História Hizzie: O complemento perfeito. - Capítulo 8


Escrita por:

Visualizações 14
Palavras 1.380
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Este capítulo está bem dramático, na moral, acho que fiz a Lizzie um pouco exagerada no quesito drama 😂, sorry amiguinhos.

Boa leitura. 📖

Capítulo 8 - Um surto de ciúmes.


Fanfic / Fanfiction Hizzie: O complemento perfeito. - Capítulo 8 - Um surto de ciúmes.

           *______________*


      ·LIZZIE SALTSZMAN·


Eu só posso estar definitivamente enlouquecida, como eu posso estar tendo realmente sentimentos por Hope Mikaelson? A garota por qual eu passei minha vida toda odiando por culpa da minha irmã e agora que viramos melhores amigas, de repente começam a surgir sentimentos? Não! Eu estou realmente pirando a cada dia que passa! E por isso estou começando a ter impressões bem erradas do que vem acontecendo entre a gente, ou não? Meu deus! Eu nem sei o quê mais pensar a não ser na bendita tríbrida, eu tento me distrair com 1.001 pensamentos mas ela é inevitável, ela é tão linda, sorridente, engraçada e incrível, é super responsável, inteligente, protetora e tão amorosa... Eu nem sei como me desligar de uma pessoa que seja tão maravilhosa a este ponto. Eu não consigo parar de admira-lá a cada hora que passamos juntas, é tão complicado fugir disso, e na verdade mesmo eu acho que devo parar de tentar lutar contra isso, é inútil. Eu acho que eu devo finalmente aceitar que estou criando sentimentos por ela, que eu estou literalmente apaixonada por Hope Mikaelson, não adianta eu fugir da verdade ou ficar me perguntando se isso tudo é mesmo real ou não, pois só tem um jeito de descobrir... 

Fui andando até onde ficava o quarto de Hope, chegando lá eu bati duas vezes na porta a chamando, mas a ruiva não me respondeu, e então eu bati mais duas vezes e literalmente nada, franzi meu cenho achando muito estranho, me retirei e logo comecei a procurar por ela, indo de aluno em aluno, até que um me disse que ela havia ido para o corredor dos meninos, e só então me lembrei que ela ia mesmo falar com o hobbit de brechó no final das aulas, fui caminhando com passos lentos pelo corredor masculino, até ver uma porta meio aberta, quando parei na frente da mesma me surpreendo com os dois se beijando, meu coração cortou- se em mil pedaços, e a tristeza e a raiva veio com tudo, o meu interior gritava de ódio pela imagem que meus olhos viram, e às lágrimas vieram à tona correndo por abaixo de meus olhos,  minhas bochechas logo enxarcaram-se de água, e eu saí o mais rápido possível dali, não ligava para ninguém, eu só queria descontar toda a minha raiva, mas eu não podia, eu devo me controlar, mas a magia está fluindo para fora de mim e eu não estou conseguindo me acalmar, entrei rapidamente no meu quarto e fui logo segurar a bacia mágica da paz que meu pai usava comigo, mas ela não suportou -se em minhas mãos e rachou, joguei-a com tudo no chão e então sai com passos apressados para fora do quarto, eu precisava chegar o mais urgente no campo e descarregar tudo para fora antes que chegasse ao ponto de cometer uma loucura, mas Kaleb esbarrou -se em mim, e eu o empurrei com tudo no chão, sem perceber que era mesmo ele, Josie e M.G que estavam ao seu lado me olhararam de forma preocupada.

-Kaleb me desculpe! Me desculpe! -digo com as mãos para frente em forma de desculpas.

-Lizzie! O quê você está fazendo? O quê houve? -perguntou Josie aproximando-se de mim com uma feição confusa e totalmente preocupada.

-Não Jossete! Não se aproxime por favor. -digo lhe implorando aos prantos.

-Mas Lizzie, você precisa de ajuda! -disse tentando se aproximar mas eu recuo.

-Não! Não! Nãããoo! 


Um grito forte alto e agudo sai por minha garganta, enquanto eu botava ás mãos na cabeça, fazendo com que toda a iluminação da escola acabasse, e a ventania surgisse de repente, sem que eu conseguisse me conter mais, dispensando tudo para fora sem conseguir parar, até que eu abri meus olhos e levantei meu olhar para poder encarar todos ao meu redor, parando de gritar, ao perceber que tinha feito um tremendo erro, vi todos os alunos assustados e ao encarar Josie, Kaleb e M.G o meu mundo pareceu ir por água à baixo. 

