1. Spirit Fanfics >
  2. Histórias Excitantes >
  3. Série I

História Histórias Excitantes - Capítulo 1


Escrita por: e DonodeJulia


Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 1 - Série I


Ele me comia com olhos, como se me quisesse em cima dele. Quem diria que esse chefao teria esse lado... tao impaciente e ansioso. Sentei em cima dele, e fiz questão de roçar em seu membro, fazendo ele palpitar de prazer.

—Tire a roupa!

—Por que?— o provoco.
Ele me agarra pelo pescoço com suas mãos firmes e eleva minha cabeça para sima, e abre minha blusa para ver meus seios.

—Porque to mandando!— responde os admirando.

Ele me solta e espera que eu as tire, mas me nego.

—Tira você— rebolo em sua intimidade que continua piscando.

Ele sorrí malicioso, me firma pelos cabelos e me poem d joelhos em sua frente, se levantando da cama. Olho para ele maliciosadora e ao mesmo tempo inocente. Impaciente ele abre o ziper da calça e puxa o seu enorme membro para fora e sem deixar argumentar, me afunda até o fim, enquanto geme de satisfação.

—Engole essa porra!

O encaro e subo e desço com a boca, massageio suas pernas e empino a bunda, para que o deixe mais louco ainda, ele acaricia meus cabelos, cmo se estivessse prestes a puxar em qualquer momento, o que me deixa mais excitada ainda.

—Puta gostosa! 

Gemo em resposta, gemo e chupo.

Ele me afasta e puxa meu cabelo e seu pau voa da minha boca, e empurra tudo até eu sentir suas bolas, fazendo movimentos rápidos e agressivos de vai e vem na minha boca , me fazendo quase engasgar de tanta força. Quando ele percebe, me arranca de lá, vê meus olhos brilhando e uma lágrima escorre, e me empurra denovo, mas com mais força, até eu não aguentar mais.

—Levanta! 

Obedeço.

—Tira tudo!

—Tira você!- rio divertida por estar o provocando e dando certo.

Ele cola em mim por trás e me segura pela cintura, e posso senti-lo, ele está muito duro. Ele empurra minhas costas para frente, deixando minha bunda esposta. Agarro minhas mãos no travesseiro, ansiosa e fecho os olhos equanto sinto ele, e imagino ele dentro de mim.

Ele levanta a mão e me dá um tapa na bunda, me fazendo gemer. 

—Doeu?— pergunta com voz grossa.

—Nao doeu!

Ele levanta a mão mais alto e me da outro, bem mais forte, me fazendo gemer gritando. Me puxa pelos cabelos até ele e pergunta no meu ouvido bem baixinho.

—E agora? Doeu?

—Doeu— me entrego.

Da um tapinha na bunda e me vira de frente me jogando na cama.

—Eu disse duas vezes para tirar a roupa. Agora eu vou tirar!— sua voz furiosa por estar louco para me foder, está me deixando impaciente. 

Com força, ele rasga minha blusa e massageia meus seios violentamente. 

Vem por cima de mim e cheira meu pescoço inteiro, o agarro pela cintura e deixo marcas com minhas unhas nas suas costas. 

Finalmente ele me beija, violento e ofegante, eu o devoro com os lábios, querendo mais e mais, provocando ele vem ate meus lábios e sai antes que eu possa toca-los com os meus, deixando minha boca com vontade. Ele desce e lambe meus mamilos, seus dedos percorrem meu corpo, e começa a brincar com minha buceta, colocando vai e vem com um dedo, mas o suficiente pra me fazer ofegar de prazer.

Ele desce me cheirando e dando bocadas até ela, e começa a mexer sua língua pelo meu clítores, ao redor e nele, me obrigando a gemer sem parar. Estabelece dois dedos, e agora mais um enquanto chupa me fazendo revirar os olhos e... ter... um...

                                                   ***

Tremo sem parar, sentindo cada segundo de prazer em meu corpo inteiro, me preparando para a maior... mas ele para, e beija minhas pernas.

O olho doida, querendo que ele continuasse, implorando com os olhos para não parar, mas ele sorrí e me arrasta para a beira da cama com as per as abertas, na altura certa de seu pau.

Ele me olha mordendo os lábios, e eu me ofereço piscando minha buceta.

Me penetra vagarosamente, e é nesse momento que a onda... vem...

Tremia e suava, e desgustava o prazer imenso que invadia meu corpo e minha mente. Enquanto isso, ele almentava a velocidade e a força, fazendo sua bolas bater na minha bunda.

Revirava os olhos de tanto prazer, pois seu membro esfregava meu ponto de prazer.

—Bate uma! 

—Eu... ah! Eu...ah!

—Só bate porra!

Larguei uma mão do lençol e comecei a esfregar meu clítores quanto cada vez ele metia mais força e mais velocidade. Seu suor pingava em mim e o meu escorria como água, sua expressao indicava prazer, muito prazer, o que me deixava mais ecxitada ainda.

Não consigo evitar gemer, meus olhos reviravam e eu amo os solavancos e sua respiração de puro prazer. Está lisa, pois ambos estamos vertendo excitação. 

Conforme vou batendo e ele vai socandox, sinto cada vez mais prazer, e uma... segunda... vez... 

Reviro os olhos ademoniadamente. Ele me enforca e da um solavanco com toda força dentro de mim, até perdi a razão.

—Quer quicar?

—Quero!— gemo.

Ele se joga na cama do meu lado e me ajuda a subir em sima dele, e começo a cavalgar, olho nos olhos e aproveito o prazer, assim como ele se ofega pelo mesmo motivo, cada vez mais. Isso deixa claro que ambos estamos quase lá.

Sentava com força, e agora resolvi almentar a velocidade fazendo ele gemer.

—Quer minha porra?— diz sem fôlego. 

Murmúrio que sim.

—Minha puta!

Quando vejo que ele está quase lá, brinco com a bunda só com a cabeça de seu pau, deixando-o queimar de prazer.

Eu paro, me coloco de quatro na cama e empino a bunda esperando ele, me respondendo com um sorriso de pura malícia e voando em mim, fodendo igual uma máquina. Gememos juntos sem parar, sem aguentar segurar.

—Mais rápido!— grito de prazer.

Ele agarra meus cabelos e me fode mais rápido ainda.

—Eu vou gozar! Eu vou gozar!— ele geme.

—Tira!— gemo desesperada.

—Não porra!— diz serrando os dentes.

—Tira!

—Cala boca vadia!— agarra meu pescoço e me enforca.

Sem poder falar, ele goza dentro de mim, e sem resistir mais sinto lá no fundo, seu prazer.

—Eu... Gozei!

Mecho minha bunda pra frente e pra trás vagarozamente para que ele saboreie as últimas gotas de prazer. 

Ele tira e olha nosso gozo escorrer pela minha buceta e mete o dedo com toda velocidade, me fazendo gozar deliradamente.

—Lambe— ele segura seu pau e espera que eu o faça.

Eu sento e chupo suas últimas gotas de gozo.

—Quero foder ainda— diz ele decepcionado.

—Eu nunca disse que queria parar.


Notas Finais


♡Seguimos de volta♡
♡Não esqueça de deixar sua opinião ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...