1. Spirit Fanfics >
  2. Histórias que você não acreditaria. >
  3. A raposa.

História Histórias que você não acreditaria. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


sla fds tmb

Capítulo 1 - A raposa.



"Eu geralmente evito esses  tipos de conflito, porém, há momentos em que não se pode fugir de algo que está dentro de você..."

- ???
06h20min, Segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020
Já era manhã e por natureza, acabei acordando mais tarde, mas isso nunca foi motivo pra estresse logo durante o dia, apenas deixei "seguir o fluxo".
Arrumei minha mochila, vesti minhas roupas e fui para o colégio, como sempre faço todas as manhãs em que eu não acordo uma hora atrasada.
Ainda não me apresentei, não é? Bem...Eu sou apenas uma raposa vermelha, diferente das outras raposas, não sou esquentada e muito menos frenética. Eu acabei de completar meus 15 anos e ainda tenho minha coleção de bonecas Bearnie. Provavelmente você deve ter percebido que não tenho muitos amigos, senão estaria conversando com um agora mesmo e não falando com o meu subconsciente enquanto ouço um tipo de "música cultural".
Bem, essa sou eu.


Depois de alguns minutos, a raposa finalmente chega ao seu destino, mesmo não sendo um dos melhores...

Felino estranho:
— Ah, eae.
Raposa:
— Eae mano.
Felino estranho:
— Não consegue chegar um dia atrasada né.
Raposa:
— Eu tento pelo menos.
Felino estranho:
— Eh, foda. Mas e aí, como tu tá?
Raposa:
— Mais ou menos...
Felino estranho:
— Sinceramente não consigo me lembrar da última vez que disse "tô bem"...
— Ih, vou ter que ir. Falou!
Raposa:
— "Falô".
As aulas a recém haviam voltado, ninguém estava preparado para encarar seis horas longe de seus computadores, celulares ou videogames. Nem mesmo eu estava.
No fim da primeira aula, como de costume, fui até as quadras para comer e para me encontrar com alguém...
Chegando lá, sentei em uns apoiadores feitos de ferro que, por algum motivo ficavam ali. Porém não via ninguém, mesmo sendo dia de treino.
Raposa:
— Hm..Que anormal.
???:
— Toc toc.
Raposa:
— !! 
???:
— Haha! Se acalme, sou eu...
Raposa:
— Leoroa? Por que caralhinhos tu fez isso?
Leoroa:
— Era só pra zuar. Como você está, Raoh?
Raoh:
— Depois dessa, full pistola. E você?
Leoroa:
— Estou bem e não foi pra tanto assim. Eu realmente te assustei?
Raposa:
— Neh..Só um pouco mesmo.
Leoroa:
— Você não parece bem, aconteceu algo?
Raposa:
— Eu nunca estou bem, e não. Não aconteceu nada.
Leoroa:
— Aquele Michelito, como ele está?
Raoh:
— Tá na dele, como sempre. — apenas disse isso pra que pudéssemos encerrar o assunto, afinal já estava me cansando daquela presença esmagadora sobre mim.
Leoroa:
— Entendi...Bem, acho melhor eu ir...
Raoh:
Graças a Deus...
Leoroa:
— Hm?
Raoh:
— "Hm" o que?
Leoroa:
— Nada haha..Até depois.
Me pergunto o que esse cara vê em mim...Mas acho que isso não é assunto pra agora. Melhor voltar às salas.
Durante o caminho até as salas, encontrei o grupo das raposas, fofocando e falando mal dos outros pelas costas, afinal nenhuma delas tem coragem suficiente de falar algo na cara e assumir as consequências. Por ser diferente, a maioria delas não curtem muito isso...Então...
Raoh:
— ...
Raposa mascarada:
— Ei! Você aí!
Raoh:
— Ahn?! Que porra é essa??
Raposa mascarada: 
— Aproveita que está indo para sala e nos traga um refrigerante, ou seja, um para cada uma de nós.
Multidão: 
— Hahaha!
Raposa mascarada:
— Muito obrigada raposinha~
Raoh:
— Olha só, eu não vou pegar nada pra ninguém, levantem essas bundas secas e vão atrás do que querem suas preguiçosas...
Raposa mascarada:
— Vocês viram como ela é obed-
—Pera, o que você disse??
Raoh:
— Eii!!
...
18h58min

Michelito:
— Eh, tu não tá bem.
Raoh:
— E só agora percebeu...? — depois de me encontrar com as raposas e negar o pedido delas, acabamos entrando em um conflito, e para variar...Eu fui a mais prejudicada.
Michelito:
— Bem, nem sempre é fácil lidar com o bullying.
Raoh:
— Ainda bem que você sabe como isso é.
Michelito:
— Sei também como reverter a situação!
Raoh:
— Conta aí.
Michelito:
— Então, é o seguinte...
Depois de muito conversamos, depois de muito ouvir suas historias que não pareciam ter fim, ele finalmente terminou de me explicar o que queria, e sinceramente, foi a melhor coisa que eu ouvi durante o dia todo.

19h12min

Michelito:
— Então, resumindo, é isso.
Raoh:
— ...
Michelito:
— Má tchê! Já são sete horas, melhor a gente voltar pra casa, né?
— Raoh?
— Ta aí mano?
Raoh:
— Zzz...
Michelito:
— ...Filha da p***

02h30

Por algum motivo, lembrava apenas de ouvir Michelito terminar de contar suas historias e mais nada, sabia sobre as raposas, mas antes, não lembrava de nada...
No fim acabei acordando tão tarde que nem a casa arrumei, falando nisso nem sei como fui parar em casa. Até que achei isso:

"Eae mano, krlh tu é uma fdp mesmo, tava te contando os negocio  e tu dorme mano ah n pqp. mas entao, eu tive q te leva pra casa pq tu dormiu, eu sofri pra te levar em casa, tu n é tão levinha assim n.
se cuida.
Michelito."
PS: vai fazer crossfit na praia kkkkk.

Mesmo com aqueles "insultos", eu acabei sorrindo e agradecendo por ter feito um amigo tão bacana como esse cara, sei que existem poucas pessoas assim e a maioria delas vão embora em um piscar de olhos...Sou grata por ter ele como amigo, muito mesmo.
Raoh:
— Bem...Acho que vou voltar a dormir...
Telefone:
*Ring ring!!*
Raoh:
— Hm?
Era uma velha amiga minha me mandando uma mensagem, justo aquela hora...02h30min.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...