1. Spirit Fanfics >
  2. Hold Me >
  3. Prólogo

História Hold Me - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, gente. Essa é a minha primeira fanfic postada aqui, sou leitora do site há anos, e postar minha história aqui, me causa um misto de frio na barriga e insegurança. Deixo claro que eu não sou uma escritora perfeita, então não esperem perfeição da minha história. Mas de qualquer forma, eu espero agradar vocês!

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Hold Me - Capítulo 1 - Prólogo

Seus pés descalços caminhavam com delicadeza por um dos corredores da mansão dos Hawley, um dos únicos a ser praticamente inabitado por eles, a garota pôs então a mão em seu bolso e arrancou uma chave dali destravando a porta a sua frente, e entrou em um lugar empoeirado, a mercê de ninguém.

Aquele dia ficou marcado como o dia em que descobriu um refúgio.

Maya esperava todos os dias o momento depois do almoço que os senhores da casa estivessem fora para desfrutar do seu refúgio. Naquela tarde ela pisou rápido os degraus e chegou ofegante no local e encostou a porta, preparando-se para poder então fazer o que fazia de melhor. Dançar. A garota então ergue seus braços balançando-os, e passando a fazer o mesmo com seu quadril, em um ritmo lento e deu um giro, encarando sua imagem no espelho e notando como seu cabelo bagunçava, e passou a repetir os mesmos movimentos, dessa vez com mais agilidade. Seu quadril movia-se em um ritmo mais acelerado enquanto ela era tomada pelo ritmo.

Ela estava tão dispersa que não notou que alguém havia entrado ali e que ela o fascinava, os olhos de Richard estavam hipnotizados com que encontrou, ele acreditou que ela parecia um anjo em forma humana, mas se ela fosse realmente um anjo, o que via poderia ser um espectáculo divino?

A música alta inebriava seus ouvidos enquanto ele apoiava seu corpo a parede e olhava fixamente para ela.

A garota interrompeu seus movimentos e apoiou suas mãos sobre o espelho, seus olhos haviam acabado de notar a presença de Richard e encaravam ele pelo reflexo do espelho, temerosa.

— Não deveria estar aqui —  Richard disse baixo, mais de maneira sedutora, caminhando em passos lentos até ela e colocou sua mãos nas suas costas. Maya arfou. Virando seu rosto para o rapaz. Fitando suas olhos azuis.

— O que eu devo-te dizer, então? — Ela devolveu no mesmo tom, ficando de frente para Richard e erguendo seu rosto para encará-lo.  

Richard a ignorou, encostando sua mão na cintura dela, fazendo ela lhe olhar de maneira inusitada.

— Dança comigo — Richard sussurrou ao pé do seu ouvido e depois a encarou de maneira sugestiva. Maya correu seus dedos em uma linha na pele descoberta do rapaz - ato que  causou cócegas nele - e pousou as mãos em seus ombros, juntando seus corpos. Os pés deles começaram a se movimentar lentamente, enquanto um fitava o outro de um jeito penetrante. Até Maya ir se perdendo dentro das íris azuladas de Richard, enquanto balançavam em um ritmo lento.  Richard também estava estupefato, talvez fosse pela música alta ou talvez seria ela?  As dúvidas sumiram quando sentia a ponta de seus dedos tocarem a nuca da garota e também quando tomou seus lábios num beijo intoxicante e tão desesperador para os dois. Maya então fincou seus dedos nos seus ombros, enquanto a língua dele explorava toda a sua boca, deixando-a sem ar.

Richard a ergueu do chão, segurando-a pelas coxas, e beijaram-se com mais força, cheios de vontade, e acabaram-se por se chocar na parede e isso interrompeu abruptamente o beijo. 

Estavam ofegantes, o coração batendo como se fosse uma bateria, o sangue que pulsava dos dois era quente. E se encararam, ambos surpreendidos com o que haviam feito. 

—  Richard, — Maya encarou sua mão posta sobre o ombro direito dele. Seu olhar pairava sobre o rosto bonito do garoto enquanto a ponta de seu nariz estava começando a roçar no dele, aumentando mais ainda o desejo de beijá-lo novamente  — não dá... Não podemos continuar com isso. Savannah é minha melhor amiga! — Maya suspira abaixando seu rosto, encostando sua testa no peito do rapaz. Ele a abraça apertado, sentido culpa também.


Notas Finais


Richard é o irmão de Thomas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...