História High School Avengers - A lovely disaster - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Doutor Estranho, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Homem-Formiga, O Incrível Hulk, Os Vingadores (The Avengers), Pantera Negra, Thor
Personagens Anthony "Tony" Stark, Bucky, Clint Barton (Gavião Arqueiro), Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Frigga, Howard Stark, Jane Foster, Lady Sif, Laura Barton, Loki, Maria Hill, Mulher-Hulk Vermelha (Betty Ross-Banner), Natasha Romanoff, Nick Fury, Odin, Pantera Negra (T'Challa), Pepper Potts, Personagens Originais, Peter Parker (Homem-Aranha), Pietro Maximoff (Mercúrio), Sam Wilson (Falcão), Scott Lang (Homem-Formiga), Shuri, Stephen Vincent Strange / Doutor Estranho, Steve Rogers, T'Challa (Pantera Negra), Thor, Visão, Wade Willson (Deadpool)
Tags Brutasha, Buckynat, Clietro, Clintasha, Ironwidow, Maxicest, Pepperony, Romanogers, Science Bros, Spideypool, Stony, Stucky, Thorki, Thorquíria, Wandvison, Winterfalcon
Visualizações 135
Palavras 1.704
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii
Aproveitem ♡

Capítulo 25 - The Kids


Fanfic / Fanfiction High School Avengers - A lovely disaster - Capítulo 25 - The Kids

Autora Pov's 

Na casa Banner 

Natasha acorda e vê seu marido dormindo ao seu lado e levanta para ir até o quarto de Alison, para ver como ela estava. (Ela é a ruiva da capa) 

Surpreendentemente ela encontra a pequena na sala pulando no sofá. 

- O que faz acordada as cinco da manhã? - pergunta Natasha 

- Você sempre sai e eu não te vejo saindo. Acordei para te ver, tava te esperando mamãe - Alison diz e pula para fora do sofá, caindo no colo de sua mãe 

Agora a pequena já tinha cinco anos, já era esperta e sabia falar quase todas as palavras certas. 

- Mas o sol ainda nem nasceu querida - diz Natasha 

- Eu sei, também queria ver o sol nascendo - diz Alison  

- Como você acordou? Nunca te dei nenhum despertador - pergunta Natasha 

- O papai me emprestou o dele - ela diz 

- Você roubou o despertador do seu pai? - pergunta Natasha 

- Não, eu só peguei emprestado... - diz Alison tentando segurar o riso 

- Tudo bem meu amor, agora a mamãe precisa de ir trabalhar e você precisa voltar a dormir. Combinado? - pergunta Nat 

- Sim! - diz Alison que sai correndo para seu quarto 

 Natasha se arruma, e estava preparada para sair de casa e ir ao trabalho, mas acaba vendo que Alison não tinha se deitado em seu quarto, mas sim na cama com seu pai. Mas agora ambos estavam dormindo calmamamente. 

Ela dá uma última olhada para as duas pessoas mais importantes em sua vida e vai embora. 

17:46 P.M. 

Ali tinha acabado de chegar da escola, costumava ir pra casa de seus tios Tony e Steve a esse horário e estaria brincando com seu melhor amigo Peter, mas hoje sua mãe tinha confiado que ela poderia ficar sozinha em casa por duas horas. 

Como sempre sua mãe estava trabalhando e seu pai no laboratório. 

Ela podia ter cinco anos, mas já sabia fazer muita coisa. Não tinha altura para chegar a prateleira onde ficavam seus cookies favoritos, então pegou uma cadeira e subiu em cima dela, se apoiando na borda da mesa, e subiu em cima da geladeira. 

Pegou o pacote, e pulou. 

Caiu em pé, mas acabou desequilibrando e caindo de joelhos. 

- Nota para mim mesma, melhorar a aterrissagem. - ela diz abrindo o pacote 

Ela vai até a sala para ver um filme qualquer quando vê um homem mascarado apontando uma arma para sua cara. 

