História High school DXD: O cavalheiro de Prata - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Akame ga Kill!, Berserk, Black Clover, Date a Live, Devil May Cry, Fairy Tail, Fate/Stay Night, Fullmetal Alchemist, Fullmetal Alchemist: Brotherhood, Gate: Jieitai Kanochi nite, Kaku Tatakaeri, High School DxD, Log Horizon, Madan no Ou to Vanadis, Naruto, Seiken Tsukai no World Break, Seraph of the End (Owari no Seraph), Shinmai Maou no Keiyakusha, Sword Art Online, Tales of Demons and Gods, The Asterisk War (Gakusen Toshi Asterisk), The New Gate, The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens 666 (Trihexa), Acnologia, Akeno Himejima, Albion, Anna Heartfilia, Aquarius, Arthur Pendragon, Asia Argento, Azazel, Azuma, Basara Toujou, Boruto Uzumaki, Cao Cao, Dante, Ddraig, Dreyfus, Elaine, Elena Arshavina, Erza Scarlet, Escanor, Evergreen, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Gajeel Redfox, Grayfia Lucifuge, Igneel, Irina Shidou, Issei Hyoudou, Juvia Lockser, Lucy Heartfilia, Minato "Yondaime" Namikaze, Minerva Orland, Mio Naruse, Naruto Uzumaki, Natsu Dragneel, Rias Gremory, Rossweisse, Serafall Leviathan, Sirzechs Lucifer, Vali Lucifer, Xenovia Quarta, Yuki Nonaka, Yuuto Kiba
Tags High School Dxd, Naruto, Novela, Romance
Visualizações 175
Palavras 3.086
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shounen, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A história teve algumas pequenas mudanças, espero que gostem dela.
Nesse capitulo há um easter eggs, então boa leitura e caçada.
lembrando que a História se passa no inicio da segunda temporada.

Capítulo 1 - Um novo começo!


Fanfic / Fanfiction High school DXD: O cavalheiro de Prata - Capítulo 1 - Um novo começo!

 Conhecendo Asura                             

Em um certo dia eu estava na minha casa já no outro eu estava em um espaço negro e com pequenos Ponto de cores, sem saber quem eu sou, estava pensando do porque está lá e onde é esse lugar.

Eu não lembrava de nada nem sabia se realmente exista uma casa para mim, nesse momento eu não ligava para mais nada. Daí surgi uma imensa soma de memória que eu não fazia ideia do que era. Só sentia minha cabeça doer.

Quando o fluxo de memória terminou eu descobri minha identidade, e por que eu estava à deriva nesse imenso espaço negro.

Eu era a mistura de duas formas de vidas contrárias e a reencarnação dos Deuses da lua, do Sol e do Relâmpago. Também conhecido como Trinity, reencarnação de Três divindades.

Parece estranho diz que sou a mistura de formas de vida contrária, mas nesse universo há deuses, dragões, anjos, anjos caídos e demônios.

Eu no caso sou metade demônio (no nível demônio ultime-te) e metade anjo (no nível arcanjo) que foi gerando no ventre de uma humana. Eu morava na Inglaterra com meu “País" só que em um certo dia minha casa foi atacada não sei como, mas eles acabaram matando todos e quase me matando só no último momento surgiu uma luz e me mandou para essa fenda dimensional.

Eles se auto intitulavam como verdadeiros descendente dos Lordes demônio, mas eu não entendia nada  eu nem acreditava nesse conto de demônios, mas quando eu reparei a mulher que eu chamei de mãe por 10 anos estava morta junto com o homem que eu chamei de pai,  relembrando das cenas onde eles me ensinaram a lê, andar de bicicleta, brigaram comigo quando eu briguei na escola, porque uns  garotos ficavam me zoando por causo com meu cabelo que é branco feito neve.

Começaram a cair lágrimas dos meus olhos com isso meu peito começou a doer, parecia que tinha alguém apertando o meu coração.

Só que de repente eu começo a sentir essa dor amenizar e meu peito fica quente, mais quente até que ele brilha com uma luz prata e Azul claro com isso surgiu uma voz rouca que parecia a de um ancião.

