1. Spirit Fanfics >
  2. High School Horror (Interativa) >
  3. Prólogo (Ficha)

História High School Horror (Interativa) - Capítulo 1



Capítulo 1 - Prólogo (Ficha)


Fanfic / Fanfiction High School Horror (Interativa) - Capítulo 1 - Prólogo (Ficha)

"Dream High School é conhecido como um dos melhores colégios da cidade de São Francisco, está em sua glória há décadas com um dos melhores ensinos da região, se não o melhor... entretanto, o que é conhecido apenas pelos funcionários mais antigos da escola, é a assustadora história que cerca o colégio..."

(...)

Era um manhã fria e nublada, os corredores do colégio Dream eram preenchidos pelos grupos de alunos no intervalo. Entre eles, se destacava um garoto de cabelos loiros, olhos pretos e uma pele clara, este se encontrava sozinho andando pelos corredores, ignorando todos a sua volta.

O mesmo continuou, até chegar em um corredor deserto, esse era o local que sempre ia para fugir das pessoas... porém, ele não estava sozinho, antes que pudesse perceber, um grupo de três garotos e duas garotas se aproximou dele, não tardando em puxar assunto com ele, e mesmo que fossem apenas perguntas, para o garoto ainda era intimidante.

Ele estava prestes a inventar uma desculpa e dar meia volta, mas foi barrado por dois dos garotos, esses que logo agarraram os braços dele e começaram a puxá-lo. O mesmo tentava se soltar, mas era inútil visto que os garotos eram maiores e mais fortes do que ele.

Eles o puxaram até uma porta no canto, abriram-na e o jogaram ali dentro, o garoto caiu com a brutalidade, mas voltou a si quando ouviu o barulho da porta fechada. Ele se levantou rapidamente e tentou abri-la, mas era tarde quando ouviu ela sendo tracada, pelo vidro ele viu uma das garotas balançando a chave nos dedos, e logo o grupo se afastou rindo. Ele começou a bater na porta, com esperança de que alguém pudesse ouvi-lo e ajuda-lo.

(...)

Passou-se cerca de uma hora e meia, e ninguém apareceu, o garoto já havia desistido e apenas se sentou encostado na porta, sentindo seu corpo descansar... mas isso não durou muito, ele logo despertou ao ouvir o barulho da porta sendo destrancada, se levantou rapidamente e sem perder tempo abriu a porta, porém, não havia ninguém ali.

O mesmo estranhou, pensou que aqueles cinco estavam brincando com ele agora, ele apenas ignorou e saiu da sala correndo... mas, parou no meio do caminho quando percebeu algo estranho, o corredor parecia diferente, possuia uma ar sombrio e uma energia assustadora emanava dele, estava escuro e as luzes piscavam sem parar.

Ele imediamente seu meia volta e seguiu por outro caminho, mas ao virar o corredor, algo estranho aconteceu, ele tinha certeza de que havia mudado de lugar, mas se encontrava novamente encarando o corredor antes, até mesmo a sujeira no teto estava identica. Ele percebeu de imediato que algo não estava, de primeira pensou que era apenas um sonho e começou a correr, porém, quanto mais achava que estava longe, ele voltava ao mesmo lugar, e quanto mais ele fugia, mais sombrio e distorcido o lugar se tornava.

Suas pernas logo começaram a falhar, até que de repente, todas as luzes de apagaram, com o susto o mesmo acabou tropeçando e caindo, olhando em volta confuso, ele se levantou sem enxergar mada ao seu redor. O mesmo continou caminhando, mesmo que esteja escuro, ele tomou cuidado para não cair novamente.

O ambiente a sua volta apenas se tornava mais sombrio a cada segundo, um silêncio avassalador tomava conta do local, esse que não durou muito tempo até o mesmo ouvir um murmúrio incompreensível que veio junto ao vento.

Não demorou muito, até que as luzes começaram a piscar novamente, desta vez mais intensamente e, em meio ao seus intervalos, podia se ver algo no final do corredor.

Uma criatura humanóide gigante, anoréxica e com grandes braços que chegavam até o chão. Era completamente escura e a única coisa visível era um par de globos brancos e brilhantes em sua face.

Ao encarar aquilo, o garoto apenas conseguia ficar parado, sua presença já o deixava paralisado de medo, o mesmo suava frio e sua pele estava claramente mais pálida do que o normal, seus olhos arregalados e sua boca seca.

A cada vez que a luz piscava, a criatura de aproximava do garoto, quando já estava perto o suficiente, ela apenas se abaixou, o som de seus ossos rangendo e, com seus longos dedos, tocou a testa do garoto.

Assim que o fez, o mesmo começou a gritar, sentindo interior de seu corpo ser esmagado lentamente, o mesmo se contorceu completamente, seu corpo tremendo e seus olhos se revirando completamente... e poucos minutos depois, já não podia se ouvir mais nada. As luzes voltaram a funcionar perfeitamente e o ambiente voltou al normal, como se nada tivesse acontecido.

Não demorou muito até que funcionários da escola e até alguns alunos cehgassem ao local, não encontrando nada além de um rastro de sangue misturado com um líquido negro no chão, eles seguiram aquilo, mas não chegava a lugar algum.

Ligaram para a polícia, ao chegar no colégio eles analisaram o local, depois de exames foi confirmado que o sangue pertencia a Marck Tenshi, mas mesmo depois de investigações, não havia vestígios e provas do que havia acontecido no local...

Alguns meses se passaram após o incidente, e logo ninguém mais falava do que havia acontecido, e Mark foi esquecido completamente.



Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...