1. Spirit Fanfics >
  2. Hold My Hand - Jikook >
  3. Perfeito

História Hold My Hand - Jikook - Capítulo 3


Escrita por: e ippanema


Notas do Autor


A quarentena tá um tédio só...

💚🌴(Boa Leitura) 🌴💚

Capítulo 3 - Perfeito


Fanfic / Fanfiction Hold My Hand - Jikook - Capítulo 3 - Perfeito

CAPÍTULO TRÊS

PERFEITO

─ Oi, hyung. ─ Jungkook lhe abriu um sorriso tímido, todo suado, carregando uma bolsa lateral esportiva pelo ombro esquerdo.

─ Entra... ─ O menor lhe deu passagem, sem jeito.

Não esperava que Jungkook fosse em sua casa naquele dia, não que não fosse comum. Na verdade, aquela casa já era praticamente dele também. Mas, normalmente, em dias de jogos e treinos, principalmente quando de vitória, saía para festejar a noite todinha e voltar o regaço pra facul no dia seguinte. Assim que o jogo acabou, uma multidão se amutuou no talentoso Jeon, Jimin saiu de fininho, mas orgulhoso de seu menino. Sempre que podia ía assistir os campeonatos que ele participava, por muita manha do mais novo, para lhe apoiar. No fim, Jungkook saía pra jantar com os amigos e encher a cara mas ele estava ali. Ele estar ali lhe surpreendera.

─ Parabéns pelo jogo, hm, você foi ótimo. ─ Elogiara seu menino com um pouco de desconforto, afinal era difícil se passar de "tudo bem" quando não estava. E além de tentar esconder o rosto inchado do choro recente, Jungkook lhe conhecia bem para saber que tinha algo errado, ou pelo menos ele esperava que ele conhecesse. Esperava isso por duros dois anos.

─ Obrigado, hyung. Quando você está na arquibancada eu me sinto muito feliz e motivado, todas as cestas eu fiz por você. ─ Deixou aquele sorriso encantador transparecer e Jimin se derreteu todinho. Ele podia até ter uma figura de durão lá fora, mas na casa do Park era tão melodramático e fofo que podia fazer parte de um dorama baita clichê. Mas Jimin amava.

─ Você é um doce, meu amor. ─ Se aproximou do rapaz mais alto para depositar um beijo casto nos cabelos pretinhos e o moreno lhe puxou pela cintura, fazendo-o sentar-se em seu colo. Jimin fez uma careta e depois riu. ─ Eca. Suor.

─ Preciso de um banho, hyung. ─ Disse com um beicinho fofo e o Park beijou lá. ─ Eca, agora você me fez sentir o meu próprio suor.

─ Não é como se você não estivesse acostumado. ─ Piscou e o menino corou.

─ Hyung! Como você é pervertido! ─ Esbravejou vermelhinho e o acinzentado gargalhou.

─ Tem roupas suas do lado direito do guarda-roupa, você sabe. Vou fazer o jantar, quer? ─ Saiu de cima do mais novo e andou para a cozinha.

─ Quero, hyung.

Jimin apenas concordou de longe, de frente para a pia, cortando algumas guarnições. Ele era tão amorzinho dentro de casa, porque não poderia ser fora também? Pensar nisso fazia-o desanimar, era como uma balança, onde ora um lado estava leve e tranquilo com a vida só pelo fato do Jeon lhe chamar de hyung tão melosamente, outrora por ignorar totalmente a existência de afeto no campus. Eles não seriam os primeiros nem os últimos a se assumirem ali, mas, se Jeon não estava preparado para isso, não o pressionaria.

A tristeza voltou a lhe atingir e quando o mais novo desceu, todo pomposo e cheirosinho, comeu totalmente em silêncio, como se estivesse indisposto, escutando as falácias de Jeon de como tinha sido seu dia.

No fim, Jungkook lavou a louça enquanto ele tomava a ducha rapidinha pra não dormir fedorentinho e grudento. Pegara uma das camisas do rapaz, como habitualmente fazia, e vestira como pijama para sentir-se mais confortável. Ligou o ventilador e organizou a cama direitinho para que quando Jeon chegasse, simplesmente capotar e dormir. Afinal, ele havia gasto todas as suas energias no jogo, certo?