- Quem é você? - ela pergunta indignada por ter seu lanche interrompido 

- Sua mãe prendeu a minha irmã, e agora nunca mais irei ve-la. Agora vou te matar, e sua mãe nunca mais irá te ver - Ele diz com uma voz grossa 

- Você devia treinar mais essa voz grossa, não me dá medo nenhum - diz Alison 

- Como pode estar tão calma? Acabei de falar que vou te matar! - ele diz com raiva 

- Calma aí cara, qual seu nome? - ela pergunta colocando o dedo na arma 

- Stefan. Stefan Esteves - Ele diz 

- Esteves? Que tipo de nome é esse? Já esteve no Brasil? Não, mas o Stefan Esteves! - diz Alison chorando de rir 

- Tudo bem, chega de gracinha. Vou te matar - Ele diz ajustando a arma 

- Se me matar, não vai ter um lugar na galáxia que minha mãe não irá te achar - diz Alison sem medo - Ela é a melhor no que faz, você nunca irá se safar. Quando ela chegar, e ela vai, ela irá te jogar em uma prisão tão escura que você nem saberá o significado de luz depois de alguns anos trancado lá dentro. 




Enquanto isso na S.H.I.E.L.D.  

- O que foi? - pergunta Hope a Natasha 

- Alison acionou o alarme silencioso - diz Natasha 

- E o que isso significa? - pergunta Scott acompanhando Natasha que rapidamente ia até a garagem para salvar sua filha 

- Significa que ela esta em perigo. Vejo vocês mais tarde - ela diz pegando uma moto e pega o caminho mais rápido para sua casa. 



Ela chega lá e ve a porta arrombada. 

Natasha se esgueira pela casa até ver um homem de preto apontando uma arma para sua filha 

Ela chega por trás e dá um chute em sua cabeça. 

- Mamãe! Eu sabia que viria! - grita Alison 

O homem nocauteado no chão foi levado para uma prisão de segurança máxima. 

- Alison! - diz Natasha indo de encontro a filha - Você esta bem? Ele te machucou? 

- Eu estou ótima. Sabia que viria me salvar - ela diz 

- Pequena, eu acho que é melhor conversarmos - diz Natasha e elas se sentam no sofá - Você sabe em que eu trabalho? 

- Você é uma super heroína super secreta! - diz Alison com animação 

- O que? Como soube? - pergunta Nat surpresa 

- Tenho cinco anos, não sou cega - ela diz 

- Bom, como você já sabe, será mais fácil. Você correu perigo de vida hoje e acho que é melhor você começar a treinar comigo para saber se defender se um dia precisar. - diz Natasha 

- Então eu vou ser uma super heroína? - ela pergunta com os olhos brilhando 

- Sim, praticamente - diz Natasha 

- OBAAA! - A pequena sai gritando pela casa 



6 anos depois 

Agora as crianças já tinham onze anos, e iam para a escola normalmente. 

Peter chega e abraça Melissa. 

- Onde esta Alison? - pergunta Peter 

- Resolvendo uns problemas. Ela já chega - diz Melissa 

- Olha o viado chegou! - grita Flash Thompson 

- Pinto Rogers Stark! - grita um dos amigos do Flash 

- Andou transando muito com seu namorado? - pergunta outro garoto empurrando Peter 

- Seus pais, aqueles viados que te ensinaram a gostar de meninos Peter? - pergunta Flash 

E começaram a usar Peter como uma bola de pingue pongue. 

