você quiser podemos marcar outro dia. — ele dá um sorriso gentil.

 

 Yara- Não tem problema, não precisa apresar esse encontro, sua mãe é bem mais importante.

 

 Matteo- Certo. Obrigada por entender.

 

 Yara- Melhoras para ela. Nos vemos outro dia. — ela se despede do seu amigo, e volta para o local onde estava. Ela ficou aliviada pelo encontro não ter acontecido, mas curiosa sobre o que iria acontecer se não acontece esse problema.

 

Lyah- E então?

 

 Yara- Ele só me chamou para conversar.

 

 Yumi- Entendi, ele pareceu triste.

 

 Yara- Sim... — ela respira fundo — okok está tudo resolvido entre nós dois agora.

 

 Yato- Yara, dês de quando você ficou amiguinha daquele garoto?

 

 Yara- Ele é nosso companheiro de quarto, meio óbvio eu ter que falar com ele pelo menos. — ela vê Yato sério sem ter dado ouvidos.

 

 Yoshida- Seu amigo é bem bonitinho.

 

 Yara- Você é bem assanhada não? — ela rir da garota.

 

Yoshida- Talvez — ela sorri genuinamente.

 

Hiro- Até demais... — ele sussurra. 

 

Yoshida- O que disse meu querido amigo? — fala se referindo ao Hiro.

 

 Hiro- Nada minha querida amiga — ele fala debochando.

 

 O sinal tocou, os alunos iriam fazer seus cursos.

 

~Quebra de tempo~

 

 Após os cursos eles iriam ter suas últimas aulas.

 

Sala do 1° A

 

 Os alunos entraram na sala sentando em suas carteiras, Yoshida sentou em seu lugar entre as carteiras de Lyah e White. Ela olhou para o lado e começou a observar o Hiro, ele estava estranho estava totalmente mais calado do que o normal, seu amigo Hishino chamou a atenção dele perguntando se havia acontecido alguma coisa, o azulado negou. A garota não parava de olhar para ele até que foi chamada atenção.

 

Lyah- Ei! Yoshida! — ela balança o ombro da garota a sua frente fazendo ela voltar para a realidade — Acorda raposa.

 

 Yoshida- A-ah?! Não tinha percebido — ela ficou envergonhada e bateu em seu rosto devagar.

 

 Lyah começou a rir negando com a cabeça.

 

 Deram menos de cinco minutos e o professor chegou na sala, e não era um professor chato, os alunos ficaram aliviados. Depois que ele organizou suas coisas começou a se apresentar e a dar a aula em seguida. Os ensinamentos desse professor não eram ruins, os alunos acabaram gostando.

O tempo passou rápido e assim teve mais duas aulas. Assim sendo, tinha chego a hora do intervalo. 

Algumas garotas foram para a quadra para ver os meninos jogarem. Algumas foram forçadas pela raposinha, pela palavra da menor era a parte favorita do dia dela, também pelo jogo e por que tinha "meninos lindos" jogando.

 Alguns meninos da sala foram junto com as meninas, Hiro olhou desconfiado.

 

 Hiro- Sabe... Vocês não tem muita cara de que curtem basquete... — ele diz como quem não quer nada.

 

White- O que você quer dizer com isso, Hiro? — ela cruza os braços olhando para o garoto.

 

 Hiro- Ué, nada, nada... Sabe não imaginei que vocês jogassem também. —ele deu um sorriso.

 

 Yara- Fomos forçadas pela Yoshida.

 

Hiro- Tinha que ser. — ele volta para sua expressão seria.

 

 Yoshida- O que você quer dizer com "tinha que ser”? Você não está indo com minha cara dês do refeitório. — ela para de andar e fica frente a frente com o lobo.

 

 Ele passa por ela sem responder junto de Rayosh.

 Yoshida começa a imitar os passos de Hiro de um jeito engraçado fazendo algumas das meninas rirem. Depois dessa pequena discussão as garotas continuaram a andar até a quadra.

