História High School DxD: The Apocalypse Dragon Returns - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias High School DxD, Mitologia Chinesa, Mitologia Egípcia, Mitologia Grega, Mitologia Hindu, Mitologia Japonesa, Mitologia Nórdica
Personagens 666 (Trihexa), Akeno Himejima, Albion, Asia Argento, Azazel, Baraqiel, Cao Cao, Cleria Belial, Ddraig, Diehauser Belial, Fafinir, Gabriel, Grayfia Lucifuge, Irina Shidou, Issei Hyoudou, Koneko Toujou, Kuroka, Masaomi Yaegaki, Michael, Ophis, Personagens Originais, Rias Gremory, Rizevim Livan Lucifer, Rossweisse, Serafall Leviathan, Shemhazai, Shuri Himejima, Sirzechs Lucifer, Tiamat, Vali Lucifer, Xenovia Quarta, Yuuto Kiba
Tags Angiologia, Anime, Aventura, Demonologia, Ecchi, Hentai, High School Dxd, Interativa, Mitologia Judaico-cristã, Mitologia Nórdica, Monarquia, Submundo
Visualizações 57
Palavras 2.024
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esta na capa é a portadora do Aegis Desire, a arqueira Vanylla. Ela é tão poderosa quanto Vali, tão veloz quanto Kiba e tão perspicaz quanto Rias.

Perdoem a demora para postar nesta e em qualquer outra história. Muitos, mas muitos problemas pessoais. Estou sendo vítima de Depressão Psicótica e isso tá foda, mas tudo passa. Vou tentar me entreter mais com vocês, já que escrever é o meu passatempo favorito...

Capítulo 26 - Arco II. Vanylla Crodwin


Fanfic / Fanfiction High School DxD: The Apocalypse Dragon Returns - Capítulo 26 - Arco II. Vanylla Crodwin

Vanylla: — Então vocês crêem que eu vou me unir a vocês, só porquê Hutaka vem atormentando os sonho do Dragão Vermelho e vocês temem que ele possa ressurgir e tomar a manopla por direito e remoldar o mundo como bem entender? — Ela começou a rir e debochar, realçando seus seios pois reparou que Michael, Jason e Issei estavam tendo "orgasmos nasais".

Issei: — Oh, Deus!

Jason: — Papai do céu... Ave! — Cabeça doeu.

Michael: — Que paraíso!

Rias: — Como conhece Hutaka?

Vanylla: — Os portadores das Relics tem a habilidade extra de conversar com entidades ligadas pelo passado de suas engrenagens. Quando conheci Hawk no Plano Astral, uma entidade maligna estava perambulando por lá. Julgando pela aparência que me descreveram, eu julgo ser o mesmo que vi no Plano Astral.

Pois é, eles a encontraram. Vanylla Crodwin, a poderosíssima portadora do Aegis Desire, uma humana. Ela poderia ser considerada a humana mais poderosa de todas as eras e tempos, até mesmo entre os homens. Mas isso não deve ser julgado como certo, afinal, como ela se empenharia sem sua Cursed Relic?

Bom, para estes, não fora difícil alcançar Vanylla. Ela se encontrava no alto da montanha onde se era possível avistar os picos da Grécia, no caso, onde também habitavam muitos seres humanos responsáveis por caçadas, mais focado nos arqueiros, entre estes, alguns elfos poderiam se destacar naquelas regiões também, fora algumas ninfas transformicas em solidades rochosas e petrificadas.

Flashback On: encontrando Vanylla.

Pearl, sentada no chão ao redor de um grande círculo mágico formado por cores azuladas e extensas, com padrões singelos de bruxaria, estaria naquele mesmo momento usando uma técnica/habilidade rastreável, onde ela entrou em contato direto com o mapa deixado pelos Deuses Olimpianos. Com isto, a fulana teve a capacidade chave de infundir seu mana com o mapa, tornando este não só um localizador de áreas e almas, mas um verdadeiro Olho de Deus! Não demorou para todo o seu mana agir em comunhão e habilidade com a natureza ao redor, logo também com o mapa.

