História Hogwarts, Uma História - Pós-guerra - Capítulo 307


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Andromeda Tonks, Angelina Johnson, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Cho Chang, Daphne Greengrass, Dino Thomas, Draco Malfoy, Fleur Delacour, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Lilá Brown, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Percy Weasley, Ronald Weasley, Simas Finnigan, Theodore Nott
Tags Amor, Draco Malfoy, Dramione, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Hinny, Hogwarts, Pos Hogwarts, Pos-guerra, Sexo
Visualizações 790
Palavras 1.793
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiii amores!!!!

A escolhida de hoje é a Amelie! Espero que gostem dela!!!
Votem no de amanhã, as opções são:
Molls
Lucy
Roxane
Dominique
Alice Longbottom
Augusta Longbottom
Meghan Black
Fred II
Lorcan e Lysander
Hugo
Louis

Lá vai o capítulo!!!

Capítulo 307 - 307 - Acidente


Fanfic / Fanfiction Hogwarts, Uma História - Pós-guerra - Capítulo 307 - 307 - Acidente

 

LEIAM AS NOTAS INICIAIS E AS FINAIS

POV Hermione

Eu estava muito puta. Eu perdi a conta de quantas vezes eu falei para o Draco não deixar as crianças chegarem perto do laboratório dele e ele não me ouviu. Eu estava fazendo um doce brasileiro que eu vi na internet, chamado brigadeiro, quando ouvi um barulho de explosão no porão e logo o Scor subiu para a cozinha chorando e com o braço todo queimado. Eu o olhei assustada e corri com ele para o meu quarto, o deitando em minha cama e pegando o meu kit de primeiros socorros.

- Mãe, tá ardendo muito. – Ele disse choroso e eu suspirei, pegando o ditamno e pingando algumas gotas. – Aiiiii!

- Desculpa meu bem, mas isso vai fazer você ficar melhor. – Eu pedi com o coração apertado e morrendo de dó enquanto via a pele dele cicatrizar.

- O pai... o pai...

- Eu sei, ele foi irresponsável, querido. Eu vou ter uma conversa bem séria com ele quando você melhorar, mas agora eu vou cuidar de você, tá bom?

Ele assentiu e eu esperei as feridas cicatrizarem para passar uma pomada refrescante, que diminuiria a sensação de ardência e enfaixar o braço dele.

- MÃE! CHEGAMOS! – Rose entrou no quarto, anunciando que ela e o irmão já haviam chegado da casa de Ron e se assustou ao ver o Scor daquele jeito. – Ai meu Deus, o que houve?

- Ele sofreu uma queimadura por causa de uma explosão no laboratório do Draco.

- Achei que a gente não pudesse entrar lá. – Ela franziu o cenho, se sentando ao lado do loirinho e afastando o cabelo suado de sua testa.

- Pois é... não podiam.

- Ah, o tio Draco não tem jeito mesmo. – Ela sorriu zombeteira e eu ri disso, beijando a sua testa.

- Ele é um teimoso, não é, filha? Mas a gente ama ele mesmo assim. – Eu sorri. – Eu vou lá dar um tapa na bunda dele pra ele aprender a obedecer, você fica aqui com o seu irmão?

Ela franziu o cenho, confusa e depois pareceu entender e assentiu.

- Claro... eu cuido dele enquanto você vai lá. A gente pode ligar a TV?

- Liga sim... e qualquer coisa me chamem.

Ela bateu uma continência e eu saí de lá. Não vi o Hugo no caminho, mas ouvi a sua voz assim que eu pisei na escada do porão.

- Você tá muito encrencado, tio Draco. – Ele disse zombeteiro, mas Draco não respondeu. – Minha mãe vai vir aqui e vai te dar a bronca do século!

- Hugo, vá para o seu quarto. – Eu mandei e ele pulou de susto.

- Mas mãe! – Ele disse choroso e eu suspirei.

- Vá! – Eu disse severa e ele bufou, se levantando em seguida e subindo para a cozinha. Eu fechei a porta do porão e desci, encontrando Draco de costas para mim, apoiado na mesa. – Mas o que foi que passou pela sua cabeça quando você deixou o Scorpius ficar aqui?

- Ele estava só pegando um livro na estante, Hermione. A explosão foi falta de atenção minha. – Ele disse com a voz grave e irritada. – Eu jamais deixaria ele entrar aqui, sabendo que é perigoso.

Eu engoli a seco e caminhei até ele hesitantemente.

- Como ele está? Saiu correndo antes que eu pudesse vê-lo.

- Ele só teve uma queimadura no braço, está bem.