 

Quadra de basquete

 

 Após as garotas se sentarem na arquibancada Yoshida não ficou tão animada como antes.

 

 Lyah- Yoshi, o que foi? Você sempre fica animada nesse período.

 

Yoshida- Não é nada demais, vamos continuar a ver... — ela olha para os garotos treinando e vê um garoto com asas comandando os times — Ah, tinha esquecido que ele que comandava o basquete nas horas vagas.

 

 Crystal- Quem?

 

 Yumi- Está falando do Iatsu? — falou a mais velha olhando para a quadra com um olhar sério.

 

 Yoshida- Ele mesmo, ele tem um rosto tão fofo! — ela abana a cauda.

 

 As garotas reviram os olhos e em seguida olham para sérias a Yoshida.

 

 Yoshida- Que foi? — ela sorri de um jeito bobo.

 

 O jogo começou, só estavam os alunos do primeiro e alguns do segundo, davam para perceber que os do terceiro poderiam está da quadra de futebol. 1° A iria competir com o 2° A.

 

 Yara- Então vai ser 1°A contra o 2°A, essa eu quero ver.

 

 Lyah- O grupo da nossa sala vai ganhar! — ela começou a ficar empolgada para que a vitória fosse da sua turma.

 

 Yoshida- Os meninos da nossa sala podem ser uns Mucambo, mas eles jogam bem.

 

 White- E como você pode saber disso?

 

 Yumi- White você está falando com a menina que vem aqui todo dia para ver os meninos jogando.

 

Yoshida- Pois é, mas tinha vezes que eu não prestava atenção apenas no jogo, sabe o que eu quero dizer. — ela faz uma expressão engraçada de perversão.

 

 Yara- Meu Deus. — ela começou a rir.

 

 Alguns minutos se passaram e a turma do 2°A acertou cesta. E um dos 
garotos...

 Era Kioshi.

 

 Lyah- Kioshi?!

 

 Yoshida- Por que a surpresa?

 

 Lyah- Não imaginava que ele jogava tão bem!

 

 Yoshida- Querida é meu irmãozinho!

 

 Yara- Sério, não sabia que os garotos da nossa sala jogavam tão bem.

 

 Yoshida- Talvez, o Kioshi é meio parado.

 

 Lyah- Parado?

 

 Yumi- Ele nunca se interessou por basquete.

 

 Yoshida- Sim, é verdade. Mas ele joga bem por incrível que pareça.

 

 Crystal volta seu olhar para a quadra.

 

 Yoshida- O Max não é muito forte e nem tem resistência... E muito menos precisão em arremessos... Ele só é bom em passes. Mas de alguma maneira ele é um dos melhores do time. Junto do meu irmãozinho — ela olhou para os garotos e sorriu em seguida — mas não deixa de serem lindos.

 

White- Não sabia que a Yoshida sabia tanto sobre basquete.

 

 Yoshida- Ah, eu acabei aprendendo algumas coisas... — ele começou a pensar.

 

 Crystal- Então você joga bem, certo?

 

 Yoshida-... Não

 

 Yumi- Esse treino vai demorar muito?

 

 Yoshida- Vai demorar entre 2 a 3 horas.

 

 Yara- Eles aguentam?!

 

 Yoshida- Assim, tem treinos que demoram mais, mas eles aguentam sim, só que eu não fico aqui mais do que duas partidas.

 

 Crystal- Ainda bem, estou cansada de ver esses garotos.

 

 Após a segunda partida, a cesta foi novamente para a turma do 2° então as meninas acabaram saindo e indo para o pátio.

 

No pátio...

 

Yoshida- Então, o que acharam do treinamento? — perguntou a menor olhando para cada uma.

 

 Lyah- Eu gostei de ver o desempenho dos garotos, não imaginei que eles levavam tão a sério.