Kagami: — O que ela está fazendo?

Jin: — Chama-se Admissão Natural de Localização. Ela se torna parte do próprio local espiritualmente, onde seu corpo e existência se "tornam parte da natureza", junto do mapa, em um só ser. Não demora muito para essa habilidade expandir suas técnicas de Aurocinese, com isso, ela expande sua alma e aura muito além dos limites da compreensão do corpo. Esta técnica normalmente é usada por usuários de magia classe Ômega, que é uma classe acima de um bruxo S(feiticeiro) e um bruxo SS(Alpha). No caso, um bruxo SSS (Ômega). Fico surpreso com um destes em seu pelotão, Ophis.

Ophis: — Não... A Pearl é uma Alfa ainda. Ela ter conseguido desencadear uma habilidade Ômega, foi nutrida pela minha vontade e poder. Se reparar das demandas do círculo, haverá a serpente do infinito introduzida em forma minúscula.

Jason: — Uau, mas isso vai beneficiar ela em alguma coisa?

Rossweisse: — Aparentemente, ela poderá utilizar o poder quando e como bem desejar. — Analisando a situação.

Kevin: — Então está insinuando que ela vai poder viajar além da vida com sua alma, enquanto seu corpo permanece em qualquer lugar?

Kagami: — Acho que foi isso que ela quis dizer, Kevin-kun.

Kevin: — Que mágico... Literalmente.

Jason: — Chega a ser exuberante!...

Enquanto eles tagarelavam sobre o assunto, Pearl estava viajando além da compreensão de estes, com sua alma, praticamente nua, trajava um vôo intangível, com a mesma tendo a compreensão de tudo o que é vivo naquele momento e tudo o que ainda pode viver, era como se a mesma estivesse em total conexão com o mundo. Algo novo, mas que ela dominou com total facilidade. Agora desbloqueada 100% a habilidade, Pearl conseguia ir para qualquer local sem barreiras, sem que fosse impedida por falta de mana um quaisquer coisa que a mantivesse "selada", assim possamos convenhar, meus consagrados.

Pearl: — Habilidade impecável. Devo agradecer Ophis-sama depois. Isso vai ser um passe para eu me tornar Ômega em minha magia!

E não demorou muito para ela, durante essa viagem em comunhão com o mapa, alcançar visão sobre a montanha em que Vanylla habitava. Com isso, ela se aproximou da mesma montanha, vendo algumas cabanas e bem no pico, uma cabana mestra, onde habitava a própria Vanylla. Vanylla estava sentada, meditando, enquanto a luz do luar brilhava sobre seu poder superior, com seu Arco Mágico sobre suas mãos, a mesma sentada de pernas cruzadas, numa meditação profunda.

Pearl: — Encontrei!

Vanylla respirou fundo, fundo, e abriu seus olhos. Quando feito, a imortal respondeu com total serenidade e segurança em suas palavras.

Vanylla: — Só porquê eu permiti.

Pearl: — Nani?!

Pois é, os Inglorious (portadores amaldiçoados das relíquias), tinham tanto conexão com o mundo dos vivos, quanto dos mortos, quanto o próprio mundo espiritual. Eles estavam ligados com tudo e todos. São mestres das energias naturais e astrais, o que faz destes quase monges.

Vanylla: — Eu sei que você não está sozinha, venham todos até mim, ou eu vou até vocês.

Pearl: — Do que você está falando? Como pode me ver ou ouvir, sei lá...?

Vanylla respirou fundo, e levantou, quando de repente está sumiu. Quando isso ocorreu, Pearl levou um choque de susto e acordou fora do plano astral, despertando ao lado de seus companheiros que a presenciavam.

Pearl: — Huff! Huff!

Ophis: — Pearl! O que houve?

Após explicar a situação, todos ficam meio confusos com o ocorrido e procuram entender a situação.