Voz: ei garoto quanto tempo vai ficar aí chorando, se tivesse poder nada disso teria acontecido.

Eu escuto aquilo e fico sem entender pensei que estava sozinho

Eu: Quem está aí?

Fica um silêncio, talvez eu esteja ficando louco. Só que a voz volta a falar

Voz: Eu sou Deus dos Deuses, imperador dos imperadores, reis dos reis, eu sou a maior e mais temida existência. O dragão da ruína e do caos.

Eu fiquei assustado, mas comecei a rir, bem provável que o chamado dragão da ruína e caos não entenderia esse sorriso, eu falei: já que você é tão foda assim, por que não salvou eles? Perguntei voltando a chorar um pouco

O dragão escuta aquilo é fica em silêncio por um tempo.

Dragão: eu não pude salvar eles, peço desculpas por isso, mas eu consegui salvar você Arthur.

Fiquei espantado como ele sabia meu nome, já que em nenhum momento eu citei ele.

Percebendo o meu espanto o dragão diz: não fique tão assustado, eu olhei suas antigas e novas memórias.

Sim eu tinha novas memórias que era das minhas reencarnações como Trinity. Essas memórias eram de cenas de batalhas e mais cenas de batalhas parece que esses Deuses não sabiam fazer outra coisa além de batalhar.

Por que você me salvou? Eu perguntei o dragão o motivo dele ter me salvo já que eu nunca encontrei um dragão na vida e nem fiz um favor a ele para ele me salvar assim.

Dragão: eu não posso deixar você morrer pois eu sou uma de suas sacred gear.

Eu fiquei assustado por eu ter essa tal de sacred gear e além disso mais de uma, mas pensando bem eu nem sei o que é isso!

Então eu pergunto ao dragão: o que é isso?

Ele me responde que são armas concedida por Deus aos humanos para se defender, e que existe sacred gear de várias formas como: manoplas, punhais e até espadas. No caso ele era uma espada.

Então eu falei: se isso é dado por Deus aos humanos por que eu ganhei? já que de acordo com as memórias e acontecimentos eu descobri que não sou humano.

O dragão ouve aquilo e começa a rir e diz: você foi gerado por uma humana então por isso que você tem.

Então o dragão diz: Chega de papo furado, as suas respostas você encontrará quando ficar mais velho.

Dragão: eu irei te treinar para controlar seus poderes, depois de controlados você poderá sair daqui.

Arthur: eu não quero nada disso, eu só quero ficar aqui quieto, sem ouvir nada de anjos, demônios e essas coisas.

O dragão ouvindo aquilo fica irritado, mas entende a situação do menino que acaba de perder os pais

Dragão: É melhor você pare de mi, mi, mi, e fazer o que eu digo ou vai ser para sempre um bebê choram.

Ouvindo aquilo Arthur fica enfurecido, mas entende.

Arthur: ei eu não perguntei o seu nome ainda, qual é o seu nome?

Dragão: lembre-se Arthur meu nome é Asura, daqui para frente estamos junto parceiros.

Arthur: Prazer em conhecê-lo Asura, deixa eu me apresentar direito e sou Arthur Walker. Cuide de mim daqui para frente.

 Sacred gear

Depois que nos cumprimentamos devidamente, senti meu estômago roncar parecia um carro velho quando dá partida.

Ouvido isso Asura se acaba de rir dentro da minha mente.

Asura: menino aguarde um pouco depois iremos arrumar comida para você.

Arthur: Asura, eu posso segura não fique preocupado.

Ao ouvir isso Asura dá um simples sorriso, mas volta a falar com um tom sério dizendo: menino vamos começar explicando as coisas.

Eu simplesmente assenti.

Asura: Primeiro são seus poderes de Deuses elementares, o Deus da lua controlava o frio no caso o zero absoluto, o Deus do Sol controlava as chamas mais quentes existentes chegando até o controlar as chamas infinitas o Amaterasu, já o Deus do relâmpago controlava o raio e trovões além de ser super. Rápido podendo viajar perto da velocidade da luz.

