História Hogwarts e amores - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Drinny
Visualizações 10
Palavras 870
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais uno capitinho

Capítulo 6 - Quadribol


Fanfic / Fanfiction Hogwarts e amores - Capítulo 6 - Quadribol

-Eu realmente Harry, eu realmente sinto muito... –Ela se soltou dos braços dele e se sentou no sofazinho, Harry ficou espantado mas não fez nada, so perguntou:
-Sente? Sente por que? –Ele coçou o queixo e o olhou para ela.
-Eu estou gostando de outra pessoa, por isso estou agindo estranho com todos, mas realmente, eu não quero mais enganar voce, falando que te amo e que vou ficar com voce... –Ela se levantou e seu um soquinho no ombro de Harry.
-De quem está gostando? –Ele ficou bravo, mesmo Gina querendo separar, ele ainda amava ela o bastante para se importar. Gina apenas sorriu e imaginou as cabeleiras loiras de Draco.
-Voce vai descobrir, tchau... –Ela saiu correndo, Harry não conseguiu conte-la. Subindo as escadas deu de cara com uma Mione curiosa.
-E ai Gina? –Ela acariciava bichento, que estava todo aberto em seu colo.
-Ah, Mione, resolvi tudo... –Ela se deitou e olhou para o teto, Draco não saia da sua mente.

.......................................................

Gina ia jogar como apanhadora, Harry não pode jogar por motivos pessoais...
 Estavam todos no vestiário, Gina ia saindo quando alguém segura seu braço, era uma mão pálida e gelada. Ela suspirou e olhou com nojo.
-Não está farto de me ouvir? –Draco ficou sem jeito, ele tratava todos muito mal, mas Gina sendo ignorante, era demais. Ele abaixou a cabeça e falou.
-Me desculpe Weasley, eu queria falar uma coisa... –Nem deu tempo de falar, foi empurrado para trás pela ruivinha furiosa. Ela saiu com lagrimas no rosto, subiu em sua vassoura e apitaram a apito, seus olhos cheios de lagrimas, não permitiam enxergar nada, nem mesmo o borrão verde chegando.
-Me desculpe Weasley, eu... queria chamar voce para ir tomar um café... –Ela saiu para outro lado, Draco não desistiu, era a hora certa para contar.
-Voce vai ou não? –Gina respondeu irritada.
-Por que me fala isso? –Sua voz foi interrompida pela voz do narrador.
-E O POMO PASSA DIRETO POR MALFOR E WEASLEY! O QUE ELES ESTÃO FAZENDO PARADOS?-Todos viraram para Gina e Draco, eles coraram e Gina voou, cortou o vento, se era possível...
 Draco a observava, ficava voando ao lado dela.
-PEGUEI! –Gina gritou e desceu para o chão! Todos aplaudiam, até Draco, estava feliz da vida, ele sentiu alguém pegando em seu braço, se virou e estava pansy.
-Por que está comemorando pela aquela Weasley? –Draco a olhou com nojo e falou.
-Se importa? –Ele saiu correndo e apertou a mão de Gina envergonhado. Ela sorriu e pegou na sua mão. Ele sorriu envergonhado, ouvia-se sussurros atrás deles, “grifinoria e sonserina?”
 Rony e hermione vinham correndo. Rony empurrou Malfoy, e gritou com Gina.
-NÃO PODE NAMORAR COM ELE! –Gina o olhou da cabeça ao pés.
-eu já disse e repito, voce NÃO MANDA NA MINHA V I D A –Gina o deu um pontapé, Hermione riu mas logo ajudou Rony a se levantar, ele dava socos no ar, Malfoy ria.
-Vamos Malfoy –Gina pegou em sua mão e saiu da ali, os dois sorriram todo o caminho, os risos e a imitação de Rony e da cara das pessoas foi a melhor parte.
-A cara da Pansy foi a melhor... –Draco se dobrou ao meio e começou a rir, se encostou na parede mais próxima, Gina ria alto. Mas olhou para ele e disse:
-Voces tem alguma coisa? –Draco parou de rir instantaneamente.
-Eu e a aquela trasgo? Nem morto –Ele sorriu e Gina também. Ela respondeu:
-Eu não sabia que era tão legal assim, para mim sempre parecia que era arrogante e enjuado... –Nunca jugue um livro pela capa Weasley... –Ele sorriu e puxou a ruiva para um beco, as paredes eram tão juntas que eles sentiam a respiração perto de mais. O sorriso de Gina encantava Draco, ela tinha o melhor perfume, aquele que sentiu na porção do amor, estava hipnotizado. Gina abriu o sorriso e encostou as mãos na barriga de Draco, que era muito, mas muito alto.
-Não íamos tomar café? –Ela fez uma carinha e tentou se aproximar do loiro, que tentava beijar ela a qualquer custo.
-Quem sabe depois não? –Ele pegou Gina pelo colo e a encostou na parede, a ruiva o beijou, ficava cada vez mais quente, as lambidas no pescoço, a língua de Gina descendo pela camisa de Draco, não podiam fazer nada ali,  tinha que ser em particular.
 -Vem... –Gina o levou de volta para Hogwarts, ela sabia entrada e saídas. A sala comunal da sonserina estava vazia, ida bem que as meninas podiam entrar nos dormitórios dos meninos...
 Draco abriu o quarto e olhou em volta, não tinha ninguém, então trancou a porta e voltou para Gina, lá estava a ruiva, mesmo com o uniforme de quadribol, ela conseguia revelar lindas curvas. Draco se aproximava com a mão na cabeça, Gina o puxou e o abraçou.
 Ficaram ali abraçados, até ouvir um barulho na porta
-ABRE DRACO! Alohomora! –Zabini entrou e depois fechou a porta, olhou para Gina e depois para Draco.
-Oh, meu deus. –Ele colocou as mãos na cabeça. Gina olhou para Draco apavorada. Draco olhou para zabini e disse:
-Por favor, não conta nada. –Ele disse isso, mas Zabini abria a porta do dormitório.


Notas Finais


Eaiiiiiiii????????


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...