Vali: — Espera, se ela sumiu de repente...

Issei: — E se ela está em comunhão com todo o universo natural...

Kudo: — Isso pode significar que ...

De repente, Vanylla emerge velozmente a frente de nossos protagonistas. Com isso, a surpresa emerge na face de todos alí, incluindo Ophis, com isso, Vanylla graciosamente, mantendo a sua pose serena, atingiu um chute giratório com a sola de sua bota atingindo com extrema força o peito de Pearl, rachando o chão onde o círculo mágico estava, lançando está na direção de Ravel e Luna, derrubando as três num único ato.

Luna: — arfh!

Ravel: — A-ah!

Kevin: — Ravel-san! Grr! — Olhou Vanylla, formando espadas flamejantes com a mão, mesmo sem comando de Ophis.

Vanylla, observando a ameaça, domou Kevin com apenas uma mão, assim que tocando no pulso deste, fazendo ele sentir uma dor agonizante só apertando de leve seu pulso. Kevin urrou de dor e salivou muito, com isso, Vanylla teve que jogá-lo por cima de sua cabeça, onde Koneko e Vali atacariam por cima, derrubando os 3. Não demorou para ela receber um golpe mágico de Jin, que formou um chicote de espinhos de magia, jogando o chicote na direção do quadril de Vanylla para apanhá-la. Todavia, mesmo poderosos demônios como Jin não teriam quaisquer chances contra alguém do nível de Vanylla, que se compara com os Guardiões do Amuleto em seu auge, que ainda não puderam alcançar, por hora.

Vanylla rapidamente pegou o chicote na mão, entrelaçando ele em seu braço, puxando Jin junto com o chicote, não demorando para atingir ele com um único soco no rosto, enterrando ele no chão.

Jin: — Arfh!

Akira: — Cobertura, Issei!

Issei: — Hai!

Quando estes vieram em aura em massa pelas costas, guiados pelos olhares de Rias sobre os pontos cegos de Vanylla, a mesma olhou Rias, sorrindo de canto, quando rapidamente virou pelas costas, pegando Issei e Akira pelo pescoço. O poder destes sumiu assim que ela os pegou, e eles começaram a sentir total desconforto e falta de ar, fora que estavam ficando roxos, enquanto Vanylla ria. 

Por trás da mesma, Michael tentava cortá-la com suas garras, enquanto Rias liberava alguns projéteis de magia destrutiva sobre o corpo da mesma. Teve algum efeito? Bom, não. As garras de Michael batiam nas armaduras, eram quebradas mas cresciam rapidamente de novo, enquanto os poderes de Rias eram facilmente repelidos pela habilidade selada no próprio ser de Vanylla, AntiMagia.

Ryuu: — Me da cobertura?! — Olhou para Zetsu.

Zetsu: — Vou expelir um fluxo de água para inundar a área ao redor dela, você aproveita e esmaga ela por cima com um soco concentrando com aura demoníaca n

Ryuu: — féshow!

Com o ataque seguindo, Zetsu formou uma poça d'água abaixo de Vanylla, que olhou, arqueando uma sobrancelha, lambendo os lábios ao sorrir de canto de forma discreta. Quando olhou para trás, viu Zetsu rindo baixo, e então, sentiu algumas folhas caindo da copa das árvores, atingirem seus cabelos ruivos escuros. Com isso, a mesma pôde ver e sentir a aura vindo em sua direção, não demorou para ela olhar fixamente nos olhos de Ryuu, que quando foi atingir a mesma, saltou ainda com Issei e Akira sendo mantidos sobre sua posse. Ela rapidamente atingiu um chute lateral na cabeça de Ryuu, lançando ele no chão, fazendo ele atingir com o braço numa árvore, que explodiu a mesma e algumas ao redor, além de o deixar atordoado. A poça d'água formou uma mão de água gigante que tentou apanhar o Dragão e o Demônio, mas Vanylla anulou o ataque, fazendo um sopro gelado que congelou a água, coisa que impedia o poder de Zetsu, já que este não tinha influência sobre o gelo.