Ao ouvir isso fiquei surpreso pelo tom que Asura falou eles/eu eram bem fortes, Asura contínua falando sobre os poderes elementares até que diz: agora vem sua parte demônio, pelo que eu posso sentir seu pai/mãe era ou é um demônio nobre com a mais pura linhagem de sangue.

Sua parte anjo tem a mais pura linhagem também, ele/ela é tão puro que muitos arcanjos o invejariam por isso você deve tomar cuidado, os céus não irão te ataca, mas ninguém sabe sobre as outras facções.

Eu entendi perfeitamente o que Asura disse parece que eu sou de linhagem nobre de dois lados tanto anjo quanto demônio. Mas Asura interromper o meu momento de reflexão.

Asura: menino eu sinto muito dizer isso, mas eu acho que você é um experimento.

O que!! eu grite muito surpreso, eu não entendi isso.

Asura: você sendo nobres dos dois lados até vai, mas nos últimos anos nenhuns arcanjos viraram anjo caído, só de se relacionar com uma humana o líder atual dos anjos caído Azazel caiu do céu, imagina ter relações com um demônio de sangue puro. Exclamou Asura

Olhando pelo ponto de viso do Asura até que faz sentido, mas eu não quero acreditar em nada disso.

Vendo o meu estado Asura fica em silêncio por um tempo depois ele volta a falar sobre os últimos poderes que eu tenho, ou seja, os poderes das minhas sacred gear

Ele me explica um pouco sobre seus poderes, sua força, resistência e a quantidade de energia mágica. Mas ele suspira dizendo que eu sou uma aberração que superou todo o seu conhecimento em relação a energia mágica.

 

Asura: Agora vem sua sacred gear que faz parte do meu pode, depois que Asura disse isso surgiu uma luz prata rodeada de pontos de luz azul depois que a luz se foi, surgiu uma espada Prata com gemas azuis.

Ela era linda fiquei impressionado.

Asura diz: vá em frente menino e a pegue.

Eu assenti e segurei ela com as duas mãos, ela era mais leve que pensei.

Asura: essa sua sacred gear, a espada dos dragões.

No cabo havia um dragão de cada lado, eu podia sentir uma ligação muito forte com ela.

Arthur: E a outra sacred gear?

Asura: Bem, a outra está em um estado de adormecimento, pelo que consegui sentir dever estar no mesmo nível que a minha espada.

Arthur: isso é sério?

Asura: como eu havia falado antes você só não é uma aberração em poder magico, você uma aberração total.

Agora que você me explicou tudo, como vamos sair daqui eu perguntei ao Asura ele sorri disso e diz: e simples vamos dar um salto no espaço, foi assim que você veio para cá.

Ao ouvir isso fico meio triste, mas tento me recuperar logo.

Arthur: Você diz que ia me treinar, mas o que nós iremos fazer aqui?

Perguntei cheio de dúvidas.

Asura: É bem simples, vamos ficar aqui treinando tudo: magia, o Balance breaker, esgrima, estudar sobre as principais facções do mundo sobrenatural, seus poderes elementares ir em outras cosmologias para treinar. Quando tiver forte o suficiente você irá sair daqui.

Ao ouvir o Asura fiquei surpreso, parece que ele já havia programado tudo.

Depois fomos buscar comida e alguns pertences meu no mundo normal, antes de voltar vou ao cemitério rezar por meus pais depois voltamos para a fenda dimensional.

Depois disso foi treinamento todos os dias, como não havia luz o conceito de dia e noite não existia aqui, eu só parava o treinamento físico quando estava muito cansado, sem poder descansar direito Asura me mandava começar logo o treinamento intelectual.

Com isso o tempo foi passando eu fui crescendo, a imaturidade que existia em mim foi substituída por uma expressão séria, eu já tinha um ar de nobreza parecendo o governante de tudo, eu tinha 16 pares de asas tanto brancas quanto negra se eu quisesse eu podia mudar entre ela ou até mesmo mistura-las para isso passei por um intenso treinamento.

O tempo foi passado mais uma vez se eu não estiver errado devo está com 15 anos agora. Se passaram 5 anos da morte dos meus pais e também é o mesmo tempo que eu venho treinando aqui.