 

 White- Pois é — ela fala confirmando com a frase de Lyah.

 

Yara- Foi interessante...

 

 Crystal- Sim, e ao mesmo tempo entediante.

 

 Yumi- Eu achei legal. Claro que eu ainda continuo amando meu bom e velho vôlei... — Coloca as mãos no peito e sorri. – E também, com todo respeito claro, foi a primeira vez que vi seu irmão fazer algo sem tanta preguiça.

 

 Yoshida- Bom, das últimas vezes ele estava entediado... Será que ele se esforçou por que viu você? — ela olhou para Yumi com um grande sorriso.

 

 Yumi- Que?! Sai dessa raposa. Ele me vê todos os dias, não faria diferença nenhuma só porque vi um jogo. E além do mais, não é como se ele se importasse. Para ele tanto faz como tanto fez. — olha para a raposa, ainda incrédula com o que a mesma disse.

 

 Yoshida- Ele pode ser assim, mas ele fala com você diferente das outras garotas, sabe ele pode parecer grosseiro e que a importância parece igual coicede cavalo... Mas ele pode não perceber quando demonstra afeto com a pessoa... — ela fala pensando nas ações em que seu irmão havia feito em sua vida— Pode não parecer, mas eu como irmã dele, convivi com ele minha vida inteira ele se preocupa quando algo é sério... Dependendo da pessoa — ela olha para Yumi com a certeza de sua palavra.

 

 Yumi se cala por um tempo. Depois suspira e volta a olhar a menor.

 

 Yumi- Eu... Eu só não entendi o que você quis dizer com "algo sério". O que você quer dizer com tudo isso? — pergunta bastante pensativa.

 

 Yoshida- O tempo te dirá querida Yumi... — ela fala em um tom de suspense.

 

 Yumi- Só espero que o tempo chegue logo, se demorar muito vou cansar de esperar... — murmura.

 

 Crystal- Essa até eu senti...

 

Yara- Uau...

 

 White- Hmmm — ela dá um sorrisinho.

 

 Lyah- Aí não sei, o Kioshi não parece ter sentimentos nem por uma pedra...

 

 Yumi- Er... Que tal falarmos de outra coisa ou pessoa que não seja Kioshi? —fala constrangida com a situação.

 

 Yoshida- De boinha, mas claro que vocês não prestaram apenas atenção no jogo... — ela percebe o silêncio — não quero me sentir a mais solta do grupinho.

 

 White- Bom, você é. Isso é um fato — ela sorri — mas você não estava tão animada assim, você fica bem mais empolgada.

 

 Lyah- Isso mesmo que eu percebi, o que aconteceu??

 

 Yumi- Só eu que estou voando?

 

 Lyah- Vocês não lembram da discussão dela com o Hiro?

 

 Yoshida- Deixa isso quieto sabe...

 

 Yumi- Ahh.

 

 Crystal- Pode desembuchar.

 

 Yara- Aqui todo mundo passa vergonha junto, passa por problemas, todas juntas também. Diz aí.

 

 Yoshida- Tá... — ela respira fundo — não sei ele está estranho dês do refeitório, quando eu comecei a falar que o Matteo era lindo e tals, ele ficava apenas calado antes, mas agora parece que ele está com ranço de mim —ela fica pensativa e suas orelhas abaixam.

 

 Lyah- O Matteo... Ai não sei, meu irmão anda bastante com ele, ele deve saber o motivo. — ela balança sua cauda.

 

 White- Bom, tem razão, eles estavam conversando até, mas ele estava estranho.

 

 Crystal- Vai entender hein... Esses meninos...

 

 Yara- E ainda dizem que as mulheres são complicadas!

 

 Yumi- Eu poderia até dizer o que Hiro tem... Mas a raposinha vai ficar me devendo um favor... — diz tramando algo.

 

 Yoshida- Como assim você sabe?

