1. Spirit Fanfics >
  2. Histórias Infinitas, parte 12 - Gojo x Itadori >
  3. A partir daqui, eu farei o resto.

História Histórias Infinitas, parte 12 - Gojo x Itadori - Capítulo 1


Escrita por: AppleSky

Notas do Autor


Foi nem falar nada ksksk

Capítulo 1 - A partir daqui, eu farei o resto.




Yuuji não sabe quando toda aquela paixonite de Satoru por ele começou, talvez sempre estivesse lá e por se tratar de um pequeno garotinho ele nunca prestou atenção mas palavras de devoção da criança para com ele, mas quando Satoru passou de seu 13 anos as coisas ficaram um pouco mais claras, o garoto estava se tornando um homenzinho então ficou impossível ignorar os elogios sugestivos que lhe mandava.

"O Yuuji-Kun está cada dia mais lindo"

"Você fica tão lindo nessa saia, Yuuji-Kun"

"Quando eu ficar mais maior que o Yuuji-Kun, nós iremos iremos ficar juntos, como um casal"

Essa e várias outras frases foram ditas por Satoru conforme ia crescendo, Yuuji apenas achava fofo como a criança o adorava e achou que quando ele crescesse seu contrato acabaria e ele não seria mais necessário para cuidar de Satoru, mas por insistência do mesmo seu contrato foi renovado por mais longos 5 anos.

"Nesse tempo irei fazer o Yuuji-Kun se apaixonar por mim então ele nunca irá embora"

Dizia o garoto, por achar e fofo por realmente gostar e querer cuidar dele Yuuji aceitou a renovação do contato e ficou, ele só não esperava que o que Satoru disse realmente viesse a acontecer, a fofa criança foi crescendo e se tornado um lindo jovem, alto e com um físico incrível graças aos constantes exercícios que realizou por 3 anos .

"Eu preciso ser forte e bonito para cuidar do Yuuji-Kun e então retribuir tudo que ele dês por mim durante tanto tempo, você vai ver serei muito mais alto que você"

E ele estava certo, hoje aos recém completados 18 anos Satoru ostentava seus 1,87 de altura quase chegando aos 90, o jovem de esforçou um bocado para conquistar Yuuji, atencioso e romântico, não que ele precisasse de muito para conquista-lo, mas tudo isso ajudou, ver a fofa criança se tornar um lindo homem foi muito para o coração de Yuuji que logo se rendeu a paixão que negava existir.

Nesse mesmo instante, no quarto escuro com apenas a luz branca da lua entrando pela janela, Yuuji colocava um imenso esforço em seus dedos cansados, com cuidado, enfiava os dedos médio e anelar em seu interior molhado pelo lubrificante e mordia a tecido da saia curta, um pequeno presente de Satoru para ele naquela noite, um vestido de empregada para se usar exatamente em situações sexuais, como era um presente de Satoru e porque queria agrada-lo o rosado vestiu mesmo que estivesse sentindo extrema vergonha, mas isso já não importava, estava sentado no colo nu de Satoru enquanto preparava sua entrada para o ato da noite, ele e Satoru teriam sua primeira noite de amor.

-- Yuuji, se você demorar tanto eu mesmo vou te alargar com meus dedos. -- Disse o albino enquanto apertava a bunda redonda e macia do rosado.

Satoru já estava duro feito pedra e a visão magnífica de Yuuji não ajudava em nada, ele estava especialmente lindo aquela noite, talvez por nunca tê-lo visto daquela forma antes, o lindo jovem em roupas curtas de empregada, respiração ofegante e sortudas gotas de suor escorrendo pelo rosto de traços delicados e joviais, a boca de lábios rosados se encontrava com dentes cerrados mordendo a saia, o pênis avermelhado e pulsante estava a mostra e se encontrava erguido enquanto  escorria uma fina linha prateada que brilhava na fraca luz.

-- E-Eu já ... Terminei, Satoru... Eu, irei colocar dentro agora.-- Disse com a voz falha pelo cansaço.

-- Mas já tão cansado meu amor? A noite nem começou ainda. -- Sorriu provocador.

-- Satoru, você é muito animado, eu não sou mais tão jovem então me canso rápido. -- Dizia Yuuji enquanto segurava o pênis latejante do albino e o guiava para sua entrada molhada.

-- Ah, bobagem Yuuji, você está exatamente do mesmo jeito que eu me lembro de quando eu era pequeno, só mais delicioso. 

-- Hmmm S-Satooru ah...

Um único gemido alto saiu por entre o lábio brilhantes por saliva que logo depois foram castigados por mordidas, o albino levantou o tronco ofegante e abraçou rosado pela cintura e depositando um beijo em seus cabelos.

-- Você foi bem querido, não se preocupe, quero que aproveite cada momento dessa noite, e grite a plenos pulmões por meu nome, deite, a partir daqui, eu farei o resto. -- O albino disse enquanto o deitava na cama sem sair de dentro do interior quente que engolia seu membro o impedindo de sair.

-- S-Satooru, isso é bom... Aahh, forte, faça mais forte por favor...

-- Não precisava nem pedir, Yuuji.

Abraçou o corpo menor que o seu enquanto beijava o lábios, explorou cada pedaço da boca do outro com gosto, se colocou lá como o dono do lugar, chupou lenta e deliciosamente a língua de Yuuji a colocando inteira em sua boca e repetindo o processo ao mesmo tempo em que começava a estocar seu membro no buraco pulsante de Yuuji.

Tantos anos desejando aquele homem, tantas noites de sonhos molhados e masturbação insaciável pensando no dono de madeixas com rosa, o sonho se tornou real, finalmente estava ali com seu amada, abraçando e sendo abraçado, beijando e sendo beijado, metendo fundo e forte, acertando sua próstata e proporcional um prazer insano ao homem abaixo de si que jogava a cabeça pra trás enquanto seguia seu conselho de gritar a plenos pulmões chamando por ele.

-- Aaahhhh Satoru! Ah, aí, aí mesmo... Nesse lugar, aah tão bom...

-- Eu achei, o lugar especial do Yuuji, ahh, você é tão gostoso meu amor, tão, tão lindo, tão perfeito aaaah sim, meu, meu Yuuji...-- Falava entre os esforço de pegar as coxas grossas do rosado as colocando sobre seus ombros enquanto entrelaçava os dedos das mãos um com o outro, metendo forte no outro sem pausa. -- Yuuji, eu tô tão feliz meu amor aah eu... Te amo tanto Yuujii...

-- Satoru eu aaaahh... Eu estou apaixonado por você eu... Eu também te amo Satoru!

-- Yuuji...

Depois novamente os lábios com os do rosado, a excitação indescritível em ambos e o amor aquecendo suas entranhas, um calor acolhedor e gostoso, mais poucas estocadas e Yuuji gozou em sua própria barriga com seu pênis não tendo sido tocado uma única vez aquela noite, Satoru sorriu admirando a bela visão e forçou seus quadris a irem mais rápido até que gozou dentro do rosado, cansado e ofegante se deitou ao lado Yuuji ainda uma mão entrelaçada ao do rosado.

--Yuuji, eu te amo. Muito, muito, muito mesmo, sempre te amei. -- Disse olhando admirado para o rosado cansado e de olhos lacrimejantes ao seu lado.

-- Satoru, eu também. Também amo você , muito.

Um beijo de Yuuji foi depositado nos lábios do albino, nada provocador ou com luxúria, apenas o doce amor de um para o outro.






Notas Finais


Realmente amei escrever esse final
SUMIDÃO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...