História História esquecida - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood
Tags Amor, História Esquecida, Luz, Magia, Once Upon A Time, Outlaw Queen, Outlawqueen, Paixão, Regina Mills, Robin Hood, Trevas, Vida
Visualizações 152
Palavras 2.650
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei ❤

Esse é um capitulo especial, pois nele só teremos momentos com o nosso casal maravilhoso Outlaw Queen!!! Mas no próximo capitulo volta normal. Então é isso!!!

Boa leitura!!!!

Capítulo 13 - Apenas momentos! Parte 1!


Fanfic / Fanfiction História esquecida - Capítulo 13 - Apenas momentos! Parte 1!

Antes de beijar meus labios. 

Tire a sua máscara!

(@da.arte)

👑 Dois meses de namoro.👑

Regina soltou o ar pela boca entediada, já fazia alguns minutos que estava deitada na maca, enquanto Aurora examinava seu órgão vaginal. Aurora terminou o seu trabalho se afastou. Enquanto a Aurora jogava as luvas no lixo, Regina se levantou.

— Pode trocar de roupa, srta Mills. — Fala Aurora, Regina apenas assentiu e se retirou para o quartinho ali no escritório da doutora. 

Minutos depois a Mills volta com as suas roupas típicas. Regina se senta na cadeira a frente a mesa da loira. 

— Bem, a senhorita teve recentemente aqui para o check up anual.  — Fala Aurora dando uma olhada na ficha de Regina.

— Sim, eu tive assim como todos os anos anteriores. Mas dessa vez eu estou aqui para pedir um medicamento anticoncepcional. — Fala Regina e a Aurora ergueu a sombrancelha. A mulher na sua frente antes de ser sua paciente era a prefeita da cidade. — Gostaria de fazer os exames o mais rápido que o possível, Dra dain'd.

Aurora balançou a cabeça concordado com um sorriso discreto no rosto. Regina revirou os olhos pelo ato da loira. A Mills já sabia que logo todos na cidade saberia que ela estava de namoro.

— Os exames são rápidos, a senhorita pode fazer agora mesmo e antes das três estará pronto, e pode deixar os exames na recepção e eu darei uma olhada. E se não houve nem imprevisto, amanhã mesmo já entro em contato. — Fala Aurora e a Dain'd entregar uma receita com alguns exames. — Alguma dúvida, pergunta? 

— Não. Era só isso mesmo, doutora! — Fala Regina e a Mills se levanta e estende a mão para Aurora. Regina lhe da um olhar ameaçador e Aurora entendeu o recado.

— Não se preocupe, sigilo médico, srta Mills. — Fala Aurora dando um leve sorriso. — Tenha um bom dia.

👑🏹

Regina tirou o blazer e colocou em cima do sofá de Robin, a mesma caminhou até a cozinha e avistou Robin de costas sem camisa cozinhando. Regina se apoiou no balcão e abriu um pequeno sorriso enquanto o admirava. Robin se virou e fez uma expressão assustado, não ouviu quando a Mills chegou, mas logo ele sorriu.

— Você deve esta com fome! Eu estou preparando a única comida que sei fazer: macarronada. — Fala Robin dando uma leve risada e ele se aproxima de Regina e lhe da um selinho. 

— Eu estou com fome sim. Mas eu quero saber como foi lá ?— Pergunta Regina dando um sorriso debochado. Robin revirou os olhos e agarrou a namorada pela cintura.

Regina e Robin tiveram uma pequena discussão pela manhã, tudo porque o Locksley se negava a fazer o exame do toque, mas o mesmo concordou em fazer após a transa de concordância. 

— Não quero fala disso, meu amor. — Fala Robin cheirando o pescoço da namorada. — Quero ficar agarradinho com você a noite inteira. 

— Meu deus, eu nunca poderia imaginar que Robin Locksley seria assim tão grudento. — Fala Regina rindo e a mesma faz uma careta. Robin fingir está ofendido e se afastar com a mão no peito.

— Tudo bem, Regina Mills, vou me manter a afastado se assim deseja. — Fala Robin dando uns passos para trás. Regina gargalhar e ela da alguns passos para frente, colando seu corpo ao de Robin.

Regina olhar nos olhos azuis de Robin e a mesma abre um sorriso malicioso. Regina leva uma mão para o pescoço e a outra para a costa de Robin e o puxa colando seus labios nos dele.