-Josie me... me desculpe! Me desculpem por favor! Por favor! -digo com um olhar apelativo e preocupado para todos eles. -Eu não podia fazer isso! Vocês não podiam ter visto isso... Droga! -digo me ajoelhado no chão com mãos no meu rosto, até sentir um toque suave por cima delas e uma voz calma e macia chamar meu nome suavemente, elevei meu olhar e vi Hope. -Não! Se afasta de mim! -digo me afastando dela voltando a minha feição brava. -Você partiu o meu coração preferindo voltar com o hobbit imundo do que escolher assumir seus sentimentos por mim? -pergunto incrédula.

-Lizzie! Por favor eu posso explicar! Espera! -disse Hope de forma triste e exclamativa, mas mesmo assim eu dei às costas. -Lizzie! 

...


Ouvi batidas na porta e então minha irmã e M.G apareceram, eu me ajeitei melhor na cama e então eles vieram sentar-se ao meu lado, encarei Josie nos olhos e logo surgiu-se Kaleb.

-Me desculpe de verdade Kaleb, eu jamais queria ter lhe machucado. -digo sinceramente com um olhar de tristeza olhando em seus olhos.

-Tudo bem loira, nós a entendemos. -disse o moreno com uma expressão facial de total compreensão.

-Lizzie... O quê exatamente vem lhe acontecendo com Hope? -perguntou Jossete. -Todos nós precisamos saber, vocês duas se aproximaram tanto e hoje pela manhã, ela vem me dizer que está a sua procura porque você acordou estranha, e fora que dormiram na mesma cama e você a defendeu muito ontem, a presenteou com o vestido da mamãe que o pai dela deu, e fez de tudo para deixá-la bem...

-Acho que está na hora de contar a verdade. -disse M.G me olhando e Josie olhou- me curiosa esperando para que eu lhes dissesse algo.

-Eu estou apaixonada por ela, Josie. -confesso cabisbaixa um pouco sem jeito.

-E quando ia me contar isso? Meu deus! Estava tão na cara Lizzie, eu lhes tenho observado tanto ultimamente, já deduzia isto. 

-Primeiro a odiava depois tornaram-se grandes amigas e agora se amam? -pergunto Kaleb confuso. -Isso é mais confuso do quê imaginava.

-Mas o que exatamente houve para você ter... surtado diante todos da escola? -perguntou M.G fazendo uma breve pausa me olhando.

-Eu e Roman a fizemos enxergar com toda a clareza do mundo ontem que, o Kirby não valhe nem R$2, 00 reais para ser digno de merecer o amor dela, e ela decidiu ir falar com ele no fim da aula, eu tentei me oferecer para ir junto, mas ela achou melhor não por não ser uma boa idéia, e agora eu entendi muito bem o porquê... Eles estavam se beijando, Josie. -digo fazendo uma careta totalmente irritada.

-Mas ela não parecia ter feito aquilo porque quis Lizzie, ela tentou se explicar e você nem deu ouvidos. 

-Ha Josie, me desculpe mas quando estou com raiva eu não me importo em saber das explicações dela, o meu surto psicótico foi por culpa dela, ela quem causou isso, se tem um único culpado aqui é ela mesma, eu vi como ela retribuio muito bem aquele beijo nojento e horrível, e isso só pode significar que ela gostou.

-Mas basicamente eles ainda eram namorados, como ela recusaria? -perguntou Kaleb franzindo suas sobrancelhas ao erguer seus ombros.

-Se existissem sentimentos por mim ela com certeza recusaria, Kaleb. -respondi o olhando com desdém.

-Talvez ela tenha sido pega de surpresa não é? Como vamos saber? Ah qual é?! Tudo pode ser possível. -comentou M.G.

-Ha, para mim isso são só mais desculpas. -respondi novamente respirando fundo e revirando meus olhos. 

-Não podemos julga-lá sem saber da verdade ou só apenas deduzindo, você precisa falar com ela irmã. -respondeu Josie me olhando e levantando-se.

-O quê?  Não Josie! -digo segurando seu braço a olhando incrédula.

-Sim Lizzie, você precisa conversar com ela, vocês precisam resolver isso, não pode ficar simplesmente sentada julgando  isso ou aquilo, eu fiz isso com Penélope e ela quase saiu da minha vida pela minha causa, então não vou deixar com que isso acontença com a minha irmã também. 

-Josie por favor! -implorei segurando seu braço.

-Não precisa mais me chamar, já estou aqui. -respondeu a ruiva ao abrir a porta rapidamente entrando no meu quarto.



Notas Finais


Obrigado por terem lido! Logo logo tem mais. <3

:-D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...