1. Spirit Fanfics >
  2. Hinata's Extraordinary Playlist >
  3. De volta aos treinos

História Hinata's Extraordinary Playlist - Capítulo 3


Escrita por: AnnieGM

Capítulo 3 - De volta aos treinos


— Eu estou bem, eu juro. — Hinata repetia pela décima vez, sendo apertado por Tanaka e Nishinoya no vestiário.

Havia repetido para si mesmo inúmeras vezes que era só ignorar, que as músicas parariam, tentando focar apenas no vôlei durante o retorno ao clube.

— Achamos que tivesse morrido!! — Tanaka chorava de maneira escandalosa.

— Quem ia me chamar de senpai se não voltasse!? — Noya fazia drama.

— Não olhe para mim, não o considero digno do sufixo. — Tsukishima disse, com a voz desinteressada de sempre.

— Viu só!? — Noya chorou ainda mais.

— Bem, fico feliz que não foi grave. — Yamaguchi comentou calmo, sem participar da choradeira. E Noya logo secou o rosto e fez uma pode triunfal.

— Mas é óbvio que ele ia voltar bem! Nunca duvidei! — tentando levantar a moral do ruivo.

— Não era você que achava que ele tinha morrido? — Tsukki debochou, com um sorrisinho, começando uma briga no vestiário.

Hinata riu, se trocando para irem correr. Sentia falta dos colegas, não ia negar. E principalmente de treinar com Kageyama! Afinal, como venceria ele se não estivesse lá na hora de competir?

— Certo, se estão todos prontos, vamos correr! — Daichi disse, seguido da resposta animada de todos. Iriam aproveitar para fazer o treino de resistência aquela semana, para evitar uma bolada no Hinata ao menos até estar 100% novamente.

O local da corrida? A famosa Heartbreak Hill, uma estrada morro acima na qual o time da Karasuno testa seus limites.

— Ok, corrida em duplas. — Daichi avisou, vendo os primeiros dois irem até a linha de giz no chão — Preparar e... — batendo uma única palma como largada viu os primeiros dois saírem. O mesmo com os próximos — Preparar e... — uma palma, e Tsukishima e Yamaguchi já estavam saindo... no ritmo deles.

— Corra de verdade, Tsukishima!! — Tanaka gritou, irritado com a moleza do outro.

Todas as duplas iam em ritmo controlado para não se exaurir de uma única vez, chegando a vez do Kageyama e do Hinata que estavam ao fim da fila. Os dois trocando o típico olhar desafiador ao se posicionarem. E quando a palma soou lá foram os dois em disparada.

— Hinata!! Qual a moral de treinos leves se fizer isso!?! — o capitão gritou, mas os dois já estavam longe.

Um não deixaria o outro vencer, correndo o máximo possível para passar pelo outro. O fôlego demorando a sumir, com o suor escorrendo, até finalmente sentirem a falta dos outros.

A rua estava vazia, com apenas os dois, em frente ao mercadinho de cima do morro.

— Onde...? — Kageyama parecia confuso, finalmente apoiando as mãos nos joelhos para descansar. A placa da rua mostrando o quão distantes os outros estavam.

— Eh..? Isso não fica perto do Shiratorizawa? — Kageyama falou, deixando ruivo surpreso.

— O colégio do Ushiwaka!? — chocado ao lembrar da revista.

— Estão falando comigo? — a voz do mesmo soou ao lado deles, os deixando congelados no lugar.

Uniforme branco com lilás, uma pequena bandeira do Japão bordada na jaqueta e um olhar ainda mais assustador que o do Kageyama. Isso era o que estava à frente deles nesse momento.

— Japan!!? — Hinata deu um pulo, surpreso. Kageyama não tinha como desejar mais a morte dele.

 

O time já estava esperando pelos dois há um bom tempo, com a preocupação de Daichi começando a consumi-lo como o responsável pelo exercício.

— E se o Hinata passou mal de novo? — nervoso. Já conseguia ouvir o treinador Ukai gritando com ele por ser irresponsável e o tirando do posto de capitão.

— Eles estão bem, Daichi. — o platinado colocou a mão no seu ombro para acalmá-lo — E no pior dos casos, o Kageyama vai levar a culpa por ter sido a dupla dele. — Sugawara fez um "positivo" com o dedão, sorrindo, enquanto Noya e Tanaka engoliam o riso.

— Isso não tem graça! — Daichi reclamou, apenas fazendo rirem de vez.

— Não. Mas pelo menos tirou aquela expressão de enterro do seu rosto. — Suga comentou vitorioso.

O capitão apenas sorriu de canto, sem demonstrar a alegria que tinha pelo comentário. Sugawara Koshi era seu melhor amigo desde o primeiro ano do ensino médio e, por mais que parecesse que o Daichi cuidava de todos, na verdade era o Koshi que cuidava dele. Sempre que estava prestes a fazer merda por causa da raiva o outro o impedia, e sempre que estava para baixo o outro o animava. Não conseguiria ser capitão sem ele, tinha certeza disso.

— Oh, olha os dois ali. — um dos garotos avisou, vendo Hinata e Kageyama descendo lomba abaixo.