—  Você é grudento, mas eu gosto! — Fala Regina abrindo a boca para receber a língua de Robin. 

👑 Três meses de namoro👑

Anna caminhava um pouco distraída em seus próprios pensamentos que não percebeu o brinquedo no chão — Brinquedo no qual pertencia ao filho de Mary. — E acabou derrubando o café quente em cima de Regina. Regina se levantou de maneira brusca, o café queimava em sua pele. Anna sabia que estava completamente lascada por ter derramado café quente na prefeita. 

— Desculpa, srta Mills. Deixe-me limpa-lá. — Fala Anna pegando rapidamente um pano e tentou se aproxima de Regina.

— Não me toque, sua incompetente. — Fala Regina puxando sua blusa levemente de seu corpo. Aquilo estava ardendo demais. — Argt, você não olhar por onde anda, qual é o seu problema, Anna ? Ha semanas que anda tão esquisita. 

— Regina, que gritaria toda é essa ? — Fala Mary, saindo de sua sala e percebendo aquela confusão.

— Não se meta, Mary. E você, por que diabos ficar deixando brinquedo de seu filho por ai ? — Fala Regina vermelha de raiva.

Seu dia não começara tão bem, primeiro porque acordou sozinha — Na noite anterior Robin havia saido com seus amigos e avisou que preferia que a Mills ficasse em sua casa, porque o mesmo chegaria tarde. — Depois pois recebeu uma ligação do hospital e aquilo acabou numa brigar com seu irmão. E agora levou um banho de café.

— Meu deus, Regina. Que nervosismo! É só um brinquedo. — Fala Mary dando uma risadinha nervosa.

— Um brinquedo que resultou em uma sujeira. — Fala Regina passando a mão no cabelo. Regina olhar para Anna que estava paralisada. — E você, Anna, vá buscar outro café para mim e veja se não derrama ele tambem.

Anna assentiu nervosa e antes de sair ela esbarrou em Robin, ela desejou um bom dia e saiu correndo. Robin estranhou aquilo e deu um leve sorriso.

— Bom dia! — Fala Robin colocando sua pasta em cima de sua mesa. Ele arquear a sombrancelha ao perceber o clima tenso. — O que aconteceu?

— O que aconteceu? Aconteceu que que você chegou atrasado. Qual é o problema chega nos horários certo ?— Fala Regina com a voz alterada, Robin a abriu a boca, mas Regina ergueu a mão e negou. — Não fale nada, apenas trabalhe. E na próxima chegue na hora certa.

Regina e Robin se encaram pra alguns segundos, antes da Mills se virar e caminhar ate o banheiro.

— Não a irrite, Regina Mills está terrível hoje. — Fala Mary balançando a cabeça.

*

Regina tirou a blusa manchada pelo líquido do café. Ela passou os dedos na região avermelhada e deu um suspiro de dor. Ela levantou o olhar ao ouvir a porta sendo aberto.

— Regina! — Fala Robin com a voz baixa. Regina o ignorou e passou água na região queimada. — Meu amor, deixe-me ajuda-lá. 

— Não precisa, Robin. Eu estou bem. — Fala Regina ainda com raiva. Robin suspirou e abraçou por trás, ele deu um beijo na bochecha da morena. — Robin, me soltar, eu quero ficar sozinha.

— Entenda algo, Regina. Nada, nada o que você fizer vai fazer eu me afastar. — Fala Robin e ele virar Regina de frente. — Eu gosto de você, Regina!

Regina encarou Robin por alguns segundos e logo o puxou para um beijo. 

Talvez, eu goste de você! — Fala Regina dando um sorriso irônico. Robin riu e a puxou para outro beijo.

👑 Quatro meses de namoro👑

"Sangue! Havia muito sangue e pessoas gritando por socorro, uma neblina escura não deixava Regina o que acontecia de verdade. A mills viu uma placa de longe escrito " Nova Jersey "

Regina acordou em uma pulo, sua respiração estava ofegante, ela passou a mão na testa e sentiu o suor em sua testa. Logo ela sentiu a mão de Robin em sua costa nua fazendo-lhe um carinho.

— Regina ? — Robina a chamou com a voz sonolenta.

— Eu estou bem, foi apenas um pesadelo. — Fala Regina tentando afastar as mãos de Robin de seu corpo. 

— Um pesadelo, venha aqui, meu amor. — Fala Robin e ele puxa o corpo até estarem deitados e Regina deitada em seu peito. — Dorme agarrada comigo, posso até canta para você ate dormir, se quiser é claro.

