História Histórias macabras - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 9
Palavras 252
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Orange, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - Luffy, o colecionador de crianças.


Fanfic / Fanfiction Histórias macabras - Capítulo 15 - Luffy, o colecionador de crianças.

Luffy era um homem sozinho. Sempre teve um fascínio por crianças e gostava também de brincar de bonecas. Porém, não gostava de sentir-se só; precisava de alguma companhia. Então, ele decidiu trabalhar com o público infantil. Tinha apenas um objetivo: raptar crianças. No início, foi bastante fácil, mas conforme a quantidade ia aumentando, não conseguia controlá-las.

Certo dia, em uma de suas "brincadeiras", algumas crianças começaram a chorar, pois estavam com muita fome. Luffy decide então fazê-las parar, mas não obteve sucesso algum e partiu para a agressão. Após assassiná-las, ele percebeu que um silêncio pairava sobre o local. Sendo assim, poderia brincar livremente, sem que fosse incomodado. Decide então matá-las e colocá-las em uma estante para que servissem como uma "plateia".

Ninguém desconfiava. Achavam até que ele fosse um bom homem e que servia de exemplo para a cidade. Em seu aniversário de sessenta anos, ele realizou uma festa em sua casa. Convidou todas as pessoas da cidade, inclusive os pais das tais crianças desaparecidas.

Certificou-se de que não havia como alguém ter acesso à sala onde tinha escondido as crianças. Havia colocado-as em seu porão. Porém, para sua infelicidade, esquecera de fechar a porta com o cadeado. Um jovem rapaz, andando pela casa e explorando-a, encontrou a sala. Ao abrir a porta, espantou-se e logo após gritou. Todos foram até ele e ficaram perplexos com o que haviam encontrado: estavam lá as crianças em decomposição, colocadas sobre as prateleiras.

Luffy não consegue ao menos fugir. Ele é morto ali mesmo por seus próprios vizinhos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...