Se deitou todo esparramado, decidido a checar as redes sociais enquanto o menino não chegava. Pegou o notebook de cima da cômoda e o colocou sob o colo, incomodado com a luminosidade da tela no início, mas logo acostumou-se. Não tinha nada fora do hábito nos feeds: muito photoshop, bebidas e hashtags. Não queria ser o tio chato que reclamava de que as coisas no seu tempo não era daquela forma só porque ele não fazia aquelas coisas. Deixaria os jovens festejarem como bem quisessem e resolveu abrir pela última vez antes de apresentar, seu TCC em PDF.

Era enorme, mas Jimin era perfeccionista demais para se deixar passar um errinho sequer antes de entregar. Não podia falhar, não mesmo. Embora já tenha lido, pelo menos, umas quarenta vezes, só naquela semana, queria se certificar que estava tudo em ordem, de novo.

Ouvira a porta ser aberta e carregara o olhar até o rapaz alto, de meias trocadas e blusa larga. Engatinhou até a cama de seu hyung e tirou-lhe o computador de vista, tomando os lábios bonitos antes que ele protestasse.

Jimin nem viu quando suas roupas foram arremessadas para o chão já que estava à total mercê do corpo de Jeon grudado ao seu. Não tinha como recusar uma foda quente antes de dormir, até porque, aqueles dias estavam sendo muito estressantes pra pouco relaxamento. Mas a mente de Jimin não o abandonou.

O que mais gostava no garotinho safado era o fato de comandar praticamente todos os movimentos, e por isso a maioria das vezes ficava em cima. Adorava rebolar com força e cavalgar como se sua vida dependesse disso até suas coxas e o quadril de Jungkook ficarem vermelho cor de sangue.

Tinha resmungando algo como "não estou no clima" mas o mais novo pouco ligou e continuou a estimular o namorado, achando que era só manha. Jimin se entregou, de qualquer forma, mas resolveu deixar o trabalho para Jeon, que lhe estocava enquanto suas pernas circulavam a cintura fininha do rapaz.

Entre os lençóis suados e a cabeça apoiada no travesseiro, Jimin tinha os olhos fechados e as recentes inseguranças não saíam da mente. Chegou um momento que ele não aguentou mais a tensão e sentiu o pênis deseretar, céus.

─ Jeon, p-para... ─ Empurrou o peitoral do moreno. ─ E-eu não quero mais.

Jungkook que também tinha os olhos fechados, aproveitando os apertos que seu hyung dava em volta de si, faziam-o ir ao inferno e voltar, abriu os olhos ao ouvir o pedido do mais velho.

─ H-hyung... ─ Quando o olhar do rapaz abaixou para ver qual o problema notou o pinto insatisfeito do namorado e arregalou os olhos, aquilo nunca tinha acontecido. Estava fazendo errado?

O acinzentado lhe empurrou pro lado e correu pro banheiro e se trancou lá. Jungkook estava transtornado. Não que aquilo não fosse comum pra um passivo, que, na verdade, era bastante difícil se concentrar na ereção em si, mas Jimin ers todo fogoso, quentinho e cheio de tesão. Podia jurar que as veias do Park extravasavam mais que as suas só pelo fato de estar dando. Aquilo havia sido muito estranho.

Cansado de esperar, voltou a se vestir e se deitou pro lado oposto da cama, encarar o namorado depois disso seria muito constrangedor para os dois. Quando ouviu a porta do banheiro se abrir lentamente, fingiu estar realmente dormindo e seu corpo gelou em nervosismo. Sentiu o colchão afundar atrás de si e as costas de Jimin se encostarem com as suas, o coração palpitou de maneira falha.

De fato o aclamado Jeon estava se sentindo falho por ter feito o namorado broxar. Porque, depois de passar a vida inteira recebendo elogios de perfeito, não poderia falhar daquela forma, poderia?

(...)


Notas Finais


Me desculpem a falta de comprometimento aqui. Tentarei melhorar 😊💜

💨 Mais Fanfics Minhas 💨

Azar - Taegi
Link: https://www.spiritfanfiction.com/historia/azar--taegi-17293524

Meu Nome É Yoongi
Link: https://www.spiritfanfiction.com/historia/meu-nome-e-yoongi-18463468

💨 One shots 💨

Bunny - Jikook
Link: https://www.spiritfanfiction.com/historia/bunny--jikook-16291091

Tradutor - Namjin
Link:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/tradutor--namjin-16431135


Muito obrigada por ler 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...