- Você cuidou dele. Obrigado.

- É meu filho também, Draco. – Eu toquei em suas costas e ele se sobressaltou, arfando. – O que foi?

- Nada, Mi... eu só preciso ficar sozinho. – Ele respondeu com a voz entrecortada e eu, suspeitando, ergui sua camiseta para ver a queimadura em suas costas. – Teimosa. Eu vou ficar bem.

- Draco, vira pra mim. – Eu mandei e ele bufou, me fazendo perder a paciência. – Anda Malfoy, vira pra mim!

Ele me obedeceu e virou, de olhos fechados e eu me assustei ao ver queimaduras por todo o seu rosto, braços e pescoço.

- Santo Merlin! Por que não me chamou?

- Não queria que você me visse assim... Eu ia cicatrizar tudo antes de subir, mas não achei o Ditamno.

- Está lá em cima, você levou quando o Hugo caiu no quintal e ralou o joelho.

- Pode pegar pra mim? Eu não quero que as crianças me vejam desse jeito. – Ele apontou para o próprio rosto, chateado.

- Você continua lindo pra mim. – Eu selei nossos lábios rapidamente e subi correndo para o quarto para pegar o ditamno. Scor tava com a cabeça dentada nas pernas de Rose e recebia um cafuné.

- O paizinho se machucou, não foi? – Ela perguntou, preocupada.

- Sim... mas eu vou cuidar dele direitinho e ele vai ficar bem. – Eu tentei sorrir para acalma-la mas não tive o resultado esperado, pois logo em seguida, saí correndo para o porão, quase caindo da escada. Ele já me esperava sentando em um banquinho, sem camisa e eu me aproximei, depositando um beijo na sua cabeça e começando a pingar o remédio em suas costas. – Me desculpa por ter vindo brigar com você.

- Ai! Essa porra arde! – Ele chiou e eu segurei o riso. – Só te desculpo se você me der um pouco daquilo que você estava cozinhando. O cheiro estava ótimo.

- Pode pegar, eu fiz pra nós. – Sorri satisfeita, vendo sua pele cicatrizar. – Pronto, pronto... já está sarando.

- Como eu pude deixar aquilo explodir...? – Ele murmurou irritado e eu torci os lábios, o olhando. - Em nome de Merlin, isso arde!

- Você não dormiu direito essa noite né?

- Não... – Ele suspirou enquanto eu cuidava dos machucados de seu peito. – Tive pesadelos a noite inteira. Ai, Hermione!

- Desculpa. O que você sonhou? Quer me contar? – Eu perguntei e ele negou com a cabeça. – Ok, então fique quietinho que agora eu vou cuidar desse rostinho lindo. Feche os olhos.

Ele me obedeceu e eu pinguei o remédio, ouvindo o seu rosnado de dor.

- Shhhh... calma, mô. Vai doer só um pouquinho. 

- Um pouquinho o cacete! – Ele chiou e eu gargalhei.

- Pronto, passou... Agora eu vou só passar esse creminho refrescante pra aliviar a dor. – Eu sorri e passei o creme na mão, espalhando-o por suas costas e ele gemeu de alívio.

- Graças a Merlin... Meu rosto está estranho?

- Está horrível... – Eu zombei e ele arregalou os olhos. – Parece um mostrinho...

- É sério? – Ele perguntou preocupado e eu gargalhei, passando o creme em suas bochechas.

- Não... você está lindo, como sempre. Fique tranquilo.

- Bom mesmo. – Ele disse em um tom brincalhão e eu ri, passando a mão em seu cabelo. – Você não passou essa gororoba na minha cabeça, né?

- E se eu tiver passado? – Ergui as sobrancelhas em desafio.

- Eu vou fazer greve de sexo! – Ele cruzou os braços e eu gargalhei.

- Você? Tá bom... é mais fácil um burro voar. – Eu disse risonha e ele chiou. – Vem... vamos ver as crianças.

Eu saí do porão, com ele atrás de mim e vi que a Blink já havia botado o brigadeiro na geladeira. Fomos para o quarto e surpreendemos as crianças jogando cartas em cima da nossa cama.

- Eba!!! – Draco disse sorridente. – Quero jogar, tô no time da Rose!

- Eu jogo com os meninos então. – Me sentei ao lado deles e nós passamos o resto do dia inteiro jogando. A noite, Meghan ligou para o Draco, pra contar como estavam as coisas em Hogwarts e nós aproveitamos para falar com as crianças, rimos muito e ouvimos as novidades. Foi uma guerra para as crianças tomarem banho e irem se deitar e quando a casa inteira estava em silencio, eu me deitei na cama ao lado de Draco, que sorriu e segurou a minha mão.

