História Histórias macabras - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 10
Palavras 509
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Colegial, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Orange, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 18 - Premonição Macabra


Começaram a acontecer alguns eventos estranhos em minha vida. Na verdade, eles se iniciam depois de alguns pesadelos que repetem-se várias vezes, até finalmente se tornarem reais.


O primeiro pesadelo foi com a morte do meu irmão mais velho. No sonho ele estava comigo, o assustador era que ele se encontrava sem cabeça. Eu podia ver o sangue saltando de seu pescoço e as palavras saindo dele como se ainda tivesse uma cabeça.


Esse sonho se repetiu por dias, até que eu fiquei sabendo que o meu irmão sofreu um grave acidente enquanto trabalhava dirigindo um trator. Ele caiu do veículo e as grandes rodas esmagaram a sua cabeça, só deixando os miolos ao chão, igual manteiga derramada.


No momento parecia que era coincidência até que aconteceu novamente. O meu companheiro de bebedeira foi a próxima vítima. Em meus pesadelos, eu comecei a sonhar com o Charlie em um parque alimentando alguns pombos. Charlie larecia estar em paz, rindo e jogando milho às aves. É quando ele se levanta e faz uma expressão de pavor, levantando a camisa. Em seu corpo aparece várias perfurações que começam a sangrar, até que Charlie cai morto em meio aos pombos que começam a devorar o seu corpo.


Esse pesadelo ficou me atormentando por dias. Eu até tinha que fingir que estava tudo bem enquanto estava ao lado do meu amigo Charlie. Eu sentia como se estivesse falando com um cadáver. Era noite de quarta-feira, eu estava saindo do meu trabalho e sou informado pelos meus companheiros que Charlie tinha acabado de ser assassinado, com vários golpes de facas em uma praça, quando resistiu a um assalto.


Minha vida acabara de se transformar em um inferno. Eu sabia quando alguém iria morrer antes mesmo de acontecer, isso fazia com que me sentisse como se eu fosse um verdadeiro monstro! Eu não enxergava mais as pessoas, via os seus rostos como caveiras. Vendo a verdadeira morte caminhando e falando comigo.


Essa onda de pesadelos me fez de vítima. Comecei a ser atormentado com um sonho. Nele, eu acordava com o toque do meu despertador para ir trabalhar. Tomava banho e comia algo. Tudo normal até o momento, quando eu pegava minha pasta para sair de casa, colocava a mão na maçaneta da porta e girava a mesma para abrir. Nesse momento, eu sou atingido violentamente com um golpe de machado em minhas costas, na verdade são vários golpes. Eu chego a cair ao chão sangrando muito, quando eu olho para quem é o meu agressor. Eu não acreditava, era a minha própria mãe, atacando-me com um machado. Enquanto dilacerava o meu corpo em vários pedaços, dava gargalhadas.


Chega um momento em que eu já não confiava mais em minha mãe. Isso fazia com que eu não dormisse mais, pensando naquilo. Não tenho escolha, eu sei que esse pesadelo irá se tornar realidade como os outros, decidi fazer algo. Vou a cozinha de minha casa, e procura a faca que é usada para cortar carne. E sigo em direção ao quarto da minha mãe, abro a porta e a encontro  dormindo e...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...