História Hold on - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Tags Drama, Hentai, Naruto, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 310
Palavras 1.030
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Então, estamos chegando a reta final da fic, creio que serão no máximo 10/12 capítulos. Tenho outro projeto em mente mas contarei só depois... Vamos saber de algumas verdades.


Boa leitura.

Capítulo 7 - CARTA 7 - Enfermidade


Fanfic / Fanfiction Hold on - Capítulo 7 - CARTA 7 - Enfermidade

Olá Sasuke, 

 

       Quero te contar o motivo da minha viagem. Como uma médica ninja meu objetivo é salvar vidas, independente do paciente ser inocente ou culpado. Em uma missão que fiz alguns meses antes de nos encontrarmos, eu estava sozinha e acabei ferindo gravemente um bandido, ele me implorou pela vida e eu tentei ajudá-lo porém ele vendo que não sobreviveria injetou um veneno em mim. 

        Eu nunca senti uma dor tão intensa como naquele momento, sentia o veneno se espalhando, um líquido viscoso de cor acobreada. Tentei usar o meu Byakugou mas parece que o veneno foi feito exclusivamente para mim, o jutsu não funcionou. Antes de desmaiar consegui chegar na vila e falar com Tsunade-sama, mas nem ela e nem Shizune já tinham visto algo assim. Colhemos uma amostra de sangue para tentar analisar, e ficamos nessa pesquisa durante um tempo até termos ideia do que poderia ser usado para fazer um possível antídoto. Foi então que parti para colher os ingredientes, nessa viagem que acabei encontrando com você. 

         E desde então eu tenho tido alguns problemas em conseguir encontrar os ingredientes, mas não é só isso, eu descobri que a ação do veneno no meu sangue gerou uma doença degenerativa, hoje eu já estou em um estágio avançado e minha reserva de chakra já se desfez, não tenho muito tempo de vida. 

         A vida é um mar de ironia não é mesmo? A melhor kunoichi médica do mundo shinobi não pode se curar. Acontece...

      Naruto não sabe onde eu estou, ele recebeu a carta por estar perto de onde me encontro, e era mais fácil enviar Katsuyu. Não faça nada com ele, Hinata está grávida e não pode ter aborrecimentos. Tsunade-sama também não sabe onde eu estou, não vá importuná-la em seu descanso. 

       Você receberá mais uma carta, nela eu contarei mais uma verdade não saia da vila até recebê-la. É extremamente importante.  

Sakura Haruno.

 

Eu não estou acreditando no que os meus olhos estão lendo. Isso só pode ser mentira. ELA VAI MORRER! 

- Ela vai morrer - digo em um fio de voz. 

- O que?

- Ela vai morrer Naruto, ela está muito doente e tem pouco tempo de vida. - caio sentado no sofá

- Não, você está brincando com a minha cara Teme - riu de nervoso - Você está brincando não é? - me olhou com os olhos azuis lacrimejando. 

- Não. 

- Eu... É... - andou de um lado pro outro com a mão direita no peito - Eu não acredito. Onde ela está? Precisamos encontrá-la e achar alguém que possa curá-la, a Vovó pode curar a Sakura-chan não é mesmo? Claro que pode! Eu vou atrás dela. - eu o segurei. 

- Não adianta Naruto, ela disse que já tentou de tudo, até Tsunade e Shizune tentaram. Não tem mais jeito, o estágio da doença já é avançado, não dá para reverter. - digo e ele senta ao meu lado. 

- Eu vou encontrá-la, ela não vai morrer sozinha, me recuso a aceitar isso! 

- Shikamaru está tentando encontrar pistas de onde ela está e ela disse para esperarmos a próxima carta aqui na vila. É melhor aguardarmos pois pode haver alguma informação mais importante e que nos ajude. 

- Tá... Então eu vou pra casa... Pensar em algo - levantou-se meio desnorteado - Até Teme. 

 

Nem consegui me despedir dele, subi para o meu quarto, deitei na cama e peguei a foto do nosso time. Chorei, chorei como se a dor que eu estava sentindo fosse ser arrancada do meu peito. Como eu pude deixá-la, eu a magoei tanto e agora não há nada que eu possa fazer, ela sempre cuidou de mim mesmo eu não merecendo nenhum pingo do amor avassalador que ela sempre sentiu por mim. Eu sou um monstro!

Acordei assustado, sonhei que a havia encontrado cheia de sangue e vi a vida deixar seus olhos. Que angústia, que dor no meu peito, eu vou enlouquecer. Ainda estou sem acreditar que ela está morrendo, justo agora que eu pensei em reconstruir meu clã ao seu lado, de poder fazê-la sentir todos os bons sentimentos, de poder me redimir com ela. Eu não vou conseguir viver sabendo que ela se foi e eu não fiz nada, nem estive ao seu lado. 

Me levanto e vou para a casa do Shikamaru, quem atende a porta é Temari com a barriga saliente de uma gestação pela metade. Todos já estão com suas famílias em formação e eu deixei tudo o que eu tinha escapar por entre os meus dedos.

- Ela vai morrer Shikamaru. - disse assim que o vi entrar na sala. 

- Naruto me contou. Nós vamos encontrá-la! Preciso da carta que você recebeu e precisamos aguardar a última, sei que você concorda. - falou e eu entreguei a carta em suas mãos.

- Estou tão sem chão, parece que algo segura o meu coração o apertando com todas as forças. Não sei se consigo esperar a próxima carta. Eu estava disposto a casar-me com ela, a formar nossa família, a ser feliz ao lado dela. Agora não sei se posso viver, estou realmente sozinho. - desabafei enquanto ele lia. 

- Eu tenho algumas teorias, Naruto estava viajando para o norte, então esse esconderijo deve estar no norte, pelo o que li Tsunade e Kakashi não sabem onde ela está mas sabem o que havia acontecido na missão do envenenamento e provavelmente não sabem de vocês dois e por último, com certeza a envenenaram por vingança, tanto por você ou até mesmo por ela. Como você sabe ela nunca negou seu amor por você.

- Eu sei. Precisamos da localização desse esconderijo, a questão é, por que um esconderijo?

- Eu também não entendo isso, deve que ela está querendo se proteger dos amigos do bandido que a envenenou.

 

Me despeço e pego a carta e volto pra casa, vou para o porão observar todas aquelas coisinhas de criança, ela realmente pensou em tudo. Sabia que iria morrer e resolveu me dar esperança de reconstruir o clã.

 

 

Duas semanas depois...

 

Estava deitado em meu quarto, quando um falcão pousa no parapeito da janela. A última carta...


Notas Finais


Uuuuuuuh comentem...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...