História Hogwarts - Em volta de lobos - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Harry Potter, Hogwarts, Romance
Visualizações 8
Palavras 812
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha aí mais um capítulo escrito em cima do prazo kkkkk

*eu escrevendo capítulos*

{escrever um pedaço do capítulo por dia} - nahhh

{escrever o capítulo todo no último dia do prazo} - yesssss kkk

Só mais uma coisa.. para quem tem dificuldade em pronunciar alguns dos nomes usados aqui... vou dar uma mão..
Danrock = dãnróqui
Linthiwok = lintiuóqui
Hillin = rilin

Fiz isso pq acredito que algumas pessoas tenham dificuldade em pronunciar os nomes, (as vezes até eu esqueço como pronuncia) caso você não tenha dificuldade, ignore isso jkkkkk

Capítulo 12 - Oi.. ?


Pov Cris 


Eu voltava para a sala comunal da Grifinória, cansado de todos os últimos acontecimentos. 

Parecia que cada gota de magia em meu corpo estava esgotada, e eu estava incapaz de fazer qualquer coisa para mudar isso. A única coisa que eu realmente queria, era dormir em minha cama confortável, e relaxar. Se é que isso fosse possível. 


*Quebra de tempo*


Já deitado na cama, eu demoro a pegar no sono. Sinceramente, acredito que a única noite que dormi bem, tenha sido a que passei Estuporado na enfermaria. 

Talvez a falta de sono seja medo, medo de sonhar novamente com meus pais.

Ter o mesmo sonho, durante oito anos seguidos parece fisicamente impossível, menos para mim. 

Mesmo com receio e preocupações, depois de algumas horas eu adormeço.


O dia no castelo começa fervoroso. E uma desanimadora aula de poções foi a primeira do dia, o deixando mais chato logo no início. Não que eu não goste do professor Hillin, mas nada em poções faz sentido pra mim, e provavelmente nunca fará.


*Quebra de tempo*


Passada a primeira aula, eu estava caminhando em direção à sala de Defesa Contra as Artes das Trevas, que prometia ser.. no mínimo interessante. Eu ainda não conhecia o novo professor, devido às minhas "desventuras", ainda não tive a oportunidade de conhecê-lo. 

Mesmo essa sendo minha matéria preferida, eu estava desanimado com a morte do professor Danrock, pois ele era muito bom para mim. Mas eu já estou acostumado a perder as pessoas que gosto, e esse sentimento era muito familiar. 

Eu apenas não queria ter feito isso com Helen, ela é o tipo de pessoa que não se acha igual, e mesmo não tendo certeza, acredito tê-la chateado muito, e que provavelmente, ela já havia me colocado no fundo de um baú de sua memória. 

Eu continuava a caminhar, olhando para o chão, e pensando em possíveis maneiras de voltar a falar com Helen. 


Estava andando minimamente rápido, distraído com meus pensamentos, e então bati a cabeça em alguém que parou em minha frente. A batida me fez recuar alguns passos, colocando a mão em minha cabeça. 

Eu estava pronto para resmungar, algo como "olha por onde anda !", ou "cuidado aí". Mas quando levantei a cabeça, percebi quem era. Helen estava parada, bem à minha frente, com sua normal expressão angelical. 

Eu não sabia o que dizer, mesmo preparando diversas formas de começar esse diálogo, cara à cara era muito mais difícil do que se parecia. 


- O-oi.. - disse, quase sem coragem -


- Oi.. ? - disse, agora parecendo irritada - só isso.. ?


Eu continuei com a mesma expressão de "sim, só isso". 

Foi definitivamente surpreendido, por um tapa na minha bochecha direita, não tão forte, mas que com certeza ficaria vermelho. Pus minha mão no lugar do hematoma, fazendo uma pequena expressão de dor.


- ai… isso doeu - resmunguei, já com uma da mãos na bochecha -


- Isso foi por você me evitar por todo esse tempo.. - disse ela, ainda parecendo irritada -


Então senti outro tapa, dessa vez na bochecha esquerda, agora mais forte.

Que me fez colocar a mão agora desse lado, novamente sentindo dor. 


- Isso foi por me dizer só "oi", mesmo depois de todo esse tempo.. - disse ela, parecendo ainda mais irritada - e isso..


Eu já havia me preparado para o próximo tapa, julgando por seu tom de voz. Porém novamente fui surpreendido, ela havia segurado minha nuca, e puxando para perto, me permitindo chegar muito perto dela. 


- Isso é por me salvar, mais uma vez.. - completou ela, agora serena e amorosa -


Ela nos aproximou ainda mais, e nossos lábios se selaram em um simples, porém incrível, beijo. 

Minha reação inicial foi de surpresa, o que me fez ficar tenso e corado, porém, depois de alguns segundos, eu fechei os olhos e me deixei levar. 

O ar começou a faltar, e nós nos separamos, tomando um pouco de distância. 

Ela havia ficado tão vermelha quanto eu, que estava mais parecendo um pimentão, ou um tomate maduro, e até mesmo um morango no ápice da sua cor. 

Como descrever a sensação, eu fiquei com muito nervosismo, muito envergonhado, e incrivelmente bobo, até pude sentir um pequeno sorriso, se formando em mim, e nela também. 

O dia chato e desanimado, havia ficado mais interessante do que qualquer outro.

Se eu queria isso ?, em partes sim, porém eu estou com muito medo do que isso pode virar, e que rumo isso pode seguir. Isso era de fato, assustador.


- Vamos para a aula ? - perguntou ela, envergonhada e muito vermelha - não quero que nos atrasemos ainda mais.. 


As palavras dela me trouxeram de volta à realidade, me lembrando que ainda estava no planeta Terra, até porque, minha mente estava muito mais acima. 


Eu assenti, e logo seguimos em direção à sala, corados e em silêncio.





Notas Finais


Finalmente aconteceu kkkk
Eu tava esperando ansioso para escrever isso kkkk
Até pq, JÁ TAVA NA HORA kkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...