História Hogwarts em outro tempo - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Magia, Romance, Spinoff
Visualizações 10
Palavras 671
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha eu aqui to vivo mas sem tempo espero que gostem.

Capítulo 3 - Beco diagonal - a varinha


Fanfic / Fanfiction Hogwarts em outro tempo - Capítulo 3 - Beco diagonal - a varinha

Em um passe de mágica(literalmente) ele chegaram a um bar chamado caldeirão furado.

-Trevor: O que como? Nós estavamos agora no orfanato. E que lugar é esse não parece tão mágico como eu achei que seria. - disse Trevor completamente surpreso

-Hend: Respondendo suas perguntas em ordem, viemos até aqui através da aparatação, E esse lugar não é o beco diagonal, mas é como se fosse a "porta" para ele. 

Ao entrar no bar o professor foi cumprimentado por várias pessoas que Trevor não sabia ou conhecia de lugar nenhum.

-Hend: Finalmente chegamos. - falou enquento puxava uma varinha da cintura e batia em alguns tijolos na parede.

-Trevor: Mas professor isso é so uma parede.

-Hend: Nem tudo é o que parece Trevor. 

De repente a parede começou a abrir revelando várias lojas enfileiradas e várias pessoas vestidas como Hend.

-Trevor: Uau como é cheio aqui - disse completamente maravilhado - onde vamos primeiro?

-Hend: Primeiro vamos ao Gringotes, o banco dos bruxos. - disse após ver que Trevor perguntaria o que era

Eles seguiram passando pela multidão, eles passaram pela loja de vassouras, pela de animais, pela de caldeirões e muitas outras que Trevor não fazia idéia. Continuaram caminhando até chegar em frente ao tal "Gringotes", eles entraram e no salão interior ao invés de humanos trabalhando estavam seres pequenos, com orelhas pontudas e pele mais clara que a de uma pessoa normal.

-Trevor: O que eles são? - perguntou Trevor curioso.

-Hend: Eles são duendes Trevor, trabalham aqui por isso é o lugar mais seguro para se guardar qualquer coisa, somente um louco seria capaz de tentar roubar Gringotes.

Eles caminharam até chegar em frente a um balcão com um duende atrás.

-Hend: Cofre 753. - disse enquanto entregava uma chave

-duende: Sigam-me vou leva-los lá.

Eles seguiram o duende até um carrinho de mineração, quando ele os mandou subir após ele ja ter subido. Sem questionar Trevor subiu. O carrinho acelerou em uma velocidade surpreendente, nem parecia que o duende estava pilotando de tão rápido que fazia as curvas e derrepente o carrinho parou. Logo após descerem do carrinho o duende pediu a chave quando a porta se abriu Trevor viu uma pilha de moedas de ouro, prata e bronze.

-Hend: Como eu disse o suficiente - disse enquanto entrava e botava em um saquinho uma porção de moedas de ouro - acabamos aqui.

Eles voltaram para o carrinho e logo voltaram para cima.

-Trevor: Onde vamos agora?

-Hend: Escolher sua varinha.

Eles saíram do banco e foram até uma loja onde dizia "loja de varinhas do Olivaras". Ao entrar viram várias caixas amontoadas e um senhor atrás do balcão.

-Hend: Olivaras - dizia com felicidade na voz 

-Olivaras: Hend que surpresa não esperava vê-lo - disse Olivaras enquanto se virava para olhar o professor - um cliente, vejam se não é o filho de Mary, eu vendi a primeira varinha a sua mãe sabia. Ela até encomendou algumas varinhas para você. Vejamos, vejamos.

O senhor Olivaras começou a perambular pela loja catando várias caixinhas até trazer para o balcão pelo menos uma dúzia de caixas.

-Olivaras: Vejamos tente essa - disse entregando uma varinha a Trevor

Trevor não sabia o que fazer então apenas mexeu a mão pelos ar e faíscas sairam de sua varinha.

Olivaras pegou da mão de Trevor enquanto dizia a si mesmo a varinha e lhe entregou outra, repetiu o movimento e algumas folhas voaram Olivaras pegou novamente a varinha e lhe entregou outra dessa vez uma prateleira inteira foi quebrada fazendo com que muitas varinhas voassem.

-Trevor: Me desculpe, eu não tive a inten...

Ele parou ali pois viu a Expressão no rosto de Olivaras, um tremendo sorriso estava estampado em seu rosto.

-Olivaras: É esta, é esta - diazia ele em voz alta quase gritando - uma combinação que achei que não seria grande coisa, madeira de salgueiro lutador e fibra de coração de dragão, 25cm flexível, quem diria.

-Hend: Isso é tudo por hoje Olivaras reparo.

A prateleira quebrada voltou para onde sempre esteve. Eles pagaram pela varinha agradeceram e saíram da loja.

-Hend: Um já foi, falta, bem falta o resto.

E com isso seguiram para a próxima loja.



Notas Finais


Uma poderosa varinha para um grande bruxo que feito ele realizará com ela, espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...