1. Spirit Fanfics >
  2. Histórias Que Tenho Medo de Contar >
  3. Ônibus

História Histórias Que Tenho Medo de Contar - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Isso acontece com muitas pessoas.

Capítulo 1 - Ônibus


Fanfic / Fanfiction Histórias Que Tenho Medo de Contar - Capítulo 1 - Ônibus

Ônibus lotado, eu suspirava forte enquanto o via se aproximar da parada, sabia do quê poderia estar por vir, afinal, minha aparência não é das mais másculas que existem. Eu adentro o ônibus, logo sentindo o peso de uma tonelada sobre meus ombros, vários olhares em minha direção, por acaso estão em dúvida? Eu realmente me odeio, odeio minha aparência, e odeio meu corpo.

(Cuxixos... Cuxixos... "Quem é essa pessoa?"... Cuxixos...)

Alguém se levanta, anda um pouco, parecia estar conversando com alguém, e finalmente, o que eu temia aconteceu, ele para atrás de mim, eu suspiro, batendo o pé enquanto tentava me acalmar. Nas lombadas em que o ônibus passava, ele ousava se encostar em mim. Eu? Como garoto calmo que sou, aguentei por mais uns minutos, chamei o motorista.

Motorista? Por favor... 

Faço sinal para ele olhar pra trás de mim, ele simplesmente troce a boca e balança a cabeça, eu suspiro, decepcionado.

O homem volta a me passar a mão, mas dessa vez, eu tenho uma reação, dando um soco na mão dele. Ele disfarça e olha pra cima, parece que até que enfim ele vai parar. Mas dessa vez foi o auge:

 Ta afim de diversão, gatinha?

Eu seguro o impulso de rir, me virando pra trás e dando um empurrão com toda minha força no assediador, que claramente estava surpreso com aquilo.

 Ta achando que eu sou indefeso? Filho da puta, você acha legal isso que você tava fazendo? Ele tava passando a mão em mim pensando que eu era menina, podem trocer a cara, queria ver se fosse com alguma filha de vocês!

Solto minha mochila no chão, me jogando encima dele, enquanto o socava. 

(Socos, socos, socos... Sangue se espalhando pelo chão do ônibus)

Eu realmente queria matar ele, mas o motorista decide reagir e me tirar de cima dele, enquanto ele rastejava pra trás como um cachorrinho indefeso.

 Se eu souber que você ta assediando mais alguém eu vou atrás de você, e vou lhe caçar, toda a sua família vai sofrer com isso, e você vai morrer!

O motorista abre a porta e manda ele sair, enquanto as pessoas que estavam apenas olhando começam a me "aconselhar":

"é normal"

"Homem bêbado é assim mesmo"

"Mas a sua aparência não ajuda também"

"O culpado é você"

...


Notas Finais


Meninas, se alguma de vocês sofrem, ou sofreram com isso, não exitem em procurar ajuda. Vão a uma delegacia, façam um boletim, a polícia vai caçar quem a fez. Não sofram caladas, eu imploro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...