Já dominei o raio, o gelo, o fogo meus poderes angelicais e demoníacos. Minha primeira sacred gear eu já havia dominado, só que a segunda ainda estava em estado de adormecimento o Asura falou que não demoraria muito para corda já que estou treinando em diversos campos e tenho grande poder magico.

 o problema é que eu tinha um problema emocional então toda vez que eu tinha pesadelo os meus poderes saiam do meu controle.

Com isso Asura me fez ficar aqui por mais 2 anos, era para mim sair agora, mas eu sou franco emocionalmente ainda.

Nesses 2 anos restantes eu descobri algo novo, eu tinha um poder nos meu olhos onde eles ficavam vermelho e com símbolos de tomoe neles, depois que eu comecei a treina-los seu nome surgiu na minha mente junto com algumas de suas funções seu nome era Sharingan, esse poder ocular tinha uma maldição se o usuário usasse muito ficaria cego, para evitar isso o usuário deveria despertar o Eternal Mangekyo Sharingan, com isso em mente eu treinei muito e consegui despertar o Eternal Mangekyo Sharingan.

Depois de desperta o Sharingan minha sacred gear começou a dar sinal de desperta, só que ela não fala comigo somente com o Asura.

Fiquei com muita dúvida no início, mas o Asura explicou que ela estava enfraquecida, mas eu poderia usar seus poderes através do Asura como um intermediário.

Descobri que minha segunda sacred gear era a junção dos 4 Deuses celestiais chineses (Tigre Branco, dragão Azure, tartaruga negra e o Pássaro Vermilion) que originou o imperador Amarelo. (NA: sei que não é assim o Imperador Amarelo e considerado o quinto Deus celestial chinês, mas fica melhor ter uma consciência do que cinco fora o Asura)

Asura: menino você irá para onde depois que sai da fenda dimensional?

Arthur: olha Asura eu ainda não sei, mas uma coisa tenho certeza para a Inglaterra eu não volto.

Astra: posso te dá uma sugestão?

Arthur: Claro parceiro

Asura: por que você não vai para o Japão?

Arthur: Por que o Japão?

Asura: lá você poderá encontrar as suas respostas que tanto procurava, mas é só uma sugestão a decisão é seu parceiro.

Eu fico pensando na sugestão de Asura e me decido.

Arthur: Asura irei seguir sua sugestão. JAPÃO AI VOU EU!!!!

Um novo começo

Depois que saio da fenda dimensional, eu vou para um banco retirar as economias que meus pais deixaram para mim, podia se dizer que era uma soma de dinheiro considerável, já que meu pai tinha seu próprio negócio é minha mãe recebeu uma herança dos seus pais já falecidos.

Eu agora não tenho nenhum parente meus pais eram filhos únicos de suas respectivas famílias.

Depois de pegar o dinheiro compro uma passagem para o Japão, no aeroporto algumas mulheres ficaram me olhando.

Visão das mulheres on

Sentadas no banco do aeroporto duas mulheres estavam conversando tranquilamente até que elas avistam um jovem de aproximadamente 17 anos. Esse jovem era lindo com olhos azuis e cabelos brancos com seu corpo definido usando um uma calça jeans de cor escura, camisa branca e uma bota preta e com uma mochila nas costas.

O jovem tinha um bom senso de moda, o que surpreendeu as mulheres foi que o jovem caminhava em sua direção.

O jovem se aproxima e diz: olá senhoras desculpa atrapalhar sua conversa, mas poderia me dizer para que lado fica o embarque para o Japão?

Visão das mulheres off

Depois que eu fiz essa pergunta as mulheres se entre olharam e se levantaram, na hora fiquei assustada pensando que tinha ofendido elas. Só que para minha surpresa era total mente diferente.

Mulher1: Prazer em lhe conhecer me chamo Isadora.

Mulher2: Prazer em lhe conhecer me chamo Rebecca.

Como se chama meu lindo… digo rapaz? Disseram as duas juntas.

Eu me curvo um pouco e me apresento. Prazer em lhe conhecê-las me chamo Arthur Walker.

Era possível ouvir um som de respiração ofegante vindo delas.