 

 White- Talvez ele te odeie, há várias possibilidades...

 

 Yoshida- Me odiar..?

 

 Lyah- Melhor você ficar calma sabe, ele pode querer falar com você depois... Eu acho — ela fica pensativa.

 

 Yoshida- Não sei, não quero perder a amizade dele...

 

 White- Você está no mesmo dormitório dele sabe, junto com o irmão de Lyah, vocês não vão ficar sem falar pra sempre.

 

 Crystal- Elas têm razão. Se acalma, você tem o ano todinho pela frente, ele não é tão ruim a ponto de te ignorar por tanto tempo.

 

Yara- Concordo. Vocês são amigos, tem que procurar se resolver. Tente falar com ele, caso não dê certo é só esperar.

 

 Yumi- E se ele não falar. Quem vai sair perdendo é ele. Ele seria um tremendo idiota se deixasse passar a amizade de uma garota como você. — sorri tentando animando a menor.

 

Yoshida fica pensativa e abaixa a cabeça.

 

Na quadra de basquete

 

 Os garotos já haviam terminado seu treino, eles estavam sentados no meio da quadra e alguns com garrafas de água.

 

 Iatsu- Amanhã vão querer treinar novamente? — ele pergunta se juntando ao grupo.

 

Max- ‘Pra mim tanto faz — ele boceja.

 

 Iatsu- Fiquei impressionado com o 2°A. O que deixaram vocês tão empenhados hoje? Principalmente você Kioshi. — ele sorri.

 

 Kioshi- Ah, nada demais mesmo. — ele tomou um gole de água.

 

 Shin- Foi por que as meninas estavam aqui? — ele pergunta querendo zombar com Kioshi.

 

 Kioshi quase se engasga com a água.

 

 Kioshi- ‘Tá achando que eu sou o que? — ele fica constrangido – Eu só estava com mais disposição. Algum problema?

 

 Shin- Calma, não precisa se estressar, foi só uma pergunta. Só acho que se não fosse por isso, você não teria se espantado tanto.

 

Max- ‘Tô com sono... — fala quase cochilando.

 

 Kioshi fica sem argumentos.

 

 Kioshi- Só por que eu me esforcei hoje não significa que foi por um motivo besta.

 

 Max e Shin começam a rir do seu amigo e Kioshi fica com um olhar sério para eles.

 

 Iatsu- Hahaha... ? Hiro? Você está bem? — o garoto pergunta preocupado.

 

 Hiro- ‘Tô.

 

 Iatsu- Certeza?

 

 Hiro- Sim.

 

 Hishino- Ele não está bem não, ele teve uma briga. — ele resolve falar logo de uma vez.

 

 Kioshi ergue a sombrancelha.

 

 Hiro- Muito obrigado amiguinho. — diz com um sorriso falso.

 

 Iatsu- Coisa séria?

 

 Max- Até eu que estou "dormindo" percebi que foi coisa séria.

 

Hishino- Desculpa cara, mas eu tinha que falar, você está bolado o dia todo—ele olha para seu amigo que estava irritado.

 

 Max- E com quem ele brigou?

 

Hiro- Não interessa.

 

 Iatsu- Olha, vamos parar com essa discussão, Hiro eu entendo que você não está nos seus melhores dias, mas não desconta nos outros... Se você quiser falar talvez a gente ajude.

 

Hiro- Desculpa Iatsu, mas não estou com cabeça pra isso — ele fala tentando se acalmar.

 

 Iatsu- Tudo bem então, nosso treino hoje acabou, já está tarde e provavelmente o sinal vai tomar mais tarde para jantarmos.

 

 Shin- Assim espero estou morrendo de fome! — ele sorri.

 

 Após a conversa dos garotos eles foram para o banheiro se limpar por que eles treinaram bastante. Após o banho eles resolveram sair da quadra para ir ao pátio.

 

 Iatsu- Ah, depois de um bom treino nada melhor do que respirar ar fresco.

