História Historias reais de acontecimentos reais - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Personagens Personagens Originais
Visualizações 12
Palavras 765
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa é a historia de amor proibida entre uma bibliotecária e um segurança. TEM BASTANTE CENAS PICANTES

Capítulo 5 - A bibliotecária levadinha


O sol começa a surgir. Os primeiros raios de sol lutam pra manter as nuvens douradas, os postes já se apagam, alguns comércios começam a abrir, a movimentação dos carros ao amanhecer vai aumentando, e você sente a eletricidade da manhã chegar, junto de um vento fino que trás a beleza do dia. Marcia uma jovem que trabalha numa biblioteca local, teve um dia normal ficou trabalhando ate as 6hrs da noite, quando ela estava pronta pra fechar a biblioteca notou que o segurança ainda não tinha chegado, ficou esperando um bom tempo, ate que ele aparece andando todo louco, com o maior cheiro de pinga, Marcia apenas ignorou e se aproximou dele para dá uma advertência no segurança, quando ela já estava abrindo a boca pra reclamar hud inclinou-se e beijou ela, ela tentou impedir mas seu doce beijo a fez querer mais. Ele agarrou o ombro de Marcia e pediu por mais beijos, o volume em seu moletom se tornava aparente e ele se deixou levar pelo momento assim como ela, que inclinou seu corpo em direção a hud pedindo pelo seu toque. O homem que já foi sentando no banco da praça que ficava em volta da biblioteca, agarrou a garota, trazendo-a para o seu corpo, hud começou a despir a Marcia e ela continuava beijando-o sem se importar com os seus atos e ações. Admirou os seios empinados da menina, Marcia mordeu os lábios ao ver que Hud os admirava, ele mergulhou em seus seios, beijando eles delicadamente. Sua mão segurava o seio esquerdo enquanto sua língua deslizava pela pele macia do seio direito, e ela cheia de prazer e sempre provocante soltava gemidos fofos...

Hud segurou a garota pela bunda a botando de cara no banco ela abriu as pernas mostrando que estava sem calcinha, ele passou a mão pelas suas coxas e sentiu ela se arrepiar:

{MARCIA}-vc vai penetrar em mim, Hud?

Hud beijou a menina mais algumas vezes, a língua de ambos se tocavam e ambos sentiam seus corpos ferver, ela o abraçou, beijando o seu pescoço enquanto ele abaixava o moletom como um selvagem, mostrando a sua rola enorme e peluda diante dela. Marcia tocou a rola dele e começou alisa-la, com seus dedos finos, a sua mão nem fechava ao segurar aquela rola comprida e larga, e cheia de pelos parecendo a de um animal. A excitação e curiosidade subia á cabeça de Marcia que não conseguia mais se conter, precisou cair de boca naquela monstruosidade cheia de veias, saltou no chão e ajoelhou diante do monstro peludo, e meteu a boca. O difícil seria encarar aquele cacete, agarrou ele com a mão cheia e abriu bem a boca, e então o colocou dentro, lambendo a cabeça e encaixando-o para dentro, mas a rola era muito maior do que ela havia imaginado e o seu plano de coloca-la em sua boca por completo era impossível, colou a cabeça inteira dentro da boca e nada mais entrava, ela tentou por mais um pouco mas seus olhos lacrimejaram e ela engasgou! Hud a puxou para cima e sentou-se no banco:

{HUD}- senta aqui senta.

Marcia deu as costas e empinou bem a bundinha, sentou no colo de Hud com delicadeza, o homem a quem lhe servia assento agarrou os seios dela com força, amassando-os e mostrando a ela como é o toque de um macho alpha, ela começou a sentar em sua rola, porém com tanta dificuldade que quase gritou de dor. Apesar de ser virgem nunca tinha passado por aquilo.

{HUD}- vc aguenta doçura? 

Ela tentou relaxar o corpo e sentar-se novamente em sua rola, colocou a glande imensa do cacete do segurança dentro de sua xana e gritou de dor e prazer ao mesmo tempo, a mistura de sentimentos, de prazer e de dor consumiu toda a sua mente, ele a levantou:

{HUD}-vou te mostrar como faz.

Ele abre as pernas de Marcia, levantando para o alto, hud montou nela e deu uma cusparada no seu pau pra lubrificar, foi logo metendo a vara dentro da gruta ensopada de Marcia, que gritou de prazer novamente, ele agarrou o pescoço dela a prendendo no chão da praça com tanta brutalidade metia mais e mais nela, ela mordia o seu labio com muita força que chegava a marcar, nada poderia salva-la daquela rola imensa e peluda de monstro selvagem que estava quase partindo ela em duas, o pinto do Hud entrava por inteiro nela, ele metia com tanta agressividade que fazia Maricia soltar gritos altos, ate que escutam a voz de alguem:

{???}- EI, OQUE ESTÃO FAZENDO AI????...........

 


Notas Finais


vamo fuder geral


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...