1. Spirit Fanfics >
  2. Hit And Run - Taekook >
  3. Five: I Hate You

História Hit And Run - Taekook - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Five: I Hate You


Fanfic / Fanfiction Hit And Run - Taekook - Capítulo 6 - Five: I Hate You

Jeon se encontrava sentado não muito longe do Kim, enquanto comia o famoso macarrão em copinho. 

Ouvir o mais velho resmungar e falar o quanto infantil estava sendo, era irritante.

Era irritante para caralho.

O mais novo revirou os olhos deixando a comida de lado olhando seriamente para quem tanto estava a irritar sua mente.

- Será que dá para fechar essa boca? 

Jungkook perguntou entediado.

- É sério eu não suporto mais ouvir até a sua respiração. Aigoo!

Jungkook completou bufando em seguida.

- Se não me suporta mais, é só me soltar. Mas aparentemente, você não usa a sua linda cabecinha.

Taehyung sugeriu sorrindo breve.

- Você acha que eu nasci ontem? Eu não sou idiota, Taehyung. Acha que eu vou te soltar e vamos todos seguir nossos caminhos? Oh não. Eu sei que vai dizer para os policiais que eu me escondo aqui e quê na primeira oportunidade irá me pôr atrás das grades. 

Jungkook disse sério se levantando.

- Você pode ser irritante. Mas eu irei ganhar uma boa quantia por ter você vivo. 

Jungkook completou sorrindo breve em seguida mordendo o lábio inferior.

Kim engoliu em seco.

- Como é, Jungkook?!

Taehyung perguntou confuso e totalmente assustado por dentro.

- Não se faça de desentendido, Taehyung..

Jungkook riu baixo.

- Você sabe que a maioria dos ladrões por aqui lhe odeiam. Você pode prender eles com muita facilidade, mas a mim não. Por isso, irei ganhar uma quantia X por ter você vivo. 

Jungkook respondeu se aproximando de Taehyung.

- Eu peguei você. 

Jungkook sussurrou com os lábios próximos ao de Taehyung logo se afastando novamente.

- Você não presta nem um pouco.

Taehyung disse totalmente desacreditado nas palavras de Jungkook.

- Você muito menos. 

Jungkook retribuiu sério mas de maneira simples.

- Pelo menos eu sou um polícial. Tenho uma profissão de respeito. E você? Um garoto de programa que da noite pro dia resolveu odiar todo mundo e virar um ladrão de merda? Por favor, Jungkook. Se toca. Admita que você mesmo odeia tudo isso. Apenas, faz isso para se sentir melhor. Mas acredite, você não é melhor que eu. Diferente de você, eu posso mostrar minha cara por aí sem ter medo de ser preso ou, de me pedirem uma hora no banco de trás. 

Taehyung disse grosso rouco rindo sarcástico ao final de frase porém de forma breve e baixa.

O mais novo engoliu em seco segurando as lágrimas que rapidamente imploravam para descer.

Jeon respirou fundo olhando o Kim seriamente.

O coração estava acelerado e o sangue fervia por dentro.

Na hora da raiva, o castanho fez algo que no momento, não era nada recomendável.

Soltou os pulsos e pés do de fios negros.

A arma foi entregue nas mãos do mais alto.

- Atira. 

Jungkook disse sério e firme.

- O que?

Taehyung perguntou sorrindo breve mas no fundo totalmente confuso.

- Em suas palavras, eu sou totalmente inútil, então.. atira. Já não dou mais tanto trabalho para os seus policiais que não sabem fazer seu trabalho direito. 

Jungkook respondeu baixo mas ainda com seu tom de voz firme sem tirar seu olhar de Taehyung.

- Eu não vou atirar em você. 

Taehyung disse simples.

Jeon então olhou confuso para o Kim.

A respiração do mais novo estava acelerada.

O de fios negros segurou levemente o queixo do castanho.

Assim que os lábios ameaçaram se aproximar, os pulsos do mais novo foram algemados.

- Você está preso, Jeon Jungkook.

Taehyung disse rouco em seguida rindo baixo breve.

O mais baixo estava totalmente sem palavras.

"O que havia feito? O que havia feito consigo mesmo?!"

Não deveria ter se irritado de tal forma.

O celular que pertencia ao Kim foi tirado facilmente da cintura de Jeon.

O mais velho fez um rápida ligação para a delegacia onde trabalhava.

Até a tal ligação ser encerrada, o castanho não disse ou menos tentou fugir de forma alguma.

Estava acabado por dentro.

"Talvez as palavras de Taehyung fossem realmente reais.."

Em poucos minutos a porta foi aberta.

Outros policiais tocaram o corpo alheio fortemente o empurrando para dentro de uma das viaturas.

Antes que Seok pudesse fechar a porta do carro, Kim o impediu.

- Oh, não, não. 

Taehyung disse sorrindo breve.

O de fios negros estava com uma folha e uma caneta em mãos.

- Me diga, Jungkook. Onde seus amiguinhos, Dean, Crush, Zico e Jay Park se escondem? Hum ou talvez... onde se encontram?

Taehyung perguntou se agachando a frente da porta olhando para Jungkook.

- Por que vou contar? Para você os prender mas no dia seguinte eles fugirem? Você é patético Taehyung. Ainda se acha o melhor aqui.

Jungkook disse baixo totalmente desinteressado nas palavras alheias.

O sorriso estava nos lábios do mais velho enquanto a expressão totalmente chateada e  desapontada estava sobre o rosto do mais novo.

O silêncio se fez por alguns segundos até armas serem ouvidas na direção alheia.

- Responde, Jeon.

Min e o outro Kim mais velho disseram firmes e sérios já sem paciência.

Sem escolha, Jeon suspirou pesado.

- O primeiro beco a esquerda perto da loja de animais da rua ** número 07. 

Jungkook respondeu baixo engolindo em seco.

A lágrima rapidamente escorreu pelas bochechas de Jeon.

- Oh olha só, parece alguém está triste por que os coleguinhas vão ser presos também.

Hoseok provocou rindo baixo junto de Yoongi.

- Não fica triste, Jeon. Vai encontrar eles atrás das grades em poucas horas.

Namjoon disse sorrindo breve.

- Obrigada pela importante informação, docinho.

Taehyung disse rouco se levantando logo aproximando ambos os rostos.

- Agora, eu peguei você.

Taehyung sussurou.

Com raiva, o castanho guspiu no rosto alheio.

O de fios negros se afastou em seguida limpando seu rosto logo sorriu ao olhar para o mais novo.

- Eu te odeio

Jungkook disse baixo e firme ainda com as lágrimas a descer por seu rosto.

- Levem ele. Agora.

Taehyung mandou sério.

A porta da viatura foi fechada.










"..Nosso amor só possuía ódio restante,


Eu vejo o fim de nosso amor aparentemente infinito,

Não apele para desculpas absurdas,

Tarde demais, está tudo acabado..




Eu odeio você, hey, não

Eu não preciso de você, hey, não."




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...