- Parem com isso! - grita Melissa 

- Por favor, eu não fiz nada! - diz Peter  

- Tira as mãos de cima dele Flash - diz Alison fazendo uma entrada triunfal 

- E o que você vai fazer se eu não tirar? Chamar a mamãe? - pergunta Flash 

- Vou fazer isso - diz Alison dando um soco no olho de Flash e depois pega seu braço e o torce, e pressiona o garoto contra a parede - Nunca mais faça isso - diz Alison 

- Tudo bem, tudo bem! - diz Flash se contorcendo de dor 

- Peter Rogers Stark está sobre minha proteção, que encostar um dedo nele vai sofrer muito pior do que esse aqui. Estamos entendidos? - pergunta Alison e todos concordam - Obrigada 

- Alison Romanoff Banner, na diretoria por favor - diz uma voz do comunicador 

- Vejo vocês depois - ela diz soltando o braço de Flash e se encaminhando pra diretoria 







- Você o que? - pergunta Natasha entrando na diretoria, não querendo acreditar no que falaram sobre sua filha 

- Eu defendi o Peter - ela diz - Aqueles homofobicos precisavam ser parados. Isso é errado! - diz Alison 

- Olha querida, eu sei que você ama seu amigo e quer proteger ele, mas não pode sair batendo em todo mundo que fala mal dele - diz Nat 

- Você fazia isso - ela rebate 

- Tudo bem. Vou deixar essa passar - ela diz 








Um tempo depois na casa Stark 

- Fiquei sabendo que sua amiga e minha sobrinha Alison se meteu um problema para te defender. Quer nos contra alguma coisa? - Pergunta Tony 

- Sabe que pode confiar na gente Peter - diz Steve 

- Os meninos estavam fazendo bullying comigo. Ela só me defendeu - diz Peter 

- E por que eles fariam isso com você? - pergunta Tony 

- Por que... Eu fiquei com um menino na festa que teve sábado - diz Peter com a cabeça baixa 

- Peter, não existe problema nenhum nisso - diz Steve 

- Você é perfeito do jeito que é - diz Tony 

- Se me permite perguntar, quem era o menino? - pergunta Steve














- Wade Wilson - diz Peter 









Pov Wade 


Até assustou quanto viu meu nome na história não é? 

Sim sou eu, o mercenário tagarela. 

Como eu cheguei aqui? Bom é uma longa história engraçada.... 

Nós temos tempo 

Sim, de sobra

Bom, eu estava mechendo em um dos teletranportadores que eu roubei do Stark, que ele falou especificamente para não mecher. 

Ai deu um bug no negócio e criou um portal, que eu fui sugado pra dentro. 

E quando acordei estava no corpo de um menino de onze anos, sem meus poderes, mas continuo com essas vozes infernais na minha cabeça. 

Bom, quando eu contei não pareceu tão grande assim. 

Bom, eu meus pais adotivos daqui me matricularam em uma escola e e eu conheci o Petey. 

Lá no meu universo, ele me odeia. Aqui, tive uma chance com ele, e até ficamos. Eu tinha pensando em fazer algo a mais mas lembrei que aqui só temos onze anos. 

Bom, vou deixar a história fluir, até mais 





Autora Pov's 

Cinco anos depois 




Era o aniversário de Thor, então chamaram os casais que ainda estavam em NYC e suas crianças para comemorarem. 

Crianças, que já não eram mais crianças, já tinham 15 anos. 

Os adultos se encontravam em uma sala e os adolescentes na outra. 

- Não acham que tem algo de estranho acontecendo? - pergunta Alison 

- Do que está falando Ali? - pergunta Mel 

- Não perceberam que toda vez que falamos do seu tio, Loki, eles mudam de assunto? Ou que você nunca viu seu próprio tio? - pergunta Alison 

- Bom, isso é estranho mesmo - diz Peter 

- Vamos descobrir por que? - pergunta Melissa já sabendo o que a amiga pretendia fazer 

- Não tem resultados sobre ele nem no Google. Tem algo de errado. Algo não me cheira bem - diz Alison 

- Deve ser o pão que minha mãe fez, queimou - diz Melissa 

- Eu estou falando sério. Vamos descobrir ou não? - pergunta Alison 

- Vamos! - dizem Melissa e Peter ao mesmo tempo 


 








Notas Finais


Oiiee
Gostaram?
Deixem seu comentário e seu coração por favor
Confiram minhas outras fics tbm :)
Até mais ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...