História Hogwarts: Uma história diferente - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Andromeda Tonks, Bellatrix Lestrange, Horácio Slughorn, Lílian Evans, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Merlin, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Pedro Pettigrew, Personagens Originais, Pirraça, Regulus Black, Remo Lupin, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter
Visualizações 28
Palavras 1.992
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Romance e Novela, Saga

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei amados!!!
Queria agradecer a todos que comentaram no capítulo anterior😄
Bom... vamos ao capítulo, não é?

Desconsiderem qualquer erro💫😅

Capítulo 4 - Primeiro dia de aula


Fanfic / Fanfiction Hogwarts: Uma história diferente - Capítulo 4 - Primeiro dia de aula

Kate havia acordado cinco horas da manhã, ela tentou voltar a dormir, mas não conseguiu, então decidiu se levantar e se arrumar.

Depois de já pronta, ela pegou seu celular e passou seu fone por dentro das vestes até chagar em sua orelha, conectou no celular e colocou uma música aleatória para tocar, antes de se retirar do dormitório, ela foi até Ivy, que continuava dormindo tranquilamente e fez carinho em sua cabeça, depois passou pelo salão comunal, que nesse momento estava vazio e saiu andando pelo castelo, ainda não acreditando que estava em Hogwarts.

A cada corredor que ela passava, ela ficava mais e mais imprecionada com tudo que via, os quadros se mexendo, as escadas que se mexiam e principalmente com o lago negro, onde ela foi se sentar, ela podia sentir o vento batendo em seu rosto, Kate fechou os olhos sentindo aquela brisa.

Ela estava se sentindo livre, livre daquele mundo que ela vivia, livre de todo o preconceito, de todo mal, de tudo, não que no mundo onde ela estava, não tivesse isso, tinha sim, mas era bem menos do que na sua época, porém ela também estava se sentindo presa, presa a um mundo que não era seu, ela não fazia parte daquilo. Ela se perguntava se seus pais estavam preocupados com ela, se eles estavam sentindo sua falta, se os pais de seus amigos, estavam preocupados, ela sem perceber deixou uma lágrima escorrer de seus olhos, ela balançou a cabeça afastando esses pensamentos, limpou aquela lágrima e se levantou indo em direção ao salão principal.

Ao chegar lá, Kate pode ver que seus amigos já se encontravam sentados em uma mesa juntos, um pouco relutante, ela foi se juntar a eles.

- Oi Kate! - Cumprimentou John.

- Oi John - Ela respondeu se sentando ao seu lado e pode sentir o olhar de alguém sobre si - Oi Meg... Vitor - Os cumprimentou.

- O que aconteceu com você? - Perguntou Megan a olhando desconfiada.

- Não dormi direito - Ela fingiu um bocejo.

- Certeza?.

- Sim Megan - Ela revirou os olhos.

- Da pra acreditar, que realmente estamos em Hogwarts? - Perguntou John.

- Eu acordei achando que isso tudo era um sonho! - Falou Megan.

- Eu também! - Vitor concordou.

Eles olharam Kate que estava olhando para um ponto onde não tinha ninguém, todos sabiam que ela estava pensando em alguma coisa, mas o que?.

- Kate... Kate, KATE! - Gritou Megan, chamando a atenção das poucas pessoas que estavam no salão tomando café. Ela direcionou seu olhar para à amiga e arqueou uma sobrancelha.

- Pra que gritar, maluca?.

- Você não estava prestando atenção na gente, ué!.

- Vou pra minha mesa, antes que vocês me façam passar vergonha - Ela disse vendo as pessoas os olharem com curiosidade.

- Tenha uma boa aula, fiquei sabendo que sua primeira aula é história da magia, junto com os sonserinos! - John disse.

- Você é um sonserino, não deveria falar mal dos seus colegas.

- Eu não sou colega de ninguém lá!.

- Se você diz! - Kate deu de ombros e foi se sentar na mesa de sua casa.

Pouco tempo depois, Minerva McGonagall, que Kate descobriu ser a professora de transfiguração e diretora da grifinoria, passou distribuindo os horários das aulas para os alunos, e John realmente tinha razão, sua primeira aula era história da magia, junto com os sonserinos.

Ela tirou o fone do ouvido e seguiu para a sala de aula junto com os outros lufanos. Ao chegar na sala ela pode perceber que o único lugar vazio que tinha, era um ao fundo da sala, ao lado de um garoto pálido, de cabelos negros que batiam em seu ombro e olhos negros, "Espera, eu conheço essas descrições... não é possível, Snape, Severus Snape? Caramba!" Ela pensou, andou até o garoto e perguntou.

