1. Spirit Fanfics >
  2. Histórias de terror para não dormir >
  3. Minha conversa com o diabo pt1

História Histórias de terror para não dormir - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Meu Cell tava descarregado por isso demorei pra postar (se segura que essa é grande)
Boa leitura

Capítulo 7 - Minha conversa com o diabo pt1


Fanfic / Fanfiction Histórias de terror para não dormir - Capítulo 7 - Minha conversa com o diabo pt1

Eu sempre me importei com bens materiais, de que adianta não ter nada na vida não é mesmo? Eu quria riquezas, poder, mulheres, nada dessas merdas espirituais.

Fui criado em uma família pobre, mal tínhamos dinheiro para refeição, era uma droga. Mal esperava para fazer dezoito anos e começar a ganhar dinheiro, não sabia como, mas de alguma forma eu ganharia.

Eu não me importava com os estudos, eu sabia que algo grande estava a minha espera. Eu sabia que um dia eu seria rico, muito muito rico, eu tinha 16 anos, a vida ia muito mal. Um emprego lixo, morando na casa dos meus pais, correndo o risco de ser despejado por eles.

Até que eu lembrei de algo que alguém me falou, um amigo meu do colégio me disse que queria vender-se ao demônio. Foi aí que eu me decidi. 

Fiz o ritual diversas vezes, estava sem paciência para isso, até que desisti dessa merda toda. Uns dias se passaram e eu já havia esquecido, eu estava me preparando tranquilamente para dormir quando ouço batidas em minha porta, era tarde, então apenas olhei pelo olho mágico (sla como chama), um senhor lá fora, um homem branco de cabelos loiros um pouco grisalhos, não parecia ter mais de 30 anos, usava um terno preto e um chapéu cor de corvo.

Era um pouco mais de meia noite, meus pais estavam dormindo, decidi perguntar o que ele estava fazendo em frente a minha casa.

–olá, quem é você?- falo após abrir a porta

– olá Marcos- disse o homem entrando em minha casa como se já conhecesse o local– você que estava a minha espera, certo?

–como sabe meu nome? Quem é você?- digo um pouco assustado, já que não lembrava de muita coisa

– você me chamou aqui, foi até a encruzilhada, fez rituais. Já se esqueceu?- disse ele se sentando na mesa da cozinha

Nesse momento as peças começaram a se encaixar, minha mente clareou e pude saber quem era ele.

–você é bom diabo?- perguntei me aproximando e me sentando também

– finalmente se lembrou- disse com um sorriso

–eu não entendo, por que só apareceu agora?

–não está feliz em me ver? Posso te dar tudo que quiser, dinheiro, respeito, reconhecimento. Tudo a um único preço

Continua...



Notas Finais


Não estou lá com muita criatividade para isso, a continuação sai amanhã


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...