— Céus, não. Robin, agradeço sua companhia, mas é serio, eu estou bem.— Fala Regina dando um sorriso, mesmo sabendo que Robin nao o veria por causa do escuro. 

— Tudo bem. Mas dorme agarrada comigo ?— Pergunta Robin dando um aperto em seu abraço.

— Eu durmo! — Declarar Regina dando um beijo no peitoral do loiro.

👑 Cinco meses de namoro👑

Robin se mexeu na cama e colocou o braço no lado que Regina deveria dormir e não sentiu nada. Ele rapidamente se sentou na cama e viu Regina sentada com um pote de sorvete entre as pernas assistindo um filme na televisão. Robin resmungou e voltou a se deitar na cama. Regina virou um pouco o rosto e olhou rapidamente para o loiro e logo voltou a olhar para a tela na sua frente. 

— Por que esta acordada?— Pergunta Robin dando uma olhada rapida no celular para saber a hora. — São três da manhã. Céus, Regina. Amanhã, quer dizer, daqui algumas horas precisaremos estar na prefeitura. 

— Eu sei, Robin. Só que eu não tenho sono, não vou dormir. Quer dormir ? Durma. — Fala Regina fazendo um pequeno bico. Robin se preguiça e se senta na cama e da um beijo sonolento na bochecha de Regina. 

—  Qual é o problema? Esta com dor? O remédio para cólica acabou? — Pergunta Robin observando Regina. A mills negar. — Ah, meu amor. Deita na cama, eu faço uma massagem nas suas costas.

— Não precisa, eu estou bem. — Fala Regina virando o rosto e dando um selinho demorado no mais velho. — E suas massagens são horríveis! 

— Regina! — Fala Robin dando um olhar repreendendo e ao mesmo tempo ofendido. 

— Não se sinta mal, você é bom em muitas outras coisas. — Fala Regina dando um leve sorriso. Robin balançar a cabeça e segura o rosto da mais nova e a beijar. 

Robin se afastar quando sente algo gelado em sua coxa. Ele olhar para baixo e ver o sorvete derretendo. Regina da uma risadinha e ele a encarar.

— Desculpa! — Fala Regina, mas seu sorriso debochado deixar claro que aquilo não era verdade.

👑 Sete meses de namoro👑

As mãos de Robin estavam presas na cabeceira da cama, e o mesmo nu em cima da cama. — Após muita conversa, Regina e Robin decidiram testa praticas sexuais novas. — Robin engoliu o seco ao ver a Mills entrar no quarto. Regina usava uma lingerie preta. — Sutiã calcinha cinta-liga meia 7\8. — e seus cabelos estavam soltos com leves cachos nas pontas. 

O que foi, querido? — Fala Regina caminhando lentamente até a mine caixinha de som ali e a ligado. 

— Regina, venha cá, por favor. — Pediu Robin devorado Regina pelo olhar. 

Muito apressadinho, senhor Locksley! — Fala Regina com uma voz sexual. A Mills caminha até Robin e se sentar em se colo. — Melhor assim, Robin?

Regina deu uma lenta rebolada em cima do membro de Robin e o mesmo fechou os olhos suspirou.

Olhos abertos, meu amor! —Fala Regina segurando o rosto de Robin com a mão e ela roçar seus labios aos dele, sem beijar-lo de fato.

Robin tentar ergue seu corpo para mais perto de Regina e ele soltar um suspiro frustrado quando não consegue. Regina da uma risada debochado e tocar o corpo do loiro, ora apenas passando a mão, ora arranhando. 

Eu gosto muito do que vejo, Locksley. — Fala Regina abaixando o corpo e ela distribuir beijos pelo peitoral do loiro e logo passar a mão por toda a região. 

— Regina! — Robin fala em um fio de voz. O loiro estava quase para enlouquece, ele amava o corpo dela, amava toca-lo, beijar-lo, chupa-lo e nada daquilo poderia fazer. — Deixe toca-la, só um pouquinho.

Quebra-tempo.

Regina se jogou ao lado de Robin com a respiração ofegante. O peito de Regina descia e subia tentando se recuperar. Robin a olhou e riu do estado da Mills, ele não estava diferente dela.

— Eh-Esse. Com certeza foi. O melhor sexo. Que já fizemos. — Fala Regina separadamente, Robin rir balançando a cabeça concordado.— Devemos fazer mais vezes!