 

 Max- Ar fresco me dá fome... E sono...

 

 Kioshi- Quando você sentir fome, ou sono for novidade avisa.

 

 Hishino- É mesmo, quando isso acontecer ele vai ganhar o Prêmio Nobel, a paz com certeza vai ser maior se não pudermos ouvir seus roncos. — começam a rir do Panda.

 

 Continuaram a conversa andando... Chegando no local, se depararam com as garotas que estavam sentadas conversando.

 

 Iatsu- Oi meninas! Good evening! — diz dando uma de bilíngue.

 

 Lyah- Boa tardee!! Oi maninho! — levanta para abraçar o irmão.

 

Hishino- Er... Oi Lyah. — diz um pouco envergonhado pela atitude da irmã.

 

 Crystal- Annyeonghaseyo!

 

 Yara- Buenas tardes.

 

 Yoshida- Kon'nichiwa. — diz e olha rapidamente para Hiro que desvia o olhar.

 

 Yumi- Boa tarde... — olha para Iatsu e para Kioshi em seguida. Depois balança levemente a cabeça em negação, e volta a prestar atenção nos arredores.

 

 Iatsu- Podemos nos juntar a vocês? Parece que o papo está bom. — sorri gentilmente.

 

 As garotas se entreolham. Lyah encara Yoshida como se perguntasse "Tudo bem para você?", e ela apenas assentiu. Crystal olha para outras e Yara concorda. Yumi dá de ombros como um “tanto faz".

 

 Shin- Olha se não quiserem é só avisar. Podemos ir para outro lugar.

 

 Yashiro- Oi oi! — diz chegando no local. Olha para Crystal e dá um sorriso.

 

 Crystal- Oi! — sorri de volta.

 

 Lyah- Não não. Sem problemas. Pode se juntar a nós.

 

 Sentaram em círculo. Para alguns o clima estava tenso. Outros não enxergavam do mesmo jeito. E um desses era Iatsu.

 

 Iatsu- E aí, como vocês estão?

 

 Lyah- Feliz!

 

Yumi- De boa.

 

 Yara- Bem.

 

 Crystal- Ótima.

 

Yoshida- Eu estou... Digamos que sim, estou bem — ela falou permanecendo suas orelhas abaixadas, mas com um sorriso no rosto.

 

 Iatsu- Então... Não sabia que vocês gostavam tanto de basquete. Posso saber o motivo de tanta gente na plateia hoje? — sorri curioso.

 

 Shin- Vieram me ver jogar óbvio! O melhor jogador dessa escola! Shin Dog, o melhor dos melhores!

 

 Max começa a tossir. Chamando a atenção de todos para ele.

 

 Max- O melhor dos melhores?! Faça-me um favor! Você deve estar doente se não enxerga qual é o melhor dos melhores.

 

 Kioshi- Você que não é...

 

 Shin- Ah, nem se intromete! Você só jogou bem hoje porque — Kioshi olha sério para ele – porque estava com mais disposição.

 

 Rayosh- Vocês são demais. — diz rindo deles.

 

 Iatsu- Meninas estão realmente bem? Estão todas caladas...

 

 Yumi- Às vezes a melhor resposta é o silêncio. E nem sempre se tem o lugar de fala. Às vezes o que incomoda não é o assunto e sim a situação. —murmura para si mesma a última frase.

 

Continua...


Notas Finais


E aí, o que acharam?
O que será que vai acontecer hein?

De uma coisa eu sei: tudo pode acontecer quando essa galera se junta. Porém, só vamos descobrir no próximo capítulo.

Logo logo estaremos com o próximo capítulo e veremos no que isso vai dar.

Bom, me perdoem novamente pelo atraso e eu vou TENTAR não atrasar (não posso dizer que consigo, mas tentarei) novamente.

Se cuidem, e até o próximo capítulo!💖🌻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...