— Onde os dois estavam!? — Daichi pareceu irritado.

— Acabamos correndo até o Shiratorizawa, desculpe. — Kageyama respondeu sem um pingo de arrependimento no rosto, enquanto Hinata ia embalando para uma moita no acostamento e vomitava, deixando todos num misto de surpresa e nojo.

— Mas que diabos!? 

— Ah, o idiota desafiou o Ushiwaka na frente de todos. — justificou  nervosismo do outro, achando até surpreendente ele não ter vomitando antes.

— Nós vamos derrotar ele..! — tentou replicar confiante após limpar a boca na toalha que tinha para o suor.

— Isso soa pouco animador com você verde desse jeito... — Sugawara tinha praticamente uma gota na cabeça, com a típica expressão sem graça.

Eles recolheram as garrafas d'água e toalhas, ainda ouvindo o sermão de Daichi, e por fim voltaram à escola. No caminho, claro, comprando um tônico para o Hinata se sentir melhor.

— Bem-vindos de volta. — Shimizu falou, calma como sempre. 

A tercerista estava com uma papelada em mãos, vários panfletos sobre o clube e formulários para registrar novos membros, mas antes que qualquer um perguntasse ela já mudou o tópico.

— Sei que todos querem se dedicar ao treino até o acampamento chegar, mas Takeda-sensei me pediu para lembrar vocês do nosso festival cultural de inverno. — ela disse.

— Hm? O que é isso? — Hinata inclinou a cabeça para o lado. Os primeiristas não sabiam sobre.

— Cada turma deve escolher uma temática cultural, moderna ou tradicional, para demonstrar na feira. A escola estará aberta para visitantes, e é uma ótima maneira de juntar dinheiro para reformas ou viagens escolares. — Shimizu explicou.

— Pooorr exemplo~ minha turma fará um Maid Coffe, como os de Tokyo! — Sugawara sorriu, achando o projeto divertido.

O ruivo se empolgou de imediato, pensando nas possibilidades que teriam, ao mesmo tempo que Kageyama Tsukishima torciam o nariz para a ideia. Porém o mais escândalo foram os idiotas do segundo ano, que já tinham o rosto iluminado pelas fantasias indevidas.

— Garotas nos servindo.... — Tanaka começou, com olhos lacrimejando.

— ...Vestidas de Maid? — Nishinoya completou, também chorando de alegria.

Sugawara pensou em acabar com a festa deles. Pensou mesmo. Mas seu lado caótico decidiu manter silêncio e deixar que vissem apenas no fim de semana da feira.

— Neh, Shimizu-senpai! O que sua turma vai fazer? — Hinata parecia curioso.

— Kamishibai. — disse, deixando o ruivo com uma cara de tacho.

— São teatros de papel, boke! Eram tradição na época que não existia TV! Vimos sobre na aula de história! — Kageyama se irritou, dando o típico cascudo nele sem a mínima consideração com o machucado.

— Aiiiii minha cabeça! — o mais baixo reclamou, botando a língua — Diferente de você, eu não era vivo nessa época de dinossauros! — provocou, saindo correndo antes que Kageyama o pegasse.

— Parece que a turma 1B vai apresentar luta livre, afinal… Que sem graça. — Tsukishima provocou, no típico humor ácido.

— Cala a boca, Tsukishima! — Hinata parou no meio da corrida para gritar, sendo atropelado por Kageyama e rolando em direção ao carrinho com bolas de vôlei.

E lá se vai a quadra limpinha e sem uso daquele dia....

— Os dois vão ser os responsáveis pela limpeza hoje!! — Daichi brandou, perdendo o resto de sanidade que tinha.

— Certo.... — os outros dois choramingaram.

Todos recolheram apenas suas coisas, indo ao vestiário lavar o suor antes de sair, enquanto os dois idiotas iam ao depósito pegar os esfregões. Mas, vendo pelo lado bom, poderiam treinar sem ninguém ver, não? Estavam loucos para aprimorar o ataque rápido, mesmo com as resguardas dos demais. E o olhar de Kageyama cuidando os mais velhos saírem era prova disso, ansioso para ir pegar as bolas de vôlei.

— Não fiquem até tarde. — Sugawara pediu, entregando as chaves. Ele também sabia que os dois aproveitariam para treinar — Oe, Daichiii, espere por mim! — correu até o outro. Sempre iam juntos para casa. Sempre. E Hinata pode jurar, por um momento, que viu os dois de mãos dadas quando os outros já tinham se afastado.

Mas principalmente, ele pode jurar ouvir algo tocando perto dos dois?... Como um violão? Porém distantes como estavam, tudo que decifrou foi um  "Por que ele deveria pedir desculpas? Me diga se você sequer escuta…."

 


Notas Finais


Sem música hoje, mas como a tag sugere, tenho mania de slow burn.
E pra quem foi na playlist capítulo passado: Sim, as músicas que adiciono lá e ainda não apareceram vão aparecer e já tem personagem e cenário escolhidos! Conseguem adivinhar quem canta pra quem? Só um joguinho bobo mesmo. (e sim, o trecho do Suga tá lá)
Bye~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...