História Hold on - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Tags Drama, Hentai, Naruto, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 128
Palavras 1.368
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura bebês!

Capítulo 6 - CARTA 6 - Procura-se


Fanfic / Fanfiction Hold on - Capítulo 6 - CARTA 6 - Procura-se

Já estou em Konoha a três semanas, hoje são 17 de fevereiro e nada da nova carta ou de Naruto. Nesse tempo fui atrás de todo mundo que poderia me falar o paradeiro de Sakura, mas todos diziam que ela havia saído em missão para uma viagem de estudos e que não recebiam mensagens dela e nem sabiam quais os destinos dela, ou seja, somente eu estava recebendo cartas. Como uma ninja tão importante poderia simplesmente sumir e ninguém se preocupar, isso está me enlouquecendo.

Decido ir para o lago do distrito para esparecer. Me deito à sombra de uma árvore e observo as nuvens do céu, eu sempre fazia isso para tentar acalmar meus pensamentos. 

 

- Às vezes eu queria ser uma nuvem. - ouço alguém dizer.

- Por quê? - pergunto

- Pelo simples fato de não ter preocupações, estar lá em cima e ser guiado pelo vento. Seria maravilhoso! - disse parando ao meu lado e se sentando - Ela voltou para a vila apenas uma vez depois que saiu em missão. 

- Quando? - perguntei me interessando no assunto. 

- No início de agosto, ela estava diferente pelo o que pude perceber, mas não sei ao certo o que havia mudado nunca fui muito amigo dela. - Shikamaru disse olhando o céu. 

- Diferente como? 

- Eu não sei, notei também que a marca de seu selo estava mais clara, sempre foi um lilás de tom vibrante. Ela procurou Tsunade-sama e em dez dias partiu novamente. Desde então ela não volta e não se comunica com ninguém. Não sei se o Hokage recebe notícias...

- Ele não quis abrir o bico pra mim. - falei com raiva - Ela me envia cartas, já tem mais de um mês que recebo ou tenho que encontrar. 

- Encontrar? - ele pergunta

- Sim, ela escreve enigmas e eu tenho que desvendá-los para saber para onde ir, só então encontro as cartas.- contei.

- E o conteúdo dessas cartas... - continuou

- Ela conta tudo o que passou, fala dos nossos momentos quando eramos um time, lembra de momentos comigo.

- Eu posso dar uma lida nessas cartas? Talvez descubramos onde ela está...

- Vamos. - me levantei seguindo caminho para a minha casa.

 

Quando chegamos em minha residência a Katsuyu estava na entrada. 

 

- Sasuke-san, trago-lhe uma mensagem de Sakura-sama. Pegue-a! - ela disse indo direto ao ponto. 

- Você sabe onde ela está Katsuyu? Preciso que me diga! - falei pegando a carta que estava amarrada ao seu corpo. 

- Não posso dizer, ela me pediu segredo e eu cumprirei. Apenas leia. Até. - ela desapareceu desfazendo a invocação. 

- Merda! - a raiva me consumia - Vamos entrar. - disse para Shikamaru.

- Você vai ler essa enquanto eu leio as outras. Talvez eu veja pistas que você não viu. 

- Não diga nada para ninguém, nem mesmo ao Naruto, ele não entenderia algumas coisa que aconteceram. - lhe disse de forma séria. 

- Fique tranquilo, serei discreto. 

 

Subi para o meu quarto e peguei as outras cinco cartas para que ele pudesse ler. Sentei-me em uma das poltronas enquanto ele estava no sofá e comecei a ler a sexta carta. 

Esconderijo Norte - Fevereiro, 15. 

 

Olá Sasuke, 

 

       Sei que demorei para lhe enviar esta, me perdoe. Não fique com raiva por Katsuyu não lhe dizer nada, ela realmente não sabe, apenas fez o que eu lhe pedi. Sei que andou me procurando, não adianta, ninguém da vila sabe onde eu estou. 

       Essa carta vai ser menor, não tenho muito o que dizer. Quero esclarecer algumas coisas que talvez você esteja pensando. 

1º- Escrevo as cartas para poder mostrar pra você o meu lado. Mostrar o que senti, o que sofri e as atitudes que tomei.

2º- Faço os enigmas e faço você viajar para passar pelos lugares que foram importantes para mim em momentos que marcaram a minha memória quando estava com você. 