- Eu sonhei que o meu pai saia da cadeia e ficava puto por eu ter me casado com você e pela minha mãe ter se casado com o Alfardo. Aí ele planejava fazer alguma maldade com as crianças e quando ele ia fazer algo eu acordei. – Ele confessou e eu arfei de surpresa.

- Draco! Isso não vai acontecer, meu amor. – Eu beijei o dorso de sua mão. – Amanhã mesmo eu vou mandar reforçarem a segurança na cela dele, pode ficar tranquilo. – Eu o puxei para um abraço e ele acariciou a minha barriga por baixo da blusa.

- Eu estava pensando... – Ele começou com o tom típico de quando ele fazia manha para conseguir alguma coisa.

- Hum... – Eu sorri, passando meus dedos por seu cabelo.

- E se nós tivéssemos mais um bebê? – Ele perguntou distraidamente e eu franzi o cenho, virando a cabeça para olhá-lo.

- Mais um?

- É... – Ele encolheu os ombros.

- E onde ele ia viver? Não temos quartos para mais crianças, mô...

- A gente desce o nosso escritório para o porão e faz o quarto onde era o escritório... do lado do quarto da Rose. Pensa... ia ser lindo termos uma garotinha loirinha correndo pela casa.

- Você já definiu o sexo e a cor do cabelo antes mesmo de me engravidar, é isso? – Eu sorri zombeteira e ele gargalhou.

- Isso quer dizer que você aceita?

- Isso quer dizer que eu vou pensar a respeito. – Eu beijei sua testa. – Decidir ter um filho não é como decidir o que vamos almoçar, amor.

- Eu sei... – Ele sorriu. – Precisamos refazer seus exames, repensar nossas vidas... não estou dizendo para fazermos isso agora, mô. E também não quero te pressionar a nada. Se você não quiser, tudo bem também. Foi só uma ideia que passou pela minha cabeça.

- Uma linda idéia. – Eu sorri apaixonada. – Vamos pensar nisso juntos, ok?

- Uhum. – Ele disse manhoso, se aninhando em mim em uma conchinha invertida. – Eu te amo.

- Também te amo, mozinho. – O abracei por trás e dei um beijinho em sua nuca. – Tenta dormir, você trabalha amanhã e precisa descansar.

Ele não demorou para pegar no sono, mas eu fiquei um pouco mais acordada, pensando na proposta que ele havia me feito. Ter mais um filho. Obviamente era uma ideia linda e secretamente era um sonho meu ter um filho com o Draco, mas é de uma vida que estamos falando e ela precisa ser bem planejada, afinal já tínhamos três crianças que nos davam um trabalhão em casa e nós dois trabalhávamos demais. Cissa agora tinha outras pessoas para cuidar e não podíamos depender somente da minha mãe. Tudo isso parecia poucos argumentos contra a ideia linda de ter um bebê, mas eu era uma mulher adulta e não poderia agir por impulso. Eu iria pensar a respeito. Pensar com muito, muito carinho. 

 

LEIAM AS NOTAS INICIAIS E AS FINAIS


Notas Finais


E aí? Será que ela vai topar???

Comentem e votem!

Vamos aos recadinhos.

1) Quem quiser entrar no grupo do wpp é só mandar mensagem no privado com o NOME INTEIRO, DDD e o número do celular COM O DDD no seguinte formato: (xx) xxxxx-xxxx para ajudar a titia.

2) Deem uma olhadinha nas minhas outras fanfics, quem ainda não leu. Segue os links:

- Amor e Música (em andamento)
https://spiritfanfics.com/historia/amor-e-musica-9039399

- Hogwarts, Uma História - Wolfstar e Jelly (terminada)
https://spiritfanfics.com/historia/hogwarts-uma-historia--wolfstar-e-jilly-8354218

- Hogwarts, Uma História - Nova Geração (próxima temporada)
https://spiritfanfics.com/historia/hogwarts-uma-historia--nova-geracao-10508064

- Um Belo Erro (Dramione em andamento, com a maravilhosa da Milla!)
https://spiritfanfics.com/historia/um-belo-erro-10516863

3) Não deixem de comentar! Eu amo ler e os comentários são bem importante.

4) Ainda falta um pouquinho pra acabar, mas nada de pânico, porque o link da terceira temporada já foi criado e está logo acima. Então não perca tempo e já deixe o seu favorito lá!

Espero que tenham gostado!!!

Beijos e Nox!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...