Ryuu: — Droga!

Zetsu: — Maldita!

Logo, ela acertou uma cabeçada em Zetsu, afundando ele no chão.

Zetsu: — O-oh! 

Vanylla: — Que boca suja, moço... Hehehe.

Os não envolvidos ficaram boquiabertos com tamanho poder, enquanto Vanylla balançou a cabeça negativamente, pois eles não puderam nem a entreter direito. Com isso, Vanylla jogou Issei no chão e Akira também, chutando ambos na direção de uma árvore que desabou sobre suas costas.

Ophis: — Vanylla! — Liberou uma rajada de poder, razoavelmente fraca. 

Vanylla sentindo a aura divina que vinha em sua direção, não demorou para reconhecer e o poder e entender que iria machucar. Com tudo, a mesma emitiu um salto de esquiva, girando um mortal sobre o poder, caindo de pé sobre um forte galho de uma árvore.

Vanylla: — Ophis, o Ouroboros Dragon. — Se sentou no galho, apoiando as costas na árvore.

Ophis: — Quero conversar! Não ouse mais tocar em meus aliados! 

Vanylla: — Estão com você é? Hm, peço perdão. Pensei ser alguma ameaça querendo meu usar pelo meu poder. É sempre assim... — Começou a assobiar.

Issei levantou a cabeça, um tanto ferido, e se sentou, olhando a cena. Rias foi até este, para ver seu bem-estar.

Rias: — Issei! Está bem?

Issei: — Ha-hai... Ela é Vanylla? — Olhou para a mesma, tão bela... Chegava a ser sensual. ~ Uau!

Vanylla: — Muito bem, sou toda ouvidos. — Estalou os dedos, emitindo uma silhueta azul de seu estalar que se expandiu em aura sobre a área, curando todos que machucou naquele mesmo momento.

Ophis: — Agora vamos aos negócios!

Flashback Off.

Ophis: — E então, sua resposta?

Vanylla: — Por que eu ajudaria vocês?

Ophis: — Pois pode ter a coisa que mais presa no mundo...

Vanylla: — Onde quer chegar, Ophis?

Ophis: — Zeus me contou algumas coisas.

Vanylla mordeu os lábios, balançando a cabeça negativamente, mantendo sua serenidade.

Vanylla: — Muito bem... Vamos logo com isso. O que falta para zarparem para o Egito?

Ophis: — Instalarmos o veneno de Samael em um indivíduo com magia e, quem sabe, instruir a devastação total do Submundo, que já se encontra nas posses de Indra.

Vanylla: — E quem seria esse hospedeiro então?

Ophis: — Alguém com magia bem intensa... Que ainda possa vir a evoluir bastante, então... — Olhou para Kagami.

Kagami: — Ahn? Quê que tem eu?

Vanylla: — Vamos logo com isso. — Sorriu de canto.

Submundo, localização atual da base de Indra, um reino agora formado por muralhas, fogo, uma fortaleza regida por um castelo interno, onde logo nas masmorras, uma área gigantesca, uma prisão imensurável no chão, com fogo e almas penadas mantendo o mal preso e selado...

Indra: — Titãs!! Vocês servem a mim agora! Tânatos foi morto por minha fúria e vocês agora devem prestar serviços a mim, e, quem sabe, eu posso jurar suas liberdades...

Kronos: — Calúnia!!! Eu vou destruir vocês todos! — Sua mão escapou da jaula, indo na direção de Indra e Cao Cao, que estavam sobre uma rocha flutuando sobre todo aquele fogo contido pelas grades.

Cao Cao: — É inútil... — Estendeu o amuleto, e ele sugou a mão de Kronos, que regenerou em seu pulso, mas o manteve selado e rugindo por liberdade.

Cao Cao: — Nossa era está chegando, senhor...

Indra: — De fato, huhuhu...


Notas Finais


Obrigado. 🥀❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...