- Posso me sentar aqui?.

- Tanto faz! - Ele respondeu de forma fria e grossa, Kate sabia que as pessoas não gostavam dele e ele não se importava, por isso as pessoas o evitavam. Ela deu um sorriso de canto de boca e se sentou ao lado dele.

Logo o professor fantasma chegou e começou a falar sobre a história do mundo bruxo, aos poucos os alunos iam abaixando suas cabeças e dormindo, Kate ia anotando tudo que ele falava, datas, nomes, entre outras coisas. Na sala só haviam ela e Snape prestando atenção na aula, o moreno se surpreendeu ao ver que a garota já tinha feito dois pergaminhos de anotações e olha que a letra dela era pequena.

- Acho que você é a primeira pessoa que eu vejo, que presta atenção na aula do Binns - Ele disse olhando o pergaminho dela.

- Vou considerar isso como um elogio - Ela disse sem tirar os olhos do pergaminho.

- Eu nunca te vi por aqui...

- Sou de Ilvermorny, por isso.

- Hum - Ele resmungou e voltou sua atenção a aula.

Se passaram mais vinte minutos, desde que eles haviam trocado essas poucas palavras, quando finalmente o professor os liberou, a menina olhou mais uma vez para o seu horário e viu que tinha uma aula de poções, que seria dividida com as outras três casas da escola.

Quando ela finalmente chegou na parte das masmorras, onde ficava a sala de poções, Kate pode ver Megan conversando com uma garota de cabelos ruivos e olhos verdes, "Lillian Evans" pensou ela se lembrando das descrições dela.

- Meg! - Ela a chamou, a garota virou sua cabeça vendo quem à havia chamado e sorriu ao ver a amiga.

- Kate, vem aqui! - Ela se aproximou mais das duas - Essa aqui é a Lillian, Lils essa a Kate, a amiga de quem eu te falei, lembra?.

- Prazer Kate! - Disse a ruiva com um sorriso.

- O prazer é meu! - Quando ela foi abrir a boca para falar mais alguma coisa alguém a chamou.

- Lilly! - Disse o garoto com quem Kate havia se sentado na aula anterior - Eu estava te procurando - Kate e Megan, puderam ver o brilho no olhar dele, quando ele olhou para Lillian.

- Oi Sev! - Ela disse, então ele olhou para as outras duas garotas que cochichavam alguma coisa entre elas - Ah, essas aqui são Megan e Kate!.

- Prazer, Snape - Disse Kate.

- Como você me conhece? Eu não te disse meu nome! - Ele a olhou desconfiado. E Kate acabou levando um tapa na cabeça, de sua amiga.

- Aí, não precisa agredir! - Ela voltou seu olhar para Snape - Como eu te conheço eu não posso dizer! - Com isso ela levou outro tapa da amiga - Quer parar, vai ser pior pra você depois!.

- Boca aberta! - Ela resmungou.

- Eu né! - Ela revirou os olhos e entrou na sala.

- Não liguem pra ela, ela é assim mesmo!.

- Ainda me pergunto, como ela me conhece? - Perguntou Severus.

- Adoraria lhe dizer, mas não posso! - E com isso ela também entrou na sala.

- Esse pessoal de Ilvermorny, são muito estranhos! - Ele disse para Lillian.

- Achei elas super legais!.

A TARDE...

O quarteto estava sentado de baixo da árvore do jardim da escola, Vitor estava ouvido música, John estava encostado no tronco da árvore olhando as pessoas que passavam na frente deles, e Megan estava mexendo no cabelo de Kate, essa que estava com a cabeça deitada nas pernas da amiga.

Eles estavam tranquilos lá, sem problemas nenhum, até ouvirem barulhos de feitiços e risos, os quatro olharam para o amontoado de pessoas que se formava em volta de alguém, eles se entre olharam e foram ver o que estava acontecendo, quando viram o que estava acontecendo, ficaram surpresos.

Quatro garotos da grifinoria estavam azarando Snape. John os chamou e sussurrou uma azaração para cada um, eles foram cada um pra um canto e apontaram suas varinhas cada um pra um dos garotos.

 - Pepper breath hex - Sussurrou Kate apontando sua varinha para um garoto de cabelos longos enrolados. Ele rapidamente soltou a varinha no chão e levou as mãos na garganta, essa estava queimando, como fogo em brasa.

Horn tongue hex - Vitor sussurrou apontando a varinha para um garoto gordinho. Ele deixou a varinha cair e colocou sua língua para fora, essa estava com espinhos.