3º- Eu não tive nenhum outro depois de você (só para dizer mesmo, você nem deve se interessar nisso).

4º- Estou viajando para estudar para desenvolver um antídoto de um veneno terrivelmente raro que causa uma doença degenerativa, e as ervas são difíceis de encontrar além de serem originárias em diferentes países, fora a incerteza de que dará certo. 

         Esses são os motivos!

         Mudando de assunto, como está sua estadia na vila? As pessoa já se acostumaram com a sua presença? Não se preocupe logo elas te olharão como um cidadão, que é o que você é, além de um shinobi de Konoha e herói da guerra. 

         Estava pensando durante esses dias, como seria a nossa vida se você tivesse me dado uma chance e não tivesse partido na primeira vez. Será que estaríamos casados? Será que formaríamos uma família? Ou será que continuaríamos como colegas de time e o meu amor por você teria se perdido no tempo? Essas perguntas vagaram pela minha mente, não que eu não tivesse pensado nisso antes, mas é que pensar nisso agora parece trágico com um ar de ironia do destino, entende?! 

         Quando pensei nesse assunto anteriormente eu fiz uma pequena loucura, espero que não me odeie, sei que será útil. Para saber do que estou falando dê uma olhada em umas caixas que estão no porão da sua casa. Aceite o presente e não jogue nada fora, N-A-D-A!

          A próxima carta chegará em dois dias após o recebimento desta, com Naruto. 

Sakura Haruno.

 

Ótimo, ela esclareceu algumas coisas mas as minhas dúvidas são em maior número do que ela esclareceu. Preciso ver o que ela me deixou de presente no porão. Me levanto seguindo para a porta que dá acesso ao porão, deixando Shikamaru lendo as cartas, pelo o que vi ele já estava na terceira. Desço as escadas e me coloco a procurar as caixas, as encontro em um canto, havia escrito em letras grandes "PARA: UCHIHA SASUKE", com certeza são essas caixas. Com um pouco de dificuldade desço a caixa que estava sobre outra e abro, são porta-retratos brancos e delicados mas sem fotos, alguns papéis de parede com o simbolo do clã, e prateleiras para se montar, tudo era novo. Abri outra caixa e havia roupas, roupas infantis, desde recém-nascidos até uniformes ninja, tanto para menina quanto para menino, e todas as peças havia o simbolo do clã bordado nas costas e em algumas, na frente. Eu não estava entendendo mais nada. Abri outra caixa, nela havia enxovais em rosa claro e em verde. Abri então a terceira caixa e nela havia brinquedos, ursos de pelúcia e algumas almofadas. E a quarta e última caixa era bem grande, abri e dentro havia o que me deixou de olhos arregalados. 

"Estes berços são para montar quando você tiver seus filhos. É meu presente para eles, assim como tudo o que há nas outras caixas. Aceite-os!

S.H"

 

Essa maluca tá achando que vou ter filhos e ela não vai estar aqui? E porquê ela comprou isso tudo agora? Quanto mais eu penso que as coisas estão ficando claras, mais eu me afundo no meio da escuridão das dúvidas. Escuto Shikamaru me chamar e subo para a sala novamente. 

- O que foi? - pergunto impaciente. 

- Eu que pergunto. Qual o seu problema de transar com a Sakura e no outro dia desaparecer? - me olhou com ódio

- Isso não lhe diz respeito. Leu a última? - perguntei

- Li todas, e confesso que te acho um grandíssimo idiota! Onde você estava? - ignoro o que ele disse.

- Vou te mostrar o que a Sakura fez. - o levei até o porão

- Não estou acreditando. - falou surpreso - Cara essa situação é bem problemática, vamos ter que iniciar a  missão "Procura-se Sakura Haruno" e para isso vamos precisar do Naruto. Vamos esperar ele chegar e até lá eu vou pensando e analisando melhor as cartas. Talvez descubra sobre o paradeiro dela. 

- Não tem outro jeito mesmo. Pode levar as cartas. 

- Até mais. Vou indo nessa. 

- Até. 

 

Ele saiu e eu fiquei ainda observando todas aquelas coisas de criança. Se eu for ter filhos vai ser com aquela irritante de cabelos rosados e olhos verdes. 


Notas Finais


Comentem!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...