— Concordo plenamente. Mas na próxima gostaria de experimentar minhas habilidades de dominar. — Fala Robin, enquanto se deitar de lado e apoia a cabeça no braço. 

— Eu gostaria muito de conhecer as habilidades de dominar de Robin Locksley! — Provocar Regina dando um rápido selinho no loiro. 

👑 Nove meses de namoro👑

Regina se jogou no sofá com uma expressão chocante. Ela ainda não podia acreditar no que acabara de acontecer com Cora Mills. Regina havia indo "visitar" Cora, quando o médico que tratava Cora lhe informou que Cora Mills havia entrando em coma, após uma parada cardíaca. 

Coma! Essa palavra se repetia frenquentemente em sua cabeça. Regina sabia que era a culpada pelo coma de sua mãe, mas apesar disso ela não conseguia sentir culpa ou remorso. Regina apenas sentia pena e não era de Cora, e sim de Killian: Ele ficaria arrasado. Regina perdeu a respiração em pensar no estado que seu irmão ficaria em saber da noticia. 

Regina "acordou" ao ouvir a porta da frente se bater. Robin havia chegando. Regina se levantou rapidamente e o encarou. O loiro caminhou ate a namorada e percebeu o semelhante dela distante.

— Ei, amor! — Fala Robin com uma voz suave e Regina o abraçou. — Tudo bem, meu amor. 

Robin não estava entendendo nada, mas preferiu fica no escuro do que fazer perguntas inapropriadas para aquele momento. O Locksley apenas abraçou a namorada forte e lhe deu um beijo em sua cabeça. 

👑 Onze meses de namoro👑

Regina deu um tapão em sua coxa, onde o mosquito a havia picado. Ela soltou um resmungo de raiva. A Mills estava com muita raiva por estar acampando na floresta. Maldita transa de concordância! Pensou Regina. 

— Pronto, a nossa barraca esta montada. — Fala Robin transmitindo na voz a sua felicidade por estar ali. Logo seu sorriso muchou ao ver a expressão de Regina. — Regina, você não esta feliz! Você não gostou, né?

— É, eu não gostei porque eu não gosto de mata ou qualquer outra coisa que envolva mato. — Fala Regina com uma expressão descontente. — Eu ficaria feliz ficando em casa com você, só eu e você nus.

—  Eu sei, Regina, mas pensei que poderíamos fazer algo juntos, sem ser na cama. — Fala Robin enquanto fazia uma carícia nos braços da morena. — Deveria ter pensando mais, você não curte essas coisas.

Poxa, Robin! Não fique assim, sei que a sua intenção foi a melhor. — Fala Regina revirando os olhos. — Eu posso fazer algum esforço e aguento algumas picadas.

— Sério, Regina ?— Pergunta Robin com os seus olhos pidões, Regina sorrir e assentir. — Ah, que ótimo!!!! Tem uma cachoeira muito boa aqui perto, aceitar da um mergulho com o seu namorado bonitão?

Regina gargalhou e puxou Robin e o beijou. Em um beijo calmo e delicado.

*

Robin se despiu e ficou apenas com a sua cueca branca, ele deu uma rapida olhada na Regina e ela o observava com um sorriso malicioso. Regina parou na frente de Robin e tocou-o seu peitoral. Ela era louca pelo aquele corpo! Louca pelo aquele homem! 

— Robin!  — Sussurrar Regina fazendo uma carícia no peitoral do loiro. — Você é maravilhoso, em todos s sentidos! 

Robin sorriu e roçou seus lábios nos de Regina. 

— Você também é maravilhosa, em quase todos sentidos!. — Fala Robin e ambos riem. — Mas apesar de tudo, eu nunca mudaria nada em você. 

Regina sorriu e levemente suas bocas se encostaram e assim começou o beijo lento e apaixonado, suas línguas acariciavam uma a outra buscando cada pedacinho da boca do outro, o beijo foi ganhando um pouco mais de velocidade. Robin interrompeu o beijo com mordidas no lábio inferior de Regina.

— Eu estou apaixonado por você! — Fala Robin num sussurro e Regina ficar em estado de choque.


Até os mais sombrios

Podem amar!

Até quando ?

Não sei! Sempre há uma barreira!


Notas Finais


Então, é isso.

O próximo ja volta o capitulo normal, sem mais especiais!

Até breve!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...