Trip Jinx - Megan sussurrou apontando a varinha para um garoto que tinha o rosto todo machucado e uma aparência horrível. Quando ele foi dar um passo para trás acabou tropeçando nos próprios tornozelos.

Jelly-Legs Jinx - Sussurrou por fim John, com a varinha apontada para o garoto de cabelos rebeldes e de óculos. Suas pernas começaram a bambear imcontrolavelmente.

Depois desse feito, os quatro saíram do meio dos outros alunos o mais rapido possível e voltaram onde estavam, fingindo que nada tinha acontecido.

Após o tumulto ter sido desfeito, Lillian e Severus foram até os quatro conversar.

- O que aconteceu lá no meio daquele tumulto? - Megan perguntou como se não soubesse de nada.

- Os marotos! Aprontaram com o Sev de novo, mas eles foram azarados por alguém! - Explicou Lilly.

- E vocês sabem quem foi? - Perguntou Vitor.

- Não... vocês não viram, o que aconteceu lá?.

- Não! - Eles responderam juntos.

Então Lillian explicou em detalhes o que tinha acontecido, sobre as azarações e como os quatro garotos tinham ficado.

- Deve ter sido ilario! - Comentou Kate forçando uma risada.

- Foi perigoso, isso sim!.

- Lils, pelo que eu entendi, eles mereceram! - Megan falou.

- Sim, mas foi perigoso!.

- Eu não achei! - Disse John.

- Eu também não! - Os outros três concordaram.

- Ah, deixa quieto, Sev eu vou até a biblioteca, você vem? - Ele concordou e foram juntos até a parte de dentro do castelo.

- Ele gosta dela! - Megan e Kate disseram juntas.

- Como sabem?.

- Vitor, repara no jeito que ele a olha! - Megan disse.

- Isso não quer dizer que ele goste dela!.

- Quer sim, porque você olha assim pra Kate até hoje e você gosta dela! - Disse John, mas acabou recebendo um tapa na nuca da garota.

- Eu ainda estou aqui tá!? - Ela ralhou. 

- Então saia daqui! - Disse Megan entre risadas.

- Talvez depois! - Ela então se virou para John - Como você sabia dessas azarações?.

- Eu vi em um livro da biblioteca, tinha ido lá procurar alguns livros e encontrei um que tinha essas azarações!.

- Podíamos tê-los machucado! - Disse Megan.

- Mas nós os machucados, Meg! - Respondeu Kate.

- Ah é!.

- Mas vamos concordar, foi merecido! - Disse Vitor.

- Sim, mas não vamos nos esquecer do que acontecerá ano que vem com eles! - Disse John.

- O que?.

- Lembra no livro das relíquias da morte? Nas lembranças do Snape, a parte que fala de quando os marotos penduram ele de ponta cabeça no quinto ano, depois dos N.O.M.S, eles o penduram de ponta cabeça no ar e tiram sua calça, e que quando a Lillian vai o ajudar, ele acaba a chamando de Sangue-ruim, sem querer! - Explicou Kate.

- Nós vamos impedir isso? - Perguntou Megan.

- Não custa tentar!.

- Vamos empedir isso, só disso que eu sei!.

- Vamos tentar!.

- Tá, agora vaza daqui, se não disse que ia sair daqui depois!? - Perguntou Megan enquanto ria da cara da amiga.

- Vou mesmo! - Ela se levantou e foi na direção de dentro castelo, entrando no mesmo. Os amigos apenas riram do feito dela.

E assim foi o primeiro dia de aula dos quatro, com novas amizades e novos divertimentos, além de terem descoberto uma missão, impedir que os marotos façam mal a Snape.




Notas Finais


Azaração: da Perna-Bamba

Descrição: Faz as pernas do atingido bambearem incontrolavelmente. Azaração que só cessa até um contra-feitiço ser utilizado.
Em inglês: Jelly-Legs Jinx.

Azaração: Pimentatus

Descrição: Faz com que a garganta e boca do oponente queime com fogo em brasa.
Em inglês: Pepper breath hex.

Azaração: Língua de Espinhos

Descrição: Efeito desconhecido. Provavelmente intensificaria as armas da vítima, quem sabe até literalmente, pondo espinhos em sua língua ou faz com que a vítima não consiga conjurar feitiços pois ao falar a pessoa sente uma dor muito forte.
Em inglês: Horn tongue hex.

Azaração do Tropeço

Descrição: Faz o oponente tropeçar no próprio tornozelo.
Em inglês: Trip Jinx.

Gente são essas as descrições detalhadas das azarações...
Eu espero de coração que vocês tenham gostado, não esqueçam de comentar tá...
Bjs Lufanos e até o próximo capítulo😄😘💛💛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...