Eu penso comigo mesmo, será que elas estão bem?

Ouvindo isso Asura rir e Diz: Menino elas se apaixonaram por você.

O que!! Eu gritei na minha mente surpreso, mas Asura somente rir.

Isadora: O embarque fica logo ali diz ela apontando para uma direção.

Eu agradeço e começo a me virar para ir embora só que nesse momento Rebecca me chama.

Rebecca: Eí Arthur, você poderia dar o número de seu telefone? Diz ela toda corada.

No início fiquei surpreso, mas dou um sorriso e passo meu número para ela, em troca pego o número da Isadora e Rebecca elas são os meus primeiros contatos.

Já que acabo de comprar esse telefone, na fenda dimensional era impossível eu ter um celular por 2 motivo: Primeiro; lá não pega sinal e se pegasse pra quem eu iria ligar

Segundo; eu treinava direto só parava para dormir alguns minutos e voltava a treinar.

Depois de pegar o número das duas me despeço e sigo em direção a fila de embarque, faço o check-in e embarco no avião.

Depois de algumas horas de voo chego no Japão para ser mais preciso chego na cidade de Kuoh.

Procurou um apartamento para alugar, enquanto não acho nada para alugar fico em um hotel, depois de uma semana acho um apartamento perto de uma escola chamada Kuoh Academy.

O apartamento era bom tinha uma boa vista, podia ver de perto a felicidade dos estudantes, mas não era só isso que podia se sentir, no momento em que pisei nessa cidade comecei a sentir um monte de energia demoníaca e de anjos caído. Energia angelical eu ainda não senti, mas senti algo totalmente diferente.

Asura: Ei gaki há um Dragão por perto. diz Asura em um tom sério

Eu também tinha sentido isso, mas pensei que era besteira, depois que sai da fenda dimensional tenho ficado meio paranoico ao sentir energias perto de mim.

Nesses anos de treinamento eu consegui umas magias bem úteis e uma dessas era reequipar onde eu poderia mudar minha roupa do jeito que quisesse.

O Asura me ensinou diversas coisas nesses anos, uma delas era que sempre devemos estar preparados para lutar a outra foi coisas pervertidas esse dragão era muito pervertido.

Por isso eu tenho uma Armadura de Prata no meu espaço de reequipar toda vez que eu luto eu a coloco, não importa a situação eu estou com ela quando começa a batalha.

Nesses 7 anos eu não só fiquei em treinamento, o Asura me levou para diversos lugares diferentes para me ensinar como é o combate de verdade contra oponentes real. Também conheci grandes amigos

Foi graças a essas viagens que eu consegui a Armadura que eu uso. A armadura do dragão de prata, ela tem vários poderes e é superforte ela só perde para o meu Balance breaker. Mas ela ainda serve para uma luta corpo-a-corpo.

Em alguns lugares que visitamos eu fiquei conhecido como o Cavalheiro de Prata, conheci seres fortes e quase morri algumas vezes, mas isso já é passado agora eu vou voltar a ser um adolescente comum e estudar.

O bom é que esse apartamento está pertinho de um colégio que aderiu o regime misto a um ano atrás antes só era um colégio para meninas.

Agora sendo um colégio misto eu posso estudar lá e não preciso ir muito longe para estudar

Graça a magia do Asura posso falar qualquer idioma e tenho uma memória muito boa e aprendo super-rápido então eu acho que isso irá me servir em uma escola.

No outro dia acordo cedo faço minhas higienes matinais e dou uma volta pela cidade para me familiarizar, nessa volta conheço uma tia de uma loja de doces super gente boa.

Compro comida para minha casa e materiais escolar, amanhã irei cedo para essa academia me matricular e virar oficialmente um estudante do ensino médio.

Estou com um pouco de frio na barriga, eu não fiquei assim nem mesmo quando eu lutava contra o dragão esqueleto.

Vou dormir cedo pois amanhã será um novo dia e um novo recomeço para mim

Arthur Walker L.


Notas Finais


comente se gostaram das mudanças na história, sei que demorei atualizar ela então revisei tudo que já tinha feito, para achar um melhor rumo para a historia


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...